Hades Volume I

Hades Volume I J. R. Moona




Resenhas - Hades Terra-Inversa


9 encontrados | exibindo 1 a 9


Telo 17/06/2012

Abandonei por conter muitos erros na escrita, logo no inicio existe um erro de critico, ela escreve que está liberando a sua "hitoria" não seria história?

Esses erros matam o leitor, não seria melhor investir na obra e publicar com uma editora mais humilde? Se não sabe; existem editoras muito boas que cobram em media 1,500 reais para editar, comercializar, e apoia um autor nacional.

O inicio do livro é muito cansativo também...
Telo 21/06/2012minha estante
Sra, Moona. Acho viável que invista em sua obra, pois ela só poderá merecer o nome "Obra" quando tiver tais características.

Se você que é a autora, não acredita no seu trabalho, quem pode acreditar? Editoras pequenas servem para alavancar o status do seu trabalho, sendo um espelho para que as maiores o vejam - em destaque.

O seu trabalho é legal, mas pode ser ótimo! Invista em qualidade, pois evita que leitores critiquem a história, não a qualidade literária contida nos seus textos.

Obs: Não sou editor, sou apenas leitor, mas gosto de qualidade. (Posso retirar a minha avaliação, para agrada-la, mas pense no que eu disse).


J. R. Moona 10/09/2012minha estante
Só entrei aqui para dizer como você foi maldoso quando veio colar esse comentário da nossa conversa aqui. Foi baixo e sem escrúpulos, porque em nenhum momento pedi para retirar a crítica, e sim em reavaliar o seu ponto de vista, que está sendo sem nenhum embasamento na realidade e sim numa forma de vontade. O que, sinceramente, e, infelizmente, não é de nenhuma forma aplicável. E sim, ela é uma obra, e sim, eu considero ela mais do que só um livro publicado. EU vim até aqui, eu publiquei. Enquanto muita gente abaixa a cabeça e desiste, eu fui até o fim. Você de nenhuma forma ajudou, pois em nenhum momento levou em conta os aspectos positivos, só os negativos. De qualquer forma, obrigada pela sua "critica".


Telo 23/09/2012minha estante
Não sou maldoso, não critiquei a sua história, isso porque não li, apenas disse para que você invista na obra, porque ta com má qualidade.

Eu disse que o começo é cansativo, mas não quer dizer que a obra em um todo seja ruim, ainda pretendo ler e depois poderei afirmar se é ruin ou não, mas continuo com a mesma opinião, invista na sua obra. 5,000 mil reais é pouco comparado ao retorno que você poderá conseguir, a editora novo século tem o selo novos talentos, compensa publicar com eles, o preço gira em torno disso. Abçs


Manuel 08/10/2012minha estante
O livro precisa de trabalhos editoriais, realmente, mas estou gostando dele!


Rodrigo 10/11/2013minha estante
Eu gostei muito do livro, e mesmo com os tais erros editoriais e de revisão não afetaram a minha opinião em relação ao livro. Gostei bastante, a história é fantástica. Acredito que, quem acredita nos sonhos, principalmente quando é difícil e ainda sim vai até o fim, merece respeito. Publicar livro no Brasil é uma desafio que beira o impossível. Por "N" fatores, que só quem é escritor sabe. Não sou escritor, mas sei das dificuldades. Parabéns pela obra e principalmente pela determinação e que os tais erros sirvam de aprendizados para os próximo.




bgkran 08/05/2012

Hades está chegando...
Apontar um defeito logo de cara em um livro não é normal, mas faço isso com tranquilamente com o Volume I de Hades: "Ele é muito curto". 414 páginas não são o suficiente para uma história tão fantástica, mesmo sabendo que a saga é uma tetralogia. A vontade, quando se chega ao fim do livro, é cravar a espada no chão, abrir um portal e buscar em um futuro próximo o restante dos livros.

A história não tem lacunas, não se perde, e em nenhum momento fica brincando com o leitor de ocultar explicações, deixando-as para o último livro. As explicaçãoes são dadas à medida que a necessidade dos protagonistas exige.

O Fim do Mundo pode ser um tema recorrente na literatura atual, mas a maneira como ele é tratado em Hades é único.

Você se envolve com a força dos Guias, com a loucura do Coveiro e os mistérios de Kale.

Leitura obrigatória para amantes da Fantasia que se emocionaram com sagas como O Senhor dos Anéis e a trilogia Fronteiras do Universo.
comentários(0)comente



alysson metalbr 20/09/2011

o livro interesante , mais muito louco, com coisas modernas e seres estranhos como o leprechaun bem legal quero ver o final no que vai ficar.....
comentários(0)comente



Edu4rd0 09/09/2011

Hades - Terra-Inversa - Volume I - J.R.Moona
Resenha originalmente publicada em catalisecritica.wordpress.com

“Oliver Drummond, apenas mais um rosto na multidão, vive uma vida a qual nunca quis. Com seus vinte anos de idade, já aceitou que seu destino é o fracasso. Seu passado, embora deixado para trás, costuma persegui-lo pela morte de seu pai. Um pesadelo constante, que o atormenta desde seus quinze anos, torna-se freqüente e tenta passar-lhe uma mensagem: Hades está vindo. Sem sequer imaginar o que o aguarda, Oliver, a pedido de seu chefe, sai para entregar um documento para um cliente de seu patrão assinar. O que acontece, no entanto, muda radicalmente sua rotina e Oliver precisa manter sua sanidade quando descobre que o mundo esconde mais verdades do que aparenta. Obtendo a ajuda de um cavaleiro estranho e, futuramente, um companheiro, que passa longe de ser humano, ele viverá na pele a chegada lenta e devastadora do apocalipse. Dois mundos, sete raças, sete desertores e um ultimato para o mundo. Entre a vida e a morte haverá mais do que um julgamento final.“

Comprei esse livro a uma autora independente que conheci no skoob. Meu gosto por livros fantásticos já é conhecido aqui no blog, e quando me foi oferecida a oportunidade de conhecer um livro novo, e ainda ajudar alguém que conseguiu lançar um livro impresso sozinha, não pensei duas vezes: comprei. Resultado: li e gostei bastante.

1 - Capa

A capa do livro é bonita e foi desenhada pela própria autora. A ilustração mostra um dragão de cobre adulto (segundo os critérios de D&D), e apesar do dragão estar um pouco desengonçado, as cores do corpo, somado aos detalhes das asas e do fundo, dão uma expressão imponente e perigosa ao monstro, o que resulta numa capa realmente bonita.

Porém, faltou explicar melhor por que a capa do livro é um dragão. Imaginamos que ele seja o próprio Hades, mas este não aparece muito no livro, de forma que essa suspeita gera várias dúvidas, e gosto de pensar que minha dúvida esteja correta, e este não seja Hades. Como o próprio nome diz, ilustração serve para ilustrar uma idéia, complementar as informações, e a informação da capa não é utilizada no volume I. Mesmo gostando da ilustração da capa, não acho que ela seja a mais adequada para esse livro. Acho que ficaria melhor para o volume II ou III, quando os personagens já conhecerão melhor o inimigo e a história estará mais bem ambientada.

2 - O livro físico

O livro tem orelhas, o que é muito bom. Odeio livros sem orelhas, por que elas ajudam no manuseio do livro, e evita que as páginas se dobrem, tornando-o uma peça mais robusta. As páginas ficaram um pouco espremidas, com margens bem pequenas, mas isso não é um problema muito grande, já que a fonte do livro é agradável de ler. Levando em conta que tudo foi feito pela própria autora, sem a ajuda de uma editora especializada, a diagramação do livro, e sua bela capa, estão nota 10.

3 - Revisão

A própria Moona esclarece que ela mesma fez a revisão do livro, e pede desculpas pelos deslizes que com certeza passaram. Então peguei o livro já sabendo que encontraria erros gramaticais. Não há muitos erros de escrita de palavras, são mais comuns os erros de digitação, mas há alguns erros na construção das frases, palavras mal utilizadas, descrições sem sentido. Não digo que encontraremos esse tipo de coisa em todas as páginas, mas eles existem, e algumas vezes atrapalham a leitura.

4 - Enredo

O plot do livro não é muito original. Como consta na sinopse acima, Oliver recebe a missão de evitar o fim do mundo, tornando-se um Cavaleiro da Terra-Inversa, uma espécie de plano paralelo à terra, em que as almas dos mortos ficam para serem encaminhadas para o juízo final: céu ou inferno (basicamente). Sua primeira missão é encontrar os outros seis cavaleiros, e depois disso evitar que a raça humana seja extinta.

Por essa perspectiva, o livro seria apenas mais um entre tantos, mas é aí que entra a forma de contar.

5 - Desenvolvimento

J.R. Moona (não, ela não tem outro R…) é uma escritora de talento. Ela descreve muito bem, apesar de não haver nenhum tipo de “estilo” em sua forma de escrever. Explicando: ela escreve buscando ser sucinta, não cometer erros, o que para uma pessoa que está começando é o melhor caminho. Mas, voltando à história, o enredo que resumi acima não é original, mas as idéias que ela usa para incluir os muitos elementos lapidam-no. Não vou relacioná-las aqui porque não gosto de spoilers, mas eu realmente gostei do que li. O mundo, a terra-inversa, os monstros, a polícia, os demônios… tudo tem uma função, bem descrita e colocada no livro.

Mas como nem tudo são flores, algumas vezes a descrição das ações dos personagens, somado as opções que se mostram à sua frente, nos dá uma idéia de “infantilidade”, inocência no personagem principal, principalmente no começo do livro. Não parece uma pessoa que errou, se drogou, cometeu pecados graves no passado. Parece um adolescente ingênuo, que não conhece o mundo. Felizmente, a partir do meio do livro, a forma de escrever se desenvolve, fica mais encorpada, dando um clima mais interessante para o livro.

6 - Referências

Quando terminei de ler o livro várias coisas que já tinha visto e lido me passaram pela cabeça. No começo (primeiras trinta páginas) como falei acima, o livro não me pareceu muito interessante. Mas quando a primeira criatura apareceu a ação começou a fluir. Penso no livro como uma história que se tornaria um bom Anime.

A ação frenética, o bandido tolo que aparece no primeiro episódio, o protagonista indesejável que se torna um ídolo, a missão de salvar o mundo. Muitos elementos me lembraram o bom e velho Yuyu-hakushô (sem a parte da comédia, e sendo um pouco mais pesado nos temas – mas não tanto quanto em Gantz…).

7 - Conclusão

O livro faz parte de uma quadrilogia, prometida pela autora para o futuro. Espera-se muita ação, em um ambiente cada vez mais decadente e desesperado, já que o fim do mundo se aproxima. Profecias cada vez mais desesperadas, traições e personagens interessantes.

O livro é bom e foi escrito por alguém de talento. Mas fica evidente que a falta de revisão foi crucial para dar uma melhor qualidade no texto. A autora tem boas ideias, e desejo que ela continue escrevendo. Estou ansioso para ler o livro dois (espero que ele não demore muito…).

****************

Capa: 3/5

Diagramação: 4/5

Revisão: 2/5

Originalidade: 3/5

Desenvolvimento: 4/5

Conclusão: 3/5

Nota Final: 3,2/5
Edu4rd0 04/01/2012minha estante
Deem uma passada lá no meu blog:

http://catalisecritica.wordpress.com/2011/09/09/hades-terra-inversa-volume-i-j-r-moona/

A altora, J.R. MOONA fez um comentário na minha resenha, dando algumas pistas sobre o futuro da série! :D




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Xlr 21/08/2011

Hades - Vol. I
Em primeiro lugar, o livro é muito bem feito, a ilustração da capa é um belo trabalho da autora, assim como o acabamento do livro, de qualidade de profissional. Para muitos os únicos livros que prestam são os internacionais, esse trabalho brasileiro tem qualidade até superior a muitos livros internacionais.

A história começando contando um pouco sobre a vida de Oliver e como era a sua vida e como muda radicalmente (não vou falar da história em si para não estragar a leitura de outras pessoas, só das características do livro). Ação e o desenvolvimento do livro fluem de forma eficiente, onde prender o leitor. Os textos não contêm enrolação, como descrições prolongadas, ajudando na fluência do livro, além disso, ela sabe trabalhar (escrever) sabiamente mantendo o misterioso, a ação e o clima da história.

As tramas de envolventes não é o único atrativo do livro, o mundo que a autora criou é surpreendente, mostrando que existem muito mais coisas que ainda não sabemos, criando um suspense, e várias informações são reveladas gradativamente, da mesma forma que Oliver e outros vão descobrindo também.

Os personagens apresentam um passado bastante trágico, apesar disso, o passado também se tornar um combustível para que eles sempre evoluam e sejam mais fortes emocionalmente para o que está por vir. E nos sensibilizamos com sua história, e torcemos para eles terem sucesso.

Para pessoas que gostam de magia, monstros, ação e de um clima sombrio, o livro é um prato cheio. Tomara que a série continue e vire um sucesso.

OBS: essa é minha primeira resenha, talvez não fique tão boa.
comentários(0)comente



Andry 13/08/2011

Princípio

Hades me chamou atenção logo de cara, pela capa (que a própria autora quem fez, muito perfeito o desenho) e por se tratar de uma outra versão do Apocalípse.

Baixei o trecho disponivel na internet e li. A história me parece fantástica.. a escrita é muito boa.
Como muitos livros, ela começa fazendo a apresentação dos personagens, do contexto, etc.. e aos poucos vai dando mais ação e emoção à história. É impossivel não gostar do Oliver, e, principalmente, do Pierre. A história mistura o "tempo atual" e um outro mundo chamado "terra inversa". Dando um "charme" muito legal ao livro... ainda não vi algo parecido.

Comprei o livro e estou lendo o restante, muito curiosa pelo desenrolar da história. Espero que o desfecho seja tão bom quanto está sendo o começo da leitura.

Outra coisa importante é que se trata de uma autora brasileira. Depois do André Vianco, não tive nenhum contato de autores brasileiros de literatura fantástica.
Estou adorando o livro.. e espero que isso incentive mais pessoas à investir na literatura brasileira.
Nedina 25/09/2011minha estante
Sobre literatura fantastica brasileira tenta Nelson Magrini e os 'meninos' do Senhores de Castelo (G. Brasman e G. Norris) :D


Andry 26/12/2011minha estante
Vou dar uma olhada nesses autores, Nedina. Obrigada!! :)


Bruno 27/07/2012minha estante
Tenho muitos livros que comprei e ainda não li, mas com certeza esse vai entrar para fila.
Adoro literatura fantástica, a série Dragões de Éter do autor brasileiro Raphael Draccon é muito boa, recomendo. Abraço.




italiana 24/05/2011

Baixei o trecho deste livro , achei fantastico o que li estou aguardando anciosa para poder ler o resto
comentários(0)comente



Maribel 17/03/2011

Comentário
comecei a ler e estou gostando bastante.. o livro possui um tom ótimo de ficção e fantasia. indico!
comentários(0)comente



9 encontrados | exibindo 1 a 9