A caçadora

A caçadora Kate Quinn




Resenhas - A caçadora


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Sandra 20/07/2021

Julho 2021 m bom
Um romance que envolve um jornalista e um combatente ingles, uma combatente russa e uma adolescente americana, contra a caçadora nazista, no pós guerra. Muito bem escrito, envolvente.
A caçada a caçadora é pós guerra, mas com muitas memórias e estória na guerra, entrelaçando os acontecimento.
Russia, Inglaterra e USA.
Vale a pena a leitura.
comentários(0)comente



Simone MK 19/07/2021

O papel das mulheres na Segunda Guerra
A Caçadora é uma obra de ficção, baseada em fatos reais, que se passa durante e logo após a Segunda Guerra. Da mesma autora de “A Rede de Alice”, que eu amei!

Embora o livro tenha 600 páginas, a leitura adquire um ritmo rápido! Os capítulos se intercalam entre 3 personagens cujas vidas acabam se conectando: Nina Markova (narrativa durante a Guerra), Ian Graham e Jordan McBride (ambos com narrativas pós guerra).

Os personagens são muito bem desenvolvidos, cativantes, mas terminei o livro apaixonada por Nina Markova… Que personagem! Mulher forte, fez parte do regimento feminino da força área soviética, apelidado pelos alemães como “Nachthexen” (Bruxas da Noite) por sua capacidade de realizar bombardeios noturnos com uma manobra de planar silenciosa e eficiente que os pegava de surpresa. As Bruxas da Noite tiveram um papel fundamental durante a Segunda Guerra, mas pouco conhecido, já que foram praticamente apagadas da História.

A inclusão da Nota da Autora foi muito elucidativa. Houve muita pesquisa, o livro é historicamente preciso e bem escrito. Kate Quinn decidiu criar a personagem “die Jägerin” (A Caçadora) criminosa de guerra fictícia, a partir do registro de duas mulheres reais: Hermine Braunsteiner (brutal guarda de campo em Ravensbrück e Majdanek) e Erna Petri (esposa de um oficial da SS).

É tenso, impossível parar de ler até o desfecho!
comentários(0)comente



Lu 05/07/2021

Embora a estória seja clichê e o que vai acontecer com todos os personagens seja bem óbvio, valeu a leitura. Como se fosse um filme de sessão da tarde.
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR