Jogador Número Dois

Jogador Número Dois Ernest Cline




Resenhas -


14 encontrados | exibindo 1 a 14


taynaribeior 24/02/2022

Em minha opinião: Uma continuação que te faz realizada!
Por incrível que pareça eu gostei muito da continuação desse livro! A surpresa de uma segunda caçada muito mais complexa foi bem trabalhada, trazendo, além de referências dos anos 80, inúmeras referências ao primeiro livro. Gosto muito de como o livro trata dos personagens, e principalmente, de como o Wade (Parzival) se mostra tão vulnerável, buscando aprender com os erros. Indicaria pra quem gosta de ficção com um toque de romance, e muita ação!
comentários(0)comente



Luan 20/02/2022

Entregou
A história se desenvolveu lentamente, pelo menos até chegar ao nível de ação/ seguir uma proposta semelhante ao primeiro livro. Particularmente, consegui entender mais as referências aqui citadas (inclusive umas das últimas foi incrível de verdade!!!) e isso fez com que eu ficasse mais preso à trama. Infelizmente não teve muita coisa nova, mas houve um bom desenvolvimento de enredo.
comentários(0)comente



Fabio 05/02/2022

Autores e sua mania de mexer no que já estava perfeito
Quando fiquei sabendo do lançamento desse livro fiquei com a pulga atrás da orelha. Jogador número 1 é um dos meus favoritos, e não via como voltar aquela história.
Eis que o autor voltou remexe em tudo e destruiu a sua obra.
O livro tem pontos simplesmente insuportáveis. E admito que pulava alguns parágrafos pois havia um uso excessivo de fã service na obra. Demais...
O final por outro lado é mais decepcionante que abrir um pote de sorvete no congelador e ter feijão.
comentários(0)comente



Dieine Rocha 03/01/2022

Confesso que esperava mais...
Demorei a pegar no ritmo. No início o Wade apssa muito tempo descrevendo sobre como sua vida não é a que ele esperava depois de ter conquistado toda a herança de Halliday. Nossa Wade, que mundo cruel ?

Mas depois que a ação começa, não conseguia largar por muito tempo meu Kindle até saber se o High Five conseguiria "salvar o mundo". Foi divertido começar o ano terminando esta leitura. É quando eu sei que meu conhecimento geek é minúsculo e fico com vontade de sair pesquisando cada referência feira. Hernest sempre arrasa com isso!


Para os fãs de jogador número 1, talvez vocês esperassem um pouco mais, mas ainda vale muito a pena ler a continuação da jornada dos jogadores que nos conquistaram nas páginas e nas telas !
comentários(0)comente



Isabela 10/12/2021

assim, gostei, mas...
Segue o mesmo estilo que o primeiro, o que é é maravilhoso, já que o primeiro livro para mim foi perfeito. Porém, achei a história fraca. Tipo (???).

Não achei que o primeiro pediu uma continuação. Mas fiquei feliz e ansiosa quando soube do lançamento, corri para ler. E, ao contrário do primeiro (que li em um dia), enrolei bastante para terminar. Não me prendeu tanto quanto o anterior. Como dito acima, o conflito, clímax, era fraco. O plot twist foi MUITO inesperado, mas o final foi tão de repente que nem consegui prossegar direito.

Apesar dos pesares, eu gostei. Por isso dou 4,5 de estrela. Amo o autor, sua escrita, narrativa, tudo. Imploro para que ele não faça mais uma continuação, porque se a segunda já não foi tão boa, não sei o que será da terceira...

Leiam, o primeiro e o segundo. São cheios de earst eggs (nao sei como escrevekkkjk) e bate uma nostalgia incrível.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Rodrigo Digão 24/09/2021

Muito legal, para quem eh mais antigo bem nostálgico, seguindo a fórmula de seu predecessor, porem a história nao me ganhou por completo, cheio de altos e baixos, talvez por não ser mais uma ideia original. Mas vale sim a leitura.
comentários(0)comente



Will 22/07/2021

Cline é uma incógnita
Lembro quando adentrei as páginas de jogador número 1. Foi paixão a primeira vista, ele tinha referências, uma história empolgante e personagens cativantes. Com exceção de seu estranho final Cline fez uma obra de arte no primeiro livro, mas assim como duas outras obras aqui ele derrapa de uma maneira que é difícil explicar. As referências estão lá, mas sem os meandros do primeiro livro. São abertas parecem jogadas, mesmo que algumas sejam divertidas de se ver, parece que não houve uma exploração. A queda da qualidade dos personagens da lugar ao menos a uma forte reflexão social, em que ele traz muito bem em diversos pontos. A quem interessar e se ver um leitor mais atento, pode perceber vários toques vindo de personagens que se espera exatamente isso deles. O projeto do vilão desse livro é extremamente caricato, mais que no primeiro que já leva um pouco da cultura steampunk de Mega corporações. Aqui é simplesmente caricato, vazio e sem algo para empolgar. Muitas partes parecem trazer um Cline batido sem muito o que adicionar.
Os pontos bons são as críticas sociais e a única personagem coerente que é a Samantha. O final do livro eu prefiro nem mencionar pois eu Zeraria a nota apenas por ele. Mas vou levar em consideração ótimas passagens e ótimas referências nerds. Esse livro deve em muito para o primeiro e não tem nem de longe a genialidade que o mesmo traz. E para mim o mais temeroso é que possa haver uma trilogia. Vá para outros caminhos Cline!
comentários(0)comente



Milena 01/07/2021

eu amei tanto esse livro aaaa chorei muito no final
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Evandro Luiz 19/06/2021

Outra surra dos anos 80
Muita gente odiou e algumas gostaram, segura as expectativas aí.
O livro tem um começo difícil, é chato ver o Wade reclamar da vida e de seus arrependimentos.
Por outro lado eu gostei muito da ideia, achei a evolução do Oásis bem natural. Um novo desafio é apresentado, novas motivações, novas dificuldades propostas, muito amor roxo, um tanto sobre Tolkien, e um outro tanto sobre várias outras coisas.
Continuo achando o primeiro livro muito melhor, mas não deixaria de recomendar esse segundo livro para quem foi apaixonado pelo primeiro.
comentários(0)comente



Alessandra 15/06/2021

Decepção
Tudo o que mais gostava no primeiro livro se tornou insuportável nesse, as referências dos anos 80. Ficou tão exagerado que chega a ser cansativo.
Transformaram os personagens de uma forma negativa, o cara mais legal e inteligente do primeiro livro se torna um babaca que não consegue descobrir nada sozinho mais.

O livro até chega a ficar interessante quando começam os desafios, mas o excesso de informações em cada estágio faz com que fique mais uma vez chato e cansativo. E o final é tão horrível que nem parece escrito pelo mesmo autor.

Infelizmente não tem o mesmo brilho do primeiro.
comentários(0)comente



davidplmatias 01/06/2021

Uma releitura de clássicos do gênero
O tema de outras histórias do gênero é revisto nessa continuação do sucesso de Cline. Mas seu talento é grande e seu universo criado é rico, o que torna a história - que em outras circunstâncias poderia ser chamada de plagio - Em uma obra única. E abre Possibilidade para uma grande expansão do seu universo. Se esse for o caminho odealizado pelo autor, eu estou ansioso para ler os próximos títulos. Mas confesso que preferia ver novas franquias surgindo também. O autor tem um talento único e inegualavel.
comentários(0)comente



Alexandre.Canal 06/05/2021

De volta ao Oasis
O Livro novamente sobre abordar de forma magistral a subcultura nerd dos anos 80. Para os mais velhos como eu, as referências dao sabor especial a trama, colocar Wade um personagem recebido como Holladay tornando assim um herdeiro até mesmo das mazelas (similar a história de Peter Pan Escarlate) faz com que vejamos o outro lado de um herói já acostumado e entediado de viver a vida que leva.
comentários(0)comente



14 encontrados | exibindo 1 a 14