Saga de Njáll

Saga de Njáll Desconhecido




Resenhas - Saga de Njáll


2 encontrados | exibindo 1 a 2


Júlia Ferretti Longhitano 31/05/2024

2° Livro do Clube de Literatura Clássica
Minha primeira leitura da Islândia, primeira leitura sobre vikings, primeira leitura do século XIII.
Foi interessante conhecer um universo novo, com uma linha de história fora do comum.
As vezes a leitura foi um pouco empurrada, meio sem graça.
Mas em si, foi uma boa experiência clássica principalmente para sair da zona de conforto.
comentários(0)comente



Pol 15/04/2024

Saga de njall ou saga que inspirou fortemente got
A resenha começa comigo dizendo que desde muito tempo a Islândia tá no meu top de lugares pra conhecer (tanto pelo lugar e história em si em si quanto pelos artistas que conheço e admiro de lá), e desde que eu vi propaganda do clube de literatura falando sobre esse livro eu fiquei com vontade de comprar pela curiosidade de conhecimento do lugar e das narrativas originais de lá.
No kit do livro veio um outro conto que eu li primeiro que é bem menor e que vai mais para o caminho de texto escáldicos (que são escritos mais em poemas numa indentificação brasileirada) e deu pra ter uma ideia de como seria a saga de njall, foi bom e breve.
O livro da saga de njall em si vem com 70 páginas de introdução a todo o rolê islandês, seja as referências para o texto, o modo como o texto foi escrito, como era a Islândia na época etc? eu achei bem legal por ser curioso sobre isso tudo, não sei pra quem não gosta porque ele é escrito de maneira bem técnica e direta.
A saga conta com várias tramas paralelas (o que realmente faz sentido com ela ter inspirado o martin a escrever o got) milhares de personagens que são citados e desaparecem no mesmo parágrafo e muitas reviravoltas. A narrativa não é das mais fáceis de absolver mas uma hora a cabeça acaba se acostumando com as nuances de como a história é contada e vai seguindo o fluxo.
Não é uma grande história, obra prima nem nada assim na minha opinião mas é uma leitura interessante (de novo, pra quem interessa o mínimo o assunto) para tirar a cabeça desse meio de histórias com o padrão que existe hoje. Por se tratar de islandeses eu achei que em algum momento teria coisas mais nórdicas propriamente ditas como deuses etc mas ele só aparecem em versos de poemas, a Islândia na época da história estava em transição para o catolicismo já, o que é uma pena.

ENFIM é isto eu acho

xx
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR