Os Crimes ABC

Os Crimes ABC Agatha Christie
Agatha Christie
Agatha Christie




Resenhas - Os Crimes ABC


131 encontrados | exibindo 91 a 106
1 | 2 | 3 | 4 | 7 | 8 | 9


Carol 17/11/2017

Boa história, sem muitas reviravoltas e que prende o leitor até o final mas, para mim, não é uma das melhores histórias do Poirot.
comentários(0)comente



Cintia.Dias 03/04/2017

Final surpreendente
Confesso que achei alguns trechos um pouco chatos de ler, porque de certa forma o final parecia ser óbvio. Mas claro que se tratando de Agatha Christie nada é óbvio. E no fim acabei me surpreendendo mais uma vez com a autora e com a inteligência de Hercule Poirot.
comentários(0)comente



Silvana - Blog Prefácio 27/12/2015

O Capitão Hastings acaba de retornar a Inglaterra para uma estadia de seis meses e logo que chega, ele procura seu velho amigo Hercule Poirot. Este por sinal, fica muito animado com a visita e diz que a presença de Hastings com certeza vai trazer novas aventuras. Poirot está aposentado, mas sempre que aparece algum caso que ele ache interessante, ele aceita, dizendo ser este o último. Ele mostra a Hastings uma carta que ele recebeu, de alguém que assina como ABC e que diz a Poirot que já que ele é o Sagaz Poirot, que fique de olho em Andover no dia 21 desse mês, para provar o quanto ele é inteligente. Hastings acha que é algum tipo de brincadeira, assim como o Inspetor-chefe Japp, da Scotland Yard, mas Poirot fica intrigado.

E mesmo achando que é uma brincadeira, a policia fica de olho na cidade e para surpresa deles acontece um assassinato, a Sra. Alice Arscher é encontrada morta dentro de sua loja. Poderia ser apenas mais um crime se perto do corpo não tivesse sido encontrado um guia ferroviário, um ABC, aberto na página de trens para Andover. Eles tem um suspeito, o ex-marido, mas não conseguem provar nada contra ele. E depois da investigação, eles decidem que o crime foi cometido por alguém desconhecido. Só que Poirot tem certeza de que foi o autor da carta o responsável pelo crime e Hastings acha que ele está meio depressivo por ter sido desafiado e não ter a mínima idéia de quem seja o assassino. Até que um mês depois, Poirot recebe outra carta. Na carta ABC diz que está um para ele e zero para Poirot, e diz a Poirot que observe Bexhill-on-Sea, no dia 25 daquele mês.

Com a chegada da segunda carta a policia fica em estado de alerta, mas prever quem será assassinado em uma cidade cheia de gente é quase impossível, mesmo com o palpite de Poirot de que o sobrenome da pessoa deva começar com a letra B. E o crime acontece. Betty Barnard é encontrada morta na praia e embaixo de seu corpo, um guia ABC aberto na página dos trens para Bexhill. E novamente a polícia tem um suspeito, mas as investigações não dão em nada. Fica decidido então que assim que chegar a próxima carta anunciando a cidade onde ocorrerá o próximo crime, eles irão a público alertar as possíveis vítimas. Mas por um golpe do acaso, a carta chega até Poirot no mesmo dia em que o crime será cometido. A cidade escolhida é Churston e novamente ABC zomba de Poirot por ele ainda estar completamente no escuro. Até onde irá esse jogo, até a letra Z do abecedário? Ou Poirot vai conseguir encontrar ABC antes disso?

Eu já li esse livro umas cinco vezes e ainda assim a rainha do crime consegue me surpreender e me satisfazer com a leitura. Mesmo já sabendo o desfecho, é um prazer acompanhar a investigação e ver mais uma vez meu detetive favorito de todos os tempos, brilhar na elucidação do caso. A história é narrada em sua maioria por Hastings, e alguns capítulos pelo suposto assassino, o ABC. É interessante acompanhar essa dupla de amigos juntos. Enquanto Poirot é metódico e pensa mais do que age, Hastings é o oposto, ele gosta da ação e da aventura da caçada. Sem falar que tem um fraco por mulheres bonitas. Mas inevitavelmente é dele que vem as palavras que ajudam Poirot a elucidar os crimes. Por sempre ser prático e só enxergar o óbvio, ele sempre ajuda Poirot a clarear sua mente tão complexa.

Esse livro é um pouco diferente dos outros livros da autora. Sempre temos um crime e se porventura temos outras mortes, elas geralmente são para encobrir o rastro do assassino. Mas aqui nós temos um Serial Killer. Alguém aparentemente louco que mata pelo prazer de matar seguindo uma cartilha, no caso o alfabeto. Além disso um criminoso que deseja a atenção, pois anuncia seus crimes de antemão. Além de desafiar a inteligência e a fama de Poirot. E mais uma vez a autora consegue surpreender. Na primeira vez que li não tinha nem ideia de quem era o assassino. E depois que Poirot explica tudo, fica tão fácil que a gente fica pensando "como é que eu não vi isso antes". Se você não leu nenhum livro da autora ainda, comece por esse. Se você já leu algum livro dela e não leu esse ainda, não perca mais tempo e leia mais esse livro perfeito da Rainha do Crime.

site: http://blogprefacio.blogspot.com.br/2015/12/resenha-os-crimes-abc-agatha-christie.html
comentários(0)comente



Elissandro 29/09/2010

Hercule Poirot recebe cartas anônimas.
Na primeira pede pra ele ficar atento em Andover.
No dia determinado, uma pessoa morre.
A cada carta que Poirot recebe, morre uma pessoa no local determinado, no dia determinado e com o nome que começa com a letra do local (em ordem alfabética).
Quem tem uma mente tão perversa capaz de usar pessoas em um jogo macabro?
Será um inimigo de Poirot?
comentários(0)comente



Letícia 27/01/2019

Que final!
Mais uma vez, A. Christie surpreende. Que plot twist, que final! Recomendo!
comentários(0)comente



Lais Machado 26/03/2010

Adoro livro de serial killer! Essa é mais uma obra-prima de AC. Cheio de mistério que envolve o leitor do começo ao fim.. eu torci pra que achassem logo o cara pra ele não matar mais gente, até parecia que era de verdade e não um livro!
comentários(0)comente



Paula 25/12/2018

Surpreendente
Neste livro, Hercule Poirot é desafiado a desvendar uma série de assassinatos que ocorrem meticulosamente em ordem alfabética. A vítima de nome A é morta na cidade de nome A, a vítima de nome B é morta na cidade de nome B e assim por diante. Para piorar, o assassino ainda manda cartas para Poirot, dizendo exatamente em que cidade acontecerá o próximo homicídio. Será que Poirot conseguirá pegar o assassino antes de chegar na letra Z?

Mais uma vez, Agatha Christie surpreende com a trama deste livro. O mistério parece se resolver por si só, mas ainda algo incomoda Poirot, algo não encaixa nos fatos. Poirot, então, investiga o caso mais a fundo, descobrindo novas evidências e um novo suspeito. Super recomendo!
comentários(0)comente



Emilia Yumi 21/07/2019

Um serial killer??
Hercule Poirot recebe uma carta desafiando-o a solucionar um crime iminente. No início ele acredita ser uma brincadeira de mau gosto até que o crime acontece na data e local anunciado. Além das cartas estarem assinados com ABC, os homicídios acontecem na ordem alfabética: Alice Ascher em Andover; Betty Barnard em Buxhill; Sir Carmichael Clarke em Churston; e em cada local de crime é encontrado um guia de trem ABC... Todos acreditam ser obra de algum louco, um serial killer, mas Hercule Poirot soluciona o caso encontrando um criminoso são, calculista, frio, capaz de matar somente pelo dinheiro....
AC criou uma história engenhosa e bem arquitetada. Eu adorei e recomendo muito...
comentários(0)comente



Arianne 24/06/2019

Esperava mais.
Sou fã há pouco tempo de Agatha Christie, mas já devorei alguns muitos livros da autora.

Estava ansiosa pra ler Os Crimes ABC por conta da adaptação em série que foi produzida. Infelizmente não foi tudo o que eu esperava. Demorei bastante pra terminar por não conseguir empolgação com a leitura, como acontecia nos outros livros. Desenvolvimento bem arrastado e falta de mais ação.

Mas como toda leitura relacionada a Agatha é valida, 3 estrelas pelo final que valeu a pena.

comentários(0)comente



Juninho 02/09/2017

Emocão a 1000
legal saber a história do assassino que mata conforme as letras do alfabeto
comentários(0)comente



Bea 29/01/2019

Nota: ⭐️⭐️⭐️✨🔸 (3,5/5)
Paginas: 258

📖 Aqui temos uma história sobre um assassino que mata suas vítimas de acordo com a letra de seus nomes. Além disso ele gosta de por em seus crimes como se fosse um guia ferroviário. Ah, e claro, ele manda cartas para o Poirot lhe avisando quando vai cometer o crime e aonde.

💭 “Os crimes ABC” tem um final inesperado como todos os livros da nossa Agatha, entretanto este é narrado pelo capitão Hastings e não pelo nosso querido Poirot, o que de fato me incomodou. Não saber o que o Poirot estava fazendo ou pensando não me fez entrar muito não história, apesar do final surpreendente eu não fiquei com a história na cabeça como ocorre com os outros livros da autora.

Um outro porém na narrativa é que são memórias do capitão, tudo já aconteceu, ele só está nos contando, o que também não é algo que me agradou.

♥️ Então apesar de eu gostar da história os diversos problemas da narrativa não me fizeram aproveitar como eu deveria. Infelizmente este está entre os piores livros da Agatha pra mim. Apesar de eu ainda recomenda-lo a quem gosta da autora, sugiro que quem quer começar a ler Agatha, não comece por esse.

Para conferir mais resenhas minha acesse o ig @atoasttothestars
comentários(0)comente



gabriel 14/10/2014

" A sanidade de uma cidade cheia homens contra a insanidade de um determinado homem? Não... A loucura, Hastings, é uma coisa temível... estou receoso... muito receoso realmente..."


Mais um caso no qual o detetive Hercule Poirot, de estatura baixa, cabeça oval e um bigode impecável, seu personagem mais conhecido entra em ação.

Cartas anônimos são endereçadas a Poirot com um grande nível de desprezo, onde um maníaco apesar de provocar o detetive, apresenta um certo local onde exercerá com requinte e sangre fio, que só um louco poderia realizar, um assassinato. Dessa forma o assino põe em prática seus métodos e ataca deliberadamente suas vitimas em ordem alfabética de acordo com a cidade a qual a vitima reside , porém antes de cada ataque esse adversário de poirot o fornece o local e o dia que cometerá o crime .

Apesar disso Poirot não consegue impedir que o homicídio ocorra e as únicas pistas que possui é que após todos os assassinatos é encontrado um guia de trens ABC e nas cartas designadas a ele o pseudônimo utilizado são as mesmas iniciais , ABC.

O detetive fica intensa e continuamente frustrado , pois esse louco não cessa em seus crimes e para isso o detetive deve usar suas células cinzentas de maneira rápida e precisa .

"Genial , novamente Agatha christie me surpreendeu com um de seus livros e a cada página me lembro de não acreditar em nenhum de seus personagens ."


site: http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Michele 23/09/2018

Esperava mais
Sempre ouvi falar bem desta autora, estava com receio de comprar um livro dela e não ser bom. Acredito que eu esperava mais. O LIVRO é cheio de detalhes sem importância e parado, muito parado. Acho que escolhi o errado dela pois não me cativou, além de ter sido um livro arrastado
Felipe 10/12/2018minha estante
Oi, Michele! Tudo bem?
Eu, amante dos livros da Agatha Christie, não considero esse um dos melhores dela. Caso você queira dar uma nova chance à autora, sugiro que você leia "E não sobrou nenhum" (embora o começo seja um pouco arrastado, depois fica MUITO BOM - o melhor dela, na minha opinião), "Assassinato no Expresso do Oriente" ou "O assassinato de Roger Ackroyd". "Morte no Nilo", "Um brinde de cianureto", "Convite para um homicídio", "A casa do penhasco", "O natal de Poirot", "Treze à mesa", "Morte na Mesopotâmia" e "O misterioso caso de Styles" também são muito bons, mas os três que mais gosto são aqueles.
Bom, se você ler algum desses e não gostar também, talvez o estilo da rainha do crime não seja adequado ao seu gosto.


Paula 25/12/2018minha estante
Tente ler "e não sobrou nenhum" da mesma autora. Quem sabe ela te cativa?




Marília 12/12/2018

Perspicácia
Mais uma vez, Hercule Poirot nos surpreende na investigação de uma série de crimes que acontecem seguindo a ordem alfabética quanto a locais e vítimas.
Nem tudo é como se vê! Mas Poirot sempre vê além. Vê o que os olhos não veem e as evidências não mostram. Até que ponto a criatividade e a ganância humanas podem chegar?

Gostei da obra no contexto geral, sobretudo, apreciei muito a capacidade de criar este criminoso por Ágatha Christie, neste é ainda mais fantástica, como também é seu dom para a
análise da psique humana.
comentários(0)comente



Ruth Aparecida 28/09/2014

OS CRIMES ABC // Agatha Christie
O lendário Hercule Poirot e seu grande amigo Capitão Hastings enfrentam um novo desafio. Dessa vez, eles vão investigar um assassino que está aterrorizando Londres. Se trata de um assassino sem escrúpulos em que ele escolhe suas vítimas pela ordem alfabética e no local onde as pessoas foram mortas, são encontras um guia ferroviário chamado ABC virado para baixo justamente na página da cidade em que a pessoa foi morta. Cartas são endereçadas a Poirot com hora, data e local onde os crimes vão acontecer. Agora é hora de utilizar suas "massas cinzentas" e descobrir quem é esse assassino frio e calculista.

********

Quote: "(...) O ABC o desafiava...e vencera. Meu amigo, acostumado a obter sucessivos êxitos em sua carreira, mostrava-se sensível ao seu fracasso e agora, tanto assim que não podia nem mesmo tolerar que se discutisse o assunto. Era, talvez, um sinal de fraqueza em tão grande homem, mas mesmo o mais equilibrado dos mortais é passível de se deixar arrebatar pelo sucesso." (Capitão Hastings)

"Os Crimes ABC" merece 3 estrelas. Até a próxima resenha (:
comentários(0)comente



131 encontrados | exibindo 91 a 106
1 | 2 | 3 | 4 | 7 | 8 | 9