Cartas do Passado

Cartas do Passado Lucy Vargas




Resenhas - Cartas do Passado


23 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Biia Rozante | @atitudeliteraria 16/11/2020

Amei... Amei e Amei...
Luiza Campbell está desempregada, enfrentando uma crise financeira complicada, e sozinha. Sozinha já que sua mãe e padrasto moram na Austrália e ela em Londres. Recém-formada em museologia, as portas parecem não se abrirem, até que recebe uma proposta irrecusável para alguém em sua situação, o que a leva a não questionar muito sua escolha em aceitar a proposta e ir morar no norte da Inglaterra para trabalhar como digitalizadora e restauradora de documentos em um castelo que estava em ruinas.

O castelo em questão sempre pertenceu a família Warrington, e foi um dos castelos mais belos e toda a Inglaterra, e que inclusive era tido como uma fortaleza por seus inimigos. Porém, após o falecimento precoce de seu último legítimo conde – Jordan Devin Warrington, em 1426 o mesmo acabou sendo abandonado. Jordan não tinha herdeiros, e as pessoas que acabaram assumindo a herança, liquidaram o patrimônio, trazendo caos para as famílias/arrendatários que dependiam do conde. Agora em 2012 estão o restaurando para torna-lo um museu e hotel, e Luiza ficou com a incumbência de separar, organizar e colocar em ordem cronológica, todos os materiais escritos recuperados – pergaminhos, documentos, cartas, livros de contabilidade e a história da família e da região. Ela também precisaria elaborar textos sobre os antepassados da família para a galeria de fotos e site do castelo. Mas o que de fato chama a sua atenção são as caixas doadas por um anônimo, intituladas como conteúdo pessoal de J. D. Warrington, ou seja, o conde de Havenford.


“(...) Quando você vive para contar a história, sempre haverá alguém para escutá-la. Como você acha que os bravos nascem? Alguém precisa contar.”
Ao contemplar aqueles escritos foi impossível para Luiza não sentir o quanto as palavras do conde eram um derrame de sua alma, um homem com muitas responsabilidades, que amava as pessoas de sua região, porém marcado por um passado sofrido e repleto de perdas. Despretensiosamente em um momento mais vulnerável, Luiza escreve uma carta resposta para o conde, ela compreende a loucura da situação, sabe que ele jamais receberia tal, mas ainda assim sente que de alguma forma fez algo bom para aquele coração cansado e no dia seguinte contempla uma resposta do mesmo. O impossível teria se tornado possível? Ou tudo não passa de uma brincadeira de alguém que está trabalhando no castelo?

As correspondências seguem primeiro para tentar descobrir a verdade sobre, e segundo pela conversa se tornar irresistível, eles criam um vínculo, um sentimento perigoso e poderoso, que não tem explicação, nem chance de ir para a frente, eles estão a séculos de diferença e a única explicação que parece plausível é a loucura e a carência. Até que uma tempestade torrencial atinge o castelo, e vira tudo de ponta cabeça.

Uau... Eu preciso muito falar o quanto CARTAS DO PASSADO me surpreendeu e me levou por uma viagem repleta de emoções, ação, aventura e romance. Na minha cabeça, mais que ler, era como ver um filme, com todos os elementos necessários, personagens cativantes e apaixonantes, cenários de roubar o folego, um enredo/roteiro que prende, que cativa o leitor/espectador e que você termina com aquela sensação de quentinho, de poder sonhar, de que o impossível é possível para aqueles que ousam se entregar e viver sem medo do inesperado. Sim, se ainda não ficou claro eu AMEI.

Cartas do Passado é um romance com viagem no tempo. Aqui conhecemos primeiro a Luiza uma jovem com vinte e seis anos buscando trilhar seu próprio caminho, mas que se encontra sem oportunidades, até que o trabalho no castelo aparece e ela fica muito tentada, pois ela está sem dinheiro e o trabalho oferece moradia e alimentação. Assim ela parte pro norte da Inglaterra meio que no escuro, ela não conhece a história do castelo, nem o que ele significou um dia. Por isso quando ela chega, toda a imponência do lugar já atraí sua atenção, ainda que o mesmo não esteja em todo seu potencial, o castelo é deslumbrante. Ela acaba tendo como local de trabalho a biblioteca, que um dia foi o escritório do conde, portanto, ao ler seus escritos, provavelmente onde eles foram escritos, trazem uma familiaridade, e uma intimidade, que parece criar uma linha invisível os conectando.


“Luiza não fazia a menor ideia do que estava causando. As consequências que ocupavam sua mente eram completamente diferentes das reais. Ela estava acreditando e, ao fazê-lo, comprometia-se sem saber. E mudava o que para muitos deveria permanecer intocado. De certa forma, o que fazia não era justo, dava esperanças ao impossível. E mudava o mundo de outra pessoa, criava expetativas, sentimentos e frustrações que não chegavam a lhe ocorrer.”
Jordan foi um homem forte, incrível, Justo, gentil, generoso, que lutava pelos que amava, mas que ficou marcado pela perda, algo trágico que o feriu profundamente e acabou ditando muito suas escolhas e a forma como ele viveu sua vida. Seus escritos acabam por contar muito da sua dor, das suas angustias e de tudo que ele gostaria de mudar. E essa fragilidade de um homem tão poderoso, faz com que Luiza fique tentada a responde-lo, obviamente que ela não espera uma resposta. Mas essa resposta acontece e a partir daí tudo muda.

Eu não posso esmiuçar o enredo em virtude das surpresas e dos spoilers. Mas posso te garantir que é uma história linda, sensível, muito bem construída e que CONVENCE o leitor de que tudo ali está de fato acontecendo. É palpável, é grandioso porque mescla emoções, te faz sorrir, chorar, torcer, sofrer... arrepia. Foi de fato uma leitura doce e especial, e que me deixou torcendo para ver adaptado para as telas.

Lucy Vargas me conquistou e eu quero sim conhecer mais e mais do trabalho da autora. Este é meu segundo contato com a escrita dela e foi maravilhoso conhecer essa faceta dela. Para mim até o momento é o melhor livro da autora e pelo que sei temos uma sequência – As Cartas da Condessa -, que estou torcendo para ser lançado também.

site: http://www.atitudeliteraria.com.br/2020/11/cartas-do-passado-lucy-vargas-editora.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



clarinha 12/08/2020

Maravilhoso
?Luiza está com a conta zerada e precisa de um emprego, então ela sai de londres, após aceita uma proposta de trabalho no findo da Inglaterra em um castelo medieval, onde está sendo preparador para ser um hotel, e ela tem que cuidar e catalogar os documentos antigos do local, e ignora como tudo no castelo esta abandonado, mas são messes documentos, que ela encontra um castelo que um dia foi majestoso, e um conde que estava o levando para glória no seu tempo. Tudo poderia ter sido diferente se o fim do Conde não fosse tão trágico.
.
?O conde de Havenford sofreu muito em sua vida, morreu jovem quando foi assassinado, seu povo caiu no abandono e o seu castelo devastado. Mas Luiza vai se perde no passado e no presente, e ela pode ser a única a salva-lo. Mesmo que isso pareça impossível, ela vai se jogar nisso de cabeça, e mudar tudo. Não quero me estende muito, ou posso conta demais, mas é um romance maravilhso!
.
?GENTE DO CÉU! Eu amei esse livro com todas as minhas forças, é uma história tão linda, envolver, emocionante, apaixonadamente, viva, e bela. Eu não conseguia para de ler até chegar no ponto final, chorei horrorosos mas amei também. Lucy tem um dom para escrever, e jogou todo esse talento nas páginas desse livro. Vocês precisavam conhecer Luiza e o Conde Havenford. E se apaixonar também!
.
?A escritora da Lucy é viciante, cheia de informação mas não deixa o livro com uma leitura densa e pesada, é uma leveza que nos faz ficar viciados. O modo que ela retratou tudo é belo. Os diálogos são apaixonantes, e divertidos. A química do casal, é intensa e vibrante. E bom, eu recomendo com todo o meu coração.
comentários(0)comente



Ana Taffy 30/10/2020

Deixa o coração quentinho
O que eu mais gostei é que esse livro, diferentemente da maioria dos romances, mostra os anos do casal juntos, ao invés de apenas mostrá-lo se conhecendo, ficando juntos, brigando logo em seguida e se reconciliando no final. Muito bonitinho, fofinho e ainda tem cenas bem descritas de ação.
A escrita é bem fluida e prende bem, li em dois dias!

site: https://www.passeandoemlivros.com.br/2020/10/cartas-do-passado-resenha-do-livro-de-lucy-vargas.html
comentários(0)comente



Sabrina Meire 17/01/2021

Meu amado lorde
Quote favorito: "Não há remédio que cure o amor, assim como não há nada que o extermine. E o meu amor será eterno, durará para sempre na lembrança, nos escritos, nas páginas da história. Alguém sempre se lembrará. E saberá que eu a amei mais do que a minha vida."

Cartas do Passado é um dos melhores livros que li da autora e, com certeza, um dos meus romances de época favoritos.
Lucy conseguiu colocar em palavras, com maestria, passado e presente. Interligando as aventuras e os mistérios que rondam a vida dos protagonistas. Uma trama sobre descobertas, sobre conexão e sobre um amor capaz de ultrapassar barreiras intransponíveis.

Todo o meu amor por essa história, por Luiza e pelo meu lorde, Jordan.
comentários(0)comente



Gllauce Brandão - @vicialivros 26/01/2021

Luíza é recém formada, está desempregada, sozinha e precisa de dinheiro. Recebe uma proposta de emprego e decide trabalhar num antigo castelo medieval no norte da Inglaterra. Seu papel é resgatar a história do conde de Havenford, lorde do castelo Warrington, que está totalmente abandonado, entregue às traças. O castelo será revitalizado para se tornar um museu e um hotel. O conde viveu no século XV e teve uma vida difícil, de muita luta e sacrifícios, casou-se com sua prima, não teve filhos e morreu jovem, assassinado. Ao ler as cartas do conde, Luíza acaba conhecendo e se envolvendo com a sua triste história. Só não esperava assistir a tudo tão de perto. Como um passe de mágica, Luiza agora terá a oportunidade de mudar o destino do conde e de todos ao seu redor, alterando o fim dessa história, e com ele, o seu passado, presente e futuro.
Trata-se de um romance com uma pitada de fantasia, com uma viagem no tempo, trazendo elementos místicos para justificar boa parte da trama.
A história traz um romance lindo, uma história surpreendente e deliciosa, cheia de ação e muita emoção. Chorei demais com o desfecho e fiquei com uma baita ressaca após terminar o livro. Não queria abandonar essa história. Foi uma leitura que não sosseguei enquanto não terminei. Mexeu comigo do início ao fim, quando entrei no castelo e vi a grandiosidade dessa fortaleza feita não só de muros, mas de pessoas caridosas, amigas e fiéis.
Os personagens me cativaram totalmente, a começar pelo Jordan e a Elene e, terminando com Devan e Luiza. Queria conhecer mais do novo conde e da sua história com a Luíza. Sinto que ficou essa lacuna, pois a vida do conde com a Elene predominou. Bem que a autora poderia escrever outro livro contando mais sobre os Warrington e o atual conde de Havenford.
A Elene era uma mulher forte, inspiradora e guerreira que admiro muito. O conde me conquistou desde sempre. Perfeito em tudo, um romântico por natureza que merecia ser feliz após tanto sofrimento. O seu maior legado não foi somente o nome Havenford, mas a sua generosidade e lealdade para com os seus. Ele era um verdadeiro lorde.
A escrita da autora não me deixou largar o livro até terminar. Ela apresentou elementos fascinantes que me prenderam à história do conde. Fiquei imaginando se aquilo poderia ser real e torcendo para que fosse e eu pudesse realmente vizualizar tudo. É o segundo livro dela que leio e continuo apaixonada.
Enfim, me despeço dessa história com o coração apertado de saudade e esperança de revê-los em algum outro momento. Livro devidamente favoritado, sem sombra de dúvidas, uma das melhores leituras que já fiz!
comentários(0)comente



Mell 29/03/2021

Livro maravilhoso, com personagens inesquecíveis, com mulheres fortes e decididas, o romance e a história são muito bem construídos. Só tenho que confessar que não gostei do final, mais amei todo o resto
comentários(0)comente



Lu Oliveira 09/08/2021

Poderia ser melhor...
"A história é boa... mas tem um tanto de enrolação no meio que poderia ter umas 30 páginas a menos que daria maior ritmo de leitura.
comentários(0)comente



Miih 30/06/2021

Maravilhoso
Livro maravilhoso
História perfeita. O amor de Devan e Luiza é completo e forte.
Me apaixonei pela coletânea das mais belas cartas de amor.
Gente... Que livro incrível. Leiam!!!
comentários(0)comente



crislane.cavalcante 22/07/2020

Para sempre meu J.D Warrington <3
Li esse romance em 2014/2015 e reli novamente agora em 2020 e posso dizer uma coisa: envelheceu muito bem. Senti novamente todas as emoções que senti quando li pela primeira vez: ansiedade pra saber em como a Luiza iria finalmente conhecer a história do Conde de Havenford, como ela iria conhecer ele e vivenciar esse romance, logo mais em como eles iriam vivenciar esse amor, como ela iria voltar ou se iria ficar definitivamente naquele século... Fiquei nesse ciclo (in)finito de ansiedade para que tudo desenvolvesse mas ao mesmo tempo me demorava em cada momento apreciando esses momentos únicos... Chorei novamente como se fosse à primeira vez porque é impossível não se emocionar nas últimas páginas. A Lucy realmente caprichou nesse Conde e nessa Lady atípica. Além disso, amor deles é tão bonito que você sente a força indescritível desse elo inquebrável que é a magia do amor verdadeiro, de almas gêmeas que estavam destinadas a se encontrarem. Tenho um carinho especial por esse romance,pois, foi um dos primeiros que li dessa autora tão talentosa e até hoje desejo que as histórias dos filhos do Conde sejam contadas um dia.
comentários(0)comente



Jhen 18/05/2021

Mas se for pra eu me apaixonar eu vou me apaixonar por você
Esse com toda certeza foi o romance de época mais diferente que eu já li. Ele foge extremamente do clichê, do início ao fim.
EU TO CHOCADA, PASSADA.

Tive tantos sentimentos durante a leitura, que ainda não sei como me expressar em apenas um pra defini-lo.

Teve momentos que eu achei algo muito louco, e ficava me perguntando o que estava acontecendo mas era uma confusão boa pq me prendia na história.
Em outros momentos eu ficava cansada e pensava que a autora já podia ter terminado a história, mas em seguida ela vinha com um 'bum' e mostrava que ainda tinha muitas coisas para rolar.
Outros em que eu me apaixonei tanto, que logo eu, senti vontade de viver um amor assim.
Mas foi o final, que me fez surtar... chorei de ódio, amor, fiquei desacretida, me apaixonei novamente mas até agora eu não sei o que sentir por ele. Queria algo diferente mas também gostei... Foi inesperado. Enfim... Estou vivendo nesse looping.

Se você procura um romance de época com uma história linda, divertida, emocionante, com uma mocinha MARAVILHOSA, FORTE e APAIXONANTE, um mocinho MARAVILHOSO, APAIXONANTE E QUE ARREBATA NOSSOS CORAÇÕES. Uma história que foge do clichê, que muitas coisas acontece e te faz sentir muitas coisas ao mesmo tempo, eu recomendo esse livro.

GENTE, E AS CARTAS?! UMA MAIS LINDA QUE A OUTRA. Divertidas também. (suspiros)

Juro, eu jamais imaginaria encontrar tudo que encontrei nesse livro.
comentários(0)comente



Ruth 15/07/2020

Um livro MARAVILHOSO!!! Daqueles que não conseguimos largar até acabar, amei!! Um estória fantástica, com aventuras, suspense e muito romance!! Vale muito a pena, recomendo muito!!
comentários(0)comente



@paixao_em_forma_livros 16/11/2020

Uma tremenda viagem no tempo!!!!!
Se você pensa em ler Cartas do Passado achando se tratar de um simples romance de época, sinto te desapontar, mas essa história é muito mais que isso. Lucy Vargas conseguiu misturar um Romance de Época com Contemporâneo, nós levando a uma grande volta ao passado.
.
Essa é a história de duas pessoas que estão ligadas por um sentimento muito mais forte que o amor.
.
Luiza, recém-formada e desempregada, recebe uma proposta para trabalhar num castelo medieval nos confins da Inglaterra que vai virar um hotel e ela vai trabalhar no museu deteriorado dos Warrington. Tudo ali grita abandono, até que os antigos escritos e cartas, em forma de diário, do último Conde de Havenford e dono do Castelo chegam as suas mãos.
.
Tudo passa a ficar muito estranho quando ela decide responder as cartas do Conde e de forma muito misteriosa elas acabam chegando às mãos do Conde e de forma ainda mais estranha as respostas dele chegam as mãos de Luiza.
.
A partir daqui começa uma grande aventura, onde Luiza fica perdida entre o passado e o presente e a vida dela e do Conde se interligam de forma muito especial.
.
Cartas do Passado é uma história que prende e faz a gente se sentir como se fizesse parte de todo aquele cenário medieval. A nossa mente viaja junto com a Luiza para o passado e a gente se apaixona pelo Conde junto com ela.
.
O início do livro, para mim, foi um pouco arrastado, mas a partir do momento que as cartas começam a serem trocadas a história toma um novo rumo e velocidade e eu mergulhei de cabeça em tudo que aconteceu. O livro foi muito bem desenvolvido, nos deixando intrigada e curiosa a cada avançar de página em como que é possível essa viagem no tempo e como ela vai parar no século XV.
.
Eu não vou dar spoilers, pois o legal dessa história é ir desvendo os segredos conforme a leitura avança. Só digo que vale muito a pena essa leitura.
.
Parabenizo a Lucy por esse trabalho incrível, pois é nítido o quanto teve de estudo para que essa história fosse construído. Além disso, a edição do livro está belíssima, parabéns Charme.
comentários(0)comente



simara.fabiana 20/02/2021

  "Jamais deixe que o brilho de seus olhos se apague"
  Neste livro conhecemos Luiza, uma jovem recém formada que foi contratada para ser restauradora de documentos históricos de um antigo Castelo medieval no Norte da Inglaterra. Conforme Luiza vai estudando os documentos do Castelo, ela vai conhecendo as histórias das famílias que ali viveram há séculos. E quando se depara com as cartas e anotações do último Conde, Luiza se sente intrigada e comovida com a forma e a paixão que o Conde descreve a rotina do Castelo, seu povo, suas batalhas e a forma solitária e triste que descrevia a sua vida pessoal, com o tempo Luiza se sente apaixonada por aquele homem poderoso no seu tempo e é como se ela fizesse parte da história do Conde. E é quando o impossível acontece e Luiza passa a fazer parte da vida, do cotidiano do Castelo e da família do Conde e ela se vê perdidamente apaixonada pelo legítimo Conde de Havenford e aos poucos ela transforma a vida do Conde que passa a ser feliz, amado e apaixonado, alterando toda a trajetória da vida do Conde, fazendo-o viver uma paixão que ultrapassa as barreiras do tempo.

 Este livro é mais que só um romance, é também um romance de época medieval e uma fantasia, uma mistura de gêneros que ficou fascinante, em uma escrita fluida e precisa e o melhor de tudo com uma história que te prende do início ao fim, que faz você se apaixonar não só pelos personagens, como também pelo lugar em que se passa a história. Não vejo a hora de lançarem o próximo livro para saber até que ponto essa paixão os levou no futuro.
comentários(0)comente



@leituras.da.cah 17/03/2021

Cartas do passado
Inglaterra, ano de 2012.
Luiza Campbell, digitalizadora e restauradora de documentos, formada em museologia. Foi contratada para trabalhar no castelo havenford, para digitalizar os documentos que se encontram ali, fazer postagens da história do castelo e da família do duque, para publicar no site.
Ela estava em um castelo malconservado e sinistro que ainda precisa de muitas reformas. Não era seu emprego do sonho, mas com a conta bancária quase zerada, ela o que ela tinha, além de estar disposta a recuperar a memória daquele castelo.
Ali no meio do seu trabalho ela encontra cartas escritas pelo último conde legítimo de Havenford, Jordan Warrington.
Dentre caixas e mais caixas de documentos, ela se vê interessada na vida de um homem morto há mais de quinhentos anos.
Ele foi o último conde. Não teve herdeiros, e suas cartas mostram a tristeza que sentia, antes da sua morte. Pela história, ele foi assassinado.
Como ele não teve filhos, todas as suas terras foram parar na mão de parentes que só queriam a fortuna do conde e não tinham amor pelo castelo e pelas terras. A consequência: temos um castelo em pedaços em 2012. Grandes relíquias se perderam ou foram vendidas.
Luiza resolve escrever uma carta para o conde, como se estivesse se correspondendo com ele.
Numa noite, uma tempestade violenta, um raio cai ali perto, abrindo uma janela que não era aberta a séculos.
Depois de arrumar a bagunça, Luiza acaba percebendo que mais um carta escrita pela conde apareceu ali.
Mas sua surpresa foi enorme, ao perceber que a carta dele era em resposta a carta que ela havia escrito por brincadeira.
Estaria ela ficando louca e se correspondendo com o duque que viveu a séculos atrás?
Num dia tudo muda, e Luiza é levada ao tempo de Jordan. Porém não em seu corpo. Ela está no corpo de Elene, uma mulher que de acordo com a história, foi morta quando jovem.
Será que a vinda de Luiza, não só salvou Elene, como também será capaz de salvar o último conde?

Uma leitura envolvente do início ao fim, que te surpreende a cada página. Os personagens são maravilhosos, principalmente as mulheres, que são guerreiras.
Para quem gosta de romances com viagem no tempo, recomendo esse livro.
comentários(0)comente



23 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR