Harry Potter e as Relíquias da Morte

Harry Potter e as Relíquias da Morte J.K. Rowling




Resenhas - Harry Potter e as Relíquias da Morte


820 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


W Nascimento 13/08/2010

OBS. Aproveito aqui para falar da saga inteira
Sem dúvidas, J.K. Rowling criou uma verdadeira obra prima. São cerca de 3000 páginas escritas das quais nenhuma é jogada fora e entre os pontos fortes da saga HP eu gostaria de destacar alguns.





- Primeiro, a trama é bem amarrada. Essa e uma saga aonde tudo é aproveitado. Até mesmo aquele acontecimentos pequeno que você imaginava não ter a menor importância será trazido de volta em algum livro futuro e trabalhado. Dica a quem ainda está lendo: Atenção aos detalhes, uma simples joaninha pode esconder um grande segredo (piada interna rsrs).



- Depois, os personagens são sem dúvida cativantes. E de todos, o melhor é Snape. Pra mim esse merece o prêmio de personagem mais bem construído de toda a saga. Também acho que merecem prestígio outros como Hermione, Luna, Dumbledore e Dobby. Esse são ótimos também. Eu só quero dizer que gosto de todos, mas tenho um apreco especial por esses aqui citados.



- Também é interessante a própria preocupação da autora em criar um mundo semelhante ao nosso, aonde fantasia e realidade andam juntas e os trabalhos paralelos como "Quadribol através dos tempos", "criaturas mágicas e onde viviem" e "Contos de Beedle o Bardo" só vem a simbolizar melhor isso. Tudo para dar um toque de possibilidade à essa realidade tão magnífica.



- Outro ponto merecedor de destaque é a sensibilidade da autora em conseguir fazer seu livro crescer junto com os personagens. Pois para quem leu a saga inteira, pôde sentir que junto com Harry, Rony e Hermione, os livros também foram crescendo. O número de páginas foi aumentando, as temáticas foram se tornando mais fortes e maduras e até mesmo a arte da capa foi se desenvolvendo. De fato, aqueles que leram toda a saga não só a acompanharam como também cresceram com ela.





Resumindo, esses foram alguns dos pontos fortes do trabalho de J. K. e é claro que não são os únicos, mas são os que para mim merecem mais atenção. E para encerrar, deixo a frase:





"Quero ser igual a ela quando crescer". rsrsrs

Willian Nascimento
Autor de O Véu
pordetrasdoveu.blogspot.com
Talita Valéria 05/04/2010minha estante
ihuuuuuuuulL

emoção total... desde o começo até o fim *--*


Paulo Silas 16/07/2010minha estante
Quero ser igual a ela quando crescer (2)


Amanda Ferreira - @Mandy_itbook 18/08/2010minha estante
Concordo...
A Saga de Harry Potter,é uma das melhores sem sombras de dúvidas,amei ler os livros dela foi uma leitura maravilhosa.
É uma história rica em detalhes e descobertas,sem contar o fim,maravilhoso igualmente ao restante da história.Um fim digno de dizer que foi perfeito.
O Snape foi um vilão/héroi até certo ponto,muitas pessoas diziam que ele era o mal,sempre gostei dele desde o inico,mesmo antes de saber sobre seu passado.
O último Relíquias da morte,concerteza foi o melhor,mesmo sendo difícil de escolher um só.

Quero ser igual a ela quando crescer (4)

=D


Vivi 07/10/2011minha estante
"Quero ser igual a ela quando crescer" (6)


Livia 15/11/2011minha estante
"Quero ser igual a ela quando crescer" (7)


Yury 21/02/2012minha estante
Eu concordo plenamente! Eu li a série toda e parecia que eu estava dentro dela. A história de Snape foi perfeita! Eu o odiava, coitado...rsrs... Rony também era o cara, morria de rir com ele, mas não podemos esquecer de Hagrid, o meio-gigante mais doce que já conheci...hehe... Saudades de Hogwarts! Eu tb "quero ser igual a ela quando crescer"! kkk


Vinicius 10/05/2012minha estante
"Quero ser igual a ela quando crescer"(8) kkk


Nalice 18/05/2012minha estante
Mas que resenha! @.@
Você conseguiu dizer tudo o que penso e não conseguia expressar sobre a saga, sobre a Rowling, sobre os personagens...
haha, Nos primeiros livros, eu odiava Snape, mas, do Prisioneiro de Azkaban em diante, passei a nutrir uma certa admiração e curiosidade sobre ele e isso só cresceu. Ele me cativa em uma parte de mim que nem mesmo eu entendo... Jo é uma gênia (haha, piadinha interna também. Nem tão interna... :I) o MUNDO que ela criou já conquistou a muitos e ainda vai continuar a conquistar, enquanto houverem palavras (elas são eternas, então... :I)

Quando crescer quero ser igual a ela (9) huashuashu' XD


Ronaldo 22/05/2012minha estante
"Quero ser igual a ela quando crescer" (10)


Bruna 28/05/2012minha estante
Um beijo pra quem cresceu junto com os personagens *-*


Lilian 02/06/2012minha estante
tem toda razão (principalmente sobre o Snape rsrs). É tudo muito bem pensado, como se a autora tive-se vivido tudo isso, quase como se você tive-se acordado de um belo sonho e colocado todo ele no papel


Lilian 02/06/2012minha estante
tem toda razão (principalmente sobre o Snape rsrs). É tudo muito bem pensado, como se a autora tive-se vivido tudo isso, quase como se você tive-se acordado de um belo sonho e colocado todo ele no papel


Lilian 02/06/2012minha estante
tem toda razão (principalmente sobre o Snape rsrs). É tudo muito bem pensado, como se a autora tive-se vivido tudo isso, quase como se você tive-se acordado de um belo sonho e colocado todo ele no papel


Lilian 02/06/2012minha estante
Hino Potterhead
Harry Potter que estas em nossos corações
Muito lidos sejam vossos livros
Vem a nos os vossos filmes
Seja feito muito sucesso
Assim nas páginas como nas telas
Nos dai hoje o HP de cada dia
Perdoai-nos de nossos Avada Kedavras
Assim como perdoamos os trouxas
Que nos tem ofendido
Não nos deixei ser expulsos de Hogwarts
Mas livrai-nos do Posers.
Amem!



OBS. Posers é uma pessoa que diz ser fã mas não é. Ex.: Uma pessoa que diz ser fã de uma banda, só por causa da musica daquele filme ou de um video.


Bell Moraes 01/07/2012minha estante
Eu cresci com Harry Potter e agradeço a J.K por ter me dado a oportunidade de mergulhar com um mundo novo, cheio de aventuras, desesperos, risos e coragem.
Marcou minha infância e adolescência.


Marina 12/10/2012minha estante
exatamente como vc disse: tudo é aproveitado. Uma coisa simples e sem importância vira no fim das contas uma história complexa. Ela me fez odiar Snape durante todos os 6 livros, nunca confiei nele e no fim ela me vem com aquela narrativa maravilhosa sobre ele e Lilian... sem palavras


Rosa 04/11/2012minha estante
Realmente J.K fez um ótimo trabalho. Minha parte favorita é a parte das memórias do Snape, confesso que chorei. O que me deixou triste foi as mortes, as que mais me abalaram foram a da um dos gêmeos e o do Dobby.


laasmile 19/12/2012minha estante
"Quero ser igual a ela quando crescer" (12)


FabioAlves 22/01/2013minha estante
Realmente é uma otima saga...foi graças a J.K que eu me apaixonei pela leitura.


FabioAlves 22/01/2013minha estante
Realmente é uma otima saga...foi graças a J.K que eu me apaixonei pela leitura.


Gabriel.Soares 29/04/2015minha estante
Ótima resenha! Essa saga marcou minha vida.
A saga Harry Potter será um dos primeiros livros que irei ler aos meus filhos e netos para eles sentirem a mesma emoção que senti ao lê-los.

"Quero ser igual a ela quando crescer"




May Furlan 27/09/2013

O pecado de Rowling
A série “Harry Potter”, da escritora britânica J.K Rowling, em seu primeiro livro já levantou polêmica no mundo. Rowling chegou com seu bruxinho e acendeu um fósforo em meio a barris de pólvora, desafiando a Igreja cristã e seus costumes mais conservadores. Driblando de forma espetacular as acusações sem fundamento de que ensinava práticas de magia às crianças, a britânica nos presenteou com uma das melhores séries desses últimos tempos, nos transportando para um mundo repleto de magia, aventura e perigos, onde o sentimento mais valioso é o amor.

No último livro da saga, Harry depara-se com situações que irão exigir muito tanto emocionalmente quando psicologicamente de um garoto que acabou de conquistar a maioridade bruxa. Em meio a conflitos internos do que é certo e errado, da difícil escolha de qual caminho seguir e ainda em meio ao turbilhão de emoções de um adolescente com o destino traçado para o triunfo ou para a morte, o bruxo terá mais do que nunca que se apoiar em seus amigos, Rony e Hermione, e colocar em prova seus verdadeiros valores.

O livro segue em uma narrativa envolvente, ativa e perfeita. O leitor acaba sentindo o que os personagens sentem, condenando e perdoando, alegrando-se e sofrendo. Nesse sétimo livro, Rowling deixa explícito o amadurecimento de Harry e dela como escritora, deixando para trás aquele quê de inocência que acompanhava o bruxinho e que muitas vezes encantava quem estivesse lendo.

Em minha opinião esse é um dos melhores livros da série (perdendo somente para o “Enigma do Príncipe”), ele é um dos que possuem uma das melhores tramas desenvolvidas. Muitos condenam o modo como a escritora apresentou o confronto final entre Harry e o temido vilão Voldemort, porém eu a apoio de certa forma, uma vez que penso que o desenvolvimento dado à luta e o desfecho proposto, foi uma das formas de deixar a alma de Harry imaculada (lembre-se do que Dumbledore disse: “a alma se corrompe através do assassinato”). Essa também foi uma maneira que encontrou para preservar a imagem que Harry tinha desde o primeiro livro, o fato de ser o oposto de seu inimigo mortal, não tendo a capacidade de matar por prazer e muito menos a capacidade de matar para se defender.

O pecado cometido por Rowling foi realizado na última parte de “Harry Potter”, mais precisamente dezenove anos depois. (CUIDADO: A parte a seguir pode conter algumas revelações sobre o enredo do livro) O final “felizes para sempre” que a britânica deu a Harry é simplesmente açucarado demais, feliz demais, não combinando com nenhuma das outras partes da série. Acho que todos nós concordamos que depois de passar pela vida mais cataclísmica do mundo bruxo, Potter merecia um bom final, porém o proposto pela escritora é impossível de acontecer na realidade (tanto dos trouxas quanto dos bruxos).

Acho que para a escrita dessa última parte, Rowling buscou inspiração naqueles comerciais de margarina ou ainda naquele antigo conceito de “American Way of Life”, onde todos estão plenamente felizes com sua extensa prole, nos presenteando com um coro de risadinhas do Willy Wonka e ainda um nível insuportável de fofura, com direito a momento “uôn” (pausa para piscar os olhinhos de forma irresistivelmente doce).

Se Rowling não tivesse tentado derramar o pote de açúcar no final (talvez a inspiração tenha surgido enquanto assistia “As Meninas Super Poderosas” [“Açúcar, tempero e tudo o que há de bom...”]) o livro mereceria 5 estrelas, e fecharia a série com chave de ouro. Enfim, a última parte era algo desnecessário e o livro estaria melhor sem ela.

P.S: Matéria interessante sobre as novidades no universo Harry Potter no link abaixo :D

site: http://fodoca.blogspot.com.br/2013/09/jk-rowling-midas-expansao-do-universo.html
larissa 07/03/2010minha estante
Gostei do geito que comentou, falei pra quem compartilhava comigo a história do livro, queria alguem que realmente dessa opiniao assim como essa que acabei de ler[a sua]mas nao, para eles o livro estava perfeito; pra mim é diferente, a expectativa era grande demais para que o ''final''do capitulo [antes de dezenove anos depois]podesse acabar daquele geito, ai sim, no ultimo capitulo, do ultimo livro.oq virou a vida de harry potter? uma coisa doce demais que dava até enjou, impossivel de acontecer ou previsivel demais; como ela fez isso com um personagem que mexeu com a imaginaçao de muuuuuitas pessoas, fiquei sei la- com a minha moral abalada pela moral da historia que se tornou como vc disse ''fofa'' inesplicavelmente...o medo de harry potter por seu filho no final foi normal, mas oq estava bom virou um mel muito grande no final que podia ser...diferente e eu pelo menos eu nao gosto de mel muito menos exageradamente.


Letícia 01/03/2011minha estante
O livro teve um desenrolar perfeito, sem pausa para respirar, exceto no trecho da floresta, algo que é proposital, cria um clima de solidão.

Achei o epílogo bom. Realmente achei bom. Pelo menos na última vez que o li (o que faz um tempinho) não tinha muitoscomentários negativos. Acho que pode ter ficado feliz demais para, exatamente, quebrar um pouco o clima sombrio o dizer para os leitores "olhe, apesar de todas as mortes e a destruição, eles ficaram bem". Muita gente critica H/G, mas acho que o par de Harry era menos importante (esperava mesmo era R/Hr).

Acho que ela pecou em matar poucos vilões famosos e muitos "do bem", por assim dizer. Não perdoo a maior parte das mortes, mas como é uma guerra, engulo tudo, MENOS Dobby e Fred. Essas são imperdoáveis.

*pausa para a piada* Como ela prega o anti-assassinato e corrompe a alma dela dessa forma?

Ok, vou parar de falar. Sua resenha, como sempre, ficou muito muito boa :D


Vulcka 03/03/2011minha estante
AHH *-*
Primeira pessoa que não discorda da minha opinião!
"a última parte era algo desnecessário e o livro estaria melhor sem ela" - Concordo plenamente!


Gabriel 02/04/2011minha estante
sobre o epílogo: muitos dizem ser final de novela, mas o que a autora mostra é que apesar de toda aquela fantasia e história fantástica que harry viveu, no fim foi tudo somente uma fase e que estava na hora de ter uma vida "normal" e ter sua própria família.
PS: escrevendo isso me fez lembrar todo o livro e sentir uma nostaugia meio melancólica.


Victor Delmas 23/06/2011minha estante
O epílogo diz que Harry termina com Gina. Ron com Hermione. Assim como todos esperavam. Narra uma breve cena da despedida de seus filhos indo para Hogwarts, a casa que Harry, Voldemort, Snape e outros denominaram como "suas" casas, por terem encontrado ali realmente um lar de verdade. Narra também um encontro com Malfoy. E por fim, diz que a cicatriz não doía há 19 anos. E que tudo estava bem. Diga-me onde isto é meloso, querida. Ainda não encontrei. Sensacionalismo não.

Por outro lado, se dissesse na sua resenha que J.K pecou ao não revelar o futuro de outros personagens importantes no passado e pouco sobre os principais, concordaria indubitavelmente com você. Nesse ponto, ela de fato peca. Diz muito pouco sobre os que ali estão e nada sobre outros tão primários na série.


nessacardoso 20/07/2011minha estante
Como ela prega o anti-assassinato e corrompe a alma dela dessa forma? +1
Deveria ser pecado nos fazer sofrer assim. Principalmente com o acontecimento do 6° livro.


Guilherme 31/12/2011minha estante
Ah, certo, Harry Potter desafiador e que traz uma profunda mensagem. É isto tudo, é?Hum.


Ju 24/05/2012minha estante
Primeiramente eu gostei da sua resenha. Apenas discordo, depois de tudo que Harry passou, realmente acho que ele merecia esse final, uma família feliz, com a mulher que ele sempre amou, com ótimos filhos, os melhores amigos sempre ao lado dele. Acho que ele merecia isso. Depois de 7 anos de sofrimento, angústia, perigo e Voldemort, ele realmente merecia um pouquinho mais de 'açúcar'

E o livro, na minha opinião, fechou sim, com chave de ouro para todos os Potterianos que acompanharam o Harry desde o começo. *-*


Bruna C. 09/07/2012minha estante
Adorei sua resenha!
Ainda fico impressionada com todas elas (suas resenhas). São capazes de captar precisamente a essência do livro, sem deixar de nos informar a sua muito bem fundamentada opinião, já que são narradas de forma, afinal de contas, pessoal. Mesmo assim, pela quantidade de verdades que são apresentadas, recebem muitos e merecidos "gostei".
Nessa não foi diferente. Concordo com tudo. Menos com o final/epílogo. Apesar de saber que você provavelmente tem razão, e que esse não foi um final muito condizente com o restante dos livros mesmo (a propósito, adorei a forma como se expressou, "Potter merecia um bom final, mas não esse final excessivo e água-com-açúcar"), eu gostei dele. Mas isso é porque, na maior parte do tempo, sou uma pessoa irritantemente tendente a gostar de finais felizes, açúcar excessivo e similares. Acredite, isso me irrita também. De qualquer forma é o que sou, não dá pra mudar. Parabéns pela resenha, você realmente tem um talento natural para se expressar! Já pensou em escrever? Não tenho como afirmar em 100%, mas acho que um livro vindo de você seria muito bom, do tipo que eu teria orgulho em ostentar na minha prateleira. :)
(Quem estiver lendo isso, sorry pelos erros, digitei com pressa. Q)


Camis 22/11/2012minha estante
Olha, quanto ao final, eu creio que foi meio que um "resumo", algo pra deixar claro que ele viveu em PAZ depois que tudo acabou, pois feliz, acredito eu, ninguém que sobreviveu a tudo oq ele passou, pode ser completamente um dia. Acho que foi uma forma de tranquilizar as pessoas, algo do tipo "o Harry ficou bem", pq ela não fala mais nada do que aconteceu logo depois, mas imagina o trauma, as noites em claro, o buraco no estômago, a dor de ter perdido tantas pessoas que ele gostava, afinal, ele só respirou depois de 7 anos! Tanto que a JK Rowling achava que ele deveria morrer para não ter que passar por tudo isso, mas achou que seria uma traição matá-lo!
Enfim, adorei sua resenha, só estou dando a minha opinião, e falando como se ele realmente existisse rsrs...


Rone 23/01/2014minha estante
Harry merecia um final feliz assim com muito açúcar para quem só tinha provado so o amargo da vida por tantos anos.
Eu não tenho nem palavras para dizer sobre essa saga extraordinaria que marcou a minha vida para sempre.
Parabéns pela resenha vc escreve muito bem!!!:)




Flávia 29/12/2015

Li todos os livros de Harry Potter nesse mês de dezembro e foi uma experiencia incrível, antes só tinha visto os filmes, mas sempre quis ler os livros, finalmente esse fim de ano tomei coragem e devo dizer que valeu a pena.
A história de Harry Potter é tão bem construída que agora entendo como J.K. é uma autora importantíssima para o nosso tempo, ela criou um mundo totalmente novo e vejo no universo Potter a mesma magnitude que vejo no universo Star Wars.
A única coisa que me deixou triste foi que eu queria mais, queria saber mais sobre as personagens, fui atrás das coisa que a autora escreveu sobre o que ocorreu após a batalha de hogwarts e queria tudo num livro certinho porque sem haver um livro fico com medo de ter histórias e entrevistas que perdi =(
Bom, agora é fazer a maratona dos filmes para terminar esse ano de 2015 ao lado de Potter.
Rafa 04/01/2016minha estante
To tentando ler tem quase 1 ano e você leu todos em 1 mês? Kkk


Rafa 04/01/2016minha estante
To tentando ler tem quase 1 ano e você leu todos em 1 mês? Kkk


Rafa 04/01/2016minha estante
To tentando ler tem quase 1 ano e você leu todos em 1 mês? Kkk


Rafa 04/01/2016minha estante
To tentando ler tem quase 1 ano e você leu todos em 1 mês? Kkk


Rafa 04/01/2016minha estante
To tentando ler tem quase 1 ano e você leu todos em 1 mês? Kkk


Rafa 04/01/2016minha estante
To tentando ler tem quase 1 ano e você leu todos em 1 mês? Kkk


Rafa 04/01/2016minha estante
To tentando ler tem quase 1 ano e você leu todos em 1 mês? Kkk


Rafa 04/01/2016minha estante
To tentando ler tem quase 1 ano e você leu todos em 1 mês? Kkk




Kail 09/11/2010

Péssimo
Realmente, apesar de tudo, eu achei a série genial. Claro, ia adorar se o personagem principal fosse outra pessoa envolvida na história, mas não era e eu não lamento muito por isso. No fim das contas, o último livro foi péssimo. Eu tive a impressão em todo tempo que lia, que o livro foi escrito às pressas. E, pior, que foi extremamente compactado. Se a Rowling tivesse feito esse livro com mais calma e depois um oitavo (Ou seja, separasse o livro em dois), ele seria muito mais interessante. Também não gostei do final "E viveram felizes para sempre". Não condiz com firmeza com o clima da reta final da série. Terminei de ler com uma imensa sensação de fracasso.
Kennedy 10/11/2010minha estante
Olha, a primeira vez que li esse livro achei exatamente a mesma coisa que você achou: escrito as pressas. Mas eu garanto, com toda a firmeza, que se for lido com MUITA atenção o livro é o melhor de todos, o mais emocionante. Leia de novo, o livro não é chato. Mas dessa vez com atenção. Se você parar pra pensar a história tinha que acabar do jeito que acabou.


Kail 11/11/2010minha estante
Kennedy
Não releio livros, desculpe. Acredito que reler uma obra é tentar provar pra si mesmo que viu algo errado a primeira vez que leu e, bem, todos já sabem que qualquer livro que você ler, cada vez que ler vai achar uma coisa diferente.
Obrigado pelo comentário, mas para mim a primeira impressão é a que conta. Primeira e única


Charlie 20/11/2010minha estante
tá bom então, senhor BONZÃO. Você nem sabe o que perdeu. Lê de novo não...


Nilson 17/12/2010minha estante
Ah, mas ele sabe o que perdeu sim, isso está bem claro na resenha que escreveu: ele perdeu de ler um bom livro, pois a autora nunca escreveu tal bom livro, ao invés disso, escreveu As Relíquias da Morte, o ponto mais baixo da série inteira.


Guilherme 31/12/2011minha estante
Veja só quantos negativos para sua resenha. Vivemos em uma ditadura de opiniões.


GabiBoo 23/10/2012minha estante
Ué, mas as pessoas não gostaram da opinião dele e estão, de certa forma, dando a opinião delas sobre a opinião dele. Um direito de todos, já que ele postou a resenha dele para as pessoas lerem e avaliarem, de acordo com o gosto delas.




spoiler visualizar
Márcia 23/12/2009minha estante
Vicia mesmo. Acho que é o clássico juvenil-de-todas-as-idades que não pode faltar em nenhuma estante.


Lu 01/07/2010minha estante
No final, o Snape se tornou o melhor personagem da série. Pessoalmente, tenho minhas reservas sobre o volume final. Mas HP é uma série que todo mundo deveria ler. É maravilhosa.


Cinthia 16/07/2010minha estante
Eu chorei on final desse livro, e me emocionava com a morte de cada um dos personagens. Tirando o 1º (pq primeiro é primeiro) esse foi o melhor.


Alysson - @alyssonhp 04/09/2010minha estante
quase chorei quando caiu a ficha q Harry Potter acabou... um dos melhores, esse foi o li mais rapido, 4 dias


Ronaldo Novaes 14/09/2010minha estante
O fim de Harry Potter.
O fim da melhor série do século!




Mandy 16/10/2011

u conheci o menino que sobreviveu, num armário debaixo da escada. Eu fui contra a parede entre as plataformas 9 e 10 na estação King’s Cross. Eu embarquei num dos vagões do Expresso de Hogwarts. Corrijo até hoje o Wingardium Leviosa de Rony na aula de feitiços. Neville me mostrou a coragem de proteger os amigos mesmo tendo de enfrentá-los. Passei por fofo, por anotações realmente úteis sobre herbologia, pela melhor partida de xadrez que o mundo bruxo já vira e, ah! Aprendi a conjugar verbos no pretérito mais-que-perfeito! Conheci a Toca dos Weasley e (mesmo não sendo ruiva) me senti da família. Aprendi com Minerva a valsar, e a transfigurar animais em taças. Viajei de Pó de Flu, aparatei e sobrevoei um bocado de Inglaterra num Ford Anglia. Eu jurei solenemente não fazer nada de bom, eu entrei na sessão reservada, eu invadi o Ministério da Magia. Duas vezes. Confesso que eu ri de Tiago ter sido um veado e de Tia Guida voar pelos ares feito um balão. Eu vi o Lord das Trevas se esconder num turbante, num diário, num anel, numa taça, num medalhão, num diadema, numa cobra, numa cicatriz e, mesmo assim, perder de novo pro amor de Lilian tantas e tantas e tantas vezes. E eu sempre quis uma varinha, uma Firebolt, um gato pra chamar de Bichento, um abraço da Sra. Weasley e um vira-tempo. Eu conheci o Príncipe Sev que me apaixonou em segredo depois de tantas aulas de poções. Conheci Dobby livre. Edwiges. Colin Creevey. Conheci o mais injustiçado de todos os prisioneiros em Azkaban. Conheci Lupin e Tonks. Fred. Olho-tonto. Cedrico. E chorei a morte de cada um deles como se fosse minha. E nada eram diabretes da cornualha, explosivinz, bichos-papões, testrálios, sereianos ou lobisomens comparados ao terror dos dementadores e Comensais da Morte. Eu senti medo dos dragões, da guerra, da Marca Negra pairando no céu e, por que aranhas? Por que não podiam ser borboletas? Confesso minha queda pela sonserina, por Draco Malfoy, por Pigfarts, e claro, pela comensal mais cruel e diva de todas, Belatriz Lestrange. Luna me ensinou um jeito meio louco de enxergar as coisas. Aprendi com Hagrid a ter um coração mais que meio-gigante, com Rabicho que traições são para os ratos sem personalidade ou espírito e com Umbridge que não devo contar mentiras. Odiei Cho e Gina com mesma proporção que fazia Você-Sabe-Quem querer matar Harry. Vi Winky e Monstro vestirem a escravidão com um orgulho de dar dó e usei mentalmente um bottom do F.A.L.E. Comi lesmas com Rony pra defender Hermione, senti orgulho de ser sangue-ruim, me arrumei toda pro Baile de Inverno, chorei junto com ela quando Rony foi embora e me alegrei tanto quanto, quando o iluminador o trouxe de volta. Tomei a poção polissuco e me travesti de Crabbe, de Goyle e de Harry. De 7 Harrys. Me juntei à Armada de um Dumbledore falho, porém genial até o fim de sua vida, e entrei na batalha pela Ordem de uma tal Fênix que trouxe no Chapéu Seletor a espada da casa dos corajosos. Me deixei ir levando pelo encanto dos feitiços, pelas relíquias nos contos infantis que eram de verdade, pela lula gigante no lago, pelas piadas dos gêmeos e por Pirraça, pelas asas de um hipogrifo que se livrou da morte, pelo castelo das escadas que podem mudar - mesmo que o meu amor não mude nem acabe nunca. Porque eu tenho pelo que lutar, obrigada por isso, J.K.
E nem ligue se você não entendeu nada disso, não se preocupe. Trouxa.

fonte de pesquisa:Indisponivel

Essa é a melhor resenha não acham?
Victória 23/11/2011minha estante
aaah, me emocionei :') HP PRA SEMPRE


Fábio 05/12/2011minha estante
Parabens, você conseguiu transmitir tudo que sentimos quando lemos uma saga com tantos personagens apaixonantes.


Mandy 28/11/2014minha estante


Mandy 22/11/2015minha estante
Eu pensava que só eu me apaixonei por Severo




Mih 15/11/2010

O fim de uma saga, início de uma lenda
Não tenho nem palavras pra esse livro. Durante 10 anos J.K. Rowling preencheu meus dias de chuva na minha ex-cidade monótona, me fez fazer amigos que jamais esquecerei, e principalmente, me apresentou a magia.

Harry Potter significa a minha infância e a adolescência, significa muito mais do que sete livros. Harry Potter é tudo, e só quem é fã pode saber e falar a respeito.

É com grande tristeza que demos adeus a Harry Potter neste livro, mas é com carinho que guardamos sua história no coração. Somos cápsulas do tempo vivas, que garantirão que Harry Potter nunca seja esquecido.
Cris 17/11/2010minha estante
Realmente Mih... eu possso dizer que cresci lendo HP, e até hoje com meus 23 anos, gosto da saga... a gente acaba criando um carinho pela história e pelos personagens... Entristece mesmo pensar no fim.. Mas espero q um dia nossa autora resolva continuar essa história, pois acredito q ela deixou "ganchos" pra q um dia isso pudesse ocorrer...


Mih 17/11/2010minha estante
Bom Cris, uma vez vi uma entrevista que J.K. tinha a história ainda fresca na cabeça e que poderia escrever um 8º livro a qualquer momento que quisesse... vamos torcer para que a saudade que ela sinta de Harry Potter seja tão forte quanto a nossa e escreva um novo livro *-*


Cris 18/11/2010minha estante
Puuxaa eu ja ouvi algo assim tbm! tomara mesmoo q a saudade dela seja realmente tão grande como a nossa!! Hehehe!




Nathan Oliveira 10/07/2019

''Não tenha piedade dos mortos, Harry. Tenha piedade dos vivos, e acima de tudo, dos que vivem sem amor''
Tudo o que posso dizer é que Harry Potter foi uma das melhores leituras que fiz esse ano. Acompanhar o Harry, o Rony e a Hermione ao longo desses 7 livros foi maravilhoso. Eu amei ver como eles amadureceram e evoluíram, adorei acompanhar essa história e confesso que vou sentir mais falta desse universo incrível do que pensei que sentiria.

''É claro que é na sua cabeça Harry, mas isso não significa que não é real.''

As Relíquias da Morte é definitivamente o melhor livro da saga Harry Potter. A narrativa é eletrizante, há cenas de batalhas e mortes logo nos primeiros capítulos e isso já é um ponto superforte por que nos outros livros eu sempre senti que a narrativa demorava para engatilhar. Eu amei a forma como a J.K. Rowling consegue construir essa atmosfera de perigo iminente á cerca dos protagonistas, que se vêem longe da segurança de Hogwarts enquanto partem em busca das Horcruxes no mundo real. É uma mudança de cenário muito bem desenvolvida e acaba deixando tudo ainda mais interessante.

''- Depois de todo esse tempo ?
- Sempre - respondeu Snape.''

SNAPE...MEU DEUS, QUE PERSONAGEM INCOMPREENDIDO...É tão estranho gostar de um personagem que você odeia a seis livros, mas em As Relíquias da Morte, há várias revelações e reviravoltas no que diz respeito ao Snape que é quase impossível alguém não acabar se enganando a respeito do personagem. Coitado do Snape...eu entendo como você se sente :( Não vou nem falar das mortes nesse livro...Jesus, J.K. Rowling não tem coração não.

''- Vocês ficarão comigo ?
- Até o fim - respondeu James''

Mano, eu só tenho a agradecer a J.K. Rowling por ter inventado a saga Harry Potter. Ler essa saga foi uma experiência maravilhosa e as lições sobre amor, amizade e nossas escolhas são coisas que eu vou carregar no coração. Obrigado J.K., foi um privilégio
Nara 10/07/2019minha estante
Terminei agora pouco a leitura dele kkkk


Nathan Oliveira 11/07/2019minha estante
O que achou ?


Nara 11/07/2019minha estante
Ahh eu gostei. Os dois últimos livros foram os melhores




The_Rengaw 23/12/2015

Extasiado
Cheguei ao fim desse livro de maneira tão rápida, porque não me aguentava de curiosidade pelos próximos capítulos, mas, ao mesmo tempo, quanto mais perto do fim, mais triste ia ficando. Conforme lia as últimas frases do livro, tinha aquela vontade de retardar a conclusão, esperando, em vão, estar errado, e descobrir que ainda existia muito mais para ler.

Enfim, nunca vi os filmes, e não sei se verei, mas essa saga me acompanhou durante esse ano, que foi um dos mais estranhos que tive nos últimos tempos. Não posso dizer que estou já com saudades, pois a ficha ainda não caiu e não consegui realizar a ideia de que acabou...
Fernando 28/12/2015minha estante
Olá. Li seu comentário sobre o livro. Cara, assiste os filmes sim! São bem produzidos. Faça uma maratona!... Desculpa incomodar. xD


The_Rengaw 25/02/2016minha estante
Não é incômodo nenhum. Obrigado pela dica. Desculpe a demora em responder. Abraço.


Fernando 05/03/2016minha estante
Acha, de boa! (Vi sua resposta 9 dias depois kkk)




Andreza 26/10/2010

Relendo Harry Potter 7
Na verdade estou lendo novamente porque esse é o único da série que eu tenho e, como daqui algumas semanas ele estréia eu quero que nada passe em branco.
Ele é legalzinho, confesso.
Depois da primeira vez que lí pensei:
"Esse livro é um daqueles que só se lê uma vez na vida", concluí.
Mas como muitas opiniões mudam ao longo do tempo, aqui estou eu lendo-o novamente.
Existe algumas partes confusas, confesso novamente. Mas o final é muito bom.
Bom, a parte que eu mais gosto são:
*Parte em que Rony (MEU AMOR!) e Mione se beijam.
AHHHHHHHHHHHHHH! Essa parte eu lí muitas vezes, muito boa, eu aguardei tanto por isso.
E a outra também é bem no final, após 19 anos terem se passado. Estou louca pra ver como eles vão fazer essa parte no cinema. Se vão chamar outros atores, ou se vão usar os originais.
Estou muito louca mesmo é para ver o RUPEEEEEEEEEEEEEERT - Meu ruivinho favorito.
"Tenho uma queda por ruivos, sabiam?"
Andreza 26/10/2010minha estante
Gente, quem ler por favor comente.
Quem já leu o livro principalnte.
Gosto de outras opiniões.


Charlie 20/11/2010minha estante
o rupert tá com cara de drogado no filme...


Olivia 05/01/2011minha estante
eu gostei muito de ler esse livro
e realmente a parte do ron e da hermione foi muito legal... Apesar de antigamente eu achar que ela deveria ficar com o harry, depois concordei que é melhor com o Ron!!!




Ju Sobreira Catalão 14/11/2010

- E mesmo sendo um lugar em que jamais estive, eu abrirei um sorriso pelos momentos que passei com eles.
Com harry eu aprendi que a vida tem que ser levada menos á sério. Aprendi que o amor te faz fazer coisas inimagináveis. Aprendi como é bom o sabor do suco abóbora. Que os melhores amigos estão com você em todos os momentos, te dando força e até salvando a sua vida de vez em quando!
Você foi a minha infância, a minha adolescência, a minha vida. Meu amigo, companheiro, irmão. Me deu lições que nunca ninguém vai conseguir me tirar!
Já sinto falta do expresso de Hogwarts, de me sentar a mesa com o Fred, com o Jorge e com o Nick-Quase-Sem-Cabeça, do olhar severo da Minerva e de andar furtivamente a noite pelo castelo. Falta do sorriso da Tonks e do abraço acolhedor da Sra. Weasley.
Só o que conseigo pensar é que nada foi em vão! Afinal, a magia vai continuar eterna em nossos corações trouxas!
Thank's for everything the boy-how-lived!
Leo 01/10/2010minha estante
faço minhas as suas palavras...


Thay 13/11/2010minha estante
'E mesmo sendo um lugar em que jamais estive, eu abrirei um sorriso pelos momentos que passei com eles.'²
a história acaba, mas a vida continua, iremos ler Harry Potter para os nossos filhos e a magia para eles irá apenas começar, e nós iremos viajar de novo, sempre e sempre.
júh, ele é parte de nossas vidas, a tia Jô é nossa ídola e ele sempre terá uma lugar especial na nossa biblioteca e no nossos corações


Leo 17/01/2011minha estante
Eita, lendo essa resenha novamente , eu dei risada, arrepiei, recordei, realmente nos somos a geraçao HP asduashuhsua nunca vamos esquecer.Marco demais.




Luan 07/03/2016

O fim de uma série. O fim de uma era. O início de um mito. A consolidação de um gênio chamado J.K. Rowling
Como é difícil a despedida de uma série tão marcante. Harry Potter está além de qualquer outra história. O seu peso para a literatura é grande, ninguém discute. Mas a importância do livro extrapola isso a partir do momento em que se tornou um dos maiores fenômenos da sétima arte. Hoje é uma história clássica tanto no mundo literário, quando no mundo cinematográfico. É dois em um. É, literalmente, mágico. Mesmo só tendo lido agora, depois de ver e rever todos os filmes, a história fascinou. E terminou de maneira grandiosa, da forma que deveria mesmo.

Harry Potter e as Relíquias da Morte, o desfecho da série fantástica, narra a corrida do protagonistas ao lado de Hermione e Rony na busca pelas Horcruxes, uma tarefa deixada por Dumbledore antes de morrer. Mas essa corrida não vai ser fácil, como tudo na vida de Harry. Agora que todos sabem que Voldemort voltou e seus comensais o estão servindo, o bruxinho se tornou "persona non grata" e, para se livrar das garras do vilão, precisará completar a tarefa quase que invisível ao mundo, viajando a todo momento, deixando sua vida, a escola, amigos de lado. Se for capturado, ele já sabe: Voldemort acabará com ele.

Enquanto foge do vilão e busca as Horcruxes, ele ainda descobre as Relíquias da Morte, que, se existirem, poderão ajudar na luta para destruir seu algoz. Com tantos fatos em seu enredo, o livro traz tudo que um leitor quer: boa história, muita ação e coerência. O livro não decepcionou em nada. Foi, repito, tão grandioso quanto merecia. Na minha visão, foi o livro mais completo e sem enrolação de toda a série, embora numa primeira impressão possa parecer que ele seja repetitivo pela busca das Horcruxes ou nas fugas de Voldemort e dos comensais.

Os acertos foram muitos. Mas a coerência e inteligência da J.K. Rowling são, sem dúvidas, os maiores destaques deste último livro, mas também de toda a série. Não só o desenvolvimento do enredo particular do desfecho mas como toda a explicação dos fatos conhecidos em livros anterior. Tudo se encaixou e percebemos que não houve uma criação mirabolante para explicar acontecimentos descritos ao longo dos sete livros. A autora começou a série sabendo onde queria chegar. E, lamentavelmente, hoje vemos que a maioria dos escritores não têm esse cuidado. Temos muitos exemplos. Por isso a genialidade dessa mulher chama tanta atenção e é tão festejada.

De fato, não tenho muitos defeitos a destacar. De forma geral, pra mim, tudo se encaixou de forma muito agradável e coesa. Talvez, e aí não por culpa da autora nem dos tradutores, pode ser do leitor, um pouco de confusão ou bagunça na descrição de alguns momentos de bastante ação - lutas ou fugas, por exemplo. Neste quesito, não me recordo nada mais a acrescentar, de fato. Neste último livro, a vilania está muito mais presente uma vez que Voldemort agora é realidade e seus comensais estão livres para pensar, falar, agir e ser parte dele. Isso, possivelmente, tenha deixado o livro mais completo que os anteriores, já que neles a ação do vilão ocorria "por baixo dos panos". Saber da luta direta entre antagonista e protagonista deixou a leitura mais prazerosa.

Não tenho muito mais a acrescentar, pois são só elogios e poderá ficar repetitivo. (Spoilerzinho: o salto de tempo no fim do livro talvez tenha incomodado um pouco, mas foi divertido conferir como se desenrolou a vida dos principais personagens ao longo do tempo). Elogiar a escrita, por exemplo, é, como dizem, chove no molhado. A maneira como Rowling escreve é peculiar e cativante - e se manteve linear em todas as obras. A tradução é uma das melhores em todos os livros que tenho lido. O trabalho de tradução pegou os meandros da original e não deixou escapar em momento algum. E, apesar de edição econômica com páginas em branco, a série especial de capa branca é das mais lindas e se destaca entre os demais livros.

Enfim, minha memória afetiva ficará muito mais por conta dos filmes do que dos livros, já que cresci indo ao cinema ver Harry Potter e não lendo a série. Mas uma coisa não é melhor nem pior que a outra. Sentirei, de toda forma, falta de personagens tão bem criados e de uma história magnificamente desenvolvida. O mundo da fantasia e o mundo real andando juntos de forma que muitos pensariam que poderia não funcionar, mas que não só deu certo, como virou fenômeno.

Finalizo a série dando cinco estrelas para Relíquias da Morte e favoritando a série como um todo.
Gabriel 08/03/2016minha estante
Muito boa a resenha, só acho que você deveria enxugar mais o texto e deixar mais enxuto.


Gabriel 08/03/2016minha estante
Não parece uma resenha, parece uma conversa que você está tendo com a sua tia num final de semana.




Thainá 08/07/2010

Emocionate, apaixonante e ótimo como tods os outros livros da série. Consegue trazer um final digno de uma série tão boa.
Nas páginas de Harry Potter, achei minha paixão por leitura, coisa que nenhum outro livro despertou naquela época. Nas página de Harry Potter, consigo passar por todos os sentimentos possíveis.. felicidade, compaixão, dó, piedade, ódio, amor..
Além de, claro, me ensinar a escrever muito melhor.
É simplesmente uma série que merecia ser um clássico, daqueles que se dão na escola para alunos lerem.


Kennedy 09/07/2010minha estante
Nossa, você tirou as palavras de minha boca.
Assim como você e tantas outras pessoas, criei gosto pela leitura com "Harry Potter" e a ele deve muito.


Paulo Silas 16/07/2010minha estante
É isso mesmo. Concordo totalmente: UM FINAL DIGNO




LiviaKuga 13/01/2009

O livro, apesar de tudo, é muito legal.
Claro que o livro é diferente dos demais. Era para ser... Hogwarts virou caos e ele precisava matar Voldemort, não dava para esperar que ele ficasse estudando, né?
Mas querendo ou não... ela matou TAAANTOS personagens... alguns, se posso dizer com ousadia, por "diversão". Achei a morte de Fred e mais alguns outros meio forçada. Caramba, ela matou até Edwiges. Será que era necessário matar todo mundo? Tudo bem, tudo bem, eles estavam em guerra declarada... Mas parece que ela queria mesmo é que a gente chorasse com a morte deles, mas no final, tava todo mundo morrendo que nem tive vontade de chorar.
Com certeza, os personagens ficaram todos importantes no livro. Quem esperava não ver o Dumbledore no último livro, se supreendeu...
Realmente, acho que a autora esqueceu dos personagens secundários no final, e eu gostaria de saber o que aconteceu com eles... será que ela vai escrever alguma coisa sobre eles??

Quem acha que Rowling colocou algumas mensagens subliminares nos livros?


Bom, vamos ver o que vão fazer no filme... eu sinceramente, não gostei muito dos filmes, mas claro, vejo todos! Quem não vê, né?
Rafa.! 14/01/2009minha estante
kkkk....Pulgaa....tinham que morrer um ou otros certo? Era uma guerra !!! se ela matasse o rony ou a hermione, ou ateh o harry, iam caçar ela na rua e mata ela....kkkk

puts os filmes sao um saco, seu eu nao tivesses lido os livros ia achar os filmes um saco e nao ia assitir nenhum, mas eh tao gostoso ver HP que eu assito e tenho tds.

=)


FPalmeiras 29/07/2016minha estante
A unica morte que me decepcionou demais no livro, por nao ter atendido minhas expectativas, foi o do...

SPOILER

Rabicho... Antes do lançamento do livro tava na cara q ele ia morrer, mas eu tava esperando uma morte mais epica e impressionante...que a tia Jo prometia desde o terceiro livro, por causa da "divida de bruxo entr ele o Harry".
E no final foi... só aquilo... afff. A Jo podia ter caprichado mais ali




Regiane 23/09/2010

Totalmente emocionante!

Este livro possui uma trama mais complexa e bem-estruturada que os anteriores, já que esta narrativa exibe todo o desenrolar final da saga, além de um olhar mais maduro sobre o mundo, a vida e a morte - visto que os personagens principais entram na vida adulta.

Uma das coisas que mais gostei, foi que ao decorrer da leitura eu me senti fazer parte da história, pois consegui captar tudo que foi descrito nesse livro, imaginando os lugares, como se eu estivesse presente, ao lado dos personagens, viajando com eles, em busca das Horcruxes.

Muitas vezes me senti extremamente angustiada. Toda vez que algum plano parecia infálivel ou que descobriam um melhor caminho a percorrer, ocorria uma desgraça e Harry e seus amigos voltavam à estaca zero. Me senti numa montanha russa, com a emoção quase saltando pela boca.

E se não fosse pouco, a autora ainda conseguiu me surpreender muito. Típico dela. A principal surpresa foi sobre o misterioso Snape, que eu pensava já ter sido esclarecido tudo sobre ele - no livro anterior - mas durante a leitura, ocorreu o verdadeiro desfecho que me deixou pasma! Sem contar as mortes de personagens que fui me afeiçoando durante a série. Como eu chorei e sofri.

Eu gostei muito do livro, só achei que o final - o epílogo - teve poucos detalhes. Rowling não explicou que fim deram grande parte dos personagens secundários. Também achei que faltou explicações sobre a vida de Harry e seus amigos - profissionamente falando.

Ao terminar de ler, me senti triste. Fiquei com gostinho de quero mais. Mas uma coisa eu garanto, o que Rowling escrever daqui para frente, eu irei comprar, pois ela é ótima no que faz. Seus livros são fantásticos!!!
Lucybah 03/05/2010minha estante
A saga é fantástica ... saudades de Hogwarts!!!


Bianca Boonen 23/10/2011minha estante
eu achei o epílogo realmente desnecessário. as pessoas tendem a achar que em qualquer livro tudo tem que ser necessariamente revelado no fim, mas o mistério e a liberdade de nós mesmos imaginarmos o fim que teve cada personagem é uma coisa que eu valorizo muito.


Bianca Boonen 23/10/2011minha estante
e parabéns pela resenha, rs




820 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |