Brutos e insensíveis

Brutos e insensíveis Thiago Oliveira




Resenhas - Brutos e insensíveis


5 encontrados | exibindo 1 a 5


Jeane Esquivel 07/06/2022

Um Livro de Contos Necessário
Brutos e Insensíveis é um livro de contos necessário.

Com o Rio de Janeiro como pano de fundo, notadamente a região que não está nos cartões postais e nem é visitada por turistas, Thiago Oliveira trata de temas complexos e sérios, trazendo pauta para debate e reflexão.

Um livro escrito com a dor de quem enxerga a dureza do cotidiano e de quem vê, na escrita, uma das formas de promover denúncia e mudança social.
comentários(0)comente



Ana Bellot 03/02/2022

O cotidiano pode matar
Nesse livro de contos breves e intensos, Thiago mostra narrativas que fazem parte da realidade carioca. Um ótimo livro para trabalhar com jovens em idade escolar do ensino médio!
comentários(0)comente



Eli 30/12/2021

Um dos melhores livros de contos que já li!
Brutos e insensíveis é um livro de contos que abordam temas como violência contra a mulher, intolerância religiosa, pedofilia dentre outros.

A escrita do Thiago é fluida e cada conto traz um assunto que deixa o leitor impactado, em poucas páginas ele insere personagens muito marcantes. Me senti imersa em cada história. A maneira como ele descreve os problemas de cada personagem é muito realista e tocante, são histórias que expõe problemas sociais que acontecem no nosso cotidiano por isso mexe tanto com a gente.

Sem dúvidas é o melhor livro de conto que li em 2021. Parabéns Thiago pelo trabalho.
comentários(0)comente



Alê Magalhães 03/09/2021

Devorei este livro em uma noite
O primeiro livro de contos de Thiago Oliveira, que já chegou com tudo e mais um pouco. Os onze contos de "Brutos e insensíveis" são curtos e abordam questões candentes dos nossos tempos. É literatura brasileira contemporânea na veia, discutindo temas como homofobia, masculinidade tóxica, violência, abuso sexual, racismo, com narrativas envolventes que eu devorei numa noite insone.

A epígrafe, que cita Hobbes, " O homem é o lobo do homem", já dá uma ideia do que encontramos no livro. É também um livro com uma dicção bastante carioca, seja pela linguagem da qual o autor se vale, seja pela própria cartografia da cidade, que passa longe dos pontos turísticos e coloca a gente para andar a pé ou de ônibus pelas periferias da cidade.

O conto que eu mais gostei foi o primeiro, "Vermelho". É nele que lemos a citação de onde vem o título do livro: "Gosto de ficar grudada nas pernas. Em alguns momentos, sinto pelo e pele. Em outros, me encaixam em qualquer lugar. Não tenho escolha. Sempre tão brutos e insensíveis homens." (p. 11)

Maravilha conhecer um pouco mais da literatura afro-brasileira.
comentários(0)comente



TereMorais 29/08/2021

Inquietante
Em seu primeiro livro de contos, Thiago Oliveira traz em seus contos, uma realidade crua e incomoda.
A agressividade das ruas, dos amores, dos relacionamentos, das agruras da vida cotidiana.
Seus contos, são um chamado ao que “passa batido”, para as violências sociais tão habituais e comuns, até serem questionadas. São o grito desesperado de uma sociedade inteira. Amarguras que precisam ecoar em algum lugar, afim de curar o que quer que seja.
comentários(0)comente



5 encontrados | exibindo 1 a 5


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR