O Duque Solteiro

O Duque Solteiro Sabrina Jeffries




Resenhas - O Duque Solteiro – Dinastia Dos Duques #2


46 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


cris.leal 31/08/2021

O título não faz sentido algum, mas a história é boa...
Ao que parece, a história dos filhos de Lydia, a Duquesa que teve três maridos, todos duques, é o assunto principal da série Dinastia dos Duques. Contudo, um mistério aparentemente envolvendo a duquesa viúva, está nas entrelinhas das tramas apresentadas até aqui. Este 2º volume é dedicado a lady Gwyn Drake, filha de Lydia com o 2° duque de Thornstock. Gwin vai ser apresentada à sociedade Londrina, mas como tem sofrido chantagem de um ex sem noção, o 3° duque de Thornstock, seu irmão gêmeo, convoca o major Joshua Wolfe para mantê-la segura em Londres.

Joshua tem parentesco por afinidade com a duquesa Lydia, porque é sobrinho do duque que foi o último marido dela. Devido a falta de juízo do pai, Joshua e a irmã Beatrice (protagonista do livro 1), não tiveram direito a uma herança, então ele se dedicou à Marinha. O major é herói de guerra, um fuzileiro real que foi gravemente ferido em batalha e, enquanto está na reserva, trabalha como guarda-caça na propriedade da família. Infeliz com a sua condição, Joshua é rude e ranzinza, e prefere viver o mais longe possível da chamada ?boa? sociedade. No entanto, mesmo reconhecendo o abismo social que existe, sente uma forte atração por Gwin e isso o faz aceitar o papel de guarda-costas. O tempo que passam juntos em Londres, vai mostrar que é destino dos dois ficarem juntos, porque Gwyn também sente um desejo louco e está disposta a qualquer coisa para ficar com ele, inclusive revelar os seus segredos mais ocultos.

Apesar de um título nada a ver (o que é imperdoável!), o livro traz uma escrita fluida, protagonistas fortes, diálogos espirituosos, muita ação e momentos de intensa luxúria, o que me agradou e manteve em alta o interesse pela série. ?
comentários(0)comente



Gabi 27/08/2021

Eu tava com expectativas altas para essa leitura, mas acabou sendo um romance de época como os outros que existem. A história tinha muito potencial para inovar, já que tínhamos aqui um protagonista masculino com deficiência e uma protagonista feminina que já tinha tido um caso com outro homem antes (o que nunca acontece nos livros do gênero, ah, e isso não é spoiler, já é revelado na sinopse) mas caiu na mesmice. Logo no primeiro capítulo o Joshua vai contra uma escolha que a Gwyn tinha feito sobre algo relacionado somente a ela, e no segundo, tanto Joshua quanto Thorn tomam outra decisão sobre a Gwyn sem levar a opinião dela em conta, nos dois casos usando a desculpa que era para o bem dela, como se Gwyn fosse uma criança de 2 anos pedindo pra brincar com uma faca. Só que não, ela tem 30 anos e é perfeitamente capaz de decidir sozinha como lidar com um suborno, mas eles não confiam nela para nada. Vi uma resenha aqui dizendo algo que concordo completamente: tudo bem que o livro se passa em outra época, mas independente disso, ele foi escrito em 2020 e deve conversar com um leitor de 2020 para frente, porém ele não faz isso. O final tenta ser um momento bonito de perdão, mas o personagem em questão (não vou citar o nome para não dar spoiler) não se arrepende do que fez, pelo contrário, ele ainda acha que fez o certo, então não merece nenhum perdão, ou seja, a cena só serviu pra me deixar com ainda mais raiva dele. Mas confesso que tem uma cena entre Gwyn e Beatrice que é o melhor momento do livro, só pela amizade delas eu leria mais 500 livros independente da raiva que passasse. Acho que a Gabriele de 2019, que tinha acabado de descobrir os romances de época e ficou obcecada por essas histórias teria amado (como amei muitos que hoje enxergo problemáticas que não tinha enxergado antes), mas depois de já ter lido outros 86 livros do gênero (sim, eu fiz questão de contar só para escrever essa resenha porque sou dramática) achei só normal, um romance bom, mas nada de surpreendente para quem já lê romances de época. Enfim, o mistério que surgiu no primeiro livro ainda não foi resolvido e é isso me faz querer continuar a leitura, mas agora já sei que tenho que ir com expectativas bem baixas pra não me decepcionar.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Bru 16/08/2021

Amei, a cada livro gosto mais desconhecer essa família maravilhosa. E essa história em especial roubou meu coração. Lindos demais.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ra 07/08/2021

Sabrina Jeffries arrasando
Eu havia lido umas resenhas do livro e achado que não gostaria, além disto nos livros anteriores achei Joshua, o protagonista deste livro, meio grossinho com Gwyn, a mocinha. Porém eu simplesmente adorei o livro. O mocinho é um pouco mal humorado, mas devido a sua história dá pra entender. Afinal de contas ele teve lesões de guerra e sofre de transtorno pós traumático e como eu adoro livros no estilo a Bela e a Fera eu amei a história do casal.
Neste livro Lady Gwyn Drake está sendo chantageada por um antigo pretendente e acreditando que ela corre o risco de ser raptada, o irmão gêmeo de Gwyn, o duque de Thornstock, pede ao major Joshua Wolfe para ser seu guarda-costas. O casal e a família seguem para Londres já que a protagonista terá sua apresentação, juntamente com sua cunhada. E em Londres, Joshua deve acompanhar Gwyn. A cena do arco e flecha é demais.
Gwyn sempre dizia o que pensava, mas era doce ao mesmo tempo e gostei muito disso. A interação entre o casal era super fofa e eles vão aprendendo a confiar um no outro. Há um pouco de drama, romance, um perigo e cenas bem quentes.
Sabrina Jeffries realmente sabe como criar um núcleo familiar interessante e fofo. Eu adoro que as histórias dela sempre retratem bastante dos personagens secundários. Eu me diverti muito com essa família e super recomendo esta leitura.
Joyce Oliveira 13/08/2021minha estante
Uau
Tão bom assim? Me animei kk


Ra 14/08/2021minha estante
Ai amiga, não sei se você vai curtir, eu acho que tava de muito bom humor, se fosse hoje já daria uns 4. hahaha


Joyce Oliveira 14/08/2021minha estante
Eita kk
Me passa spoilers? Tem algo que não gostamos?


Ra 14/08/2021minha estante
Passo sim, mas minha memória não anda muito boa ultimamente. Não, só aquela coisa de enrolação pra ficarem juntos e falarem e o que sentem.




Laura 18/08/2021

A irmã do Duque de Thornstock, Lady Gwyn, esta sendo chantageada por um antigo amante (aqui tenho de dizer que acho a palavra amante um exagero, foi caso de uma noite) o canalha conhecido como Capitão Mallet, tem um passado bem sujo, é persona não grata na boa sociedade londrina, e outras coisas que não convém contar agora para não dar spoiler, porém, mesmo assim se abrir a boca a reputação da dama já era.
Com a desculpa de que ela pode ser raptada pelo facínora, seu irmão contrata o Major Joshua Wolfe um Royal Marines e o guarda-caça temporário em Armitage Hall, que apesar de ter um sério problema na perna, devido a um ferimento de guerra, é um "homem com H maiúsculo" para lá de competente.
Tudo bem que ele é rabugento, mal humorado e pobre (apesar de sua linhagem familiar) mas para Gwyn nada disso importa, ela gostou dele e as faíscas entre os dois explodem e esquenta bastante sempre que ficam sozinhos.

O livro tem um bom enredo, nada excessivamente complicado, mas que prende nossa atenção e a gente quer saber onde isso vai dar ou torcendo para o bandido se dá mal. No fim tem aquele epílogo que a gente gosta, contando um pouquinho do futuro próximo do casal. Ah! E não vamos esquecer do pequeno mistério que paira sobre determinado acontecimento do livro, obvio que eu não vou contar, vocês vão ter de ler para descobrir (risos!!)
comentários(0)comente



Fran 15/08/2021

Amei!!!
O Major e Gwyn formam um casal muito lindo! Uma cumplicidade, amizade e atração desde o início.
.
.
.
.
.
Só não entendi o título do livro. ?
comentários(0)comente



Mari 15/09/2021

Não era duque , mas era solteiro
Quero começar falando do título em português que não faz sentido , pq advinha só , o protagonista não é um duque! Fora isso, tirei algumas estrelas pq parece que a autora tem tanta pressa que não desenvolve o passado dos personagens e depois vai jogando os fatos conforme precisar. Divertido, mas eu esperava mais!
comentários(0)comente



Anna Martins 15/08/2021

Para um romance de época escrito em 2020, achei tudo muito bobinho e simples.

A premissa era promissora. Geralmente a mocinha não teve sequer a oportunidade de ter outras experiências românticas ou sexuais antes de conhecer o mocinho, então achei que a história da Gwyn pudesse render boas discussões, mas não trouxe nada relevante nem sobre como a própria mulher que se encontrou numa situação tida como comprometedora se vê.

Joshua é militar e voltou de sua última batalha com sequelas físicas e psicológicas. Achei importante como a deficiência física do Joshua tem um papel relevante nas boas cenas de sexo ao mesmo tempo que ela é considerada nos novos caminhos que ele encontra, mas não é tratada como um empecilho

Mas não posso deixar de citar que fiquei um pouco desconfortável com alguns termos que usam pra se referir ao Joshua ser PcD, imagino que a justificativa seja de que era "normal" na época, mesmo hoje a gente ainda tá aprendendo muito sobre os termos corretos e capacitismo (é provavelmente que eu mesma esteja cometendo erros nessa resenha), só que não acho que um Romance de Época precisa ter esse compromisso todo com acurácia histórica. Voltando até ao que eu falei no começo, o livro pode se passar em qualquer época, mas tem que conversar com o leitor de 2020 pra mais.

De qualquer forma, não é um romance que se destaca no gênero, mas o casal acaba sendo bem fofinho. Assim como nos livros anteriores, gostei bastante da dinâmica de toda a família, que continua sendo parte importante da vida uns dos outros, mas na medida certa.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Minha Velha Estante 13/10/2021

Resenha da Fabi
Lady Gwyn é a irmã gêmea do Duque de Thornstock e finalmente, mesmo que com uma idade bem avançada para um debute, ela vai finalmente ser apresentada a sociedade. Depois de todas as tragédias que acometeram sua família nos últimos anos e ter sido impedida de debutar por esse motivo, a jovem agora vai ter a chance de entrar para a sociedade londrina de fato e finalmente arrumar um marido, o único problema da vez a ameaça que ronda sua vida, com a volta de um passado que ela não sonhava ter por perto além disso uma chama acesa pelo irmão de sua cunhada, qual ela tem certeza não ter interesse nenhum por ela.

Joshua Wolfe é um major renomado, porém afastado de suas atividades devido um acidente que lhe tirou a capacidade de servir nas forças armadas, devido a esse problema e a falta de verba para se manter, ele trabalha como guarda-caça na casa da família de seu falecido pai, mesmo tendo sua irmã se casado com um duque e podendo mudar sua vida, ele optou por continuar onde estava, mas agora sua vida está prestes a mudar. Com a chegada indesejada de uma ameaça a Lady Gwyn, sua então patroa e prima, Joshua é contrato como guarda-costas da moça pelo período de apresentação dela na sociedade londrina, o problema de tudo isso é que a chama que arde nele quando vê a jovem não pode ser alimentada, afinal para ele que se considera um homem defeituoso e pobre, pensar em se casar com a irmã de um Duque é mais do que pode suportar.

“Eu aprendi que se quiser que minhas vontades sejam consideradas, preciso mergulhar de cabeça na briga, de igual para igual.”

A paixão entre Joshua e Gwyn fica cada vez mais evidente para ambos, porém todos os segredos que envolvem o passado da jovem dama são uma parede que impede essa relação de prosseguir, com isso ambos precisam aprender a contar seus segredos, principalmente a Lady que a cada dia que passa se vê mais presa no passado e em uma chantagem quase impossível de acabar.

A narrativa da história é fluída e autora mantém o mistério a cerca dos problemas da família, sobre o que de fato aconteceu com os maridos da mãe de Gwyn – só quem leu o primeiro livro vai entender a referência –, além de abarcar outra aventura com toda a situação de perigo que envolve Lady Gwin e seus segredos do passado.

“Amar é como beber fogo e ter certeza de que não vai se queimar, mesmo sabendo que isso queimaria qualquer um. Significa confiar em alguém quando não deveria. Porque você sabe, bem no fundo do seu coração que a pessoa em quem está confiando vale a pena.”

Embora a história seja linda, apaixonante e tenha me rendido muitos momentos de felicidade, achei o título da obra totalmente sem sentido, afinal não temos a história de um duque e sim da irmã gêmea dele, os outros duques da história não aparecem com frequência e Joshua o nosso outro personagem principal, nada mais é do que um major, neto de um duque, sendo assim mantemos a condição de que o nome não tem sentido. Isso me levou a pensar que o nome da obra poderia ser outro, como por exemplo “A Irmã do Duque”, seria bem mais apropriado.

Fora isso, eu amei a obra e me divertir horrores com as tiradas da Gwyn e do Joshua, por serem personagens mais velhos eles entregaram bem mais do que as mocinhas delicadas e joviais que estamos acostumadas nos romances de época. Agora é com você, já leu essa obra? Se sim o que achou? Vamos conversar, até lá, um super beijo e fique bem.

site: https://www.minhavelhaestante.com.br/2021/10/o-duque-solteiro-sabrina-jeffries.html
comentários(0)comente



Kelly Reis 27/08/2021

E esse título nada a ver com a história
Sou fã de romances de época, em especial quando tem mocinhas à frente de seu tempo.
Esse livro é mais um desses. Não é o melhor livro da autora, imagino, mas gostei muito da história dos protagonistas.
Na espero dos próximos livros da autora.
comentários(0)comente



Mari 25/09/2021

Projeto Duquesa não foi um livro que me marcou muito. Confesso que não tinha grandes expectativas para a continuação (a não ser o mistério acerca das mortes dos duques), mas que bom que eu insisti em ler O Duque Solteiro. Josh é um mocinho surpreendente e aquele típico crush de metade do booktok: moreno sarcástico com traumas e um passado sombrio kkkkk. Gwyn é super carismática e divertida. A junção dos dois foi inesperada, mas incrível. Amei a forma como a autora trabalhou os traumas de ambos, a questão policial e a relação entre os irmãos (tanto os da Gwyn, quanto os do Josh). A narrativa é divertida, tem vários núcleos (mais do que a maioria dos romances de época) e tem personagens carismáticos. Gostei muito mais desse casal do que o casal protagonista do livro anterior. Terminei esse livro super animada pela continuação e pela resolução do mistério. No geral, é um dos romances de época mais surpreendentes que eu li recentemente (e ainda me tirou da ressaca pós TOG), ou seja, recomendo demais!!!!!
comentários(0)comente



Inara.Weber 26/08/2021

Eu tenho um TOC que é sempre terminar qualquer saga literária que eu começo. O que significa que se a saga for ruim, a jornada vai ser longa?

As resenhas sobre essa série são muito boas, mas sinceramente não me prendeu. Achei superficial. O romance deles, a ação, e novamente a grande trama que aparentemente vai ligar todos os livros aparece nas últimas duas páginas de forma um pouco forçada.

Não é ruim, mas também não é exatamente bom. Me parece que a autora quer colocar muitas linhas narrativas na mesma história e nenhuma delas fica totalmente trabalhada. Mas é uma leitura ok para uma tarde.
comentários(0)comente



46 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR