A Canção de Bernadette

A Canção de Bernadette Franz Werfel




Resenhas - A Canção de Bernadette


16 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Daii 19/12/2021

"Os santos - disse o papa - são comparáveis aos telescópios dos astrônomos. Através desses instrumentos, conseguimos ver os astros que ninguém perceberia a olho nu. Por intermédio dos santos, se nos evidenciam as verdades eternas, que a vida quotidiana esconde às nossa fraca visão." - Papa Pio XI
comentários(0)comente



Sofi 05/10/2021

Parece ficção, mas é real! Oh, doce Bernadette!
Não conhecia a fundo a história da Aparição de Nossa Senhora em Lourdes, mas que história linda!

Bernadette era somente uma garotinha quando teve uma experiência arrebatadora com a "Dama" (como chamava Nossa Senhora, pois não sabia quem era).
Teve uma vida sofrida, vinda de família pobre e de uma sociedade julgadora, Bernadette certo dia vê uma bela jovem em uma gruta e fica encantada!
Somente a garota vê a dama e, quando está com ela, não consegue dizer nada, apenas rezar o Santo Terço.
Santa Bernadette nos descreve como a Santa Mãe de Deus é: uma menina de 16 anos, de baixa estatura, cabelos negros e uma beleza arrebatadora!

A maturidade que a garotinha teve e a doçura com que Nossa Senhora a tratou são encantadoras. Os milagres operados por Deus em virtude dessa aparição são a prova de que Maria está sempre conosco e roga por nós!
comentários(0)comente



Polliana 25/09/2021

Esse foi o livro de biografia de santos que mais gostei até hoje (excluindo as autobiografias).

Me surpreendi com o romance de Franz Werfel, pois, por ele não ser católico e sim judeu eu não esperava que descrevesse os fatos da forma como o fez. Fico me perguntando como continuou sendo judeu após tanto estudo e aprofundamento neste mistério ocorrido em Lourdes.

Quanto à história em si, fiquei com um ranço tão grande de todas as pessoas que não acreditaram em Bernadette, especialmente da Madre Maria Tereza Vauzous.
Meu Deus! Os sinais de santidade da menina me pareceram tão evidentes.

Sei que julgar os acontecimentos com tamanha distância no tempo é muito cômodo para mim, além de que a história, mesmo sendo fidedigna, não deixa de ser um romance e pode ser que o autor tenha exagerado em alguns acontecimentos.
Mesmo assim, ver tamanha incredulidade me assusta demais. Como pode haver tanto orgulho, arrogância, presunção e inveja em pessoas que são verdadeiros católicos?

E eu, será que estou agindo da mesma forma? Ou será que ainda pior? Será que quando partir desta vida vou perceber momentos em que agi com extrema incredulidade?
Meu Deus! Mesmo sabendo que a resposta para essas perguntas é positiva, ajude-me a que não seja.


Agora preciso fazer uma observação quanto à edição do livro em si.
Notei vários, vários mesmo, erros de digitação: omissão de palavras, trocas de uma letra por outra, erros de pontuação, falta de espaço, etc. O erro mais gritante, não apenas neste livro, mas também em outros da MBC, é a troca da palavra "como" por "[*****]" em diversos locais. Não consigo nem entender o motivo desse erro específico. Parece-me que os livros são editados às pressas. Isso é uma pena, pois não adianta o livro ser lindo mas ser mal editado.
Carolina 26/09/2021minha estante
Também acho uma pena esses erros de edição...


Polliana 05/10/2021minha estante
Agora que vi que o Skoob censurou a palavra, hahaha.
De toda forma, quem lê os livros da MBC sabe qual é, impossível passar despercebida.
Fico me perguntando como os editores não percebem isso.




Leandra.Cagliari 31/07/2021

"J'aime... Eu amo..."
Sinceramente, eu acho impossível não se apaixonar por essa aparição. Eu amo o fato de Nossa Senhora ter escolhido Santa Bernadette; a pessoa mais humilde... Encanta-me a obediência e a humildade dessa Santa. E encanta-me mais ainda a mensagem dessa aparição: penitência.
Sobre o livro (por isso apenas 4 estrelas), ele é bem detalhado, não que isso seja um problema, mas eu não sou muito fã de livros assim porque muito detalhe acaba ficando com muita enrolação... o que fez com que eu demorasse uns 4 meses pra ler kakakaka mas li, e é maravilhoso. Só me fez amar mais ainda essa aparição. ?
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



T 23/06/2021

encantador
Uma narrativa leve e fluida, que contem mensagem e personagens bem vividos.
Gostei muito que apesar de ser um livro de contexto católico ele pode encantar pessoas independente de religião ou qualquer coisa. Recomendo muito !
comentários(0)comente



Marília 17/05/2021

Amei esse livro. Essa história nos mostra como Deus prefere os pequenos. E como esses pequenos são fortes na fé.
comentários(0)comente



sabre 11/05/2021

Exemplo de humildade e obediência!
Aos 14 anos, a inocente e pouco inteligente Bernadette vê uma Dama numa gruta abandonada no pequeno vilarejo de Lourdes. A menina entra em transe, muda traços físicos, perde a consciência e a noção do tempo, se apaixona pela Senhora. Na primeira aparição, ocorrida em 11 de fevereiro de 1858, a criança não sabe quem é aquela Mulher. Essa história mirabolante logo ganha fama em Paris e, após a Dama pedir procissões e uma Igreja, ganha toda a França e, mais tarde, a Europa e o mundo.
Obedecendo a Mulher Misteriosa, a menina vai durante quinze dias à gruta. Para a surpresa (ou não) de muitos, milhares de pessoas vão rezar com a garota. O burburinho só aumenta quando Bernadette descobre uma fonte - indicada pela Dama - que tem uma água capaz de curar as mais diversas doenças.
Nossa Senhora murmura, em aparições à Bernadette, "penitência, penitência, penitência". Realmente, com o decorrer da história, percebe-se que a vida de Bernadette é marcada por ela, gira ao redor dela. Maria Bernarda abraça a dor, o sofrimento, a agonia e não reclama. Pelo contrário, agradece por todas as adversidades, implora para que elas aumentem, pois nem todo sofrimento do mundo é capaz de "pagar" pela visão de Maria Santíssima.
Os milagres que ocorreram e ainda ocorrem na gruta e pelas águas da fonte de Lourdes. Eles são tão excepcionais que fica uma coisa na minha cabeça: é impossível não crer.
Até a escrita deste livro é um milagre. O autor, Franz Werfel, era um judeu que, fugindo do nazismo, foi acolhido por uma família católica em Lourdes. Ao conhecer as extraordinárias histórias de Santa Bernadette, fez uma promessa a Deus e a Virgem: escreveria um livro contando os fatos ocorridos em Lourdes se conseguisse chegar à América. A forma de narração do autor é excepcional, ele consegue prender o leitor como poucos outros. Também gostei que o texto não focou "apenas" nas Aparições, mas apresenta as consequências, sociais, políticas e religiosos causados por elas.
É um lindo livro, necessário para compreender vários aspectos da fé católica e a importância da Virgem Maria para a fortificação da fé.
comentários(0)comente



Igor.Marques 04/05/2021

A grandiosidade de Deus se revela nos pequeninos! Que saibamos ser pequenos, humildes, sinceros e verdadeiros a exemplo de Santa Bernadete. E que nos coloquemos nos braços de nossa mãe amada para todo o sempre, para assim pidermos chegar ao céu, nos braços de seu Divino Filho, Nosso Senhor.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Angerson 20/04/2021

Bernadette
Que simplicidade! Que humildade!

Lendo esse livro nos deparamos com um exemplo sublime de espontânea simplicidade!

Entendendo as aparições de Lourdes vemos na prática que Deus esconde seus segredos aos grandes e os revela aos pequenos.

Livro maravilhoso, nos envolve na leitura, não dá vontade de parar de ler.

Que Santa Bernadette interceda por nós e nos ajude a ser cada vez mais humildes e simples!
comentários(0)comente



Rosa â¡ 16/04/2021

- J'aime... Eu amo...
"- A tua vida começa, ó Bernadette!"

Foi uma grande coincidência eu terminar esse livro bem no dia de sua morte, Bernadette.
Mas de fato, como o próprio cura de Lourdes disse, tu não morreu, estás viva até hoje nos céus e na terra, nos mostrando a verdadeira santidade, simplicidade e amor.

Não tenho o que reclamar do autor e seu modo de escrita, somente dessa edição da Minha Biblioteca Católica, que por mais bonita que seja, tem muitos erros de digitação, esses erros até me desanimaram por algum tempo, mas consegui terminar a leitura desse livro incrível de um modo agradável.
comentários(0)comente



Wills 09/04/2021

A humildade sincera supera todos os obstáculos!
Que livro maravilhoso e muito bom de ler, fácil, somente com algumas passagens que exigem maior atenção ou algum conhecimento prévio de história para se extrair 100% do livro. A história da pequena Bernadette Soubirous é de espantar até o mais convicto incrédulo em matéria de espiritualidade. Esta edição da Minha Biblioteca Católica é muito bem editada e muito bela, como é o costume já dos livros publicados no Clube do Livro Católico. Vale a pena!
comentários(0)comente



Deyze 23/03/2021

A Canção bem cantada de Bernadette
Perfeito esse livro.
Bernadette uma menina pobre, doente e que tinha muita dificuldade em aprendizado. Uma menina que não sabia o que era esperiencia mística. E que foi agraciada por ter visto a mãe do céu. E mesmo assim continou sendo humilde. Não se abaterá com sofrimento que passou aqui na terra. Não de abalou mesmo sendo perseguida pela ciência, pela igreja. Ela soube esperar o tempo dizer que ela não mentia. Ela é um exemplo a ser seguido
comentários(0)comente



Rafael.Aguilar 15/03/2021

Uma leitura profunda e deliciosa!
Geralmente, nas grandes bibliotecas, os livros são guardados em seções, que por sua vez são divididas por assuntos. Fica muito mais fácil encontrar o tipo de livro que se procura: se eu quero uma obra jurídica, um romance, uma investigação policial ou um ensaio filosófico, basta que eu procure a seção correspondente. É bem simples, na verdade! No entanto, se eu fosse o dono de uma biblioteca, quebraria muito a cabeça para tentar enquadrar este livro em uma única seção...

Sim. "A Canção de Bernadette" poderia ser colocada tranquilamente como uma biografia da santa, uma vez que o autor baseou sua história em dados concretos e reais. Mas a obra não deixa de ser um romance literário, haja vista os diálogos e as personagens nitidamente criadas pelo inteligentíssimo autor.

As aparições da Virgem Santíssima e a ingenuidade da pequena Soubirous são, evidentemente, o centro da história. Mas o livro se resolve a ir muito além: faz reflexões indiretas sobre a pobreza (material e espiritual) das pessoas; sobre a irracional incredulidade do mundo moderno; sobre a futilidade dos aplausos e até a arrogância dos "representantes da ciência". Tudo está aqui, colocado entre diálogos simples e situações extremamente cotidianas.

Mais do que tudo, esta obra consegue deixar no leitor um suave gosto do Céu. É reconfortante saber que não somos esquecidos pelo Senhor e que a Graça do alto continua criando santos nos lugares mais improváveis. Ademais, é maravilhoso pensar que um dia poderemos contemplar, como a pequena Bernadette, a lindíssima "Dama de Massabielle" - a Imaculada Conceição.
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR