Meu Melhor Presente

Meu Melhor Presente Fabi Dias




Resenhas - Meu Melhor Presente


6 encontrados | exibindo 1 a 6


Edgar.Egawa 10/05/2021

Erótico mas não só
Apesar da capa e de algumas cenas de sexo, o enredo não passa de uma transa para outra. É a construção de um relacionamento do tipo comédia romântica em que um dos membros do casal não vai muito com a cara do outro, mas aos poucos é conquistado.
Lembra entre outros Um homem de família, com Nicholas Cage. Como a própria capa mostra, o enredo se passa durante um Natal, em que os pais de Arthur lhe contam um segredo de família.
No que deveria ser a última noite de trabalho noturno, ele se mete em uma confusão e passa a conviver com a família que visitou.
O que tempera o enredo não são as cenas de sexo, mas a crítica social, em especial a preferência dos candidatos a pais adotivos por bebês (sem falar em outras características, como gênero e etnia).
Acredito que daria um bom filme de Natal.
comentários(0)comente



Kely Kamila 01/03/2021

Que livro super gostoso de ler, que casal maravilhoso, Duda melhor criança. Estou encantada com essa história!
comentários(0)comente



Suh 08/02/2021

Adorável
Arthur é o verdadeiro filhinho da mamãe! Rico,bonito,sensual e bem dotado,aproveita as mulheres ao máximo,e não deseja se casar.
Fez os melhores cursos,e viajou para vários lugares,é muito grato aos seus Pais que nunca lhe deixaram faltar nada,por isso ele sempre atende a qualquer pedido de sua mãe,mas está longe de conhecer a vida como ela é de verdade.
O mês de dezembro chega com tudo e com ele vem a novidade,Arthur não só tem um avô,como este é o próprio Papai Noel.
E com essa notícia vem a sua missão,ele teria que substituir seu avô nesse Natal.
E em sua última visita a uma casa,ele conhece Duda,uma menina muito esperta que lhe passa a perna e com isso faz uma chantagem.
Alem disso ele se sente muito atraído pela Sheila,mãe da menina e amiga de sua mãe.
Sheila depois de ficar viúva se mudou com a filha para Penedo,para tentar um recomeço já que a menina não reagiu bem a morte do Pai.Uma Mãe batalhadora e super protetora que faz de tudo pela filha,e que aos poucos vai ganhando espaço no coração de Arthur.
Já a Duda é um amor de menina,e tudo o que ela queria era que Arthur realiza-se três desejos para ela.
Só que Arthur vai cada vez gostando mais e mais da menina e de sua mãe também,mas mesmo assim ele reluta em assumir o que está sentindo.

Essa novela me divertiu muito,eu fiquei secretamente encantada com o Arthur,pois ele é um fofo.
Gostei como ser o Papai Noel por uns dias transformou o Arthur, tornando ele uma pessoa melhor.
Essa é uma história sobre o verdadeiro significado do Natal e não sobre o Papai Noel,e menos ainda sobre presentes, esse livro vem trazer uma mensagem de fé,esperança de que sonhos podem sim ser realizados.E sobre a troca de carinhos de afetos,sobre reunir toda a família e transmitir esperança a todos os contada pelo Arthur essa é uma história leve, fluida,divertida super indicada para ler ,mesmo que o Natal ja tenha passado,pois a mensagem continua em cada pagina é muito linda e muito verdadeira.Afinal não devemos esperar o Natal de cada ano para estender a mão a quem precisa e levar aquele conforto que além de aquecer a alma,transborda esperança em cada coração.
comentários(0)comente



Anabella 03/01/2021

Muito divertido
Eu amo a temática de contos de natal, e esse conto, além de divertido foi meio fantasioso de um jeito bom sabe...

É a primeira vez que leio uma história da autora Fabi Dias, gostei muito da sua escrita, o português é impecável (muito obrigado por isso), a história passa uma mensagem positiva, me encantei pela pequena chantagista que na sua inocência, só queria um pai pra chamar de seu...

Arthur é um homem bem sucedido, comanda a empresa de entregas da família, mas mal sabe ele que tem muito mais por trás disso... mulherengo nato, não está pronto para um relacionamento, seu coração não tem dona, ele é de todas.

Sheila é uma mulher linda, que levou um grande golpe da vida, ficando viúva com uma filha, a pobre Duda tinha apenas cinco anos quando presenciou a morte do pai, por isso Sheila resolveu ir morar no interior, numa comunidade mais calma, para tentar trazer um pouco de normalidade novamente pra vida da criança, já que Duda ficou arredia e passou a mentir que o pai estava viajando.

Quando fatos nada lógicos são esclarecidos sobre o passado e a origem de Arthur, primeiro vem o choque, depois o orgulho, mas... Arthur você tinha que meter os pés pelas mãos?? Kkkkkkk
Como você acabou sendo chantageado por uma pirralha de seis anos kkkkkkk

E é tentando consertar tudo que ele acaba enfiando o pé na jaca, e se vê apaixonado por mãe e filha.

É um conto muito divertido, com uma pintadinha de hot e fantasia.

AMEI!!!
comentários(0)comente



Confissões de uma leitora 22/12/2020

Essa capa não tem nada, absolutamente, nada a ver com o conto.
Tirando essa incoerência, o conto é uma delícia, muito criativo. Eu adorei o Arthur e a forma com que ele lidou com o grande segredo da família, além de suas trapalhadas; como ele foi doce e prestativo com a pequena demônia e o romance com Sheila; a obviedade de sua missão que o cega e a nós também. Afinal, o óbvio não é óbvio por ser fácil de enxergar.
Gostei demais de sua mãe também. Mulher maravilhosa!
comentários(0)comente



Heloisa Motoki 13/12/2020

Delicia de Leitura
A Fabi Dias surpreendeu mais uma vez.. Que delicia de leitura, uma leitura rápida que envolve todo clima de Natal com personagens apaixonantes.. Uma novela pincelada de magia e recheada de humor.
comentários(0)comente



6 encontrados | exibindo 1 a 6


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR