O Homem do Terno Marrom

O Homem do Terno Marrom Agatha Christie
Agatha Christie




Resenhas - O Homem do Terno Marrom


57 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Mi 24/06/2010

Sonhos não realizados de Agatha Christie.
Adorei este livro porque acho que ele me permitiu ter um vislumbre dos sonhos e da realidade de Agatha. Enxerguei na jovem Anne, destemida, aventureira,verdadeiramente amada, quem Agatha gostaria de ter sido.A vida simples e feliz em um país exótico, despida de quaisquer convenções sociais, a história que ela gostaria de ter vivido. A mulher que já vendeu mais de 4 bilhões de livros foi publicamente traída e trocada pelo 1º marido, teve depressão profunda e, segundo alguns biógrafos, teve vontade de suicidar-se, casou-se novamente e amargou uma vida monótona até o dia de sua morte. Por isso, enxerguei na história de Anne (protagonista deste livro)todos os sonhos irrealizados, toda a melancolia de Agatha pela vida que tanto almejou, e que jamais teria. Se eu fosse Agatha, também desejaria ter tido a vida de Anne ao invés da minha própria e acho isso algo inacreditável pois quem, em sã consciência, não gostaria de ser a autora mais lida e traduzida do mundo, só perdendo o pódio para a Bíblia e para Shekespeare?
comentários(0)comente



Stella 21/04/2009

Melhor livro da Agatha Christie sem Poirot. Ja perdi as contas de quantas vezes reli esse livro, a história é envolvente e o livro passa muito rápido. Recomendo a leitura.
comentários(0)comente



Alisson 18/02/2020

Quarto livro escrito pela rainha do crime e este é infelizmente esse é o que tem a protagonista que menos gosto até agora.
Enredo:
A jovem e bela Anne vai a Londres atrás de aventuras e as encontra no local mais corriqueiro possível: a estação de metrô Hyde Park Corner. Ela está na plataforma quando um sujeito magro, com cheiro de naftalina, se desequilibra e cai nos trilhos, morrendo eletrocutado. O veredito da Scotland Yard é de morte acidental. Mas Anne não está convencida. Afinal, quem era o homem do terno marrom que examinou o corpo? E por que ele saiu correndo, deixando atrás de si uma mensagem enigmática?
comentários(0)comente



Fran RW 20/05/2012

"O Homem do Terno Marrom" - Agatha Christie
Mais Romântico que Policial

(Agatha escreveu este livro, primeiramente com o título "O Mistério da Casa do Moinho", após regressar de uma volta ao mundo que teve a África do Sul como uma das paradas. A ideia de escrevê-lo veio de Belcher, um homem de temperamento difícli com quem Agatha e seu marido Archibald viajavam. Belcher insistiu para que ela o pusesse na história, assim como a casa em que vivia, a Casa do Moinho. Foi daí que surgiu Sir Eustace Pedler).

Se não fossem as inúmeras tentativas de assassinato de que a protagonista é vítima, eu poderia jurar que estava lendo um romance propriamente dito, ou seja, sem a trama policial presente nas obras da autora.
Anne Beddingfeld, uma jovem sonhadora que decide investigar a possível ligação entre um acidente numa estação de trem e um assassinato em uma velha casa, embarca em um navio com destino a África do Sul. Durante a viagem ela faz amizades e conhece pessoas que lhe parecem suspeitas, enquanto sua vida é posta à prova várias vezes por causa de uns diamantes e de um fato aparentemente esquecido, que sem saber, Anne persegue.

Dos personagens, quase todos são adoráveis. E Sir Eustace é muito engraçado. Quando ele conta em seu diário que a única fantasia que lhe serviu para a festa foi a de ursinho, logo imaginei esta cor-de-rosa, rs, mesmo que o provável é que não fosse. A Suzanne também me fez rir em alguns momentos, assim como a própria Anne. O livro é bom, mas está longe dos melhores da autora e eu só recomendo a quem gosta de ler romance misturado com mistério e/ou é fã da autora, porque afinal os fãs vão acabar lendo de qualquer jeito. Para quem quer começar a ler Agatha Christie, é recomendável que comece por outro.






(20/02/2011)


Nanda 22/03/2020

Frustrada, mas sigo como fã
Essa obra não me prendeu, não curti, li por ser fã da escritora!


Luiza Machado 18/12/2009

Perfeito, com destaque para as viagens feitas e a parte romântica que eu não cansava de reler. Recomendadíssimo, fascinante!


Marquesa 25/04/2010

O livro é uma mistura de romance policial com aventura e ainda possui um toque bastante cômico em certos personagens.
Agatha Christie nos envolve, mais uma vez, com personagens extremamente cativantes, do vilão a jovem aventureira, todos eles nos cativam e nos deixam com saudades depois do término do livro. O fato dos leitores se encantarem pelo vilão se deve ao carisma do personagem, além de ser uma tarefa díficil para uma escritora construir um vilão tão genial que nos faz até gostarmos dele.
A história é contada em primeira pessoa por dois personagens; Sir Eustace Pedler, em formato de diário e Anne Beddingfeld. A narração é dividida pela visão de cada personagem sobre a história.
A escritora não deixa de nos surpreender em nenhuma de suas histórias, O Homem do terno marrom é cheio de reviravoltas e nos surpreende do início ao fim.
comentários(0)comente



Dri F. @viajecomlivros 05/02/2020

Anne é uma jovem que vive com o pai, no interior da Inglaterra. A mãe faleceu quando ela era pequena, e o pai dedicou sua vida a estudar antiguidades e a evolução do ser humano desde eras passadas. Obcecado com esse assunto, ele escreveu vários livros que embora bem conceituados no meio acadêmico, nunca renderam dinheiro suficiente para que eles vivessem com tranquilidade.
Na volta de uma viagem de trabalho, o pai de Anne acaba falecendo, deixando a jovem órfã e com bem poucos recursos. Ela recebe um convite de um amigo do pai para morar com ele em Londres até encontrar um trabalho, e rapidamente decide aceitar.
Anne se considera uma aventureira como as mocinhas dos filmes que ela assiste, e enquanto está em uma estação de metrô, um homem cai na linha e morre. Ela é a única testemunha desse acidente, mas logo percebe que há algo errado, quando um suposto médico que examina o homem tem um comportamento estranho, e um assassinato de uma mulher parece estar ligado a esse acidente.
Querendo muito viver uma aventura, ela embarca em uma jornada para tentar descobrir o que está por trás de todos esses fatos.


Eu gosto muito da narrativa e da escrita da autora. Já disse isso em outras resenhas e reafirmo que, para mim, Ágatha Christie continua sendo uma das melhores autoras que existe. A maneira como ela encaixa as informações na história, dando muitas pistas mas ao mesmo tempo não entregando o jogo, é incrível. Em todos os livros da autora que eu li, gosto de fazer um joguinho de dedução para ver se acerto quem é o criminoso no final, e posso dizer que errei novamente nessa história hehehe.
Essa foi a primeira história da autora que eu li que não é com algum dos seus protagonistas ?fixos? por assim dizer, já que os mais conhecidos são Poirot ou Miss Marple. Gostei de ver uma protagonista mulher na história, uma jovem destemida e que não ligava para as regras que limitavam as mulheres na época. Acho que esse foi o ponto que eu mais gostei.
A única coisa que não fez a história ser perfeita é que a narrativa se arrastou um pouco em alguns capítulos, mas nada que tirasse o interesse da história.
Super recomendo para quem gosta de romances policiais conhecer algo da autora. Dificilmente você não vai gostar!

Conheça meu Instagram literário @viajecomlivros
comentários(0)comente



Carol 18/02/2020

Agatha Christie sempre consegue criar um ótimo clima pras suas histórias. Como uma leitora assídua dos seus livros, recomendaria O Homem do Terno Marrom, mas não é o meu favorito.
comentários(0)comente



Lord_Vaynard 08/08/2010

Eu considero o melhor livro da autora!

Cheio de ação, aventura e romance, com uma personagem central excepcional, foi o primeiro livro que li da Agatha, e o que mais me fascinou e me fez adorar o estilo e a própria autora.

Recomendadíssimo!


Carol Nery 20/02/2020

Espírito Aventureiro
Nossa protagonista é adorável e fácil de se criar empatia...
Adorei as reviravoltas e todas as tramóias afim de chegar ao verdadeiro culpado.
Amei esse finalzinho tão peculiar e igualmente adorável.
comentários(0)comente



Aline 04/03/2020

Mais uma aventura num navio...
A história é bem interessante, logo na introdução é deixado subliminarmente o que vai acontecer e não é difícil descobrir a identidade do "coronel", se prestar atenção você percebe a trama toda....
Um bom livro pra se divertir
comentários(0)comente



Aline Teodosio @leituras.da.aline 14/08/2019

Difícil avaliar mal um romance de uma autora que tanto admiro. Mas de todos os livros da Agatha que já li, esse foi o que menos me cativou.

Anne Beddingfield, após a morte de seu pai, um famoso antropólogo, resolve aventurar-se em Londres, logo envolvendo-se em uma trama de assassinato e mistério. A fim de resolver esta causa ela ruma para a África e já no caminho se relaciona com um grupo de pessoas que a acompanharão e a ajudarão a desvendar mais um caso da rainha do crime.

Embora a história traga alguns pontos machistas no que concerne o papel do homem e da mulher, muito bem definidos e totalmente coerentes com a época em que o livro foi escrito (anos 20), Agatha nos apresenta uma personagem bem a frente do seu tempo. Gostei da atitude da Anne e do seu ar altivo.

Entretanto, a trama em si não conseguiu me envolver. Muitos personagens, que por vezes deixaram a narrativa arrastada e cansativa. Diferente de outros romances dela, nesse o desenrolar se dá entre uma aventura tropical e um romance jovial. Podia ter sido bom, mas pra mim não funcionou.
comentários(0)comente



Tata Araujo 16/02/2013

Acabei de ler o Homem do terno marrom...que livro genial,estou encantada,só demorei para ler porque estava com preguiça,mas ele é divino,não sei se vou ler outros livros da Agatha Christie ,romance policial parece não ser muito a minha praia,mas estou apaixonada por esse,só não farei resenha porque como já disse...A preguiçosa que eu sou.


Brino 17/01/2015

Quarto livro publicado da autora, e por coincidência, o quarto livro dela que eu li, "O Homem do Terno Marrom" é centrado na história de Anne Beddingfeld, uma jovem sonhadora e aventureira que acaba de ficar órfã.
Em busca de aventuras, ela acaba se envolvendo demais em uma situação misteriosa presenciada por ela, por puro acaso, numa estação de trem, e parte numa jornada para juntar as peças deste quebra-cabeça, que envolve um misterioso homem de terno marrom.

Não lembro de grandes detalhes do livro, mas foi uma leitura prazerosa apesar de um pouco cansativa lá pelo meio. Apesar disso, nada que comprometa, o livro ainda é muito bom, a personagem principal é bem interessante e há bastante ação no decorrer da história.

Acho importante ressaltar que este livro é um bem diferente da grande maioria dos livros da Agatha, pois apesar de haver um caso policial a ser resolvido, o foco maior é nas aventuras da protagonista e não no suspense e mistério propriamente ditos. Além de haver uma dose significativa de romance. Não recomendo para quem não leu outros livros da Agatha ainda, porque não representa muito bem a obra dela, é um livro atípico, diferente da maioria, mas que ainda assim é muito bom e vale a pena ler.

De 1 a 10, minha nota é 8,5.

PS: Desvendei o mistério lá pela metade do livro. Foi a primeira vez em que isso aconteceu. :)
comentários(0)comente



57 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4