Honra Pirata

Honra Pirata Helena Grillo Miranda




Resenhas - Honra Pirata


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Arley Bastos 23/04/2021

Pirataria e viagens no tempo
Honra Pirata é o primeiro livro de Espadas e Pistolas, escrito pela minha colega Helena Grillo.

O livro conta a história de Marina que sofria com um pai cientista e abusivo que fazia experimentos nela, um desses experimentos fez com que a heroína fosse levada ao passado.

No passado, Marina vai parar no navio Vingança da Rainha Ana, o navio do icônico pirata Edward Teach, o Barba Negra.

O livro vai passando no contraste entre o tempo de Marina e seu "novo" antigo tempo. Além disso, ela vai passando pelas transformações, tanto físicas quanto mentais, de sua adolescência enquanto vai aprendendo do mundo estando a bordo de uma navio pirata. As relações com as pessoas e seus novos amigos é trabalhado de forma bem tecida para a construção da própria protagonista.

Um ponto interessante é que a garota para encontrar formas de conseguir sobreviver naquele tempo, vai utilizando de seus conhecimentos sobre o futuro para conseguir se virar em toda aquela situação na qual está presente.

É um livro de linguagem simples e fluída.

Arley Bastos.
Helena Grillo 23/04/2021minha estante
Fico muitíssimo feliz que tenha gostado!!! ???




tia luh 06/05/2021

piratas não tem papagaio, eu tô-
Que livro divertido! Achei que ia ficar uma semana lendo, mas terminei em menos de dois dias. Não sabia que gostava tanto de histórias com piratas até lê-lo. E a Marina me representa totalmente caso eu fosse uma viajante do tempo!
Helena Grillo 06/05/2021minha estante
Ahhhhhh Amei você ter curtido a história! Em breve vai ter a continuação ?




Valen 18/05/2021

ADOREII
Pensem em um livro bom! Eu estava com muita vontade de ler algo sobre piratas e viagem no tampo, encontrei tudo isso em um livro só. Foi incrível ver Marina, alguém que sofreu tanto a vida inteira, se tornando forte, corajosa e ainda assim continuando com um bom coração.
Além disso, temos Mateo e Inaiê, dois garotos incríveis que merecem o mundo todo!
Eu amei a escrita da autora e o modo com que ela faz que nos apaixonemos por todos os personagens (mas também me fez sofrer viu)!!
Helena Grillo 18/05/2021minha estante
Desculpa te fazer sofrer! Vou compesar nos próximos livros. Prometo




Analice - @delivroporlivro 23/05/2021

Piratas não tem papagaio?
??Mas não era como se não doesse mais. O passado não poderia ser apagado, ficaria sempre marcado na mente como uma cicatriz na pele, porém o futuro era algo mutável. Se o pior já aconteceu, então não importa o que façam comigo, não será nada comparado ao que já enfrentei.?

Já nas primeiras páginas, somos familiarizados pela rotina doentia de Marina, onde a garota claramente sofre maus tratos do pai, servindo de cobaia em experimentos malucos. Em uma dessas experiências a garota acaba viajando no tempo, e é aí que nossa aventura tem início.

Com uma escrita leve e cativante, somos transportados para o passado, uma época onde piratas existem, tesouros não descobertos estão afundados no meio do mar, e uma guerra entre povos parece estar cada vez mais próxima. Eu particularmente sou apaixonada por livros com viagem no tempo, e com esse, não poderia ser diferente!

Uma das coisas que com certeza mais me cativou, foi que em cada capítulo temos uma referência a um clássico literário. Nossa protagonista, é uma rata de biblioteca, e sempre que vê uma oportunidade de comparar a sua realidade com um livro que leu, compara.

??O navio chegou mais rápido que o esperado. Ainda assim, Marina concluiu que Júlio Verne realmente escrevia ficção. Naquele navio não daria, de forma alguma, para rodear o mundo em oitenta dias.?

O livro é cheio de representatividade. Temos índigenas e negros com muita voz entre as páginas, conversando sobre suas batalhas que mesmo sendo de uma época distante, parece ser tão atual.

A história é um prato cheio para você que quer algo leve, divertido, mas ao mesmo tempo que te enlace e te faça ficar pensando e refletindo sobre a história por um bom tempo!

??Eu não me curvarei. Não fiz isso em um navio, não farei em terra firme.?
comentários(0)comente



Quennick 17/05/2021

Blog Eureka Mundo
Neste livro, iremos conhecer Marina. Marina é uma jovem que foi usada de cobaia pelo próprio pai que é cientista, vivia em meio a tubos de ensaio e várias aplicações de drogas criadas pelo cientista que sem pudor usava a própria filha para esse bem. A única coisa que lhe trazia um pouco de conforto eram as visitas da sua irmã gêmea chamada Mônica. Em meio a tantas experiências, uma sai completamente do controle do pai cientista desalmado, o que permite que Marina viaje no tempo para o famoso navio do Barba Negra. É nesse ponto que a trama se desenrola, já que durante muito tempo Marina não saia de perto do pai então não conhecia o mundo lá fora, agora em uma outra realidade ela será obrigada a aprender a sobreviver sozinha e principalmente aprender sobre a vida, sobre o amor e o poder da amizade verdadeira! Será que nossa personagem principal conseguirá voltar para o seu tempo? Ela aprenderá com a oportunidade que lhe é dada? Tudo isso e muito mais vocês irão descobrir embarcando junto com ela a aventura dos sete mares. Um livro que vale muito a pena conhecer!!!

site: https://eurekamundobook.blogspot.com/2021/05/honra-pirata.html
Helena Grillo 17/05/2021minha estante
Incrível! Muuito obrigada!




silvanasartori 20/06/2021

Nessa história narrada em terceira pessoa, com poucos trechos em primeira, somos apresentados rapidamente a Marina e sua irmã, assim como ao contexto de vivência das duas com o pai totalmente alienado.

Os capítulos são curtos e o livro me prendeu desde a primeira linha, foi uma grande surpresa, já que pela capa eu esperava um livro mais juvenil, mas ele aborda diversos assuntos, alguns pesados, e consegue ser uma trama muito interessante para todas as idades, principalmente para os amantes de piratas, claro!

Achei uma história bem incomum, que gera curiosidade pelo fato da viagem do tempo e para saber como Marina irá lidar com tudo, já que ela não sabe muito bem onde está e como foi parar ali, além de não saber o que aconteceu com a irmã. Junto com ela, então, vamos descobrindo todas as peculiaridades do local onde ela acabou parando.

Gostei demais da ambientação, embora não tenha muitas descrições. Foi possível visualizar todas as cenas facilmente, como se fosse um filme, e entrar nessa vida de pirata. Foi muito legal como, ao longo do livro, várias suposições sobre essa época começaram a ser quebradas e outras informações foram adicionadas, criando um repertório cultural sobre o período onde Marina se encontra, mencionando locais, tipos de navios, diplomacias, como as burocracias eram feitas e, principalmente, como é viver em um navio, ainda mais pirata, que constantemente está entrando em brigas e saqueando locais.

Marina é uma personagem muito forte, porque desde nova ela passou por situações muito ruins e aprendeu a sobreviver com pouco, por isso não chegou a ser difícil se adaptar ao novo ambiente, uma vez que a capitã - sim, uma mulher - a acolheu logo de início à bordo.

Mesmo sendo jovem, a maturidade dela é muito grande e não pensa duas vezes em se envolver nas situações e querer aprender e ajudar a todos. Ao mesmo tempo que ela não pode falar que veio do futuro, tenta implementar coisas da época dela para ajudar os piratas, que nem entendem o que acontece, mas já que isso gera lucros, apenas apoiam ela e acabam por se afeiçoar ainda mais a menina. Esse foi um ponto que gostei bastante, a dualidade do futuro e do passado onde ela está.

Resenha Completa no Blog I LOVE MY BOOKS
Escrito pela Colaboradora Larissa Niewierowski

site: https://www.lovemybookss.com/2021/05/resenha-honra-pirata.html
comentários(0)comente



Thamires.Sobral 18/10/2021

Uma aventura gostosa de acompanhar!
Em “Honra Pirata” iremos conhecer Marina, que cresceu em redoma, enclausurada da sociedade e das pessoas, seu pai a culpava pela morte de sua mãe e acabou transformando a filha em seu experimento, ele um cientista cujo único desejo era impedir a morte da esposa.

Marina não teve o amor do pai e não conheceu sua mãe, mas tinha uma irmã Monica que era quem ajudava a suportar a vida como experimento, Monica levava livros, HQs, televisão e até hambúrguer para irmã, até que um dia Marina se próxima da morte, quando seu pai consegue construir uma máquina do tempo, e o que ninguém esperava ela funciona e depois de uma explosão Marina desaparece.

E sabe onde nossa mocinha vai parar, no navio pirata mais famoso... O Barba Negra
E será no meio dos piratas que Marina vai descobrir que pode ser livre, ter amigos e até viver um triangulo amoroso, afinal ela ainda é uma adolescente.

Uma narrativa envolvente, cheia de reviravoltas, muita ação, os capítulos são curtos, sem mencionar toda referência literária que temos, todos os capítulos se iniciam com título de um obras que conhecemos, algo que achei sensacional.

Essa é uma obra com viagem no tempo, com uma mocinha forte, determinada e inteligente, que eu super indico! Sem dúvidas será uma leitura intrigante que vai te deixar viciado desde o primeiro capítulo, até o desfecho surpreendente, que deixa morrendo de curiosidade para o próximo livro.

Não posso deixar de mencionar que edição está fantástica, a diagramação incrível, vale conferir.
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR