Trânsito

Trânsito Rachel Cusk




Resenhas - Trânsito


2 encontrados | exibindo 1 a 2


Daniel 01/12/2020

Mudanças estão por vir
“Uma astróloga me mandou um e-mail (...), queria que eu soubesse que um trânsito importante estava previsto para acontecer em breve no meu céu.”

Assim começa Trânsito. O livro é a continuação da história de Faye, a mesma protagonista de “Esboço”. Aqui a personagem, que é uma escritora, está voltando a viver em Londres, depois de morar muitos anos no interior do país. Está divorciada, procurando uma casa onde vai morar com os seus dois filhos.

O que preenche a narrativa não é exatamente a história de Faye, mas as histórias das pessoas que ela vai encontrando: um empreiteiro que vai fazer a reforma da sua casa, um ex namorado, um cabelereiro, outros escritores numa feira literária. E aí é que está a coisa: não interessa muito o que está sendo contando – apesar de interessar! – mas sim, COMO a coisa é contada! Aí sim está a grande diferença entre LITERATURA e a simples contação de histórias.

Eu gostei ainda mais deste livro, em comparação com o primeiro da trilogia. Gostei mais das histórias, da situação atual da protagonista, achei tudo muito bem orquestrado e executado. A partir do momento que você se envolve com a narrativa, você lê sem nenhum esforço e com muito prazer.

“Cada leitor chegava ao seu livro como um estranho que precisava ser convencido a ficar”.

Eu fui facilmente convencido, e mal posso esperar pelo próximo, que encerra a trilogia.
comentários(0)comente



Ana Rabelo 26/09/2020

Trânsito
Sequência de Esboço, Trânsito continua a história da escritora Faye, agora em Londres, sua cidade natal. Gosto muito da forma como que Cusk elabora a sua narrativa, mais pelo olhar dos interlocutores do que pela narradora. Questões profundas, existenciais, são ditas em conversas que a princípio parecem banais, como em um salão de cabeleireiro ou jantar com amigos. Não é à toa que a série tem provocado burburinho no meio editorial. O livro é escrito por alguém que tem domínio da técnica, atenção nos detalhes e uma profunda reflexão sobre a vida. Recomendo para quem gosta de um bom livro. - O destino, disse ele, é apenas a verdade no seu estado natural. Quando você deixa as coisas a cargo do destino, elas podem levar muito tempo, falou, mas seus processos são precisos e inexoráveis. -
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2