O Aprendizado de Pequena Árvore

O Aprendizado de Pequena Árvore Forrest Carter
Forrest Carter
Forrest Carter




Resenhas - O Aprendizado de Pequena Árvore


17 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Beca 19/01/2021

De chorar
Confesso que achei o liv
ro cansativo. É retratado o dia a dia dos índios em uma narrativa sem muitos diálogos - o que traz um ritmo lento. Apesar disso, a Pequena Árvore é uma árvore imensa, carregada de ensinamentos sobre a vida e a natureza. E o final... é impossível não chorar. Derramei várias lágrimas, incontroláveis. Se um livro te faz chorar, ele já merece ser indicado, ainda mais por se tratar de uma história verdadeira. Todos deveriam aprender com a Pequena Árvore. E como a própria Vovó relata, quando algo é bom, este deve ser compartilhado. Então leiam a Pequena Árvore!
comentários(0)comente



Yara 17/05/2020

Comovente e muito fofo
Li esse livro há muitos anos e nunca me esqueci dele. É maravilhoso, uma história cativante com uma construção linda de cenário. A evolução do personagem é nítida, e eu chorei rios no final do livro! É um livro perfeito, não mudaria nada.
Luana Christina 05/11/2020minha estante
Terminei de ler ontem aos prantos.




Bia 26/06/2018

Perfeito
Um menino cherokke e sua vida com os avós. Linda história. A cumplicidade e o carinho entre eles. O respeito à natureza e aos animais. Perfeito! A partida dos avós e dos cães, uma lição de força e coragem que so uma criança cherokke seria capaz de demonstrar. Lindissimo ?
comentários(0)comente



Marcos.Coelho 06/11/2017

Um livro pra revisitar pra sempre

Esse livro foi um dos três que em minha infância, me despertaram o hábito da leitura e foi a saudade dele que me fez relê-lo recentemente, já o vídeo é somente pra espalhar o convite à sua leitura, uma vez que antes de reler, perdi quase uma hora procurando resenhas sobre ele no Youtube e não encontrei, mesmo esse livro sendo considerado um clássico da literatura norte-americana.
Penso da seguinte maneira: se essa obra me instigou a ler, pode ser que ela proporcione o mesmo a outras pessoas.
A história contada no livro se passa na década de 30 e embora tenha a Depressão Americana como plano de fundo, não foca nela de forma direta, mas a título de explicação é importante salientar que ao fim da 1° Guerra Mundial a Europa ficou em ruínas e que a economia norte-americana se beneficiou bastante com isso, no entanto quando a Europa se reestruturou a economia norte-americana sofreu sua maior quebra; desemprego, queda do PIB, queda na produção industrial e queda no valor de ações assolaram o país de 1929 a 1939.
Paralelo a esse cenário acompanhamos a vida de Pequena Árvore, um garoto de cinco anos que perde os pais e vai morar com os avós nas montanhas. A avó, uma cherokee pura, o avô, um descendente. Vivendo lá o garoto aprende a viver conforme a tradição desse povo, inclusive muitos relatos transmitidos de geração em geração pela tradição oral dos cherokees são encontrados nesse livro e o autor pode relatar esses trechos no livro com propriedade já que o mesmo tem herança cherokee e até acredita-se que ele mesclou sua própria história com o livro, dando a ele em muitos momentos, caráter autobiográfico; o avô de Carter, por exemplo, era neto de uma Cherokee pura.
Os valores passados dos avós ao menino ao longo do livro contribuem em muito para a valorização dessa obra como documento humano de significado universal. Ali vemos aos poucos o garoto aprender o jeito cherokee, uma perspectiva de mundo completamente diferente da nossa e mesmo assim coesa e muito menos injusta. Com o livro podemos facilmente perceber o quanto o mundo moderno é fechado em si mesmo; tudo isso através das palavras do avô, que mesmo sem o conhecimento técnico que nosso mundo tanto exige, consegue tocar todas as nossas feridas, revelando a hipocrisia e brutalidade dos brancos. Nesses trechos é incrível a forma como o autor conseguiu dar graça à nossa política por meio dos diálogos do avô com o menino, onde pro avô tudo de ruim que acontecia no mundo era no fundo, culpa dos políticos.
Amor à natureza e a vida, dar amor sem esperar gratidão, tirar da terra somente o que se precisa, aprender a perceber a alma-espírito da natureza, compreender e aceitar com naturalidade o grande círculo da vida, que não se encerra com a morte são alguns dos valores que fazem parte do jeito simples e sábio de viver dos índios cherokee e que são aprendidos por Pequena Árvore.
Um sucesso de crítica, sensível, belo, profundo e enternecedor, O Aprendizado de Pequena Árvore é um misto de tudo isso e é praticamente impossível lê-lo sem mudar de alguma forma, nem que seja o mínimo possível, a maneira de vermos o mundo. Você, como a grande maioria das pessoas, pode sem querer, estar sendo levado pelo mundo a colocar seus esforços no fútil e esquecendo o essencial, mas nunca é tarde para abrir os olhos... uma boa leitura pra você!

site: https://www.youtube.com/edit?video_id=GioGXWvXZSc
comentários(0)comente



Thomas 07/08/2017

Incrível
A leitura é leve e simples, o conteúdo sem detalhes desnecessários, o que torna a leitura absurdamente agradável. E quando você percebe que a narrativa é feita por uma criança de 5 anos, 6 mais tarde, descobre uma narrativa inocente e bem humorada.
Impossível ler este livro e não começar a ver o mundo e a nossa relação com ele de uma forma diferente.
comentários(0)comente



Eli 01/10/2014

Para rir, chorar e crescer
O mais sensível e profundo livro que li nesses últimos tempos. De linguagem simples, mas abaladora, o autor aborda a vida e os seus conflitos de um ponto de vista doce, sábio, rico e vasto, misturando a inocência da criança e a sapiência dos velhos cherokees das montanhas.
Andriola 04/04/2016minha estante
esse livro é lindo




Fabi 02/01/2014

Adorável!
Fiquei encantada com a cultura cherokee. A sabedoria deles é maravilhosa. O conhecimento da natureza, e a conexão com ela, é incrível. Às vezes é deprimente ver a cultura do homem branco pelos olhos dos índios - porque eles estão certos sobre muitos males da sociedade.

Nunca vi um livro capturar tão bem a inocência da infância. Amei os personagens. Não sei o que é mais adorável: suas qualidades ou seus defeitos.

Enfim, dei risada, chorei, fiquei inspirada. Adorei o livro!!
comentários(0)comente



Natan 12/12/2013

Paixão a primeira vista/amor para toda a vida
Ah livros que vem com uma dose a mais de perfeição, o aprendizado de pequena arvore veio com um lito dos grandes, se existem livros do qual a gente nunca se recupera totalmente, este é um. Descobri-o na biblioteca da minha escola, sua capa meiga e infantil, chamou-me logo atenção, como estava lendo outro livro, escondi ele debaixo de outros livros, como sempre faço, mas não conta pra ninguém (risos), li a sinopse e foi amor a primeira vista, comecei a lê-lo e tive vontade de devora-lo, o livro é "um verdadeiro hino de amor a vida e a natureza", narrado pelo próprio Pequena Árvore, um pequeno e valente menino que após perde seus pais, vai morar com os seus avós nas montanhas da região de Eastern Cherokee Hill, no Tennessee.
Em meio a natureza, pequena arvore junto de seus avós, índios Cherokees, dá inicio a seu aprendizado nos valores simples da vida cherokee: "dá amor sem esperar gratidão e tirar da terra apenas o que se necessita". ao lado do avô, percorre cada centímetro das montanhas, aprendendo a sentir a natureza em toda a sua grandeza. Nas palavras da avó, compreende e aceita com naturalidade o ciclo da vida, que não se encerra com a morte.
A simplicidade, a naturalidade, a honestidade e a pureza com que a historia é contada é cativante. Com certeza uma de minhas melhores leituras, aconselho a todos a viver esta aventura, e para quem ama natureza e ler, é leitura obrigatória!
comentários(0)comente



Francieli 01/04/2013

O que a capa tem de horrível a história tem de bonitinha.
comentários(0)comente



Faellyto 09/12/2012

Me fez chorar.
É.. esse livro foi um dos poucos que conseguiram me fazer chorar. Me encantei com a capa, com a comparação com o Pequeno príncipe. O encontrei na biblioteca da minha antiga escola, o livro ensina sobre a natureza, família, sobre vida. A Envolvente narração simples sobre o convívio da "arvorezinha" com os seus avós, em meio a uma natureza e problemas familiares que o garotinha passa. Li o livro em 3 dias cogitando a ideia de não devolvê-lo nunca. ( é isso mesmo.. eu queria roubá-lo).
comentários(0)comente



Lais Santos 13/09/2012

Livro incrível
O Aprendizado de Pequena Árvore é simplesmente cativante, não se enganem pelo nome, este não é um livro infantil!
Com uma linguagem simples, e uma história envolvente, o livro nos faz viajar, nos faz dar valor as coisas pequenas, nos faz querer plantar uma árvore, estar perto da natureza... Enquanto muitos dão valor a riqueza e a bens materiais, O Aprendizado de Pequena Árvore nos faz ver que a humildade é o que verdadeiramente importa, e torna repugnante as coisas fúteis da vida.
comentários(0)comente



Leila 07/07/2011

Não julgue pela capa
Lembro que ganhei esse livro da minha Madrinho no meu aniversário, desde de criança ela me presenteia com livros e é ela a grande responsável por essa paixão que rege minha vida.
Na capa do livro está escrito que a história se compara ao Pequeno Príncipe, que até então era o meu clássico dos infantis, e por isso comecei a ler com um certo desdém, como se estivesse desafiando o livro a provar o que dizia na capa.
Confesso agora que este livro não se compara ao Pequeno Príncipe, pois com ousadia ainda maior afirmo que O Aprendizado de Pequena Árvore SUPERA O Pequeno Príncipe. Este livro tem a capacidade de eliminar todos seus preconceitos e idéias prontas de uma sociedade engessada e trazer luz para seu modo vida.
Vale a pena ler e reler quantas vezes for possível!

Obs.: Recomendo os capítulo 5. "Eu afim de você, Bonnie Bee"
comentários(0)comente



Maltenri 08/06/2011

As pequenas coisas da vida
Descobri “O Aprendizado de Pequena Árvore” no domingo. Dois dias depois, acabei o livro. Entrou para minha seleta lista de livros maravilhosos.

O livro conta a história de um garoto chamado Pequena Árvore, descendente de índios Cherokees. Após a morte de seus pais, vai viver com seus avós. Aí começa sua jornada de aprendizado. E aí começa o aprendizado do leitor. A verdade é que o livro é um verdadeiro baú de lições de vida, esquecido no fundo do porão pela maioria das pessoas.

A obra é destinada principalmente ao público infantil, porém o público adulto pode aproveitar muitos elementos presentes.
A narrativa é feita por Pequena Árvore. Decorre disso um vocabulário fácil, com frases curtas. A leitura flui bem. Decorre também a visão de um garoto de eventos mais ou menos cômicos ou trágicos. Permite-nos lembrar de nossa própria inocência quando fomos crianças e de como o mundo era um lugar misterioso.
O elemento cômico é quase que onipresente, com descrições divertidíssimas. O humor é simples, quase pastelão às vezes, mas isso só ajuda a reforçar a atmosfera leve do livro.

Porém o mais importante é o conjunto de lições de vida: valor do trabalho, respeito ao próximo e à natureza, entre outras lições importantíssimas que quase ninguém aplica hoje em dia. Ensina também a importância das pequenas coisas da vida: apreciar a natureza, um nascer do sol, as caminhadas ou ainda o fato de gastar energia para equilibrar a mente e o espírito. Todos os pais deveriam ler esse livro para seus filhos, sempre tentando aprender ao mesmo tempo.

A única dificuldade advém do pano de fundo do livro. A história acontece nos Estados Unidos durante a década de 30. Um mínimo de cultura geral sobre esse contexto é necessário para compreender completamente o livro.

É uma obra fantástica, para ler, reler e recomendar. Afinal, Vovô já dizia que tudo o que é bom deve ser repartido, para que seja bom para todos.
comentários(0)comente



Ana Cristina 23/05/2010

A leitura desse livro é lenta, e por vezes bem chata. Mas tem muito conteúdo. Fala sobre a história e a cultura dos indígenas da América do Norte e dos problemas que eram enfrentados por eles, contados através dos ensinamentos dos avós cherokees que vivem na mata para o seu neto que vinha da cidade. Aprendi muita coisa lendo esse livro.
Liadan 31/08/2010minha estante
Eu estava pensando em abandoná-lo, mas percebi o tanto que eu podia aprender com ele e cheguei até o fim.
É um ótimo livro e nos mostra o que deixamos de perceber por estarmos tão atarefados a ponto de ignorar a natureza.




17 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR