Acorda Pra Vida, Chloe Brown

Acorda Pra Vida, Chloe Brown Talia Hibbert




Resenhas - Acorda Pra Vida, Chloe Brown


50 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


leticianiehues 08/05/2021

Ai que delícia esse romance!!!! Esse é um livro muito fácil e rápido de ler, mostrando diversas nuances do relacionamento dos dois e eu amei isso! Admito que fiquei meio abalada no final porque me identifico mais com os gatilhos da Chloe do que eu gostaria, algumas partes foram difíceis de ler, mas ainda assim amei a leitura.
comentários(0)comente



Ilinha 08/05/2021

MARAVILHOSO!!!!! Só leiam :3
Chloe Brown é uma jovem web designer, que possui fibromialgia, com dor e fadiga crônica, enxaqueca e períodos aleatórios de fraqueza muscular. Numa bela tarde de terça-feira, Chloe precisa fazer a sua caminhada de meia hora, e ela quase morre. O carro passa em alta velocidade, a menos de um metro.

Em total choque, nossa mocinha se dá conta de que seu obituário seria entediante e que vive uma vida sem graça, pois nunca se arrisca a fazer algo proibido ou emocionante, e vive na sua zona de conforto.

Determinada a mudar isso, Chloe decide montar uma lista de atividades necessárias e que tem vontade de realizar, mas não tem coragem. A lista é composta pelos seguintes itens: Deixar a mansão da família e morar sozinha, Sair para encher a cara, Andar de moto, Acampar, Ter uma ótima noite de sexo sem compromisso, Viajar o mundo só com uma bagagem de mão e Fazer algo de errado. Um desses itens, Chloe cumpre com total sucesso, que é deixar a mansão da família e morar sozinha.

No novo prédio, onde Chloe vai morar, ela conhece o jovem Redford Morgan, ou para os íntimos Red, o zelador e um artista, que está fugindo do seu passado e das suas escolhas ruins. Red tem a impressão de que a nova inquilina não gosta nenhum pouco dele, porque ela sempre tem uma resposta afiada e grossa em sua língua.

Numa bela manhã, Red encontra Chloe em uma situação bem inusitada e perigosa. Depois que Red a ajuda na situação comprometedora e inusitada, Chloe para pra refletir: Será que Red, poderia ajuda-la na realização de alguns itens da sua lista? Isso e muito mais, que vocês, meus queridos leitores, irão descobrir lendo o livro " Acorda para vida, Chloe Brown", da autora Talia Hibbert.

"Acorda para vida, Chloe Brown", foi uma grata surpresa para mim. Quando comecei a leitura desse livro, já sabia que ele iria acabar comigo e iria me deixar com o quentinho no coração, e o que aconteceu? Exatamente isso, e eu simplesmente amei.

Adoro ler livros que me tirem da minha zona de conforto, e me façam pensar em mudanças pessoais e da minha vida, de modo geral, e esse livro me proporcionou isso e muitas outras reflexões importantes. A leitura desse livro durou 3 dias e meio, vocês acreditam nisso? Não consegui ler ele de uma vez só, queria ler degustando - o, e tirando o maior proveito dessa história perfeita.

A narrativa e escrita da autora foram simplesmente perfeitas, cativantes, rápidas, intensas e muito gostosas. Virei fã dessa mulher e já quero ler todos os livros escritos e publicados, da autora Talia Hibbert.

"Acorda para vida, Chloe Brown" não é apenas um livro de romance e cenas quentes, ele apresenta temas importantes, que são abordados de uma forma leve e sútil como síndrome do pânico e relacionamento abusivo. O livro contém cenas explicitas de sexo e conteúdo adulto.

Indico demais a leitura, para todos os amantes de um bom romance!

site: https://www.instagram.com/oclubedameianoite/
comentários(0)comente



Michelle 07/05/2021

Acorda Pra Vida, Chloe Brown
Chloe Brown é uma geek de computador com uma doença crônica, com um objetivo, um plano e uma lista. Depois de quase - mas não completamente - morrer, ela veio com sete diretrizes para ajudá-la a "Acordar Pra Vida", e ela já completou a primeira: finalmente se mudando da mansão de sua família glamorosa. Os próximos itens?
? Desfrute de uma noite de bebedeira.
? Andar de motocicleta.
? Ir acampar.
? Faça sexo sem compromisso , mas totalmente agradável.
? Viajae pelo mundo com nada além de bagagem de mão.
? E ... fazer algo ruim.
Mas não é fácil ser má, mesmo quando você escreve diretrizes passo a passo sobre como fazer isso corretamente. O que Chloe precisa é de um professor, e ela conhece o homem certo para o trabalho. Redford ?Red? Morgan é o zelador com tatuagens, uma motocicleta e mais apelo sexual do que dez mil galãs de Hollywood. Ele também é um artista que pinta à noite e esconde seu trabalho à luz do dia, o que Chloe conhece porque o espia ocasionalmente. Só um pouquino.... Mas quando ela alista Red em sua missão de rebelião, ela aprende coisas sobre ele que nenhuma sessão de espionagem poderia lhe ensinar. Por que ele claramente se ressente da origem rica de Chloe. E por que ele nunca mostra sua arte para ninguém. E o que realmente está por trás de seu exterior áspero ...
comentários(0)comente



Lara 06/05/2021

Ah, me diverti muito, principalmente com as tiradas da Chloe.
Me lembrou as leituras leves de Sophie Kinsella.

Tem uma boa narrativa e foi ótimo poder acompanhar os dois pontos de vista.

Gostei da forma como foi abordada a doença da Chloe e a forma como ela aprendeu a lidar, amadurecendo mais durante o livro.
comentários(0)comente



@OsLivrosDaTha 04/05/2021

LIVRO CONFORTO PERFEITO
Esse livro é incrível! É necessário! Eu sendo uma garota padrão acreditava entender a importância da representatividade nas leituras, mas só depois de fazer a leitura desse livro, com uma personagem negra e gorda, onde eu não conseguia me colocar como protagonista da história, é que entendi a real necessidade da representatividade.
Esse livro é o perfeito clichê, receita de bolo, porém com o Red, perfeito, mas tão perfeito que esse cara só poderia existir na literatura mesmo hahaha

Se você ama um livro clichê, engraçadinho e fofo, você vai amar esse livro ?
comentários(0)comente



CALINE 02/05/2021

Podia ser melhor
Ok, vamos falar sobre Acorda Pra vida, Chloe Brown um livro que deveria ser uma leitura leve e divertida, mas que me deixou irritada a maior parte do tempo.

Deveria ter desistido logo no início quando eu percebi a "mania" da autora de usar muitas metáforas e comparações absurdas. Deveria ter parado quando me irritei pela Chloe ter sido criada com o intuito de ser uma personagem de personalidade forte e meio arisca, mas boa parte do tempo ela só foi chata e grossa mesmo. Mas eu insisti, tentei manter a mente aberta e pensar: "é um chick-lit ou um NA (como queiram classificar), então não dá pra esperar muita coisa".

O negócio é o seguinte, a gente (ou pelo menos eu) tem que parar com essa mania de achar que porque o livro é um romance e tem um tom mais leve que pode ser de qualquer jeito. Não tem não. Dá pra construir uma história excelente com monte de clichê e a autora tinha todos os ingredientes para fazer isso aqui, mas ela colocou tudo na medida errada e no final a receita desandou.

Acorda pra vida, Chloe Brown tem boa intenção e até um bom enredo, mas a construção é muito fraca, os diálogos e pensamentos dos personagens não convencem e a história, apesar de trazer assuntos importantes, não se aprofunda em nada que é realmente importante. Tudo é focado apenas na relação de Red e Chloe e é tão cansativo ????.

Vamos falar do meu grande problema com o livro: a narrativa. A autora coloca intensidade em tudo, na forma como eles pensam, como eles falam, como eles sentem. Tudo é intenso o tempo todo, tudo é amplificado desde a sensação ao comer uma boa comida até os momentos a dois. Se ela sorri, ele morre, vê estrelas, o estômago explode em faíscas coloridas. Se ele abraça ela, ela se derrete, vira marshmallow, sente borboletas na barriga, desfalece, vira meleca no chão, morre e volta brilhando como o sol. TUDO É ASSIM O TEMPO TODO. Então, quando algo realmente grande acontece você nem pisca, não sente nem um arrepiozinho porque o tempo todo tudo é grande, importante e intenso. Não existe o ápice, nem um grande momento, logo os momentos que deveriam mexer com a gente e se mostrarem profundos são apenas momentos como todos os outros.

Quanto aos personagens.
A Chloe, como eu falei acima, foi criada para passar uma ideia, mas pra mim a ideia veio meio torta. Achei a personagem chata a maior parte do livro. Quase nas páginas finais ela se torna uma garota bem mais interessante, com um humor mais afiado, respostas rápidas e inteligentes, meio sarcástica, mas nunca sendo chata ou grossa como ela foi no início do livro. Cansei de ler as patadas que ela dava no Red do nada e ele todo bobo e apaixonado achando tudo fofo.

Sobre Red, a autora conseguiu construir o personagem perfeito. Ele é paciente, carinhoso, cuidadoso, intenso, engraçado muitos sexy. Ele tem defeitos? Claro. Mas a autora construiu isso de uma forma que nos arrancou empatia e não raiva como aconteceu com a Chloe.

Eu sei. Eu sei que a chloe tinha uma super bagagem que pode justificar suas atitudes, mas na maioria das vezes ela só era metida e chata mesmo, não tinha nada a ver com a doença ou com o trauma.

As páginas finais foram as melhores de todo o livro e só por isso (e pelo Red) eu dei 2,5. A carta que Red escreveu é linda e me deixou toda boba, se o livro tivesse seguido esse tom essa resenha seria bem diferente.

Então, é isso. O que eu esperava não veio e o que veio deixou bastante a desejar. Pra mim a narrativa fez o livro afundar.
Natasha 08/05/2021minha estante
Agora tô me sentindo menos ET porque só tava vendo pessoas amando esse livro e eu tive uma opinião bem parecida com a sua




Larissa @resenhandocomlari 30/04/2021

Um clichê que aquece muito o coração
Eu estou apaixonada por essa história (e pelo Red, óbviooo). É um clichê que começa como enemies to lovers mas também se torna rapidamente um instalove, que geralmente eu não gosto tanto mas esse em específico me deixou derretendo de amores pelo casal!

Mais um clichê que eu recomendo demais porque foi algo completamente inusitado pra mim, pensei que o livro focaria muito mais nas características físicas da protagonista (que é gorda e negra) mas não foi isso que aconteceu, o que me deixou maravilhada porque essas características são apenas... características, e acho que em determinadas histórias não faz sentido focar sempre nisso.

Leiam esse livro! Mas só leia se você tiver +18 por conter cenas de sexo explícito. E também possui gatilhos para relacionamento abusivo.
comentários(0)comente



pamelaantunes 30/04/2021

Gostei, tratou do assunto do abuso de uma outra maneira que gostei bastante.
Eh bem chick-lit
comentários(0)comente



Larissa 29/04/2021

Eu tô completamente apaixonada por esse livro. Inclusive eu aplaudo demais a autora por ter dado problemas reais aos personagens e colocado eles pra lidarem com esses problemas até conseguirem encontrar um caminho saudável. E não, esse caminho não inclui um pau milagroso que te cura de todas as dores. Definitivamente se tornou um dos meus NA favoritos, se não for o ,#1 em meu coração.
comentários(0)comente



Emmie (Lady Whistlebooks) 28/04/2021

Fofo, mas com um desenvolvimento um pouco raso...
4 estrelas bem vívidas

A vida nunca foi fácil para Chloe Brown. Com fibromialgia, dor crônica e outras complicações de saúde, ela nunca se arrisca a fazer coisas emocionantes ou sair de sua zona de conforto, embora odeie quem vê seus diagnósticos como barreiras.

Porém, é só quando Chloe se vê bem perto da morte que ela percebe o quanto tem vivido uma vida sem graça e que se ela tivesse morrido naquele momento seu obituário daria mais sono do que um antialérgico.
.
Determinada a mudar, Chloe faz uma lista de coisas para "acordar para vida", coisas que ela nunca se veria fazendo antes daquela resolução. E a primeira delas é sair da casa dos pais e se virar sozinha.
.
É nesse novo prédio que ela conhece Redford Morgan, o zelador que parece ter um dom de estar presente nos momentos mais "baixos" dela. E quem já tem uma opinião bem formada sobre o tipo de mulher esnobe que Chloe é.
.
Porém, depois de Red pegar Chloe numa situação inusitada, ela começa a se perguntar por que não considera ele para ajudá-la com a lista.
.
Em meio a momentos super fofos e quentes, Red e Chloe vão conhecendo o outro melhor e compartilhando seus traumas e receios.
.
Será que ela vai perceber que acordar pra vida não é necessariamente fazer o que as pessoas esperam que ela faça, mas fazer o que a deixa feliz?
.
"Acorda pra Vida, Chloe Brown" é o primeiro livro da trilogia das Irmãs Brown e é um romance super levinho. Não achei o enredo denso (e algumas partes achei que poderia ter tido mais desenvolvimento), mas é uma leitura super soft e que deixa o coração quentinho. Perfeita para mandar aquela ressaca literário embora.
.
Ah, e Redford Morgan é um fofo-safado-fofo que eu amei do começo ao fim.
.
"Chloe Sophia Brown, estou perdidamente apaixonado por você. E quero te provar isso, porque é o que você merece. Quero que volte a confiar em mim. Quero te fazer sorrir até que você esqueça qual é a sensação de chorar. Quero que você saib? que não vou a lugar ?lgum."

? gatilhos: ataque de pânico, relacionamento abusivo. ? contém linguagem explícita

Li e resenhei voluntariamente uma cópia adiantada deste livro. Todos os pensamentos e opiniões são meus.
comentários(0)comente



Camila(Aetria) 28/04/2021

A saudade que eu estava de um livro de comédia romântica foi total e completamente suprida por esse livro.
-
Depois de quase ser atingida por um carro em alta velocidade, Chloe Brown se dá conta de que seu obituário seria um tanto entediante. Para reverter essa situação, ela decide montar uma lista de atividades necessárias para finalmente acordar para a vida. Mudar assim não é nada fácil, mas, para sua sorte, ela encontra alguém que (mesmo que ela não queira inicialmente) pode ajudá-la nessa missão.
-
Chloe (um nome que eventualmente confundo o local onde fica o l e o h) é uma protagonista negra, que não é magra, tem fibromialgia e um problema a resolver (como toda boa protagonista de comédia romântica). Red Morgan tem um passado complicado, a palavra "mãe" tatuada na mão, gosta de pintar, e é bonitão (como esperado de um bom par romântico desse tipo de livro). Um acordo leva ambos a se aproximarem e perceberem que suas primeiras impressões estavam erradas. E que, mesmo com traumas do passado e receios quanto ao futuro, ainda podem ser surpreendidos pelo amor.
“Por que”, ele perguntou, “eu conheceria esse gato?”
“Não sei, você ocupa uma posição de autoridade na comunidade local.”
Red olhou para ela, desconfiado. “Que troca lâmpadas para senhorinhas e envia avisos de vencimento de aluguel.”

Acorda pra vida, Chloe Brown, TaliaHibbert, tradução de Lígia Azevedo.
Eu poderia continuar a resenha dizendo que li tudo em apenas uma sentada (uma piada pertinente pra um livro que tem cenas hot), mas não vou. Direi apenas que foi uma leitura fluida, agradável, e que fiquei extremamente satisfeita com a história. Descobri posteriormente que é o primeiro livro de uma trilogia, e gostei tanto da escrita da autora que irei atrás do restante sem dúvidas. Estava meio travada com leituras e sem saber o que ler em seguida, e fiquei feliz de que minha escolha foi a jornada de Chloe Brown. A autora tem inclusive uma preocupação em adicionar diversidade na obra, e isso é tratado de forma bem natural, coisa que me agradou bastante.
-
Apesar de não ser uma leitora tradicional desse tipo de livro (de comédia romântica sim, das mais hot, nem tanto), eu gostei das cenas, gostei das personagens que acompanham a história (um beijo, Annie, rainha das calcinhas, beijo pras irmãs da Chloe; e vó Gigi, vossa senhoria é uma diva, assistiria um spin off seu), e gostei do desenlace. Tem dias que a gente precisa de um livro que tem os dramas esperados, as piadolas, os tropos conhecidos e agradáveis, mas que saiba que acaba com final feliz. E essa história entrega tudo isso.
“A única coisa interessante naquele espaço apertado era a cadeira de jardim pintada de rosa jogada a um canto. Uma placa amarrada ao assento com seda vermelha dizia: NÃO SENTE EM MIM, SOU FAMOSA.”

Acorda pra vida, Chloe Brown, TaliaHibbert, tradução de Lígia Azevedo.
Pra finalizar, fica o alerta que tem sim alguns gatilhos de relacionamento abusivo (que não envolvem os dois, mas envolvem o passado deles), alerta que inclusive aparece no início do livro, e que as cenas hot são... definitivamente hot. Então, caso você não curta tanto esse tipo de cena, digamos que elas são bem explícitas (muito bem escritas, mas ainda assim explícitas), e é bom ir já sabendo disso. Agora, se é o que curte, esse é pra você!
-
Fica aqui meu beijo pro Red (personagem com o qual mais me identifiquei) e pra Chloe. Espero ler mais sobre as irmãs dela no futuro.

site: https://www.multiversox.com.br/2021/04/review-acorda-pra-vida-chloe-brown.html
Ely 28/04/2021minha estante
Eu já estava louca pra ler e a sua resenha me fez ficar mais animada ainda! Parabéns pela resenha e obrigada por me dar o empurrãozinho que faltava!


Samuel Muca 30/04/2021minha estante
Isso é que é resenha!!!




Beatriz 26/04/2021

Acorda para vida, Chloe Brown
Esse livro está na minha meta de leitura desde o ano passado, todos que liam falavam tão bem que minha vontade só cresceu, e quando finalmente consegui ler, fiquei um pouquinho decepcionada, ele aborda temas como relacionamento abusivo, abandono e a própria doença da Chloe um pouco "empurrando com a barriga", ao meu ver. Mas eu também entendo que o foco do livro era contar como a Chloe acorda para vida, como ela precisa sair da sua zona de conforto e descobrir as coisas maravilhosas que existem por aí se a gente se permitir.
É um livro bem gostosinho se vc não está procurando nada pesado para ler em uma tarde, ou um romance bem chicklit e previsível. É bom para passar o tempo e ver a vida com outro olhos...E gostei que os personagens são mais velhos do que eu pensei que seriam! Isso foi um ponto super positivo no livro...Acho que algum dia posso ler os livros das irmãs da Chloe, elas parecem bem engraçadas...
Red é um príncipe que só merece toda felicidade do mundo.
comentários(0)comente



Naty Leme 26/04/2021

Eu adoro comédias românticas e com essa não foi diferente, ri bastante com algumas cenas do livro. Muito interessante como a autora tratou as dores crônicas da personagem principal e como o mocinho sempre a ajuda nas horas certas.
comentários(0)comente



Andrea 26/04/2021

O peso da bagagem de outros relacionamentos
Aquele típico romance água com açúcar. Gostei da representatividade da Chloe, em ser uma personagem negra, com mais corpo do que o que costumamos ver nas histórias. O Red que sofreu um relacionamento abusivo, mas continua acreditando no amor, e sendo uma pessoa maravilhosa para Chloe, se preocupando com seus problemas de fibromialgia e seus sentimentos. Gostei bastante da história, porém é bem tranquila mesmo, sem grandes acontecimentos.
comentários(0)comente



isa godoi 26/04/2021

Romance delícia
Eu amei esse livro!! Estava entrando em uma ressaca literária depois de leituras densas e séries de tv complexas, resolvi então iniciar a leitura dessa obra. Foi a melhor coisa que eu fiz. Eu sou suspeita pq amo romance, ainda mais quando o casal fica junto e vive feliz para sempre ?
Esse livro me tirou sorrisos, me deixou pensativa, fez o famoso fogo subir em alguns momentos, me fez chorar e me lembrou o meu namoro, coisas q meu namorado me diz e é claro q eu fiquei bobinha de amor querendo devorar a história imediatamente.
Eu recomendo para ler quando tudo parecer uma merd* (como o momento que a gente ta vivendo), ele vai te tirar da realidade e te levar pro dia a dia da Chloe e do Red e vc não vai querer largar esses dois.
comentários(0)comente



50 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4