Você Não Está Sozinho

Você Não Está Sozinho Cássio Cipriano...




Resenhas -


57 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Barbara.Eller 11/04/2021

Me identifiquei
Acho que me identificar com as rotinas descritas nos contos foi o que mais me despertou. Sentir que realmente não é fácil e que estamos lidando com muitos sentimentos nesse momento.
comentários(0)comente



bru 10/04/2021

coleção de contos bem interessantes que reflete o que todo mundo está passando nesse momento tão difícil, vale a pena ler para descontrair um pouquinho
comentários(0)comente



Luh Rocha 07/04/2021

Crônicas
O livro é uma seleção de crônicas curtas que refletem o sentimento de todos em relação a essa pandemia. Fala sobre o sentimento de vazio de estar isolado e também da dificuldade que é olhar para si mesmo.
comentários(0)comente



Nataka 02/04/2021

hm... ok!
talvez fosse mais interessante ler nos primeiros 6-8 meses de pandemia. alguns contos são interessantes e até certo ponto cômico.
comentários(0)comente



Nayslln 02/04/2021

Muito bom
?... finalmente pudemos entender o quanto somos frágeis, o quanto somos vulneráveis e que a nossa vida passa muito rápido.

Não sabemos se amanhã veremos o Sol novamente. E, se o virmos, isso significa que nos foi concedida uma nova chance de fazer a vida valer a pena, de ser feliz.?
comentários(0)comente



Sandy Nicolly 01/04/2021

Gente como a gente.
Um coletânea de textos acolhedores escritos em meio a pandemia, com emoções e frustrações iguais as nossas.. Sem a pregação de que temos que sempre ser produtivos.
comentários(0)comente



LisboaPB 27/03/2021

Este pequeno grupo de textos de autores nacionais são muito interessantes ao traduzir nossos sentimentos durante a pandemia. Algumas palavras que eu queria dizer mas nã sabia como dizê-las, ficaram bem ditas nestes textos.
comentários(0)comente



carol 27/03/2021

Nós não estamos sozinhos
"Encontre o sentido nas pequenas coisas que estão perto de você."

leitura leve e rápida, necessária com uma pitada de humor e crítica

"Não sabemos quando, mas tudo isso vai passar."
comentários(0)comente



Bia.Ribeiro 20/03/2021

``A questão é que quando há restrições na liberdade de ir e vir, a coisa perde a graça, porque a graça está na escolha sem restrições´´
6/10
Acho que teria sido uma leitura melhor se eu tivesse lido no inicio da pandemia quando as emoções estavam mais intensas pelo choque inicial. É uma coletânea de contos super rápida e de fácil compreensão .Nada muito complexo, são os mesmos sentimentos trabalhados por pessoas diferentes. Alguns autores me chamaram mais atenção do que outros, fiquei com vontade de conhecer mais do trabalho deles.

``Ninguém se da conta de quanta liberdade tem até ser privado dela´´
comentários(0)comente



emyllefv 12/03/2021

Acolhida em meio a esse caos
O livro apresenta uma ótima coletânea de histórias que me ajudou a refletir sobre a pandemia de covid-19, a realidade atípica, as carências, os desejos, a solidão, o medo e todos esses sentimentos tão presentes em um momento de insegurança e pânico global. Senti uma gratidão imensa por todos os autores desse livro, pois me mostrou que eu não estava sozinha e que apesar de tudo, dias melhores virão. É a coisa mais linda e aconchegante de se ler.
comentários(0)comente



kath 08/03/2021

tudo que eu precisava ler
eu estou revivendo atualmente o tsunami de emoções do início da pandemia: medo, culpa, exaustão, desânimo, falta de produtividade? e por isso, essa leitura foi tão necessária pra mim.
eu não sou a única sentindo tudo isso. e é um alívio.
essa antologia nacional de autores (acho que) LGBTs trouxe identificação, aconchego, um norte.
parando de falar sobre meus sentimentos, e mais sobre a obra, são seis autores independentes com dois contos curtinhos cada. todos voltados para o momento que estamos vivendo, a pandemia. é uma leitura muito leve, li o livro em uma tarde mesmo.
o título não poderia ser melhor, realmente; você não está sozinho.
comentários(0)comente



Juh 04/02/2021

bom passa-tempo nesse período de quarentena
acho que se eu tivesse lido ele no começo da quarentena teria um significado maior pra mim, entretando acho que é um livro que cumpre o que promete, gostei da coletânea que fizeram.
comentários(0)comente



Lylian 26/01/2021

Super rapidinho e nos recorda de que não estamos passando por esta fase sozinhos e que não devemos nos cobrar tanto
comentários(0)comente



Giovana Lastori 15/01/2021

Nada é eterno, nada é constante.
A proposta do livro é uma gracinha, e é sim um acalento ao coração durante o período de quarentena, Mas, pelos textos terem sido escritos logo no início do lockdown, me atingiu de forma diferente.
As reflexões são importantes, necessárias e fazem muito sentido, mas hoje, há quase um ano isolados, foi difícil ter aquela identificação. O livro te traz um conforto sim, mas te faz refletir o quanto já mudou desde que começamos.

"São dias e dias. Alguns super produtivos; já outros, nem tanto. Eu sei que, por vezes, manter a mente sã e acima da superfície é difícil, mas temos que entender esse processo e não nos culpar por estarmos cansados de tudo."
comentários(0)comente



Aline 11/01/2021

Gostei muito da experiência lendo essa coletânea de textos sobre o período da pandemia de Covid-19 que ainda estamos vivendo. Acredito que se eu tivesse lido no começo da quarentena, a experiência de leitura teria sido diferente para mim, pois os textos parecem ter sido escritos bem no começo dessa quarentena interminável.

Apesar de que ainda estamos vivendo uma situação assustadora com a pandemia, nem todos da população estão conscientes disso, visto o afrouxamento no isolamento social. Mesmo a situação estando um pouquinho diferente, os textos conseguiram me prender, pois, acredito que como a maioria dos brasileiros, os momentos de apreensão e ansiedade estão muito presentes nesse cotidiano que ainda estamos tentando aprender a lidar, com esperanças de uma vacina que mesmo tendo sido produzida em velocidade recorde em relação a outras pandemias, parece que está demorando muito.

"Você não é obrigado(a) a ser uma máquina de produção, acordar de madrugada pra se exercitar ou estar pleno(a) nessa quarentena. Está liberado surtar, ficar com medo, chorar, se desesperar... Mas você pode optar por viver um dia de cada vez, da melhor forma, sempre tentando buscar o equilíbrio."

Os 12 textos reunidos em "Você não está sozinho" falam sobre diversos assuntos relacionados à pandemia. Assuntos esses extremamente importantes, como a necessidade que muitos julgam haver em ser produtivo em plena quarentena, a pressão de ser um praticante assíduo de exercícios físicos mesmo quando não estamos tão bem mentalmente (não que eu seja contra exercícios físicos, mas a saúde mental vem em primeiro lugar!), a ansiedade e medo de ser infectado, a convivência inevitável e constante consigo mesmo e não menos importante: política, um assunto que muitas famílias evitam falar ultimamente, mas que é de extrema importância argumentar. O descaso do governo antes da pandemia já era grande, mas agora vemos como isso se tornou mais nítido ainda nessa situação delicada que estamos vivendo.
comentários(0)comente



57 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4