A vida mentirosa dos adultos

A vida mentirosa dos adultos Elena Ferrante




Resenhas - A Vida Mentirosa dos Adultos


250 encontrados | exibindo 76 a 91
6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |


Dandara Sousa 01/07/2020

A VIDA MENTIROSA DOS ADULTOS
Autora: Elena Ferrante
Editora: @intrinseca

Giovanna leva uma vida tranquila em Nápoles até ouvir uma conversa do pai que a deixou muito abalada. Com isso decide conhece sua tia Vitória irmã de seu pai com quem ele havia rompido há muitos anos.

Essa aproximação dará início a uma realidade que Giovanna não conhecia sobre os adultos à sua volta e a fará enfrentar diversos obstáculos em busca de sua própria identidade.

Um livro muito aguardado pelos fãs da autora e que já chegou dividindo opiniões. Particularmente, não tive uma boa experiência.

Começando pelos personagens, são desinteressantes e não me fizeram sentir empatia por eles. Até mesmo Giovanna é um pé no saco. Mimada, egoísta, egocêntrica, acha que tudo gira em torno dela, que tudo tem que ser dela e por ela e com ela, só ela …. ranço amores!

Até tentei entendê-la pois é uma adolescente que tá passando por momentos difíceis e tem que enfrentar sozinha o turbilhão de incertezas que a vida dela se tornou. Mas mesmo assim é uma personagem chata.

A história é rasa, com reviravoltas que deveriam ser instigantes mas que só me deixou cansada. Algumas relações têm um longo desenvolvimento enquanto outras são completamente superficiais.

O final é mal resolvido e tem uma solução muito rápida. A narrativa serve como um amadurecimento para a Giovanna mas de repente ela encontra a luz e tudo se resolve.

O livro tem um bom potencial para gerar discussões sobre a hipocrisia da vida adulta mas o conteúdo se perde e se limita apenas a alguns momentos que te tocam mas logo são esquecidos.

Um ponto positivo é que a autora não separa os bons dos maus. Aqui não existem mocinhos e vilões de forma caricata. Todos tem seus aspectos positivos e negativos. E as decisões que cada um toma são as que definem o rumo das consequências.

Esse é o meu primeiro contato com a autora e a escrita dela é muito satisfatória. Simplesmente não dá vontade de parar. É uma leitura bastante confortável e que te prende muito fácil.

Mesmo não gostando de nada do enredo nem dos rumos da história não conseguia largar o livro de tão imersiva que eu estava.

Mas e você já leu algum da Elena Ferrante?
Qual indica?

site: https://www.instagram.com/p/CCEBOgXD4kI/
comentários(0)comente



Cíntia 21/06/2020

Muito fraco
A expectativa para ler este livro era muito boa, o argumento é ótimo, uma garota percebe que o universo dos adultos não é o que parece, encontra suas origens e descobre o amor e o sexo. Tudo isso no pitoresco cenário de Nápoles, entretanto, o que a autora entrega é uma protagonista, que apesar
da tentativa de ser retratada como alguém interessante, não apresenta nem nos diálogos nem nas reflexões que faz , algo que realmente demonstre tal qualidade, além disso ,a garota não evolui ao longo da trama. O cenário é pouco explorado, o que é uma pena, e o enredo não é empolgante.
comentários(0)comente



Monolice 07/07/2020

O quanto ignoramos nossa própria adolescência?
Sempre digo que carregamos por toda vida eventos da adolescência, pois é nesta fase que fazemos as maiores descobertas. Marca o fim da infância, das brincadeiras inocentes e a descoberta da própria identidade.
Neste livro, acompanhamos Giovanna, filha única de um casal de acadêmicos, enquanto percorre sua infância protegida para uma adolescência atribulada de perguntas. Mas quem não passa por isso? É assim que Giovanna nos cativa, e nos mantém presa em sua narração. Até mesmo sua preocupação com sua aparência física não escapa, em uma fase em que nos sentimos estranhos no próprio corpo. Com suas dúvidas e curiosidade nata, desnuda e disseca episódios e brigas familiares, até então desconhecidas em sua infância. Crescer é doloroso, a percepção de que seus pais muitas vezes tem comportamentos que eles mesmos ensinaram que eram errados, e essa noção da realidade faz com que a passagem pela adolescência levante tantos questionamentos.
Foi meu primeiro livro de Elena Ferrante, e foi uma leitura muito recompensadora. Elena nos mostra a adolescência de um ângulo fascinante, sem episódios piegas, e logo nos identificamos com Giovanna, inevitavelmente nos recordando de nossa própria adolescência.
comentários(0)comente



Natália Holanda 02/06/2020

Envolvente
Primeiro contato com a autora, em um livro dinâmico, fluido, mostra as descobertas de Giovanna, adolescente que vê seu mundo virado de cabeça para baixo após um comentário que ela não deveria ter ouvido. Traições, amores e amizades em Nápoles, Itália. Pecou um pouco na construção e desenvolvimento de personagens secundários, mas traz reflexões importantes e prende o leitor.
comentários(0)comente



Leléu Ltd. 19/07/2020

O complicado mundo de uma adolescente
Este é um livro de história cotidiana, que nos apresenta uma protagonista inteligente, de gênio forte e no auge do turbilhão de sentimentos que nos acompanha a todos na inevitável transição à vida adulta.

A autora nos leva a conhecer Nápoles de uma maneira tão bem descrita que acho ser desnecessário um guia se por acaso formos lá um dia.

A busca pela identificação de seus sentimentos, o conhecimento de si mesma, a desleal batalha entre o desejado e o imposto, o amor adolescente, a admiração irrefutável por um ídolo, as inúmeras dúvidas, os dramas familiares, os fantasmas de pessoas vivas, o amor impossível. Isto é um pouco do que vive Giannina nas páginas desse livro que nos prende de forma inacreditável e acaba exatamente onde outro poderia muito bem começar.

A autora (se é que se trata de uma autora) se apresentou como alguém capaz de escrever uma boa história, com palavras bem escolhidas e detalhes que nos fazem pensar que se trata de uma biografia.

Recomendo a leitura e a autora.
comentários(0)comente



nali 23/09/2020

a vida mentirosa dos adultos foi minha primeira experiência com elena ferrante. estou escrevendo a resenha uma semana após ter terminado a leitura, pois sinto que precisei de um tempo pra digerir o livro e entender como eu me sentia em relação a história.
devo admitir que criei altas expectativas com esse livro, comprei o ebook no dia do lançamento. erro meu. não que seja ruim ou que eu não recomende.
certamente é uma ótima leitura, porém há certas partes em que eu fiquei realmente muito incomodada com a naturalização de situações que parecem um tanto quanto anormais para mim.
a narração foca no amadurecimento da personagem e nas mentiras que os adultos a fazem acreditar. mas também retrata muito sobre sexualidade e suponho que a forma com a qual o assunto foi abordado me causou certo incômodo, pois é visível que até a própria giovana se sente incomodada nas situações. talvez esse tenha sido o objetivo da autora, só que não sinto que foi o ideal.
a escrita de ferrante está longe de ser ruim, decidi dar uma nova chance para a autora e agora estou lendo "um amor incômodo" e posso dizer que esse jeito de abordar a sexualidade é algo normal em sua escrita.
comentários(0)comente



Nati | @encalhadosnaestante 18/06/2020

Tudo muda na vida de Giovanna quando sem querer escuta seu pai que só a elogiava chamando-a de feia. Seu mundo em questão de poucos segundos simplesmente mudou e não para melhor. Ao ouvir essa conversa sussurada pelos pais percebe enfim que os adultos tem seus próprios segredos e isso marca o fim de sua infância. O livro se trata das descobertas, angústias e dores de uma menina que está se transformando em mulher. Ao correr atrás de descobrir tudo o que lhe foi escondido Giovanna muda, se transforma na frente dos nossos olhos de uma menina doce e cordada em uma mulher inteligente, um pouco manipuladora e acima de tudo dona de seu próprio nariz.

Essa foi minha primeira experiência com a autora e muito embora o livro seja bem escrito e tenha uma fluidez em sua maior parte o enredo não me agradou. Algumas cenas parecem estar ali somente para chocar o leitor sem ter muita razão de ser. A personagem principal é quase intragável na maior parte da história, entretanto com o monte de coisas sendo jogadas em cima dela até entendo o modo dela agir. Os personagens são todos tão cheio de defeitos de caráter que a leitura muitas vezes se tornou quase uma tortura (rolou muita vontade de distribuir um tapas). Não tem um que salve!!!! Bom, talvez a Ida, mas só.

Para quem curte um dramalhão estilo novela mexicana esse aqui é o livro perfeito.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Conça 18/09/2020

Minhas impressões, opniões e sentimentos...
Um livro para adolescentes.
Tantas páginas...quando muito menos daria o mesmo resultado. Segundo livro que leio de Ferrante e confesso que, Dias de abandono supera mil vezes esse.
comentários(0)comente



Bruno 12/08/2020

Amadurecimento
A superproteção é o principal tema do livro. Ótima leitura porém bem repetitiva!
comentários(0)comente



Ana Tambara 19/06/2020

Ferrante não decepciona.
A história é bastante fluída, comecei e não consegui largar de ler. Como todo livro de Elena existem situações que me
causam estranhamento e desconforto, justamente isso que deixa a história ainda melhor. Ainda, da pra sentir muita raiva da personagem principal e mesmo assim se identificar com ela em alguns aspectos.
Além disso, a única coisa que eu não gostei taaanto foi o final, porque eu tinha outras expectativas, motivo pelo qual eu não dei 5 estrelas Full. Tirando isso, o livro é fenomenal.
Eu ainda vou ler tudo dessa autora. Hehe
comentários(0)comente



Leeh 10/06/2020

É bom mas daquele jeito, nhe
Um livro que conta sobre uma menina que está crescendo, descobrindo novas coisas sobre seu corpo e as pessoas, enfrentando problemas em casa e na escola.
comentários(0)comente



Maisa @porqueleio 23/07/2020

Personagens tóxicos!
Vamos acompanhar a vida de Giovanna, dos 12 aos 16 anos – ou seja, aquela fase complicada da adolescência e da busca de identidade. Ela tem uma vida típica de classe média: mora com os pais – professores, em um apartamento bem decorado, estuda em uma boa escola, é amiga das filhas do casal de amigos dos pais. Mas, quando começa a ter dificuldades de concentração, acaba ouvindo acidentalmente uma conversa entre seus pais, quando ele diz que a filha está ficando parecida com a tia - Vittoria.
Andrea, pai de Giovanna, vem de uma família de poucas posses, com raízes em um bairro industrial no sul de Nápoles, que se valeu de muito estudo para ascender socialmente, mas no processo rompe laços com a família. Mas, com a comparação, Giovanna decide conhecer a tia - e esse é o estopim para o enredo.
A jornada de Giovanna, que passa pela separação dos pais, leva a menina a novas possibilidades e novos cenários. Suas descobertas acabam com a inocência da criança, quando é instada por sua tia a observar seus pais e descobrir que eles não são tão perfeitos assim. Claro que suas descobertas a levam a um mundo de mentiras, que se justificam dentro da visão dos adultos.
Entendo que a autora trouxe as dores de se tornar mulher, e a busca de Giovanna a leva a uma espiral de autodestruição que com certeza muitos adolescentes vivenciaram. Mas Giovanna me pareceu antes de tudo uma menina mimada. É inteligente, dotada de uma sensibilidade peculiar, mas cercada de pessoas tóxicas. E tem um final aberto. Na verdade, nem considero um final aberto, simplesmente acaba.

site: https://www.instagram.com/p/CB6amZyjekn/
comentários(0)comente



Marina.Castro.F 20/09/2020

Bom, porém perturbador
Helena Ferrante consegue com maestria relatar os sentimentos de revolta e de não pertencer a lugar algum que rondam as adolescentes, além de mostrar a hipocrisia do mundo adulto e dos ritos sociais que o compõe. No entanto, várias figuras e passagens do livro são em demasiado
perturbadoras, sem um sentido aparente além de chocar o leitor. Uma leitura que prende (a partir da parte três), e nos faz relembrar os sentimentos da conturbada fase de passagem da infância para a vida adulta. Apesar de polêmico, gostei do final.
comentários(0)comente



Sofia 20/06/2020

Expectativas altas
Primeiro contato com Elena Ferrante e confesso que não superou minhas expectativas. A narrativa em si é boa, tanto o local quanto as personagens são bem desenvolvidos, o que te faz sentir dentro da estória. Já o enredo me incomodou, achei uma estória vaga com temas que poderiam ter sido tão bem trabalhados. Mas, com certeza lerei mais da autora.
comentários(0)comente



250 encontrados | exibindo 76 a 91
6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |