Win

Win Harlan Coben




Resenhas - Win


78 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


@l3iturando 25/01/2022

articulem
sinceramente, esse foi um dos melhores q já tive o prazer de ler do mestre. o Win é sarcástico, esnobe, doido e verdadeiro na medida certa. e, muito, muito complexo. essa é a principal diferença dos outros livros do Harlan, esse personagem é MUITO bem desenvolvido e merece MUITOS livros só dele, sorry Myron, perdeu o pódio no meu coração... TE AMO WIN
comentários(0)comente



almirante leite 25/01/2022

Articule.
Esse é o quarto livro do Harlan Coben que leio, e como esperado dos livros desse autor, recheado de plots twists, casos isolados que se interligam e eventos que ocorreram há anos voltando à tona.
Nosso protagonista é o Win (quem lê Coben, está familiarizado com ele), um cara milionário, egocêntrico, misterioso, babaca e sarcástico, conhecido por fazer justiça com as próprias mãos. Em um dia comum, Win foi interrogado pelo FBI por conta de um assassinato, e na cena do crime havia dois objetos: um quadro do Vermeer e uma mala grafado como WHL3 (sigla de Windsor Horne Lockwood III, nome verdadeiro de Win), e através desse caso, vários eventos do passado vieram à tona: conflitos familiares, o roubo dos quadros, uma gangue famosa dos anos 60 que foram responsáveis por várias mortes, sequestros, assassinatos, entre outras coisas.
Esse livro teve muito potencial em apresentar todos os fatos ocorridos, em detalhes, para que nada passasse despercebido pelo leitor, e as ligações que cada evento tinha, sendo direta ou indiretamente, fora a brilhante narração do Win, que é bem articulada (o "articule" do telefone não é atoakkk), e o fato dele conversar com os leitores uma hora ou outra. Mesmo o Win tendo um ego super inflado e ele fazer coisas imorais, temos um certo carisma por ele, simplesmente pelo fato do Win ser que o ele é.
Enfim, super recomendo esse livro para todos, tanto para quem já é familiarizado com os livros do Coben, e com as histórias de Myron Bolitar (melhor amigo do Win), quanto para quem nunca leu uma obra dele e deseja mergulhar nesse mundo.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
almirante leite 25/01/2022minha estante
o tio harlan queria dar um descanso pro myron kkkkkk




Dri - @leiturainsone 19/01/2022

Win deveria ter sua própria série de livros
?Gosto de violência. Gosto muito. Não aceito nos outros. Aceito em mim. Não brigo como último recurso. Brigo sempre que posso.?

Finalmente o personagem mais polêmico e emblemático de Harlan Coben ganhou um livro solo!

Windsor Horne Lockwood III, um milionário que costuma fazer justiça com as próprias mãos, é levado pelo FBI até uma cena de homicídio para reconhecer uma obra de arte e uma mala com suas iniciais que foram encontrados no local. O quadro era muito valioso e havia sido roubado há muito tempo da família Lockwood, porém, o que aquela mala estaria fazendo ali?

Essa trama principal se divide em vários outros casos não solucionados, bem no estilo de Coben, que incluem sequestro e cativeiro numa ?Cabana dos Horrores? e um grupo de ativistas que é procurado por um crime cometido na década de 80.

Para os fãs da série Myron, esse livro é indispensável, a gente mergulha na mente doentia e assustadora de Win e, finalmente experimenta uma investigação totalmente guiada por ele sem as palhaçadas de Myron para distrair.

Esqueça todos os 11 livros da série Myron Bolitar, esse aqui dá de 10 a 0. Não sei se foi a maturidade na escrita ou Win como protagonista, mas a trama ficou sensacional.

Me irritou em certos pontos que Coben quis colocar uma pitada da personalidade de Myron em Win para amenizar a narrativa. Myron não aparece em carne e osso, mas é sempre uma sombra na história. Como hater número 1 do personagem, eu não gostei.

Pra quem leu muitos livros do autor, vai conseguir identificar certos elementos chave que estão sempre presentes em suas narrativas, como mafiosos ou um amigo policial do protagonista que facilita a investigação, mas nem por isso deixei de dar 5 estrelas e favoritar.

Não tenha medo de ler se você não conhece o autor ou o personagem, Coben insere informações suficientes para não deixar ninguém perdido. Alguma referência ou outra pode ser perdida se você não leu a série Myron, mas nada que vá atrapalhar o desenvolvimento da trama principal.

Mas se você quer conhecer mais sobre Win sem ter que, necessariamente, ler os livros anteriores leia: o Preço da Vitória e Volta Para Casa.
comentários(0)comente



Luciano 17/01/2022

Thriller de ação, repleto de reviravoltas e narrado em primeira pessoa, com muito humor ácido e prepotência. Vale a leitura
comentários(0)comente



Carla 17/01/2022

Resenha: Windsor Horne Lockwood III - Win- Harlan Cober
Primeiro contato que tenho com a escrita de Harlan Coben e descobri o porque muitas pessoas indicam os livros dele... Realmente é surpreendente!!

Essa não é uma história sobre o Win, especificamente. Mas trata de pontos da família Lockwood que com o lema "proteja a família" muita coisa ficou encoberta...

Um enredo repleto de reviravoltas a cada capítulo (sim, incrivelmente instigante), onde o narrador é também o personagem principal. E ainda compõe ao cenário: quadros famosos roubados, assassinato, estupro,sequestro e o caso Os Seis de Jane Street ( inspirado em os Sete de Chigago, na década de 70). Participamos ativamente das resoluções das pistas a cada capítulo. Um suspense muito bom!!!

"A vida é complexa. Aceitar isso é um problema para a maioria das pessoas. É mais fácil achar que as coisas são sempre preto no branco. Que ou alguém é totalmente bom ou totalmente mau.[...]"
comentários(0)comente



Lari 17/01/2022

Win
" Gosto de violência. Gosto muito. Não a aceito nos outros. Aceito em mim. Não brigo como último recurso. Brigo sempre que posso. Não tento evitar problemas. Procuro-os ativamente." (Win).

Eu amei conhecer mais sobre a vida do querido Win, esse personagem tão carismático e articulador rs. Como ele é o personagem que narra a história podemos compreender como ele pensa e agir em relação os acontecimentos ao seu redor. Com a investigação que acaba envolvendo o nome da família, ele teve que fazer a investigação de acontecimentos do passado para solucionar os problemas presentes.
Me supreendo como o nosso autor consegue sempre ter reviravoltas até a última página do livro .
Creio que esse livro é uma leitura obrigatória para todos aqueles que são fãs da série do M. B. Gostei muito de ler esse livro e recomendo.
comentários(0)comente



Erika Rufo 16/01/2022

Adorei
Impossível parar de ler! Myron é sem dúvida meu personagem preferido, mas Win tb conseguiu conquistar meu coração.
comentários(0)comente



Andre | Garotos Perdidos 15/01/2022

Família Lockwood envolvida em mistérios
Imaginei que Win fosse contar a juventude de Windsor Horne Lockwood III, mas na realidade é mais um caso investigado pelo Win sem a ajuda de Myron.

O caso envolve quadros roubados, os Seis da Jane Street, assassinato, sequestro e a tradicional família Lockwood.

Os Seis da Jane Street deve ter sido inspirado nos Sete de Chicago, famoso grupo de ativistas que se manifestaram contra a Guerra do Vietnã na década de 70 e acabaram sendo acusados de conspiração pelo governo dos EUA.

Sou fã do autor Harlan Coben e adoro sua narrativa cheia de tiradas inteligentes e divertidas. O final foi bem coerente e, apesar de não ter conseguido desvendar os mistérios antes, suas resoluções não causaram aquele sensação de UAU! Mesmo assim, gostei bastante do livro.

Com amor, André
@garotos_perdidos
comentários(0)comente



Bia 14/01/2022

Gostei!
Com toda certeza é um ótimo livro. Suspense bem desenvolvido e pra mim foi surpreendente, não consegui prever o final da história.
Recomendo.
comentários(0)comente



silvanagalafassi.dalssaso 11/01/2022

Extremamente complexo esse Win!
Muito bom conhecer mais esse personagem incrível que está sempre a disposição do Mayron.
A trama muito bem desenhada.
Recomendo!
comentários(0)comente



Fernanda 10/01/2022

ARTICULE
Win é de uma família clássica e muito rica, os Lockwood. Inicialmente pretensioso, prepotente e superficial, depois engraçado, com um humor ácido e direto, alguns dos atributos desse novo personagem de Harlan. Ele se mete em grandes enrascadas para descobrir um assassinato e um estupro que acomete sua família. Como sempre, reviravoltas fazem parte do contexto das estórias Harlan. Gangues, seis, polícia, família, mortes, assassinos desaparecidos, pedófilos. Mais um dos livros independentes lido com sucesso.
comentários(0)comente



Keila 10/01/2022

Windsor na sua melhor forma!
Neste livro temos como personagem principal o Win, melhor amigo de Myron Bolitar, outro personagem icônico de Harlan Coben, que inclusive recomendo fortemente a leitura de toda a série! Rs
Quando um homem aparece morto em uma cobertura próximo ao Central Park, e na cena do crime ainda são encontrados um quadro roubado e uma mala com as iniciais de Win, ele é envolvido pelo FBI na investigação.
No decorrer dos dias descobre-se que o crime inicial tem ligação com um ocorrido há aproximadamente 40 anos atrás, e também trás a tona a morte do seu tio e sequestro de sua prima que também aconteceu há anos.
O suspense e humor ácido sempre presentes nos livros de Harlan, faz com que seja difícil largar a leitura até descobrimos o desfecho e de que forma as histórias se interligam.

Panfletarei Harlan Coben para sempre! Rs
E iniciei meu ano literário da melhor forma possível!
comentários(0)comente



Wade 09/01/2022

Cativante
Demorei para marcar o livro como lido devido ao final de ano mas foi bom que deu tempo para pensar direito sobre a história, posso dizer que gostei bastante, achei o Win um personagem muito interessante e cativante.

O desenrolar da história prende bastante, você termina um capítulo muito curioso para iniciar o próximo o que torna a leitura bem rápida, alguns plots twist da história você é capaz de captar antes mesmo de revelar, porém não vejo isso como um ponto negativo, pelo contrário.
comentários(0)comente



Ricardo Tavares 09/01/2022

Win "Vingança é um prato que se come frio"
Resenha da Editora Arqueiro

Neste suspense inédito de Harlan Coben, o protagonista é o milionário Windsor Horne Lockwood III ? ou simplesmente Win, como é chamado pelos (poucos) amigos, entre eles Myron Bolitar.
Sinopse

Em uma cobertura em Nova York, um homem recluso é encontrado morto. Junto ao corpo, há duas peças dignas de nota: uma pintura de Vermeer e uma mala de couro com as iniciais WHL3 gravadas.
Levado até o local pelo FBI, Win não faz ideia de como sua mala e o quadro que foi roubado de sua família anos atrás foram parar lá.
Mas ele decide que vai descobrir, principalmente depois de saber que o homem assassinado pode estar ligado ao sequestro de sua prima, ocorrido há mais de 20 anos. Na época, ela conseguiu fugir, mas seus captores e os objetos roubados nunca foram encontrados.
Dono de uma apurada capacidade de observação, Win tem três coisas a seu favor para desvendar esse mistério: uma ligação pessoal com o caso, uma enorme fortuna e um estilo único de fazer justiça.

MINHA OPINIÃO
NÃO É UMA HISTÓRIA DE MYRON BOLITAR. MAS PODERIA SER.
Tem todos os elementos dos romances do eminente protagonista de várias histórias de Harlan Coben. Contudo, como o título indica, o herói é o amigo de MYRON BOLITAR, Win, o ricaço milionário que participa de várias tramas do ex-empresário esportivo e usa sua fortuna a seu bel prazer, gabando-se de quem é.
Win é não só o protagonista, mas também o narrador, que conta a história que será desvendada, enquanto desvela ao leitor segredos de seu passado e de sua família disfuncional.

É uma boa história, repleta de clichês e colocando o leitor no papel de cúmplice de Win, que é, em muitos momentos, um charmoso justiceiro.
Ainda prefiro as tramas de Myron Bolitar, mas esse romance que desvenda vários mistério sobre o passado de Win é bem interessante e diverte. Aprecio histórias bem construídas e Harlan Coben consegue engendrar boas narrativas de mistério e suspense na medida certa. Foi uma boa distração para o fim de semana. Lido em três dias.

Observação: ao contrário do que foi informado no cadastro do SKOOB, o livro não tem 320 páginas, possui exatamente 288, como consta na ficha catalográfica, no verso da página de rosto.

HARLAN COBEN sempre me dá prazer com suas histórias. Recomendo a leitura como uma boa diversão.
almirante leite 25/01/2022minha estante
Eu tbm notei a quantidade de páginas quando terminei (li o físico), fiquei triste por não ter mais capítulos, tava tão intetrssante kkkkk




78 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6