O Homem Que Morreu Duas Vezes

O Homem Que Morreu Duas Vezes Richard Osman




Resenhas - O Homem Que Morreu Duas Vezes


24 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Morteus 20/10/2021

Tão bom quanto o primeiro, quiçá melhor
Meu deus, eu senti tanta falta desses meus velhinhos e a saudade foi suprida com esse livro! Tiveram partes que eu quis chorar? Óbvio. Mas no final as coisas se resolveram e eu AMEI todas as reviravoltas da narrativa.
A história é cativante, os personagens são melhores ainda, sério, EU PERDI A CONTA DE QUANTAS VEZES EU TAVA RINDO DAS COISAS QUE A JOYCE DIZIA! Amo a Joyce e irei protegê-la. Enfim, vale muito a pena mesmo, é impossível não gostar minimamente tanto dos personagens quanto dos plots.
comentários(0)comente



Juju 19/10/2021

Uma digna continuação
Nossos idosos detetives estão de volta em uma nova aventura, desta vez envolvendo uma figura importante do passado de Elizabeth Best - percebam como o sobrenome lhe cai como uma luva, pois ela é de fato "a melhor" -, que agora sabemos se tratar de uma competente ex-espiã do MI5. No entanto, o que começa com um simples serviço de proteção logo passa a englobar diamantes, 20 milhões de libras, a máfia, traficantes de drogas e muito mais. Afinal a diversão não estaria completa sem um caso digno da atenção do Clube do Crime das Quintas-Feiras, não é mesmo? Munidos da inteligência de Elizabeth, da bondade de Joyce, da coragem de Ron e da sabedoria de Ibrahim, estes quatro amigos irão enfrentar um mistério emocionante, e é claro, contarão com toda a ajuda possível para desvendar quem está por trás de tudo.

Eu ouvi algumas pessoas falando que acharam essa leitura arrastada. Não concordo. O autor mantém praticamente o mesmo ritmo do primeiro volume e, na verdade, é ainda mais fácil de acompanhar os eventos que se desenrolam, porque já estamos familiarizados com a maioria das personagens do livro e portanto as coisas fluem até um pouco mais rápido. O que não vão faltar são boas risadas, momentos tênues e misteriosos, mas também grandes lições para refletir sobre a vida em geral. Através da figura destes velhinhos, novamente Richard Osman constrói uma trama leve, agradável e repleta de surpresas que fisga o leitor do início ao fim. Como já ressaltei em minha resenha a respeito do primeiro volume, esta é uma leitura gostosa, pois apesar de a trama envolver morte e assassinatos, o foco em si não está somente nisso e o autor consegue abordar tudo com muita sensibilidade e dosar perfeitamente o suspense com o restante dos desdobramentos sombrios, desta forma não há uma carga forte e densa. O segundo volume é tão agradável quanto o primeiro e o recomendo muito!

P.S. Minha nota é 4, pois no que diz respeito a investigação em si, não é tão difícil deduzir o culpado :)
comentários(0)comente



Yaiza 18/10/2021

"- Na vida, Sue, algumas pessoas preveem o tempo. Já outras são o tempo em si."
Esse livro é maravilhoso!
comentários(0)comente



Marina 17/10/2021

Joyce roubou o protagonismo pra si!
E o nome dela é Joyce, rsrs
Eu sou uma grande fã desse clube, a leitura do primeiro livro foi uma das minhas favoritas do primeiro semestre de 2021 e "O homem que morreu duas vezes" cumpriu seu legado.
O livro me deu uma perspectiva maior da idade desses 4 senhores, de seus sentimentos e o tal fim da vida.
Uma aventura de tirar o fôlego hein, Elizabeth você prometeu?!
Acho....não, tenho certeza que o Ibrahim foi o que mais me incomodou em todo o livro, eu entendo muito o que o autor quis passar, mas queria mais desse protagonismo, mais da coragem que é natural desse personagem, uma das passagens mais incríveis pra mim é a conversa que ele tem com Donna (INCRÍVEL), Ron permaneceu no meio termo daquilo que a gente espera do personagem dele e sim, eu o amo kkkkk.
Falar de Elizabeth é falar da grande vilã/heroína desse livro... Complexa e amável.
Mas chegamos em Joyce, e ela brilhou. Ninguém conseguiu ofuscar a doce Joyce, sua perspicaz, suas tiradas engraçadas e geniais. E sempre pronta para os amigos, sempre pronta pra um novo desafio, sempre entusiasmada com tudo, paqueradora ao limite e nunca pensará duas vezes ao confiar em seus bons amigos de clube.
Joyce é o nome desse livro.
Quanto a Donna, Cris, Bogdan, Stephan, sair querendo mais desses personagens. E que surpresa gostosa foi o crescimento de alguns.
Enfim "O clube do crime das quintas-feiras" é sem dúvida a melhor ficção de comédia - policial que li em muito tempo e "O homem. Que morreu duas vezes" não decepciona.
comentários(0)comente



Matt O. 14/10/2021

Ao fim, tudo será revelado...
Eu estou tonto depois de terminar esse livro, misericórdia, cada reviravolta que tem nele ?. Me senti burro depois de ler kkkkk tendo convicção do que tinha acontecido, aí vai lá e não era nada do que eu pensava kkkkk. E amei o que ele fez em deixar o motivo do título no final, beeem no final kkk.
comentários(0)comente



Patriciacella 11/10/2021

Tão bom quanto o Clube do Crime
Me diverti tanto quanto com o primeiro e lerei mais uns 10 livros desta série. Os personagens são incríveis e a leitura é muito leve e divertida. Adoro o Bogdan e o Ibrahim ?
comentários(0)comente



Ana Lara 11/10/2021

Como não amar esses protagonistas?
O HOMEM QUE MORREU DUAS VEZES
Autor: Richard Osman
Editora: Intrínseca
5, 50, 1000?

E aqui vamos nós com mais uma história sensacional do Clube do Crime das Quintas-Feiras com os velhinhos mais adoráveis do mundo literário: Joyce, Elizabeth, Ron e Ibrahim.
Desta vez o Clube está envolvido com um roubo milionário de diamantes e terão que lidar com a máfia americana, um criminoso perigosíssimo, a traficante local da cidade e o serviço secreto inglês.

? Sério, não sei como vivi até 2021 sem o Clube do Crime e sem meus velhinhos amados, em especial a Joyce.

? Gostei desse livro ainda mais do que do primeiro.

? A história é ágil, dinâmica, com muitos diálogos (que muitas vezes não fazem o menor sentido) e com Donna e Chris, os policiais locais, aparecendo mais e conquistando seu espaço e os leitores.

? Bogodan, o faz-tudo do grupo tem papel fundamental na história e por vezes chorei de rir com ele, Joyce e Ibrahim.

? Velhinhos na faixa dos 70 anos ativos e em pleno gozo das faculdades físicas e mentais como o quarteto é algo plenamente e cada vez mais possível hoje em dia.

? Vale ressaltar que a amizade entre os quatro os resgatou de uma velhice e uma aposentadoria monótona, tranquila e pacata.

? Eles se importam uns com os outros, compram as brigas e mágoas uns dos outros e são os politicamente incorretos mais perdoáveis e justificáveis da minha vida.

? Joyce é minha integrante predileta, a que mais me comove e me faz rir e uma passagem dela com a filha arrancou algumas lágrimas minhas e me fez ligar para minha mãe na mesma hora e dizer que eu a amo muito.

? No mais, o livro é perfeito de verdade!
comentários(0)comente



Agatha.Przybysz 10/10/2021

QUE LIVRO!
Não sabia que estava com saudade desse grupo de velhinhos até ler o segundo livro kkkkk

O Clube do Crime das Quintas-feiras foi genial e O Homem que Morreu Duas Vezes traz novamente esse grupo engraçado e inteligente, cada um com a sua particularidade e peculiaridade.

Senti um pouquinho de falta do Ibrahim, mas, as questões abordadas por conta da ausência dele são importantes também.

O livro é tão bom quanto o primeiro e o final é simplesmente sensacional!
comentários(0)comente



Laís 10/10/2021

Idosos são os melhores detetives
Já tinha gostado do 1º e não foi diferente aqui. O Homem que Morreu Duas Vezes é maravilhoso, um suspense/investigação bem amarrado e divertido como sempre.

Ouso dizer que não é a investigação e os plots twists que acontecem no livro que te prendem, mas os personagens. Elizabeth, maravilhosa (como sempre), achei interessando saber mais sobre o passado dela. E a Joyce? Continua uma rainha. Ron e Bogdan poderiam ser sinônimos de amizade aqui. Por fim Ibrahim, aqui usarei uma frase que ele fala para Donna: ?viver é escalar uma montanha de cada vez?

Ps. Já quero o livro 3 pois preciso saber o futuro do ?novo/possível? casal kkkkkk
comentários(0)comente



Renata 09/10/2021

Nossa! Já tinha adorado o Clube do crime das quintas feiras, mas este superou! Os personagens estão muito mais reais e a Joyce é sensacional! Maravilhoso.
comentários(0)comente



Grazie A. 07/10/2021

Viver é encarar uma montanha de cada vez
Essa continuação do Clube do Crime das Quintas Feiras é muito melhor do que eu esperava (e melhor também que o primeiro livro). Os diálogos aqui são claros, a sacada em ?o homem que morreu duas vezes? é muito boa (e ganha um toque emocional bacana no fim do livro). A trama e o suspense são melhores desenvolvidos, dessa vez dá para acompanhar melhor a linha entre o raciocínio e os acontecimentos em Cooper Chase (o mistério dessa vez é infinitamente melhor). Aqui, todo o grupo apresenta toneladas de carisma, e eu fiquei muito grata em ver como alguns personagens foram incrivelmente desenvolvidos (Ibrahim dono do meu coração todinho). Outro ponto positivo é que o final não é óbvio. Leitura rápida, gostosa, de aquecer o coração, fazer rir em alguns momentos e quem sabe até chorar um pouquinho com certas reflexões.
comentários(0)comente



gigio 06/10/2021

meus velhinhos?
eu não tenho nada de ruim a dizer sobre esse livro, o plot, os velhinhos, donna, chris todos eles são os meus xodós.

o livro traz um mistério intrigante do começo ao fim diferentemente do primeiro livro pq neste os leitores já conhecem o clube. Uma leitura que fluí facilmente ao redor de assasinados, enigmas e velhinhos.

Ps: por favor não esqueçam de checar o instagram da Joyce!
comentários(0)comente



wikibibs 06/10/2021

prevendo algumas perguntas: não, esse não é um livro independente e sim, precisa ler Clube do Crime das Quintas Feiras para entender, já que tem muitas referências e comentários sobre o livro anterior que não são explicados nesse. Então sempre bom ler o primeiro livro hahahah
Eu tô amando a escrita desse autor, ele não da ponto sem nó em nenhum momento, até o comentário que você acha mais aleatório tem um motivo para ter sido feito. A história é toda bem amarrada, tanto o mistério em si, quanto as questões e angústias dos personagens principais, que mesmo sendo muitos, são muito bem escritos.
A melhor parte é que eu nunca consigo resolver as coisas antes delas acontecerem, são sempre umas surpresas muito UAU e é plot atrás de plot, quando você acha que finalmente acabou, na verdade tem mais coisa para se resolver.
Eu espero muito que tenham outros livros, não tô pronta para me despedir de nenhum deles ainda.
comentários(0)comente



Kelly Reis 05/10/2021

Favoritei
Já havia me apaixonado no 1° livro e passei a amar o 2°.
Como não amar todos os personagens? Minha predileta é a Joyce. Não vejo a hora de ler um 3° livro. Preciso de um 3° livro.
Não é o mistério, suspense e assassinatos que nos prende nesse livro, mas os tão amados lindos velhinhos. Queria guardá-los num potinho. Só pra mim.
comentários(0)comente



Lívia 30/09/2021

Eu amo esse clube
Livro sensacional, mais uma vez!

Acho a escrita muito gostosa de ler, os personagens cativantes e os mistérios muito interessantes. Por mais que o ar de comédia possa dar a impressão de uma trama simples, da para ver que tudo é bem pensado.

Finalmente descobrimos mais sobre o passado da Elizabeth!

Ficou um ponto em aberto no fim do livro que estou contanto com um terceiro livro para descobrir.

Favoritado.
comentários(0)comente



24 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR