Sobre como lidar consigo mesmo

Sobre como lidar consigo mesmo Arthur Schopenhauer




Resenhas - Sobre como lidar consigo mesmo


27 encontrados | exibindo 16 a 27
1 | 2


Pedro.Treaquin 15/11/2023

Sobre como lidar consigo mesmo!
O livro "Sobre como lidar consigo mesmo" oferece uma jornada filosófica intensa através de temas numerados, proporcionando uma reflexão profunda sobre a natureza humana e a busca pela felicidade. Com cerca de 50 páginas, o autor, Arthur Schopenhauer, apresenta uma abordagem direta e concisa sobre questões fundamentais da existência. Elenquei o livro em seis temas que na minha opinião, acompanham o livro.

No primeiro tema, Schopenhauer destaca a limitação inerente à nossa perspectiva ao longo da vida, comparando a compreensão retrospectiva de nossas ações a um andarilho que só percebe a complexidade do caminho percorrido quando atinge um ponto mais elevado. O autor enfatiza a falta de consciência imediata sobre os feitos mais significativos, sugerindo que muitas vezes só compreendemos seu valor ao final de uma fase ou da própria vida.

No segundo tema, o autor aborda a importância da proporção adequada entre a atenção dada ao presente e ao futuro. Ele adverte contra a obsessão com o passado ou o futuro em detrimento do momento presente, ressaltando a necessidade de equilíbrio para uma vida plena.

O terceiro tema explora a ideia de que a felicidade está relacionada à limitação. Schopenhauer sugere que uma vida com um campo de visão mais estreito pode conduzir a uma felicidade mais duradoura. A restrição, nesse contexto, é vista como um elemento positivo para a existência humana.

O quarto tema destaca a autossuficiência como uma qualidade fundamental para a felicidade. A capacidade de bastar-se a si mesmo é considerada um caminho para a verdadeira realização e satisfação pessoal.

No quinto tema, o autor aborda a inveja como uma característica natural, mas ao mesmo tempo, como um vício prejudicial. Schopenhauer reconhece a presença instintiva da inveja, mas adverte contra seus efeitos negativos.

Finalmente, o sexto tema lida com a aceitação de eventos passados e inalteráveis. O autor aconselha a não permitir pensamentos de arrependimento ou culpa por acontecimentos passados, usando a exemplo de Davi, que, ao enfrentar a morte de seu filho, optou por seguir em frente em vez de lamentar o que não podia mudar.

Em suma, "Sobre como lidar consigo mesmo" é uma obra que oferece insights filosóficos valiosos sobre a vida, destacando a importância da consciência do presente, da autossuficiência e da aceitação das limitações humanas. Schopenhauer conduz o leitor por uma reflexão profunda, proporcionando uma visão única sobre a complexidade da existência.

Recomendo como livro de reflexão, livro provocativo que gera questionamentos, lembrando que durante a leitura é essencial abordar as ideias com um olhar crítico, reconhecendo a tendência do autor ao pessimismo.
comentários(0)comente



Thais 27/10/2023

Ode aos reclusos
Uma leitura tão breve quanto impactante. Para nós, os reclusos, que preferimos um bom livro a qualquer outra coisa - o reforço de tudo aquilo que já intuímos.
comentários(0)comente



João Cristão 24/07/2023

Só 55 paginas? deve ser muito facil lidar consigo mesmo então ??, brincadeiras a parte, MUITO pessimista mas um texto bem leve, só aconselha em como lidar com tédio
comentários(0)comente



ste.cds 20/07/2023

Basicamente: viva sozinho pois só assim você é feliz e livre
Li esse livro pro trabalho final de psicologia, e fiquei completamente em choque com a perspectiva do autor.
eu já tinha escutado sobre a solidão te fazer bem em alguns sentidos, mas a forma como o Schopenhauer traz dizendo que você só é feliz e livre de verdade se estiver sozinho, foi loucura!
não que eu concorde totalmente com isso, mas concordo com o fato de você se bastar para si mesmo, e entender que você não precisa de outra pessoa pra ser completo é essencial.
fora o que ele ressalta sobre a importância de aproveitar o presente, sobre o cuidado mental e do corpo, a importância de não encurtar o dia e como a inveja é inimiga da felicidade.

leitura altamente recomendada!
comentários(0)comente



Beti. 05/07/2023

Um livreto que te faz ter simpatia pelo pessimismo do filósofo.
No começo, as falas de Schopenhauer sobre distanciarmo-nos da sociedade realmente pareciam meio estranhas para mim. Mas aí, como um velho rabugento que vai se abrindo pouco a pouco, do meio para o final você começa a perceber que ele está te dando conselhos até de como evitar a ansiedade sobre a vida. E no final ainda te pede para cuidar com as luzes que podem estragar seus olhos.

É claro, tudo serve a um propósito maior, de enobrecimento da alma. Mas eu sugiro que o aparente pessimismo inicial desse livro não lhe impeça de continuá-lo. É uma leitura gostosa? Obviamente não. Mas é necessária e eu acho que você deveria ler.
comentários(0)comente



Carla.Cerqueira 13/06/2023

Realista
Schopenhauer nos traz verdades... Vejo o pessimismo que o caracteriza como realismo. Achei que o livro ia dar um nó na minha cabeça, mas não... me trouxe dicas de como lidar com problemas que vivo enfrentando.
comentários(0)comente



Michele 09/06/2023

Cada dia é uma vida
?Deixamos passar milhares de horas alegres e agradáveis, sem desfrutá-las e com rosto amuado, para depois, nos tempos sombrios, suspirarmos por elas em vão.?

Um livro curtinho mas que traz reflexões importantes, vale a pena!
comentários(0)comente



btavares 10/05/2023

Inveja
A inveja dos seres humanos indica como se sentem infelizes: Sua insistente atenção ao que os outros fazem ou deixam de fazer mostra o quanto se entediam.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Pablo Pacheco 19/03/2023

Textinho curto e leve do filósofo e escritor Arthur Schopenhauer. Seu pessimismo é muito claro no texto , onde basicamente ele nos aconselha a refrear mais a vontade ?a fim de nos livramos do sofrimento do tédio e da frustração ?
comentários(0)comente



Lucas 05/03/2023

Cada um sente o que é
Amei esse livro, definitivamente um dos meus preferidos atualmente, a forma como é abordado a importância do viver o presente sem se apegar a angústias do passado, e incertezas do futuro é incrível. A forma como trata a solidão me pareceu um pouco exagerada mas compreensível dada a época em que foi escrito, ademais ele trata de alguns aspectos importantes para observação e compreensão da realidade e processos.
comentários(0)comente



Suzana Mendonça 25/08/2022

Como lidar consigo mesmo
?O que tem real valor no mundo não é estimado e o que é estimado não tem nenhum valor.?
Nessa obra, Schopenhauer tece reflexões acerca de temas diversos atinentes ao indivíduo, principalmente sobre a importância de bastar-se em si mesmo e sobre a produtividade inerente à solidão.
Em alguns momentos, o tradicional pessimismo do filósofo pode gerar gargalhadas sinceras
comentários(0)comente



27 encontrados | exibindo 16 a 27
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR