Existência

Existência Abbi Glines




Resenhas - Existência


37 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


mari 24/03/2021

.
eu devo ter falado, no mínimo, 10 vezes pro meu namorado o qnt esse livro é ruim. a premissa é incrível, porém, péssima execução
Isabelle.Mendes 25/03/2021minha estante
concordo plenamente!! Desenvolvimento é pessimo, tem tanto potencial, mas deixou tudo raso demais


Gilmara Brasil 26/03/2021minha estante
Concordo! Tinha tudo para ser um ótimo livro, mais do desenvolvimento foi péssimo. ??




Mandy 28/04/2021

A sinopse parecia muito boa mas o desenvolvimento foi péssimo, não tem um personagem gostavel nesse livro todos são extremamente insuportáveis o romance aconteceu do nada fiquei voltando varias vezes por que parecia que eu tinha pulado pelo menos 100 páginas, toda a parte do hospital psiquiatrico e o modo como os personagens falavam sobre é simplesmente horrível, a escrita me lembra muito fanfic ruim do wattpad. Não vou ler a continuação mesmo com esse final tenso prefiro procurar spoiler do que ter que ler outro livro dessa autora.
pie 28/04/2021minha estante
vei, vou passar longe desse livro KKKKKKKK


Vivi 28/04/2021minha estante
Falou tão mal do livro que vou me lembrar de mencionar o nome da autora do lado dela


pie 28/04/2021minha estante
KKKKKKKKKKKK




Sofy 01/04/2021

Existência
É bem ruinzinho mas 2 estrelas por lembrar o que eu lia quando tinha 14 anos kkkkkkk
comentários(0)comente



@leiturasdabah 14/04/2021

ENTÃO SIM, EU TINHA PROBLEMAS, MAS NÃO ERAM PSIQUIATRICOS, ERAM SOBRENATURAIS.
"Existência" é um romance young adult que conta a história Pagan e Dank.

Pagan desde criança tem o dom de ver almas vagando pelo mundo, mas era só ignorá-las que elas desapareciam. Até que ela conhece Dank, que parecia ser uma alma como os outras, mas estava longe de ser somente isto.
Além de Dank conversar com ela e nunca ir embora, ele a atrai de uma forma desgovernada e incessante. Juntos tem uma química louca, que é explorada de uma forma magnética. Mas eles não podem ficar juntos.

Pagan está no último ano do Ensino Médio e se inscreveu para ser monitora em aulas de reforço, e assim ela se aproxima de Leif; um dos garotos mais populares, que é romântico, esforçado e que vai além do estereótipo que Pagan tinha sobre ele.

Após essa aproximação, coisas estranhas começam a acontecer.

Estando sensível e precisando de alento, Pagan e Leif começam um relacionamento, mas ela não consegue parar de pensar em Dank, e em meio a personagens reais que demonstram falhas de caráter, algumas revelações satisfatórias, amores impossíveis e juvenis, o livro em um todo, me agradou bastante.

Pagan é uma ótima garota. Filha de uma escritora, esforçada, estudiosa, sabe se colocar no lugar do outro e até se anula muito por conta disto, também sabe ser egoísta, não praticando responsabilidade afetiva com quem gosta, formando "sem querer" um triângulo amoroso.

Ela estar apaixonada por um, mas não conseguir desapegar do outro, para se agarrar a um pouco de normalidade me incomodou muito, e tenho certeza que a autora queria despertar este sentimento.
E personagens reais e falhos podem me incomodar, mas tem minha preferência 🤭♥️

A premissa da história lembra "Hush Hush", mas "Existência" me agradou e convenceu muito mais.
A autora proporciona momentos divertidos, algumas problemáticas bem abordadas, cenas com bom desenvolvimento e guarda alguns plot twists pro final que surpreendem, tudo isto unido de uma escrita fluida e agradável de acompanhar.

E os secundários são bem aproveitados.

site: https://www.instagram.com/p/CNlXMBAjuXM/
comentários(0)comente



Mônyca 01/04/2021

Entendo que tenha mais 2 livros, mas esse foi raso demais, 200 páginas de nada.

A ideia é interessante, a execução não.
Jeeh 14/04/2021minha estante
Tem mais livros depois desse?


Mônyca 15/04/2021minha estante
Sim, ele é o primeiro de uma trilogia. Se não me engano, os outros ainda não foram lançados aqui.


Jeeh 15/04/2021minha estante
Ah, que pena kkkk já tava feliz, espero que tenha lançamento do próximo. Você já leu?




Lilyan Sotnas 30/03/2021

Então... Poderia ter sido melhor. :(
Esse novo livro da Abbli Glines tinha tudo para ser perfeito. Fiquei apaixonada pela capa e a sinopse descrevia o tipo de romance sobrenatural que adoro encontrar em livros. Já conhecia outros livros da autora e gosto bastante de suas histórias. Acho que esse é o primeiro em que ela se desafia a tentar algo novo, um novo gênero. Tendo isso em mente, é perdoável todos os erros de enredo que encontrei.

Por sempre ler fantasias e romances sobrenaturais, fica fácil apontar e dizer o que faltou na história. A premissa é muito boa, mas na minha opinião, a autora erra ao executá-la. Há muitas brechas na história, pontas soltas que não foram exploradas. Talvez por esse ser o primeiro livro da trilogia, no próximo talvez seja mais aprofundado essas questões. Talvez, talvez... Espero que seja mesmo aprofundado, pois até aqui foi muito superficial.

Os personagens secundários não me chamaram atenção, não me senti cativada por eles. Nem mesmo os protagonistas, Pagan e Dank. O romance entre eles é daqueles que acontece de repente. Quando pensa que não, lá tá a Pagan morrendo de amores pelo Dank, um sujeito estilo bad boy misterioso.

"- Eu te amo - confessei, fazendo seu rosto se contorcer de dor.
- Não sou um homem, então não tenho coração para amar como os humanos. Sou um deus imortal que convive com o poder supremo porque guardo as chaves da Morte, mas você é a minha existência. E eu sou seu."

A protagonista Pagan narra a história em primeira pessoa, ou seja, passamos o livro inteiro acompanhando a Pagan procurando saber o que estava acontecendo e sofrendo pelo Dank, o que é bem irritante. As respostas só aparecem no final e mesmo assim não foram o suficiente. E mesmo não tendo gostado tanto, de alguma forma me vi presa na história e querendo ler a continuação. Porque não pode terminar assim! Quero respostas! Vai ver foi essa a intenção da autora, ter deixado esse primeiro livro raso para incentivar a leitura dos próximos. E funcionou em mim, pois lerei sim a continuação que em breve vai ser lançada pela mesma editora.

Eu recomendo a leitura, não foi de todo um desperdício. A história para mim só ficou interessante no final, mas é apenas minha opinião. Tenho amigas que adoraram! Então leia e me fale o que você achou, vou adorar surtar com você!

E se você já leu, me conta aí nos comentários se você gostou!
comentários(0)comente



Paula Faria @blogliteralmenterosa 30/12/2020

Pagan Moore sempre foi diferente, sempre pode ver coisas que nem todas as pessoas seriam capazes de ver ou até mesmo sentir, mas foi assim que ela o conheceu e sua intensidade sexy a encantou.
Dank Walker surgiu como uma rajada forte, calorosa e intensa de vento, adentrou sua vida, sua alma e mal sabia ela, que tudo que ele tinha que fazer era o que ele menos queria, algo inédito para ele, algo nunca vivido e sentido, algo inexplicável e magnético. Pagan estava dentro de um furacão de emoções, ela só sabia que precisava dele, se sentia vazia sem ele, podia sentir mesmo em meio a seus amigos, que sua alma o queria, sem sua presença marcante sentia sua alma solitária e sua alma, era tudo que ele precisava, mas não queria, não poderia querer, ele queria muito mais, mas desde quando a morte se nega a levar uma alma?

Resenha completa no @blogliteralmenterosa
comentários(0)comente



Lud @quoteseplots 04/04/2021

Quem não curte triângulo, fuja logo
Sim, pessoal, lá vai eu metida em mais um triângulo amoroso. Mas dessa vez fui pega de surpresa, não sabia que a vibe do livro era essa. Eu fui na curiosidade ao descobrir que a protagonista conseguia ver almas e, de repente, uma dessas almas conversa com ela.

Bom, então vamos começar por aí. A premissa do livro é bacana. A protagonista, Pagan, vê gente morta desde nova, mas descobriu que se ignorar esse fato, as almas vão embora e ela pode viver a sua vida normal. Porém, um dia ela conhece Dank, uma alma que não só conversa com ela, mas é bonito, misterioso e mexe com suas reações de forma que nenhuma outra conseguiu.

Em paralelo a isso, ela prossegue sua vida normal, aproximando-se de Leif, um garoto popular da escola, mas que se mostra fofo e sensível. Após virar a tutora dele, os sentimentos crescem e eles acabam namorando.

Eu fiquei furiosa com esse triângulo. Pagan claramente se apaixona por Dank, a alma que ela nunca pode ter, então ela usa Leif como um porto de segurança enquanto se atraca com o Dank.

A premissa é boa do livro. Mas eu não consigo mais essa vibe de garota que morre de amores por um intensamente e fica com outro ao mesmo tempo e blá blá blá. Além de abrir mão de tudo por esse amor louco que surgiu em tão pouco tempo. Parece que o livro foi escrito há muito tempo, mas vindo da Abbi Glines, não me surpreende.

O Dank esconde quem ele é e há um mistério por trás disso. Mas o mistério basicamente é só pra protagonista, porque pra gente é óbvio desde o início, inclusive tá na sinopse, por isso não entendi a autora postergar tanto a revelação.

Além disso, no final há uma revelação que achei um tanto ??? Mas pelo menos é o unico motivo que irá me fazer ler o próximo livro. E nem é por empolgação, é só pra saber o que a autora vai arrumar com isso.

Enfim, li super rápido porque a autora escreve de uma forma simples e fácil, porém, não curti como imaginei.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Malucas Por Romances 19/02/2021

Resenha no instagram @porromances
Olá, leitores!!
Quem aqui também ama a autora Abbi Glines?
Eu amo!!!! E a autora voltou a terras tupiniquins com a editora Charme, mas só que dessa vez além de romance com um boy maravilhoso, temos também fantasia. Adorei Existência, e vou tentar escrever nessa resenha porquê você deve dar uma chance para esse livro da Abbi Glines.

O livro vai contar a história de Pagan More, uma adolescente de 17 anos que tenta levar um vida normal apesar de ver mortos. Ela sempre os ignorou, até que um fantasma sexy resolveu conversar com ela. Pagan se envolve com esse estranho fantasma, mas o que será que esse estranho sexy quer com ela?





Primeiro quero dedicar o meu amor todinho a Dank, o boy pode ser fantasma, mas tem uma charme minha gente! Além de tudo o boy canta e toca violão, aí não tem jeito, fiquei caidinha mesmo.

Pagan é aquela adolescente que é cheia de dúvidas e quer o máximo possível de normalidade. Por ser uma adolescente pode muita vezes te dar nos nervos, mas qual adolescente não?

O livro tem um clima mais teen, mas nem por isso menos apaixonante. Dank sabe ser sexy quando quer. Mas nada de cenas mais quentes aqui nesse livro, porém indico para maiores de 16 anos.

Os personagens secundários são extremamente importantes e vão estar a todo momento na história. Com certeza vou ter mais respostas deles no segundo livro da série.







Sim o livro é uma trilologia e esse é o primeiro livro . O livro é escrito em primeira pessoa pelo ponto de vista de Pagan. Não encontrei nenhum erro e como sempre a diagramação da editora Charme arrasando. O final foi redondinho, mas com certeza vai te deixar ansiosa pelo próximo.

Indico Existência para quem gosta de livros com uma pegada de Crepúsculo e da Saga Lux. O livro foi uma leitura viciante, que quando vai chegando no final você só vai querer que tivesse mais páginas. Amei a leitura, os personagens e o enredo. Não poderia ser menos de 5 estrelas.





site: http://malucaspor-romances.blogspot.com/2021/02/resenha-existencia-existencie-1-abbi.html#axzz6mxdckJig
comentários(0)comente



martins 24/03/2021

.
devo ter dito, no mínimo, 10 vezes o quanto estava odiando o caminho que esse linho estava seguindo. eu esperava DEMAIS dele. uma premissa super interessante e inteligente, mas c uma execução péssima, infelizmente. história clichê dms
comentários(0)comente



Cris 27/03/2021

História levinha, boa para se distrair, um pouquinho previsível mas valeu a leitura.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Elaise G. Lima 16/01/2021

Blog Apreciando a Leitura
O que tenho a dizer é o seguinte: Eu simplesmente AMEI essa história! É uma trilogia antiga, lançada lá entre 2012-2014 e que somente agora a Editora Charme resolveu trazer para nós. Mas, que bom que ela fez isso. Agora é torcer para que os outros dois livros não demorem a ser lançados.

E o que falar sobre essa história? Personagens cativantes. Fiquei apaixonada por eles. Pagan é uma garota divertida e sensível. Mesmo tendo esse problema de ver gente morta, ela consegue conviver com isso de uma forma boa até. Mas, não sei como ela aguenta o peso de não falar sobre isso com ninguém. Isso mesmo. Absolutamente ninguém sabe que ela tem esse "problema".

Quando o Dank (a morte) entra nessa história, as coisas mudam porque ele começa a ter uma interação com Pagan, vira uma espécie de anjo protetor dela. E mesmo sendo quase íntima dele, ela tem que guardar esse segredo.

Então, é como se Pagan tivesse duas vidas: a que ela compartilha com seus amigos, Miranda e Wyatt, e a que compartilha com Dank. E em meio a tudo isso, ainda tem o namorado dela, Leif.

Leif é um garoto que estuda no mesmo colégio que Pagan já há um bom tempo. Ele joga futebol americano e é a estrela do time. Pagan sempre achou que ele era esnobe e para piorar o conceito que ela tinha dele o garoto ainda namorava a garota linda e má da escola. Tudo muda quando Pagan começa a ser monitora de Leif, ajudando-o com uma disciplina que ele tem dificuldade. Ela descobre que na verdade Leif é um cara bem legal e estava apaixonado por ela já há um tempo. Eles começam a namorar, mesmo Pagan não sendo apaixonada por ele.

Pagan acha Leif um cara legal. Ela até ficaria de boa com ele se Dank não tivesse entrado na história. Mas, como Dank não é um garoto normal, Pagan se apoia no conforto que é Leif para a vida dela.

Em algumas partes eu fiquei com pena de Leif. Ele era sempre muito atencioso e gentil durante as crises de Pagan sendo que na verdade ela estava sofrendo por causa de outro cara. Mas, Pagan não era insensível a isso, ela considerava errado o que estava fazendo, mas não conseguia se afastar da normalidade que era o seu namoro com Leif.

Com Dank as coisas eram mais intensas, porém, impossíveis. Ele tentou se afastar dela, mas, por causa do perigo que a vida de Pagan corria, Dank tinha que estar por perto para protegê-la.

Esse primeiro livro termina com uma grande revelação. Nos deixa com uma vontade imensa de saber mais. É uma história linda e cativante. Recomendo muito para quem gosta de romance com uma pitada sobrenatural.

Elaise G. Lima - Autora do livro Cidade dos Vampiros

site: https://www.apreciandoaleitura.com/2021/01/resenha-sobre-o-livro-existencia.html
comentários(0)comente



Sandra.Voltolini 01/04/2021

Preciso de respostas !!
Este é o primeiro livro da Trilogia e nos traz um romance com toque sobrenatural, mas nada que dê medo!! É bem tranquilo.

A historia gira em torno de Pagan, uma adolescente que vê almas errantes desde criança, mas que aprendeu a ignorá-las, porem certo dia ela vê Dank (um “fantasma” lindo e sexy). Ela se assusta quando ele fala com ela, pois até então as almas que ela costumava ver não podiam se comunicar. Pagan fica fascinada por ele, mas percebe que o rapaz é muito misterioso e sombrio. Ela também tem que lidar com seus sentimentos em relação a Leif, seu atual namorado. Essa situação contribui para haja um triangulo amoroso entre eles.
.
A narrativa fica por conta de Pagan, isso me deixou um pouco frustrada, pois ela não tem muita informação sobre o que está acontecendo com ela e sobre Dank. Ele é um personagem interessante, então fiquei desesperada tentando descobrir mais sobre ele. Mas, isso acontece de forma lenta e com poucos detalhes.
.
O livro tem uma pegada bem Teen, os amigos de Pagan aparecem a todo momento, mas não contribuem muito para o desenrolar das cenas. Ela é bastante insegura talvez pela falta de maturidade da personagem. O especial para mim é Dank, que além de lindo, canta e toca violão, assim não tem como né!!
.
Esse primeiro livro não prendeu muito a minha atenção. Mas, talvez a sequencia me agrade mais e espero ter mais respostas.


site: instagram.com/sandra.voltolini
comentários(0)comente



37 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3