A Vida Invisível de Addie LaRue

A Vida Invisível de Addie LaRue Victoria Schwab




Resenhas - A Vida Invisivel de Addie Larue


632 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Lore 17/10/2021

é um livro muito bem escrito, inteligente e lindo. Teve algumas partes que achei meio repetitivas e achei que iria gostar mais ainda, por causa do hype, mas não deixa de ser um livro muito bom!

Gostei bastante da história e com certeza não vou esquecê-la tão fácil.
comentários(0)comente



bella 17/10/2021

O que é uma pessoa senão as marcas que deixa?
É forte. É intenso. É emocionante. É inesquecível ? apesar da ironia.

Addie Larue faz um pacto na esperança de ser livre e ter uma vida longa pertencendo a si mesma, mas a escuridão lhe engana e ela precisa viver com o fardo de ser esquecida por todos a quem conhece. Não poderia dizer seu nome. Não poderia contar sua história. Até ser reconhecida em uma livraria, até ter achado o que podia ser uma falha em sua maldição.

Em uma narrativa que nos leva entre passado e presente de Addie através dos séculos, vemos como a ela aprende a viver sua vida muito longa e repleta de obstáculos ? também repleta de arte, descobertas e alegrias. A escrita de V.E. Schwab emociona e trás diversas reflexões sobre a marca que deixamos no mundo. Como conseguiríamos viver impedidos de deixar nossa marca? Ao longo das páginas Addie se torna uma inspiração para telas borradas...fotos embaçadas...letras de música. Não poderia ser uma lembrança, mas podia ser uma ideia.

É um lindo romance, com seu toque de fantasia (e talvez te leve a uma crise existêncial) digno de lágrimas e aplausos.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Alicia 16/10/2021

A Addie é com certeza inesquecível
Esse livro é um dos melhores que eu li esse ano. Os personagens são maravilhosos e a história é simplesmente perfeita. Eu chorei, ri, fiquei com ódio e chorei mais um pouco, então recomendo 100%
comentários(0)comente



Danny 16/10/2021

5? + ?
?Tome um gole toda vez que ouvir uma mentira.? Apesar do livro da minha vida, escrito pela Victoria continuar sendo ?Vilão?, A Vida Invisível de Addie LaRue é (até o momento) o trabalho da vida da Victoria.
Adeline LaRue foi aconselhada: ?nunca faça preces aos deuses que atendem depois do anoitecer?, mas se ela tivesse seguido o conselho não teríamos absolutamente nada para contar e eu não teria uma das melhores leituras do ano. Em um momento de desespero, há 300 anos, Addie fez um pacto com a escuridão, e desde então está condenada à liberdade de ser esquecida, ela é apagada da mente de todas as pessoas que conhece assim que tiram os olhos dela, até que alguém se lembra.
O estilo de alternância entre flashbacks e tempo presente é o mesmo utilizado em Vilão, mas Victoria fez uma ambientação incrível para 300 anos de história, a escrita poética ? que pode não ser agradável para todos ? fez com que eu me sentisse lá, vivendo com ela.
Citando Cassandra Clare (te amo, rainha da minha vida) ?se ninguém no mundo se importa com você, você sequer existe??, e se ninguém se lembra? Nem todo mundo pode fazer a Beyonce, bater no peito e cantar ?I Was Here?, mas deixamos marcas espalhadas no mundo, não deixamos? Se ninguém se lembra, você sequer é humano?
?Beba uma dose toda vez que você ouvir que não é suficiente.?. Henry Strauss é humano e um dos personagens mais identificáveis que já li. Apesar dos quase 30 anos, os questionamentos do Henry parecem os meus aos 20. Ver o Henry tentar acertar, errar e tentar de novo é extremamente satisfatório.
?Há séculos não pertence a este mundo. O seu lugar não é no meio deles. É ao meu lado.?. Eu não tive preferidos durante a leitura, mas o Luc teve um fascínio a mais. Mas é o esperado de um deus, uma sombra, o diabo, a escuridão, a própria noite, ou como você preferir chamar. O magnetismo em volta do personagem funciona bem demais e eu me via ansiosa pelos 29 de julhos com a esperança de saber um pouco mais.
Eu entendo completamente quem pode ter achado a leitura lenta, não espere grandes plot twists, ou cenas chocantes, eu consegui prever boa parte do que ia acontecer sem nenhuma grande teoria. Não espere mesmo um romance avassalador, vamos ficar com a ideia de amor tranquilo, descoberto aos poucos, Bruna Marquezine pós Neymar. A leitura pesa pela emoção crua, a escrita excelente, os personagens complexos e a ideia de deixar marcas no mundo.
?Mas não é maravilhoso ser uma ideia??
comentários(0)comente



robertargsa 16/10/2021

Gnt, q livro bom!!!! Ainda to mt impactada com esse final pqp eu nunca imaginei e foi mil vezes melhor do q eu esperava!! Ai n tenho mt o q dizer pq n qro dar spoiler nem nd pq td a experiência dele de vc n saber nd é sensacional (e olha q eu gosto de spoiler).. ah fica o alerta aqui q algumas partes dele me deram gatilho da depressão q eu precisei parar um pouco a leitura então qm tem ou etc é bom ficar ligado
comentários(0)comente



Bruna.Albernaz 16/10/2021

enfim, addie larue
simplesmente incrível!!! eu amei esse livro do início ao fim, cada letra, cada vírgula, cada raiva que eu passei com a teimosia dessa mulher (e que mulher!!!!) a minha paixão pelo incontrolável Luc. de longe, a melhor leitura desse ano. sem palavras AINDA para descrever essa experiência maluca e muito boa
comentários(0)comente



tainabooks 16/10/2021

Um livro para ser sentido
Eu ouvi alguém falando que esse livro não era cheio de plots, que era uma história para ler com calma, ser apreciada. Eu li esse livro devagar, sentindo cada palavra. Foi perfeito. Uma história incrível, cheia de reflexões e momentos marcantes.
comentários(0)comente



Haruka 16/10/2021

Original e único
Eu me lembro de você...
Confesso que o começo/meio do livro tive dificuldade para me prender na história, não sei se foi por não ter me apegado de fato a personagem e sua história ou por não estar muito na vibe da leitura. Mas sim, chorei e me emocionei no final.
Estava ansiosa para ler o livro e apesar de não ser 5 estrelas valeu super a pena.
comentários(0)comente



zxnikfire 16/10/2021

Esse livro conta uma historia linda sobre liberdade, amor e a vida. Ele tocou profundamente a minha alma em alguns aspectos, achei uma historia fantástica e surpreendente. No entanto, achei que o livro possui muitos capítulos ?fillers? que não precisavam de estar ali e serviram apenas para acrescentar mais paginas ao livro. Apesar de o romance ter todo um sentido e um peso gigantesco para os dois, não consegui me apegar muito ao Henry apesar de compreender suas razoes e ambições. Por essas duas razoes, apesar da historia magnifica da protagonista, muitas vezes eu não me sentia tao presa na historia e demorava muito para voltar a ler.

Mas apesar disso, considero um livro fenomenal sobre a vida, seus desafios e a importância de valoriza-la.
comentários(0)comente



Ana 16/10/2021

Ideias, lembranças e sonhos.
Eu provavelmente nunca vou conseguir por em palavras o quanto essa obra-prima de V. E. Schwab me marcou. Me deixou com uma imensa crise existencial. Me fez redescobrir a minha vontade de viajar pelo mundo, aprender novos idiomas, conhecer pessoas. Me emocionou. Me fez refletir sobre o que somos, afinal de contas.
Essa história de uma menina com a simples vontade de viver antes de morrer que me fez reencontrar essa menina dentro de mim.
Addie LaRue é muitas coisas, mas certamente não é esquecível. Ela deixou sua marca em mim e sua história merece ser lida.

"E as ideias são mais indomáveis do que as lembranças. São como ervas daninhas, sempre dando um jeito de crescer. [...] Mas não é maravilhoso ser uma ideia?"
comentários(0)comente



Tamy 16/10/2021

Eu sabia que esse livro seria um dos meus favoritos assim que li o primeiro capítulo, mas não sabia que a experiência de ler esse livro ia ser uma das melhores também!

Nunca tinha lido nada dessa autora e ela se tornou uma das minhas favoritas depois desse livro. A escrita de Addie LaRue é tão maravilhosa e imersa, que foi como ler as memórias de velha amiga. Uma amiga com uma boa memória.

Adorei o fato de que alguns personagens fazem parte da comunidade LGBTQIAP+ e o plot não girar em torno disso: Addie e Henry são pansexuais, Bea é lésbica e Robbie é gay. Obviamente isso não é o ponto alto da história, mas fiquei feliz desses personagens estarem ali.

O único ponto negativo pra mim foi a ausência de pessoas de cor na história. Tira um pouco da magia do livro pensar que, em 300 anos de vida, Addie não cruzou com muitas pessoas negras ou asiáticas. Principalmente se você considerar que ela viajou para várias partes do mundo, presenciou conflitos e guerras e conheceu cada canto de algumas cidades. ?

No entanto, Addie LaRue é um livro tão marcante quanto sua personagem principal. Ele fica com você depois da leitura e te ensina lições preciosas sobre a vida, o tempo, a arte e, principalmente, sobre os deuses que atendem depois do anoitecer. ?
Nath 16/10/2021minha estante
Que perfeição tua análise desse livro, deu vontade de ler. Adicionarei na minha estante!




debs 16/10/2021

Falta de dosagem
Tenho muitos pontos positivos e muitos negativos, então sempre nesse livro era uma mistura de "Que criatividade! Adorei!" com "Que história arrastada! Sem paciência!".

Começando pelo enredo em si, simplesmente amei, desde o comecinho, quando ainda estava bem lento (propositalmente, segundo a própria autora), porque querendo ou não, é algo inovador. A ideia da história de vida da moça e de cada um dos outros personagens é bem diversa do comum. Porém, conforme as páginas se passam, cansa.

A parte do meio dessa leitura, na minha opinião, poderia ser completamente anulada. Não muda em nada e só serve para desencorajar quem estava gostando (li coletivamente com um grupo com outras 50 pessoas e raras foram as que gostaram). São muitas descrições de tudo (me lembrando até o romantismo e a literatura clássica brasileira) e capítulos avoados sobre acontecimientos que nunca precisariam ser ditos em momento algum.

Quando chegamos por volta dos 80%, a história fica boa novamente (lembrando que, para um livro de mais de 500 páginas, a história só ser boa no começo a no final, indica que ele poderia ter tido metade do tamanho e seria favorito de todos que o lêem). Mas, como a vida não é um morango e sempre te faz quebrar a cara quando você elogia algo, odiei o final final.

Minhas considerações finais são:
- Deveria ser menor;
- Não me emocionei igual muita gente criou expectativas em mim dizendo que isso iria acontecer;
- Os personagens são apaixonantes até você cansar da vida tediosa e inútil deles;
- Não gostei do final, fico do lado do "vilão" e não do da principal.
Binghamblythe 17/10/2021minha estante
Que resenha incrível, estou apaixonada.




Manuella @olivreirodanu 16/10/2021

A decepção do ano (e a culpa é toda minha)
Costumo me sentir muito a vontade quando não gosto de um livro, mesmo que todos no mundo pareçam amá-lo. Mas dessa vez, ao ler inúmeras resenhas carregadas de emoção, me sinto sinto diferente. Não é possível que estejamos falando do mesmo livro. Será que eu li errado?
Quando li a sinopse de Addie Larue, achei que seria o livro da minha vida. Não pelo hype, ou por todo mundo elogiar, mas porque achei a ideia fantástica. Isso e o fato de já conhecer a escrita da autora e adorar.
Fui com toda sede do mundo ao pote. E morri de sede.
A ideia é de fato ótima, mas as coisas já começam a desandar com a protagonista, que tem 300 anos mas poderia facilmente passar por 18, de tão imatura e prepotente que é, tentando o tempo todo provar alguma coisa e o tempo todo se dando mal. Tirando um dos personagens, todos os outros passam batido, podendo ser tão facilmente esquecidos quando a própria Addie.
Em momento algum esperei ler uma história de amor, mas isso não quer dizer que esperava um personagem tão sem sal como Henry. Sem graça, sem propósito, uma mera ocupação de tempo e espaço.
A escrita é arrastada em inúmeros capítulos (principalmente os do passado) e extremamente repetitivas (Contei pelo menos nove vezes onde a autora descreve as sardas de Addie 'como estrelas' Sério, NOVE. Meu deus, já entendemos)
O ritmo do livro melhora muito lá pros 60%, mas não é o suficiente, bem como as frases lindas, dignas de mil marcações.
No fim das contas é um livro que poderia ser muito, poderia ser tudo. Mas foi só decepção. E a frustração é toda minha.

site: www.instagram.com/olivreirodanu
Thatiana 16/10/2021minha estante
Concordo 100%. Livro massante, raso, poderia ser resumido em 150 páginas? 500 páginas perdidas, siceramente.




bru 16/10/2021

Eu me lembro de você ?
Que livro perfeito, em todos os sentidos !!
A narrativa dele prende muito, os personagens são cativantes também, e foi uma história que apesar de não virar favorita da vida, me marcou muito.
Outra coisa que eu amei foram as referências à épocas da história do mundo e também de épocas da Arte, já que a protagonista vive há 300 anos.
Foi uma leitura muito boa ??

"O que é uma pessoa, se não as marcas que deixa para trás?"

"Uma vida sem arte, sem deslumbramento e sem beleza a deixaria louca."

"Ora, eu não consigo nem imaginar um mundo sem a leitura. Uma vida inteira sem poemas, sem peças, sem filósofos."
comentários(0)comente



632 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR