Como se fosse um monstro

Como se fosse um monstro Fabiane Guimarães




Resenhas - Como se fosse um monstro


83 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


imeowfilms 13/01/2024

Infelizmente esse livro não funcionou muito pra mim, e eu queria MUITO amar ele.
Esperei alguns dias pra avaliar ele, porque talvez assim ele crescesse em mim e eu sentisse pelos acontecimentos do livro, e na real, eu acabei me esquecendo de quase tudo. Talvez eu tenha ido com muita expectativa por ter gostado de outro livro da autora e quebrei a cara.
comentários(0)comente



Juliana2496 09/01/2024

Incrível e doloroso
Uma reflexão sobre o papel da mulher aquela que não consegue prover e se vê sem sentido para uma familia tradicional, e a outra que se torna um objeto a ser usada para suprir desejos masculinos de ser pai, que por sua vez não será pai o suficiente. Entao um ciclo dormente sobre ser apenas um algo jogado e usado. "Quem não existe pode morrer?"
comentários(0)comente



Vitória Belicio 09/01/2024

De dar un nó na garganta (+18)
Esse livro acima de tudo fala de maternidade e pobreza, o quanto a pobreza influência nas vidas de meninas que tem tão pouca educação e informações sobre a sua própria vida.
Doloroso, tem gatilhos em vários pontos, mas de um extrema importância e urgência do assunto.
comentários(0)comente



Erica.Barone 09/01/2024

Um livro arrebatador sobre uma prática conhecida, mas pouco debatida ou questionada. Eu fiquei me questionando se deveria reprovar ou não as decisões de Damiana, mas no fundo acho que queria somente acolher. Ela não é um monstro e arcou com as consequências de seu ato. Foi vítima do seu próprio crime.
comentários(0)comente



Ana Peres 08/01/2024

Muito bom mesmo.
Leitura gostosa, apesar do conteúdo ser bastante forte e impactante. É sobre maternidade, classes sociais, escolha e a falta delas. Aborda aspecto importante do universo das mulheres e nos traz um tema que nem sempre refletimos sobre ele.
comentários(0)comente



Cintia326 07/01/2024

Leitura leve e tranquila.Estória com clichê.Damiana mulher pobre que faz a barriga de aluguel sua profissão, encontro da solidão e vazio nessa decisão. Gabriela uma jornalista que conta a estória de Damiana, jovem que fez um aborto e busca um alivio de sua culpa nesse encontro.
Livros traz pouca reflexões . Uma frase que me marcou foi : a vida floresce no desconforto
comentários(0)comente



Mirelli.Braga 06/01/2024

Nem sempre é o que parece
Um livro impactante e fluido, mas nenhum pouco leve.
O que mais me chamou a atenção foi ver personagens que em momento algum romantizaram a gravidez.
A gravidez não é vista como um momento lindo, desejado, aguardado, por essas pessoas. Em partes é até sofrido.
O livro me doeu em vários momentos, mas eu gostei muito de toda essa questão da importância da decisão da mulher. Isso realmente precisava ser debatido mais vezes.
Ah é, o final é meio óbvio mas ainda sim eu gostei.
comentários(0)comente



Lucas.Macedo 04/01/2024

Tema instigante
Me interessei muito pela sinopse e o livro não me decepcionou. A narrativa da vida de Damiana é bastante envolvente e visceral. Sinto Damiana como uma personagem real, crua, dura, que fez o que precisava fazer para sobreviver nesse mundo.

Particularmente, não gostei tanto do plot, que é relativamente previsível e eu considerei que não agrega muito na obra.

A vida de Damiana em si sustenta a qualidade dessa obra. Gostei!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Debora.Oliveira 30/12/2023

Esse livro me DESTRUIU ? 5??+??
Esse foi meu segundo contato com a escrita da autora e posso dizer que estou apaixonada pela narrativa criada pela @fabicguimaraes

Como se fosse um monstro da @editora_alfaguara traz o tema da maternidade de forma não tradicional. Fiquei impressionada já que nunca li nada do gênero!

Somos apresentados à Damiana que foi barriga de aluguel e vai nos contando sua trajetória através do contato com Gabriela, uma repórter, que vai entrevista-lá ao longo da história. O livro tem saltos na narrativa intercalando a vida dessas mulheres de forma muito envolvente!

A prática de barriga de aluguel é proibida no Brasil, mas me fez pensar no quanto isso é passível e real de acontecer mesmo assim!

O contato dessas duas mulheres traz diversas questões atuais e presentes no nosso dia a dia.

O assunto da maternidade sempre me toca muito e embora eu não seja mãe, sinto as cobranças e expectativas da sociedade que nos questiona e impõe a maternidade como um dever biológico e não uma escolha!

Nesse livro, @fabicguimaraes traz de forma brilhante reflexões e críticas dessa imposição e da falta de liberdade da mulher sobre seu próprio corpo.

Fiz diversas marcações ao longo da leitura é assim que terminei, fui reler cada um delas! Um dos melhores e mais profundos livros que li esse ano!

Quotes:

?Estava tudo bem não querer cuidar de alguém. Sempre havia um passarinho para chocar os ovos alheios.?

?Nem toda mulher nasce para ser mãe. Nem precisa ser,?

?A vida era um enorme atravessamento de tragédias, mas não existia caminho ideal, não era uma prova de múltipla escolha, em que uma errada anula uma certa.?

?Eu era uma barr!ga de aluguel. E todos os aluguéis eram temporários.?
comentários(0)comente



Juliana 26/12/2023

Tive uma experiência muito legal de ler esse livro por ter sido uma leitura coletiva (li para meu namorado que é deficiente visual). O livro é muito bem escrito, tem uma prosa envolvente e muito Brasil. Primeiro ponto é que é muito legal ver um livro passado no centro oeste.

A história fala sobre a questão das "barrigas de aluguel", questão que eu acho que nunca parei para refletir com mais profundidade. Vi só numa série que tratou superficialmente e na Silvia Federici. Poderíamos falar apenas do que é e o que não é mercadoria, já dá um grande debate, mas nada supera a humanidade com a qual a autora trata a personagem principal, que foi vista como monstro.

No fim, sempre me tocam muito as histórias das mulheres que não escolhem ser mães
comentários(0)comente



Bookster Pedro Pacifico 25/12/2023

Como se fosse um monstro, de Fabiane Guimarães
É muito bom encontrar obras que abordam temas pouco encontrados na literatura. Nunca tinha lido uma narrativa que envolvesse o tema da barriga de aluguel. No Brasil, a prática remunerada é ilegal e muitos brasileiros acabam tendo que recorrer a países que regulamentaram a barriga de aluguel. Na história construída por Fabiane Guimarães, encontramos uma situação peculiar: uma jovem, que vive em condições de escassez, acaba aceitando uma oferta quase que irrecusável - e totalmente ilegal - para gerar um ser humano que logo após o parto seria retirado de seus braços.

Damiana sai do interior de Goiás, onde nasceu em uma família pobre, para tentar uma vida melhor Brasília ao lado de uma prima. O destino é uma residência de um casal rico, para quem Damiana trabalhará de empregada doméstica. Depois de perceber visitas pouco comuns de mulheres na casa, a protagonista descobre que seus patrões buscam uma mulher para carregar um filho deles, um sonho que sozinhos eles não conseguiram alcançar. E, quando menos espera, Damiana acaba recebendo a proposta do casal: deixar de trabalhar como doméstica e receber um valor muito alto em troca de gerar um bebê.

A autora traz não apenas o tema da barriga de aluguel, mas um ambiente de desigualdade social e falta de oportunidades. A maternidade também é discutida de forma pouco comum: qual seria o sofrimento daquela que carrega uma nova vida para outra pessoa, enfrentando uma separação imediata após o parto? A narrativa nos faz questionar se a maternidade seria um instinto ou uma criação social.

Toda a história de Damiana é contada a partir de uma entrevista feita por uma jornalista, Gabriela, que deseja investigar e revisitar a história dessa senhora. Gabriela também vive uma situação peculiar e traumatizante, que acaba despertando um paralelo com os temas tratados na obra.

Damiana aceitou a oferta porque não tinha escolhas? E qual o limite de nossas escolhas? A proibição não teria a ver com um juízo moral? A protagonista é, sem dúvidas, uma vítima de uma sociedade desigual. Recomendadíssimo!

Para mais resenhas, siga o @book.ster no instagram.
comentários(0)comente



Nayara.Nairne 24/12/2023

Eu vi um reels sobre esse livro e me interessei, e desde a primeira página me senti engolida pela história. Gostei muito
comentários(0)comente



Milena 18/12/2023

Como se fosse um monstro
A história de Damiana -- uma das barrigas de aluguel mais produtivas da década -- e sua relação com a maternidade, o próprio corpo, as vidas que impacta e a rede clandestina de produção de bebês é contada a uma jornalista quando ela já está idosa, vivendo novamente no campo.
comentários(0)comente



Marcos Junior 12/12/2023

Esse livro traz uma história pesada, mas com escrita fluida e fácil, fazendo com que a experiência do leitor seja muito positiva.

Gostei bastante da história, do desenvolvimento da personagem central e de como sua história foi apresentada.

Definitivamente esse é um livro que vale cada minuto da leitura.
comentários(0)comente



83 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR