Sangue de Lobo

Sangue de Lobo Rosana Rios
Helena Gomes




Resenhas - Sangue de Lobo


73 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Akio 22/08/2010

Este é um livro com o vírus do "quero ler e só parar na última linha"
Ao abrir o livro, você será contaminado com o vírus do "quero mais" e só para quando termina!

É livro para devorar e só saciar a fome - ou a sede! - quando folhear a última linha!

Livro especialmente recomendado para ler nas noites de Lua Cheia!

Quem adora histórias policiais, de crimes, assassinatos e mistérios, com certeza gostará de Sangue de Lobo!






Thais 29/08/2014minha estante
Realmente, li em dois dias, só parei porque tinha que dormir. Quanto mais lemos, mais queremos saber o que vai acontecer depois. é Demais


Isabella 14/12/2014minha estante
Eu amo o Hector/Daniel eu li tudo e adorei quero muittoooo a continuação




Mila 17/11/2012

Esse livro devia ter mais crédito, ele é muito bom, me lembra muito literatura juvenil estrangeira, e se passa em terras brasileiras. Ja estava na hora, pensei que só existissem criaturas misticas nos EUA, usahsuaushhsuahs
comentários(0)comente



sentilivros 03/11/2010

resenha de Sangue de Lobo
UAU!!! Simplesmente adorei esse livro. Se eu respondesse ao meme literário que rola pela blogosfera sobre a paixão literária do momento, com certeza minha paixão seria Hector Wolfstein. Amei Hector tanto que relutei até em começar a ler outro livro. Sério. Queria ficar com ele "para sempre". Por favor, Helena e Rosana, eu preciso dele novamente. Vai demorar muito para o próximo livro? Desesperada.
O livro conta a história de Hector, "misturando" passado e presente, entre lobos, assassinatos, jogos de RPG (Role Playing Game), amores, etc... você fica sem querer soltar o livro e às vezes eu fiquei com muita raiva das autoras, desculpem-me, pois no momento crucial, mudava-se para outra cena ou época e eu queria devorar o livro para descobrir o assassino e o que ocorreria a seguir.
Alguns personagens cativam logo de cara. Adorei a Merência, ela é uma fofa. As meninas Ana Cristina e Cristiana, mais ou menos,...é vou ser sincera, gostei mais da Cristiana do que da Ana; O Monteiro, ou Montanha, só gostei dele no finalzinho...rsrsrs...
Enfim, não revelei nada do livro que é para vocês lerem mesmo, entrou para meus favoritos com certeza. E vou te falar que até o fim fiquei incerta sobre o verdadeiro assassino.
Adorei os "contos" e "informações" entremeando as histórias como anotações do Daniel.
Tudo nesse livro, na minha opinião, é perfeito.
Deixo dois trechos que eu amei...

"... Daniel sorriu inocentemente. aquilo significava apenas que ele a amava. E que a força da licantropia era detida pelo sentimento do amor..." pg. 435

"...(...)me ensinaram, foi que as palavras nunca mais raramente são definitivas...- fez uma pausa e voltou para ela os olhos de lobo faiscantes, antes de continuar. - (...). Cresça, Ana Cristina. Pense um pouco antes de falar..."pg.437



site: http://sentimentonoslivros.blogspot.com.br/2010/10/sangue-de-lobo-helena-gomes-e-rosana.html
Jéssica 01/06/2011minha estante
Realmente eesse livro é um dos melhóres que eu li até hoje,fiquei fascinada e vou ler mais uma vez(yn)




Ray 15/01/2012

Sangue de Lobo - Original em Livros Me Mordam
Em todas as minhas resenhas eu conto uma historinha para vocês de como eu consegui o livro resenhado. Esse não podia ser diferente. Eu freqüento o blog Mestre Das Resenhas e lá ele lançou um concurso cultural do qual eu fui a vencedora. Fiquei muito feliz. O livro chegou rapidinho aqui em casa, já que o Victor (autor do blog) mora aqui no Rio também.
Escolher um tema fantástico, atualmente, é complicado. O mercado literário está saturado de vampiros, lobisomens, bruxas e zumbis. Ainda assim as autoras se aventuraram a escrever esse livro. Para começar, a história se passa no Brasil, o que é louvável, já que muitos autores escrevem usando, como pano de fundo, outros lugares. Outra coisa que é bacana são os nomes das personagens, todos eles são condizentes com a nacionalidade e suas características. Mas e aí? Temática batida, autoras nacionais e sinopse mais comum impossível.
Será?
Com suas 518 páginas, o SdL traz a história de Ana Cristina e Cristiana (duas garotas que cresceram juntas na mansão de Ana Cristina). Uma rica, a outra apenas a filha da governanta, mas ainda assim elas era muito amigas. As garotas são jogadoras de RPG e, numa dessas ''aventuras'', elas ouvem uma história que as impressiona. Por ser muito próxima das filha dos patrões, Cristiana viaja com a família Sanchez de Navarra para Passa Quatro, em Minas Gerais. Mas lá coisas diferentes começam a acontecer. Assassinatos exatamente iguais a aventura que elas jogaram com seus amigos. Como? As garotas curiosas tentam descobrir o que está acontecendo e metem o bedelho onde não foram chamadas.
O livro se divide em duas partes denominadas ‘’Daniel’’ e ‘’Hector’’. Numa primeira olhada, achei que as autoras podiam ter dividido o livro em dois, já que ele é bem pesadinho. Mas quando terminei de ler a primeira parte eu entendi porque é um livro só. Se fosse dividido em dois eu morreria de desespero para ter o segundo livro. Hahaha.
As cenas, por vezes eletrizantes, engraçadas e até mesmo arrepiantes, são descritas de forma excepcional e extremamente bem colocadas. Todas as personagens são exibidas e escondidas na medida perfeita para que eu lesse por horas a fio e só descobrisse no finalzinho da história quem era quem. O livro me prendeu muuuuito. Sério. Apesar de eu estar cansada da temática fantástica com lobisomens ou vampiros, ''Sangue de Lobo'' misturou vários elementos vitais para que um livro seja bom. Suspense, verossimilhança, ação, amor, vingança e morte em boas pitadas.
Helena e Rosana apresentam, desenvolvem e finalizam a história com maestria e a experiência que elas tem. Também notei que as autoras fizeram bastantes pesquisas para construção da história e usaram muito a criatividade. Não a um ponto sem nó durante a leitura. Linha de tempo, características de personagens, motivações e o ''gran finale'' são mostrados da maneira mais perfeita possível. Notável como a leitura foi rápida (num espaço de 2 dias eu tinha terminado), apesar de ser um livro grande.
E depois de muita ação, corre-corre e uma reviravolta danada de boa, o fim te dá uma sensação de abandono. Característica óbvia quando um livro tão gostoso acaba. Não sofra, querido leitor, haverá continuação. As autoras já trabalham para construí-la. Indico essa história para qualquer pessoa interessada em leitura sobre lobisomens. Não perca a chance de se reapaixonar pelos peludinhos. Até que o segundo livro chegue a mim, vou sofrendo com a saudade dessa trama sensacional.
comentários(0)comente



@APassional 05/12/2013

Sangue de Lobo * Resenha por: Elis Culceag * Arquivo Passional
Sangue de Lobo, escrito pelas brasileiras Helena Gomes e Rosana Rios, foi publicado pela Farol Literário em 2010. É um livro juvenil que une em sua trama dois elementos super interessantes: a licantropia e os distúrbios de personalidade, compondo uma história de lobisomem cheia de crimes, mistério, loucura e suspense.

Ana Cristina e Cristiana são amigas desde a infância e sempre se divertem jogando RPG com os amigos. O último jogo mestrado por Felipe envolvia lobisomens e uma cena de assassinato sinistra, mas precisou ser pausado porque as garotas fariam uma viagem de férias no dia seguinte, com a família de Ana.

No caminho para Passa Quatro - Minas Gerais - a família resolve almoçar num restaurante de beira de estrada. No local há um mini-museu e lá, Ana e Cris encontram um velho manuscrito encadernado em couro. Quando começam a ler a história registrada nele, se assustam com uma cena que revela o mesmo cenário de morte que "testemunharam" no jogo de RPG do dia anterior.

As amigas dão um jeito de pegar o manuscrito emprestado. A partir de então, acompanharemos as férias da dupla e, durante a leitura do manuscrito, viajaremos no tempo para 1908 e conheceremos a história de Hector, um jovem de 21 anos, olhos azuis e cabelos castanhos que se transforma em lobisomem nas noites de lua cheia.

A coisa começa a ficar assustadora quando Ana e Cris percebem que a história do manuscrito é ambientada na Fazenda Sete Outeiros, exatamente o local onde estão hospedadas, sendo que a Casa Grande foi transformada em Hotel Fazenda. Quando horríveis assassinatos começam a acontecer na cidade, utilizando o mesmo modus operandi dos crimes do manuscrito, a única maneira de entender o que está acontecendo é lendo tudo até o final, concordam?

Paralelamente a isso, o renomado escritor Daniel Lucas quer apenas dar continuidade às suas pesquisas e encontrar uma forma de reverter a maldição que carrega. Acredita que o manuscrito Coração Selvagem, escrito por W.Lucas em 1951 fora destruído, não sabe que a história de Hector caiu em mãos erradas e não pode imaginar que em breve irá se defrontar novamente com seu pior pesadelo.

Um homem buscando a cura para a licantropia.
Uma pessoa vingativa com dupla personalidade.
Outra pessoa pegando carona na maldade alheia.
Alguém aproveitando-se do caos em benefício próprio.

Vários crimes e coisas estranhas acontecendo...
Um bocado de gente investigando os inúmeros suspeitos!

Esse enredo é incrível, na primeira parte denominada "Hector", a narrativa se alterna entre presente e passado, várias perguntas são lançadas ao leitor, mas já temos algumas respostas no decorrer da leitura e podemos começar a montar o quebra-cabeças do que aconteceu. A segunda parte, denominada "Daniel", é totalmente ambientada no presente, onde muita coisa acontece ao mesmo tempo, são reflexos do passado e novas escolhas, formando um grande painel que o leitor vai decifrando aos poucos. A cada descoberta, surgem outras dúvidas, mas fiquem tranquilos porque TUDO será esclarecido até o final.

A ambientação da trama é bem elaborada, tanto os fatos do presente quanto os do passado acontecem no mesmo local, mas algumas coisas são semelhantes e outras mudaram ou envelheceram com o tempo, tanto em relação às paisagens e construções, quanto aos costumes, vestimentas e maneiras de falar e conseguimos perceber a diferença entre as cenas no tempo do Hector(1908) e no tempo do Daniel(2008).

Em relação aos personagens, meus preferidos foram Hector e Daniel em sua corajosa luta contra as forças que regem o caos de suas vidas. Alba, Cordélia e as bonecas de porcelana são sinistras e fascinantes, não direi mais nada sobre elas para não estragar as surpresas. Já Ana e Cris ficaram um pouco apagadas, as duas foram atropeladas pelo vigoroso enredo e por vários personagens secundários mais ativos e interessantes. Porém, elas mesmas reconheceram suas fraquezas, se esforçaram para mudar e amadureceram no decorrer da história.

Sangue de Lobo tem o final fechado, com todos seus mistérios solucionados, mas torço para que um dia as autoras possam se reunir novamente e dar continuidade à história do Daniel numa nova fase, após todas as transformações pelas quais ele passou.

Beijos e uivos... Elis Culceag.

Resenha publicada no Blog Arquivo Passional em 05/12/2013.

site: http://www.arquivopassional.com/2013/12/resenha-sangue-de-lobo.html
comentários(0)comente



Nimue 10/06/2011

Quer se divertir?
Se você procura diversão, suspense, boas aventuras e algo diferente da multidão de vampiros, você achou!
Sangue de Lobo só tem dois defeitos:
O livro é meio pesado, doi a mão.
E Doi a mão porque você não consegue largar...

Fantastico!
Com cenas surpreendentes e daqueles pra não largar até terminar, com gostinho de quero mais...
comentários(0)comente



Lo 19/10/2012

Sangue de lobo
A tipo esse livro sinceramente, cara é perfeito,conta a história de Hector que é um jovem amaldiçoado pela Lua cheia, e de duas garotas que acabam se envolvendo nessa hitória.
o livro é muito bom, e em minha opinião o começo chama muita atenção.
Este livro é um daqueles livros em que não nos separamos até chegar a ultima pagina.Demorei apenas 4 dias para ler, pois a curiosidade de saber o que iria acontecer não me deixava separar do livro.
A historia do livro é muito bem produzida,pesquisada e apesar de extensa, com 518 paginas com um mistério e um romance arrebatador,tem em cada pagina um pouco de romance mistério e o sobrenatural...
Enfim recomendo a vocês que adoram um mistério e um romance.
comentários(0)comente



Ariel 25/06/2018

Simplesmente incrível.
Sangue de Lobo se passa na pequena cidade de Passa Quatro, em Minas Gerais. Acompanhando as férias de duas amigas que, em suas andanças, encontram um antigo livro que relata a vida de um homem que, supostamente, seria um lobisomem. Até ai seria apenas um livro sobre lobisomens, mas não para aí. O livro possui duas narrativas diferentes, fazendo passado e presente se misturarem em um suspense incrível e de tirar o sono. Porque, com certeza, você vai querer ler mais um ou dois capítulos de madrugada. Intenso, incrível, misterioso e excelentemente bem construído, Sangue de Lobo merece ser lido pelos fãs de suspense e romance.
comentários(0)comente



Tay 06/04/2013

Quando pensei em escrever essa resenha fiquei pensando em tudo que poderia dizer, mais percebi que não tinha palavras que expressassem tudo,sabe aquele livro que te prende e não te larga mesmo depois de você ter terminado? então.
Quando Ana Cristina e Cristiana vão para a pequena cidade de Passa Quatro não sabiam que a história que jogaram em RPG se tornaria real, uma série de assassinatos estão acontecendo na cidade e sempre uma boneca de porcelana parecida coma a vítima aparece. Depois conhecemos Hector/Daniel que é uma lobisomem por causa de uma maldição que perdeu sua amada Beatrice, ela foi assassinada brutalmente. Agora mulheres estão sendo morta da mesma forma de Beatrice e a única suspeita é uma mulher já morta.
Desde que comecei a ler o livor não conseguia largar, ele tem uma história que envolve o leitor,uma capa linda e a escrita é fácil e flui bem, os personagens foram bem elaborados e não deixam a desejar e o final é perfeito.
O livro está entre os três livros Nacionais que eu mais gostei de ler
Louquinha 10/04/2013minha estante
Amo esse livro li 5 vezes e quero ler tbm a sengumda edição




Mada 16/10/2010

Tem que ler
Eu tive o privilégio de ter sido apresentada ao livro pela própria Rosana Rios. Ela falou de um jeito tão especial do livro que conseguiu deixar em mim, e em todos que estavam na sala, a pulginha da curiosidade. E não decepcionou!! O livro é ótimo. Consegue equilibrar romance, ação, suspense, medo... e que medo dessas bonecas... rs
Fora o "galã" do livro... Adooorei ele ser inglês, um vitoriano tuuudo de bom... ai ai... Enfim, super recomendo!
Em breve na biblioteca próxima a você (em SP)...
comentários(0)comente



Jaflety Pedro 26/08/2013

FATOR L
Esse livro chegou a me surpreender, esperava menos dele. No inicio pensei que se tratava daqueles inúmeros romances juvenis sem açúcar e sem graça (não que eu não goste de romances juvenis sem açúcar e sem graça), nos primeiros capítulos achei a leitura meio forçada, os nomes das duas personagens principais chegou a me confundir, aos poucos o livro foi me prendendo, a historia foi ficando mais interessante a cada novo elemento no seu enredo. As autoras foram bem longe do que se poderia esperar de um livro chamado “Sangue de lobo”, trazendo elementos de outros gêneros literários como, por exemplo, pitadas significativas de romance policial.
O livro é dividido em duas partes, na primeira parte o livro acontece em duas épocas diferentes, inicio do século e nos tempos atuais. Isso dá um dinamismo ao livro, torna ele mais interessante. A parte que relata os acontecimentos no inicio do século é tirada de um livro encontrado pelas personagens principais, esse livro mostra historia de sereis fantásticos e de um suposto serial killer. Curiosamente esta acontecendo na cidade de Passa Quatro assassinatos similares ao encontrado no livro misterioso. Em um livro que se chama “Sangue de Lobo” (e sim tem um lobisomem), não se esperaria, por exemplo, um serial killer e uma investigação criminal envolvendo policias corruptos. E isso faz com quer o livro saia de lugares comuns muitas vezes.
A segunda parte, já muda a narrativa ela não se alterna com duas narrativas diferentes como na primeira parte, mas em cada inicio de capitulo há uma citação sobre o folclore, deuses gregos, lendas, tais citações poderiam ter saído muito bem de qualquer livro que o Hector (personagem, escrito de folclore) tenha lançado. O livro te prende tanto que você acaba imaginando os próximos lances, tentando imaginar quem fez isso, quem fez aquilo.
Obviamente que o livro pra me teve alguns pontos negativos, mas é envolvente e surpreendente.
Segundo algumas fontes, Sangue de Lobo terá uma continuação. Espero que tenha mesmo.
comentários(0)comente



Bea chan 15/08/2012

Fantabuloso
Assim que o vi no mostruário de novas aquisições da biblioteca, eu sabia que tinha que ler aquele livro. Foi um conjunto de fatores que me levou a aquilo: a capa sobrenatural, o título que já entregava o "mistério" (como eu fiquei feliz de estar enganada; pois esse não era o mistério principal) e aquela mini resenha sobre o livro na contra capa. Quando pude eu o retirei da biblioteca e li com a sanha de uma vampira ( - qqqqqqqqqq), como se o livro fosse sangue quente e fresco. Mal comecei a ler e tive uma surpresa incrível, as personagem principais jogavam RPG, que lindo *-*. A menininha fica com o lobo, novidade, mas a história é envolvente e você se sente andando por aquelas ruas históricas, pelo menos eu me senti. Talvez a única coisa um pouco ruim no livro seja a mudança rápida de cenário, a de tempo exatamente. Mas depois da segunda vez se torna fácil perceber a troca. A vilã é totalmente inesperada, cruel e tem distúrbios mentais, com absoluta certeza; mas é ótima, adorei ela! O fim é inesperado, além de que eu gostei muito de todos os personagens. Outro fato bacana sobre o livro, não apenas sobre o livro, é que é de uma autora brasileira, e mesmo não estando entre os mais vendidos, nem ouvir alguém comentar sobre ele eu afirmo que é mais interessante dos que os livros estrangeiros (em sua maioria) que falam de adolescentes que são criaturas sobrenaturais, ou tem algo relacionado a ele. Recomendo (:
comentários(0)comente



stefanyau 30/09/2015

Perfeição
Um dos melhores livros que já li.
comentários(0)comente



Jéssica R. 25/12/2011

Sangue de Lobo
Duas amigas que eram viciadas em RPG (Role Playing Game), que seria um jogo onde cada jogador interpreta um personagem que quiser, vão para Passo Quatro (MG) para passar as férias. Ana Cristina e Cristiana, são amigas inseparáveis, sendo que Ana pertence há uma família rica e é filha de uns dos advogados mais influentes do Brasil e Cristiana é filha da governanta.


Durante a viagem elas encontram um museu improvisado e nele um livro (com o título de "Coração Selvagem") que conta a história que elas e seus amigos de RPG jogaram recentemente.


Isso deixou essas meninas assustadas e curiosas para saberem como a história que elas inventaram no jogo estava naquele livro.


No livro Coração Selvagem vemos contada a história de Hector, um jovem lobisomem, que enfrenta anos e anos de sofrimento. Após a morte de sua amada ele encontra vários caminhos e junções que levam a se encontrar com a família Albuquerque, esse encontro mudará a vida de Hector para sempre.


Ele ficará no meio de várias mortes horrendas.


Essas mortes são relacionadas com o jogo RPG e também com o livro, apresentam várias vítimas que foram assassinadas e apenas um filete de sangue escorre sobre um buraquinho feito na altura do coração,não há uma agressão, mas todas as vítimas estavam de olhos arregalados como se a pessoa que a matou fosse alguém inesperado.TODAS as vítimas estavam com as cabeças tosadas com um véu cobrindo os seus rostos.Onde oitos bonecas de porcelana estão ligadas ao crime (Só que não vou dizer muito).


Só que os crimes que estavam no livro passam a ser cometidos do mesmo jeito no presente. A cidade pacata torna-se o um lugar mais perigoso de todos. E as Cris embarcam numa jornada para descobrir a verdade.

No meio disso tudo tem Daniel , um jovem escritor de contos que durante a trama terá grande importância para as Cris, além de ser super LINDO, será um homem culto e misterioso que causará receios em algumas pessoas.


Tem vários romances nesse livro, mas representado de um jeito legal, nada de muito meloso ,e sim de uma forma que eu gostei.


As autoras me prenderam do começo ao fim. Não conseguia parar de ler esse livro, quando tinha que fazer, até ficava triste, pensando o que aconteceria com os personagens.


O que eu mais gostei foi que o livro não é narrado somente pelos ‘’principais’’ personagens. Cada personagem deste livro teve sua porcentagem, o que achei bem interessante, saber o que as outras pessoas estavam pensando, o que fariam, adorei isso!!


Para lerem a continuação acessem: http://www.vivendolivros.com.br/2011/12/resenha-sangue-de-lobo-rosana-rios-e.html#comment-form
comentários(0)comente



Adrean 29/09/2016

Sangue de Lobo
A base de um jogo que uma família inventou para jogar, porque os jogos que tinham já estavam enjoados, e, resolveram inventar outro jogo.
Eu gostei porque influencia a prática de jogos.
comentários(0)comente



73 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5