Billy Summers

Billy Summers Stephen King




Resenhas - Billy Summers


65 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Lucas 22/09/2021

um acerto com alguns erros
as expectativas estavam altíssimas por motivos óbvios, confesso que em alguns momentos achei que elas não seriam alcançadas, mas no final das contas o véio me surpreendeu (positivamente).

o começo do livro é sensacional, super envolvente, porém, depois da primeira "resolução" na trama, a coisa fica um pouco mais lenta (nada novo) até uma certa personagem aparecer e recapturar a atenção.

apesar de não ter gostado de algumas passagens e escolhas que o autor fez ao longo da história (não aprende nunca rs), principalmente por ser o seu livro mais recente, achei um livro muito bom e que dá pra tirar várias discussões e reflexões.

não é um dos meus favoritos do autor, mas também não entrou pra lista de decepções. parabéns King (porém nem tanto)
crosk 15/10/2021minha estante
kd essa lista de decepções??




Queria Estar Lendo 26/10/2021

Resenha: Billy Summers
Billy Summers é o mais recente título do autor Stephen King, lançado aqui pela Editora Suma - que cedeu este exemplar para resenha - com tradução de Regiane Winarski. É um drama com um pouco de suspense envolvendo um assassino de aluguel e um último serviço pra lá de complicado.

Aviso de conteúdo: este livro contém menções a estupro, ataques de pânico, pedofilia e homofobia, além de muitas cenas com violência e sangue.

Billy Summers quer se aposentar. Mas, antes, ele aceita um último alvo; Summers é um atirador de elite e se tornou assassino de aluguel ao voltar do Iraque. Ele só aceita trabalhos que envolvam pessoas ruins, e esse parece o caso. Seu alvo é outro assassino de aluguel - Joel está indo a julgamento por alguns crimes, e parece ter informações importantes que o colocaram na mira de um figurão.

"É bom que seja horrível, porque o horrível às vezes é a verdade."

Esse figurão quer Joel fora da jogada antes do julgamento, e Billy é a peça para fazer isso acontecer. Até acontecer, no entanto, Billy precisa usar uma identidade falsa e se manter nas redondezas sob o pretexto de estar escrevendo um livro. A surpresa é que Billy realmente começa a escrever, e pega gosto por isso. E tem muito a contar.

Billy Summers foi uma boa surpresa, tal como O Instituto, Joyland e Depois. O King escreve terror e suspense psicológico muito bem, mas seus dramas costumam ser tão intensos e impressionantes quanto.

Aqui, temos uma história com um protagonista de personalidade complexa, com um passado tenso e terrível e com um último trabalho misterioso e importante. Billy Summers é um personagem principal interessante de se acompanhar; a bússola moral dele é cheia de peculiaridades, com o foco principal sendo: ele mata pessoas ruins. Não se abstêm da culpa de estar tirando uma vida, mas tem sua própria balança do "que é justo e do que é certo".

É quase um Punisher, só que menos violento e mais metódico. Todos os outros personagens ao seu redor são complexos; em sua maioria, bem escrotos. E eu falo isso porque estamos vivendo um momento em que ler histórias com personagens babacas, preconceituosos, que tem falhas, que falam coisas horríveis está sendo colocado na balança como "este livro é horrível por isso" e assim... calma, gente.

"- Talvez ele merecesse sofrer, mas, quando a gente provoca dor, fica uma cicatriz. Na mente. No espírito. E tem que ficar mesmo, porque machucar alguém não é coisa pouca."

Billy Summers é um romance adulto. Romances adultos nem sempre existem para trazer uma moral pra gente porque espera-se que o público consiga discernir o que é errado por conta própria; às vezes as pessoas só são horríveis e se dão bem por isso. Às vezes elas não são tão horríveis, mas têm falhas. Às vezes elas são boas e coisas horríveis acontecem com ela. O King faz esse balanceamento muito bem no decorrer da história, e cria um drama bastante intenso por causa disso.

Até lá suas 150 páginas, ele apresentou e declarou qual seria o clima de Billy Summers; com algumas reviravoltas e o surgimento de uma personagem importante lá pra metade do livro, King dá uma guinada no que era um último trabalho para uma trama muito mais complexa envolvendo vingança e caçada.

A Alice, personagem que aparece na metade do livro, em muito acrescenta para o decorrer da história. Ela e Billy constroem uma relação de companheirismo, e tem muito mais por trás disso com o desenvolvimento da trama principal - mas não vale comentar porque foi uma surpresa agradável para mim, então talvez seja pra você.

Billy Summers também aborda muito da guerra e das cicatrizes que ela deixa. Tanto pelo Billy quanto pelos relatos do que aconteceu em seu período servindo no Iraque; um horror completo, e realista ao extremo.

"Ele dizia que a ficção não era a verdade, era o caminho para a verdade."

Em relação ao lado desperto escritor dele, o King escreve escritores bem demais. Eu não me decepcionei com nenhum até agora; o jeito com que o Billy se conecta com a escrita, com essa coisa de "extravasar memórias e sentimentos" com as palavras, em colocá-las no mundo, tão reais quanto na sua cabeça, é muito verossímil.

A edição e a tradução estão ótimas. A Suma é a casa do King, e sem mais.

Acho que se tem um defeito nesse livro é uma coisa que a gente encontra em todos os livros do King que é a embromação. Quando o homem quer, ele descreve tudo e mais um pouco e acaba tornando algumas partes - principalmente o comecinho - um pouco enfadonhas.

Se você procura um drama envolvendo guerra, reviravoltas e amor, Billy Summers pode ser uma leitura super interessante. É um livro tenso e intenso; fala sobre família, sobre moral e justiça (e vingança) em bons termos.

site: https://www.queriaestarlendo.com.br/2021/10/resenha-billy-summers-stephen-king.html
Paula (Amanda) 26/10/2021minha estante
Estou em 12% e tô adorando o Billy, sem dúvidas, muito peculiar. Adorei a resenha!




andreiaflores 22/11/2021

Livro espetacular
Pode-se dizer que um matador de aluguel é bom quando ele só mata gente que não presta? ele continua sendo um matador de gente. ?
Malu Braga 22/11/2021minha estante
Todas as resenhas que eu vejo têm uma nota 5/5 pra esse livro... ele tá na minha prateleira faz um mês e depois de mais uma resenha 5/5 eu vou lê-lo. espero que seja bom mesmo ?




Douglas 10/11/2021

Billy summers
Esqueci de fazer a resenha desse livro. Excelente história dentro de outra história coisa de gênio sensacional mais um livraço do mestre King.
comentários(0)comente



guinicolin 22/10/2021

Mais uma experiência incrível lendo Stephen King!
Já pra começar, eu me apaixonei pela história de Billy Summers, em todos os momentos que eu abria o livro para ler, tinha um sentimento de que não queria nunca o abandonar, e quando eu parava de ler, me sentia ansioso para poder voltar a ler. A escrita do King nesse livro ficou impecável, e a tradução da Regiane Winarski conseguiu, mais uma vez, captar exatamente o que o autor esperava que fosse captado.
Ao contrário do que muitos pensam, eu não consegui sentir a parte monótona do livro chegar, mesmo que obviamente, como na maioria dos livros, temos uma certa parte do livro que menos coisas acontecem.
Com a resolução do primeiro problema do livro acontecendo logo nas primeiras 200 páginas, fiquei um pouco assustado com o jeito como o autor iria conduzir a história à partir dali, pois realmente não tinha ideia do que poderia acontecer, até que AQUELA personagem chega e muda totalmente o ritmo da narrativa.
Ainda estou confuso se dou 5 estrelas ou 4,5 estrelas ao livro, porque senti que em muitas partes, as coisas aconteciam com uma certa facilidade nos tempos atuais do livro, e senti falta de algumas complicações maiores na trama, porém nada que me incomodasse.
comentários(0)comente



Bastos 12/10/2021

Billy Summers
Mais um acerto do mestre, o livro é muito bom com uma história envolvente e personagens cativantes, você fica imaginando inúmeras possibilidades do que pode dar errado e como será a fuga dele após o assassinato, você não consegue parar de ler até descobrir.

Não temos muitos capítulos de ação, a maioria será sobre o livro que está sendo escrito contando seu passado e com as relações que ele cria com os personagens no decorrer da história, principalmente com a Alice.

Só achei as partes que ele conta sobre sua vida no exército um pouco chatas, você quer focar no que está acontecendo agora e ele lá escrevendo sobre o passado, são poucos capítulos então não é nada que atrapalhe na leitura.
comentários(0)comente



Weslei 17/10/2021

Humano, divertido e uma homenagem ao ofício escritor.
Sem o sobrenatural aqui, um anti-herói extremamente cativante e sua escudeira em dias pré-COVID , seguram o livro do começo ao fim.
Os dois livros lançados esse ano pelo Stephen King, este e DEPOIS, tem em semelhança a ode ao ofício de escritor e eu amo os dois de diferentes maneiras por isso. Salta em cada página, inclusive do livro dentro do livro, método utilizado inúmeras vezes pelo escritor, a homenagem ao ato de escrever.
Billy Summers ou Dalton ou David são tão humanos e cativantes, foi impossível não me afeiçoar a ele, ao seu código de "não sou uma boa pessoa, mas só mato pessoas ruins", ao jovem na guerra do Iraque ou ao aspirante a escritor suburbano. Ele é maravilhoso, e quando encontra a Alice lá pela metade do livro para mim as coisas só melhoram.
É mais interessante pelo história pessoal dos personagens, do que pela trama de assassinatos, intrigas e vingança em que eles se veem presos. E muitas vezes a história involuntariamente me deixou arrasado...seja a da Alice ou a do próprio Billy, vide o final falso, onde saímos da primeira pessoa, vamos para o livro dentro livro e depois voltamos novamente para primeira pessoa. É algo feito com tanta propriedade, e que nenhum outro autor consegue fazer comigo. Me enganar, deprimir e dar esperança ao mesmo tempo.
E para o fãs mais fiéis (como esse que vos escreve), tem a deliciosa alusão ao ILUMINADO, eu não esperava por isso de maneira nenhuma. E vindo acompanhado da catarse de ascensão de uma jovem escritora foi de encher olhos, coração e alma de qualquer leitor e fã de Stephen King, porque ele sabe o que quer fazer e pra onde quer te levar desde a página 1.
Já em abstinência esperando o próximo anúncio de livro novo!
comentários(0)comente



Alessandro 12/10/2021

Um livro que demonstra que Stephen King é mesmo o rei na arte de narrar boas histórias
Durante muito tempo, Stephen King foi rotulado como o grande mestre das histórias de horror. Ele é mesmo um dos grandes mestres dentro desse gênero. Mas, é importante esclarecer que King não escreve somente isso. Ele é um autor bastante versátil e transita entre diversas vertentes da chamada "literatura fantástica". Além disso, King também é autor de narrativas policiais, de suspense/ mistério e com elementos de thriller de ação.
O mais recente livro de King tem uma "pegada" muito diferente de outras obras do autor.
É uma espécie de mistura de thriller de ação e narrativa policial, até mesmo com alguns toques da literatura noir.
Novamente, nesse romance o autor investe em um dos principais temas encontrados em grande parte de suas obras: o protagonista escritor. Em "Billy Summers" o ato de escrever ocorre de forma bem diferente e este é um dos aspectos mais interessante do livro.
Não se pode e nem se deve comentar muito sobre a trama porque esse é o tipo de obra que é mais interessante o leitor descobrir por si mesmo os eventos. Basicamente, gira em torno de Billy Summers, um assassino de aluguel que é contratado para realizar um último "serviço". Summers tem atitudes bastante incomuns. Ele segue um tipo de código de conduta moral específico, o que o torna um personagem bem interessante e ambíguo. Enquanto ele espera em uma pequena cidade para executar o serviço, Summers para criar uma fachada sobre sua identidade resolve então se torna escritor e é a partir daí que ficção e "realidade" se misturam.
"Billy Summers" é um livro bem diferente de King. Quem está acostumado com os elementos de horror - não que esse não tenha isso, mas o horror aqui é de outra natureza, vai estranhar um pouco a narrativa. Assim como em outros livros de King encontramos as características da escrita de King, tais como a linguagem "suja", os diálogos rápidos e cinematográficos, as ambientações "realistas", a crítica social, principalmente ao Governo Trump, as referencias a cultura pop e a outras obras - nesse tem várias a um livro clássico do autor, mas aqui há alguns aspectos que fazem dessa obra um pouco diferente das outras. O que me chama atenção, sem dar spoillers é a caracterização de personagens, -apontado por alguns como um ponto falho em outros livros do autor. Eles não são "bonzinhos" e Billy se encontra em uma zona cinza, embora isso não seja um problema, para que o leitor sinta empatia por ele. Também vale destacar a presença marcante de uma personagem feminina muito forte, uma das mais interessantes criações de King. Por fim, sem querer revelar muito, o final é a "cereja do bolo" do livro, no qual o autor consegue expressar muito bem o poder transformador da escrita que existe dentro de todos nós. Dizem que esse é o último livro de King. Se ele for é uma bonita despedida e "coroa" a carreira literária de Stephen King para mim um dos autores contemporâneos mais interessantes e criativos da literatura norte-americana.
Embora, "Billy Summers" não esteja entre os melhores livros de King - eu prefiro os clássicos de terror/horror, ele é muito envolvente. Um verdadeiro "turnning page", do tipo que leitor não vai querer largar, com muitas reviravoltas, algumas surpreendentes e com um final belo e emocionante. Para quem nunca leu um livro do autor é um boa porta de entrada. Para quem já leu e gosta de suas obras, "Billy Summers" é uma leitura altamente recomendada.
comentários(0)comente



Victor 31/10/2021

maravilhoso!
não é o melhor do King, mas não deixa de ser ótimo.

eu não tenho mais o que falar sobre a escrita desse homem porque eu acho ela fantástica.

eu me apeguei tanto aos personagens principais! parece que são reais e chorei demais com o final.

o começo do livro é perfeito e o final também. ali pra metade ele fica meio parado, da uma enrolada, mas uma personagem é inserida e tudo fica mais interessante.

alerta de gatilhos: estupro, abuso infantil.

esses são os gatilhos que eu identifiquei porque são os mais explícitos. eu alerto para que quem for ler, procure saber mais sobre os possíveis gatilhos presentes no livro.
comentários(0)comente



Caroline 30/10/2021

A história é muito bem amarrada e não tem como não acabar ficando do lado do Billy. Quando achei que o enredo ficaria monótono até o fim, King inseriu novos personagens e elementos que deram um novo ritmo para a história. E as referências ao "O Iluminado"? Sensacional!
Só não dei 5 estrelas pq as partes nas quais ele conta o passado na guerra foram bem enfadonhas e confusas para mim (por causa da quantidade de personagens, principalmente), mas isso não anula o trabalho extenso de pesquisa que o King provavelmente fez para construir essas partes da narrativa.
Esse livro daria um filme de ação maravilhoso!
comentários(0)comente



Lika 01/11/2021

Outubro 2021
Maratona de Halloween
? Desafio 1- Algo vermelho na capa
? Billy Summers - Stephen King Explode a mente com histórias dentro da história. ??????
A escrita do King é incrivel, mas não tem"floreio".  Algumas cenas são bem pesadas. Contudo, se vc nunca leu King e gosta de thriller... esse último livro lançado é um ótimo começo.??
Guxta 01/11/2021minha estante
Quero muito ler esse. Tá na lista.




Nati - @_fantasticomundoliterario 05/12/2021

Não é o melhor livro pra quem está pensando em conhecer a escrita do mestre do terror. É uma história emocionante, talvez até muito intimista do autor, por ele falar tanto da relação de Billy com a escrita.

Eu amei a leitura. Em termos de estilo, parece nem ter sido escrito pelo King. Muitos irão estranhar. Nem todos irão gostar. Mas é um livro que vale muito a pena conhecer.
comentários(0)comente



fabio.orlandini 01/10/2021

Personagens apaixonantes
Tiro o chapéu para a habilidade do King em criar personagens tão próximos a nós que nos fazem vivenciar suas aventuras como se estivéssemos juntos. É um livro de escolhas, um livro de marcas profundas, um livro de redenção. Vou sentir saudade da companhia do Billy e da Alice.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Mari 03/11/2021

Isso mesmo: SK vai pagar a minha terapia.
Eu amei esse livro e acho que é um dos poucos livros que eu adoraria apagar a minha memória para poder viver tudo de novo.

Eu amo tudo! Eu adoro filmes de ação e tem dois tipos de filmes de ação: ação inteligente e ação burra. A inteligente é pique Os Infiltrados. Ação burra é pique John Wick, só porradaria. (aliás, amo os dois filmes).

Peguei o livro, por que quem não ama uma história de um assassino de aluguel que tem coração?

Esse livro é o ação inteligente e eu até ficava meio perdida, lia mais algumas vezes para entender o plano ou as linhas de pensamentos que os personagens tinham e eu ficava "Gente, o que é isso?".

Amo a intertextualidade que tem aqui! Eu amo intertextualidade! É um bagulho ?????? então, parabéns, King, agora paga a minha terapia.

Amo os personagens, eu passo um pano danado para eles!! Amo a inteligência do Billy! Amo os papéis que ele se presta para poder estar sempre a frente do que pode acontecer. Amo o coração dele, mesmo ele achando que não tem um.

Eu chorei umas boas 4 vezes e quero chorar de novo! King, a terapia!!!!!!!! Eu adorei me sentir parte da história!

Só li 3 livros do King e acho meio difícil algum outro bater o meu amor por Billy Summers.
comentários(0)comente



65 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR