A Rainha da Fofoca - Fisgada

A Rainha da Fofoca - Fisgada Meg Cabot




Resenhas - A Rainha da Fofoca Fisgada


33 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Flavia 07/03/2012

AMEIII
Luke enfim fez o pedido de casamento, e mesmo sem saber se é isso mesmo o que quer, Lizzie aceita. Aceita e fica super animada em finalmente ser ela a noiva e poder realizar seu sonho de se casar!

Mas Lizzie acaba não sabendo o que fazer para lidar com essa situação de noivado e casamento com Luke, principalmente por ter tido um "lance especial sem sexo" com Chaz na virada do ano, que se declarou apaixonado por ela desde o início, só não tinha descobrido ainda.

Lizzie agora está dividida entre o amor de Luke, que está mais ausente do que nunca, estudando e trabalhando com o tio na França, e o amor de Chaz, seu amigo e companheiro, super atencioso que está alí pra ela todas as horas em que ela precisa, mas que não tem o menor interesse em se casar um dia...

Chaz está super magoado e decepcionado com Lizzie, pois não deixou de alertá-la quanto a Luke e sua aversão a casamentos ou relacionamentos muito sérios, afinal, eles são amigos desde adolescentes e se conhecem muito bem, mas Lizzie preferiu despachá-lo pra aceitar o pedido de casamento do nada que Luke lhe fez, sem aceitar e sem acreditar em nada do que Chaz tentou lhe falar sobre Luke gostar de ser livre... Chaz deixa claro que é totalmente contra esse casamento alegando que sabe que não é isso que Lizzie merece e muito menos o que Luke quer.

Lizzie fica no maior impasse de sua vida! Ela precisa resolver sua vida amorosa enquanto fica na maior correria trabalhando na loja de vestidos sozinha, pois Monsieur Henri passa por uma cirurgia no coração e precisa de repouso. Diante disso, acaba contratando Tiffany, a doidona do ecritório de advocacia que oferece ajuda, pra atender os telefonemas e agendar as visitas das noivas, e faz isso com a maior habilidade e perfeição.
Ela ainda pega o trabalho de desenhar e criar um vestido exclusivo para a atriz Ava Geck super louca, que vive sendo perseguida por paparrazis e aparecendo em revistas e na TV por se drogar, mostrar as partes, se vestir de forma "peculiar", participar de programas de baixo nível na TV, como "Briga de Celebridades no Fosso", e que vai se casar com um príncipe! O que faz com que o movimento da loja aumente ainda mais!
A vida de Lizzie está uma loucura completa!

Ela nega pra si mesma que sente algo além de amizade por Chaz, e tenta esconder esse lance de Shari, já que ela é ex de Chaz, mas Tiffany, Ava e sua avó de 90 anos, que adora a música "Highway to Hell" do AC/DC, o programa "Dra. Quinn, a mulher que cura", que passa no TiVo, cerveja COM alcóol pra ficar de porre (a véia é pau d'água mesmo) e que vive perguntando pra Lizzie se ela já deu pro Chaz, que estão vendo a situação de fora com outros olhos, tentam fazer Lizzie entender que Chaz é o cara com quem ela deve ficar pois Luke não combina com ela e não está com nada, mas Lizzie teima que ama Luke. Até que eles brigam por causa da ausência sem fim dele devido aos estudos, do trabalho com o tio que arrumou na França, por causa do planejamento do casamento que nunca é feito, e porque Luke além de não conhecer a família de Lizzie e nem demonstrar interesse nisso, aida fala o que não deve fazendo com que Lizzie peça um tempo nesse noivado.
Será que toda a ausência e falta de interesse de Luke tem mesmo alguma coisa a ver com os estudos?

Sozinha, Lizzie vai ter tempo pra colocar essas questões em ordem, até que vai passar o 4 de Julho no apartamento de Shari e Pat. Ela se depara com a nova namorada super intelectual de Chaz, o que a faz quase infartar de tanto ciúme, mas também recebe uma ligação de sua mãe com uma notícia que faz o mundo de Lizzie cair, e ela precisa ir as pressas pra Ann Arbor...

E lá, até que enfim, ela descobre que foi "fisgada" de fato!

O livro ainda tem várias dicas para evitar desastres no casamento e conta um pouco sobre a história do casamento em geral em cada início de capítulo! Dicas bem humoradas e assinadas por Lizzie Nichols Designs! Hahaha!
larys 01/04/2012minha estante
você não contou um pouco demais do livro, contou? :s




spoiler visualizar
09/11/2011minha estante
Fiquei tão desapontada com o que a Meg fez com o Luke............no 1º livro ele era perfeito...dai parece que ela gostou mais do Chaz, e resolveu mudar tudo.........mas é um saga legal.............


Lou 10/03/2012minha estante
To arrasada! Queria tanto que ela ficasse com o Luke!

Ps: também odeio quando as autoras mudam o comportamento dos personagens desse jeito...


Bibiana 08/06/2012minha estante
Não acho que a Meg mudou o comportamento do Luke. Quero dizer, no primeiro livro ele era namorado da Dominique e ficava flertando com a Lizzie. Inclusive quase beijou ela, várias vezes e só não o fez porque algo o interrompia.


karolzz 30/11/2012minha estante
Fiquei decepcionada com o final também. Foi tão sem graça. A verdade é que eu nunca gostei muito do Luke, mas achei esse amor repentino do Chaz por ela muito estranho e repentino. E não entendi pq o Luke chorou e não quis o anel. Foi tudo muito estranho.
E fiquei chateada de não ter rolado o casamento que a Liz sempre sonhou.


Jheovana 30/06/2013minha estante
Eu gostei do final, sinceramente. O Luke só foi meu favorito a primeira vez que apareceu, já que depois foi ficando maçante toda essa perfeição. Obviamente, isso ia enjoar algum dia. Sempre gostei do Chaz, e ele conhece a Lizzie tão bem que achei o relacionamento deles muito legal. O que me deixou mais chocada, no fim de tudo, foi a morte da vovó. Acho que ninguém deu muita importancia, mas eu realmente gostava dela, e isso tirou grande parte da diversão. O Luke - o fato dele ter traído ela, e tudo - não me surpreendeu nem um pouco. Simplesmente, ninguém pode ser tão perfeito assim. O amor por Chaz, penso que não foi repentino se comparado aos outros relacionamentos dela - se apaixonar por um cara que viu uma vez (Andrew) ficar fantasiando casamento com o Luke, que mal convivia, e então não achei repentino nem nada... Ela sempre foi rápida mesmo. A única decepção foi mesmo o casamento - como alguém que planejava tanto, de repente aceita algo tipo isso? - porém aceitei.


Hellen 13/07/2017minha estante
Concordo com Jheovana, Luke só aparenta ser perfeito no primeiro livro, depois a mascara vai se destruindo e mostrando quem ele é de verdade. Me surpreendi com o casal Chaz e Liz, mas achei bem interessante o envolvimento deles que já se conheciam a bastante tempo e nunca perceberam que ela poderia estar o amor, gostei principalmente porque os personagens são muito reais e mostra que não existe príncipe encantado, Chaz tem vários defeitos assim como a própria Liz e assim acabaram me cativando.




Vanessa Vieira 20/06/2011

A Rainha da Fofoca: Fisgada_Meg Cabot
Em A Rainha da Fofoca: Fisgada, terceiro e último volume da série A Rainha da Fofoca, de Meg Cabot (lançamento em outubro desse ano aqui no Brasil), mais uma vez nos deliciamos com as confusões em que Lizzie Nichols se mete devido a sua boca enorme. Lizzie se vê em um triângulo amoroso entre Luke, o príncipe cortês, educado e gentil, e Chaz, o ex-namorado de sua amiga Shari, que o trocou por uma lésbica no volume anterior. E para completar essa estória maluca, Luke pede Lizzie em casamento, com direito a uma aliança caríssima.

O coração de Lizzie fica dividido, pois ela sempre achou que amava a Luke. Porém, o relacionamento deles não está no mesmo ápice do início do namoro, e ele está se afastando cada vez mais dela, viajando constantemente e ficando muito tempo ausente. Enquanto Chaz está presente em todos os momentos da vida de Lizzie, lhe apoiando e dando forças, e se mostrando totalmente disponível.

A avó de Lizzie acaba falecendo e ela se sente muito mal, pois ela era muito apegada a avó e se aconselhava muito com a senhorinha. Luke está viajando e não aparece nem no velório e nem no enterro da doce velhinha, enquanto Chaz está presente e oferece o seu ombro amigo (e outras partes do corpo também) para Lizzie.

Amei o último volume da série! No início, estava receosa com Lizzie, não entendia como ela podia estar dividida entre Luke, um verdadeiro deus grego e com Chaz, que parecia muito diferente do estilo de ser dela. Porém, fui entendendo os motivos dela, e enfim, o final do livro me agradou.

A avó de Lizzie era uma figura! Pensem em uma vovózinha viciada em seriados, doida por uma cerveja e sem papas na língua, incluindo todo o tipo de vocabulário inimaginável para uma senhora? Ah, e apaixonada pela música Highway to Hell, do AC/DC? Ela era incrível!! Vale a pena conferir!!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Gih 24/01/2017minha estante
SIMM, fazendo a lizzie ficar com o CHAD (?????) A Meg cabot BASICAMENTE anulou o primeiro livro


SamyMartins 05/03/2017minha estante
Pois é! Apesar de ter quase 5 anos que fiz esta resenha, até hoje quando passo na livraria e vejo esse último livro viro a cara!




spoiler visualizar
Andreza 06/10/2014minha estante
Realmente essa desconstrução do Luke foi a maior surpresa do livro. Eu jamais iria imaginar que as coisas fossem tomar o rumo que tomaram. Mas talvez o que tenha sido mostrado foi a ideia que Lizzie fez dele, né. Mas de qualquer maneira foi meio inusitado mesmo. Talvez um ponto a ser considerado um pouquinho negativo para a história.

A avó da Lizzie foi uma das minhas personagens preferidas!




spoiler visualizar
Diandra 17/03/2012minha estante
Obrigada; concordo com tudo o que você escreveu. A sua resenha evitou que eu comprasse um livro que eu me arrependeria o resto da vida por ter comprado. Vou ficar só com os dois primeiros mesmo; já que eu amo o Luke príncipe encantado. Não vou nem ler o terceiro pra não me decepcionar.


Raffafust 17/03/2012minha estante
É muito difícil falar de uma autora que amo como Meg..mas por isso que a decepção foi grande...me senti traída por ter esperado um final e ter tido outro! :(


Melissa 17/08/2013minha estante
Li os dois primeiros e ao final do segundo, notei que a autora estava querendo mudar de direção, mas não imaginava que ia mudar totalmente um personagem. Ainda bem que li spoiler do terceiro livro e decidi não ler porque odeio quando mudam radicalmente o personagem, visto que como você disse, traçamos uma ligação com eles.


Tchamilla 08/12/2013minha estante
Super concordo! Também fiquei decepcionada. Achei que brotou muito do nada esse amor todo da Lizzie e do Chaz. Fora que o Chaz foi muito fdp com o Luke. A Lizzie até tinha uma desculpa, mas o Chaz não tinha desculpa nenhuma para trair o amigo.




spoiler visualizar
Jessy 11/03/2015minha estante
concordo plenamente :(
parecia um outro livro, mas com os mesmos personagens. Tb to até agora sem entender




spoiler visualizar
Tchamilla 08/12/2013minha estante
"O que me irritou mais ainda é o fato de que Luke agiu como qualquer outro homem agiria, normal, sem problemas e só porque ela fica na fossa e se agarra uma vez com Chaz os dois acham que se amam desde sempre?! Tipo, OI?!" Exato! Também achei que Meg deixou a desejar no desenvolvimento desse interesse deles.




spoiler visualizar
Tchamilla 08/12/2013minha estante
Concordo com você, Carla! Com certeza a Meg fez isso só pra justificar a traição da Lizzie e o caminho ficar livre pro Chaz.




House of Chick 06/05/2012

A primeira resenha do ano é de “A Rainha da Fofoca Fisgada”. Esse fato tornou-se comum, já que a primeira resenha do blog foi “A Rainha da Fofoca” e a primeira resenha de 2011 foi “A Rainha da Fofoca em Nova York”, então, mantendo o padrão, está na hora da resenha do aguardado terceiro – e último – livro da série.

Como esse é o terceiro volume de uma série, essa resenha pode conter alguns spoilers dos livros anteriores. Mas só durante o breve resumo do que acontece nesse. Em minhas opiniões, mais abaixo, não há spoiler nenhum. Podem ficar tranquilos se quiserem ler.

Lizzie Nichols está numa ótima fase de sua vida. Finalmente vai se casar, já que ficou noiva de seu namorado, Luke, depois da briga que eles tiveram e que o fez perceber que queria passar o resto de sua vida ao seu lado. Além disso, ela conseguiu começar sua fama na carreira de restauradora de vestidos de noiva, após o casamento de Ano-Novo de Jill Higgins, a famosa “elefante-marinho”, que se casou com o rico John MacDowell.

Só que tem algo estranho nisso tudo. Urticárias começam a aparecer sempre que ela pensa nas palavras: “meu casamento”. O que está errado? Será que Luke é realmente o príncipe encantado que ela sempre acreditou que era? Por que não consegue pensar nos detalhes da união sem ficar cheia de manchas vermelhas? Por que todas as pessoas ao seu redor vivem dizendo que ela está errada em seguir com essa decisão? E por qual motivo seus pensamentos sempre se voltam para uma certa pessoa?

Agora Lizzie precisa se acalmar e perceber os pequenos detalhes que estão bem ali ao seu lado, mostrando que a felicidade está mais próxima do que ela imagina. Isso tudo tomando um cuidado daqueles para não deixar sua boa grande controlá-la mais algumas vezes.

Bom, apesar de ter gostado bastante desse volume, todas as minhas esperanças foram por água abaixo. Algumas pessoas sabem que essa série era a minha preferida da Meg e que eu estava com um certo medo desse terceiro livro. Porque devido o final do segundo já dava para imaginar o que iria ocorrer no terceiro, e, infelizmente, tudo ocorreu como eu acreditava que iria ser, mas que eu não queria que fosse assim. Então, apesar de meus esforços, ficou um quê de frustração em mim. O livro é ótimo sim, mas não é o desfecho que eu esperava para minha série favorita.

Eu tentei aproveitar a leitura com o máximo de mim, e fiquei realmente feliz com várias coisas que ocorreram no decorrer desse livro, mas a decepção por infelizmente não ser como eu queria que fosse não me permitiu amá-lo totalmente.

Continuação: http://www.houseofchick.com/2012/01/rainha-da-fofoca-fisgada-meg-cabot.html
comentários(0)comente



Desirée 21/01/2012

Personalidade com Coca Diet.
A primeira questão que quero citar nesse livro, é que as vezes alguns escritores não sabem, ( ou sabem, mas fingem que não ) que uma vez que um personagem é criado, não dá pra simplesmente voltar atrás na escolha de personalidade dele. Quando um personagem ganha vida, é totalmente imprudente - na minha mais humilde opinião - tentar manipula-los! Não se faz um príncipe encantando, e de repente torna ele um cafajeste! Mas tudo bem, pelo menos pude contar com a habilidade da Meg para não fazer o livro ficar superficial, e chato. Muito pelo contrário, eu o amei. Eu sei que eu critiquei, mas os prós simplesmente pisaram nos contras! Eu gargalhei desde a primeira, até a ultima página do livro com os blábláblá internos da Lizzie, com o Chaz, ( Sou só eu ou ele vem com um arzinho do Chuck de Gossip Girl? Ah se liga, to falando da série de tv ) que eu SEMPRE gostei, e tenho que confessar que eu ja imaginava outro caminho pra ele desde o primeiro livro da série, com a Tifanny, que vira uma das minhas personagens favoritas junto com a Ava, uma nova personagem cuja a descrição me lembra a Megan Fox! hahaha O livro é ótimo, e se passa em torno de Um ano e meio, o que é bom, ninguém gosta de um livro que retrate, sei lá, dois dias... certo? Valeu super a pena, e já to sentindo saudade da minha Fofoqueira favorita de todos os tempos, com seus problemas, que são resolvidos como os meus... Coca Diet. Tirando o Diet pra mim, é claro. Então, que tal um brinde?
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Evellen 17/01/2014minha estante
este livro é continuação do outro q termina com ela sendo pedida em casamento rainha da fofoca em nova york


Tchamilla 17/01/2014minha estante
sim, eu sei
eu li todos




Natália 03/10/2013

Contém spoilers para quem não leu os livros anteriores ;)
Antes de mais nada, foi um absurdo Lizzie ter aceitado o pedido de casamento de Luke. Apesar de confirmarmos a resposta positiva só no começo do terceiro livro, ninguém duvidava de um SIM, certo? E nem estou dizendo isso porque não gosto do Luke ou qualquer coisa do tipo, mas sim porque é um absurdo Meg Cabot colocar sua protagonista pra casar com alguém cujo relacionamento tem só SEIS MESES de duração. Ela sempre construiu personagens mais parecidas com a gente, pessoas comuns, que correm atrás dos seus sonhos e têm opiniões fortes, e mesmo assim deu a Lizzie uma decisão tão desmiolada. Porque, sério, ninguém casa com um namorado de seis meses, né?

Né? Espero não ver nenhum de vocês fazendo isso.

Sendo uma autora importantíssima no meio jovem feminino, Meg não deveria estimular esse tipo de comportamento nas meninas de 13 anos (as quais não deveriam estar lendo esse livro porque, como eu disse na resenha do primeiro, ele é mais adulto e tal). Meg é uma formadora de opinião e é como se essas meninas pensassem "bom, se a Cabot disse, então eu posso fazer". Mas logo no comecinho da história a gente percebe o desconforto de Lizzie com a decisão de se casar e o desfecho vai tratar dessas questões: o motivo da decisão de se casar com Luke, se isso é realmente uma boa ideia e o andamento da sua carreira profissional.

Apesar de achar esse noivado um absurdo, também não achei bacana como o romance foi jogado pra cima de Chaz. Sim, minha gente. Deu pra notar a preparação de terreno para um lance entre Lizzie e Chaz, mas foi tão sutil que só percebi em A Rainha da Fofoca Fisgada. E nem é spoiler falar do envolvimento deles porque isso fica claro logo nas primeiras páginas. A princípio pareceu forçado, principalmente porque Chaz alega estar apaixonado de verdade por Lizzie. Parece fragilidade emocional pra mim, pois ele acabou de sair de um relacionamento super sério com Shari.

Com o desenrolar da narrativa, a gente vai se apaixonando pelo Chaz e lembra de como ele era um namorado maravilhoso pra Shari. Vocês lembram como ele até lavava a roupa dela? Bom, e agora? Como Lizzie vai fazer pra sair dessa confusão (de se casar com Luke porque ela acha que casamento é uma coisa maravilhosa e não porque o ama de verdade) na qual ela mesma se meteu?

Não tem muito o que falar. Esse foi o melhor livro dos três, sem dúvida nenhuma. Todo o cuidado com que ele foi feito me deixa encantada. Novamente, as transições entre capítulos tem uns "extras", além das citações nos começos dos capítulos. Só ratifico aqui minha opinião sobre o marketing. Lizzie não tem nada de fofoqueira e ficar repetindo isso durante todos os livros deixou a construção da personagem mal feita. As tagarelices dela não acontecem com tanta frequência assim.

Enfim, gostei muito dessa trilogia. Dá pra aprender bastante sobre relacionamentos e até mesmo um pouco sobre carreira profissional. Pretendo comprá-los em inglês hardcover pra deixar na minha estante, pra nunca esquecer o que aprendi com essas leituras

site: http://www.vireapagina.com
comentários(0)comente



Mariana.Villerá 03/03/2017

Fisgada
O melhor da série! Muito mais engraçado com descobertas surpreendentes! O final inacreditável! Amei!
comentários(0)comente



Andréia 24/06/2012

Simplesmente vou sentir falta da Lizzie e do seu positivismo (e da sua boca grande). Esse livo, assim como os outros que compõem a trilogia, me divertiu muito, como nenhum livro fazia a um tempo.
Quero agradecer a Amanda por ter me emprestado esse livro e a Ana Clara por ter aturado as minhas risadas loucas e as leituras dos trechos mais divertidos.
comentários(0)comente



33 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3