Constelações Familiares

Constelações Familiares Bert Hellinger




Resenhas - Constelações Familiares


7 encontrados | exibindo 1 a 7


sidneimiranda 07/06/2017

Bert Hellinger - O arauto da nova ordem.
Neste livro se dispõe boa parte do início das atividades da constelação familiar.
Foi na segunda lida que eu consegui compreender melhor, mais profundamente. E digo isso como constelador, atuando com constelação familiar, na posição de terapeuta há mais de 4 anos. O livro é denso. Nem todos poderão dizer que compreenderam tudo, nem todos vão acetar tudo o que ele diz, nem todos estarão de acordo com tudo.
É um livro filosófico antes de ser de terapia. Quem busca regras terapêuticas prontas aqui não as encontra, mas conceitos e visões de uma ordem maior, encontra a forma da estrutura de um sistema que demostra consequências. Este sistema da vida, das relações onde cada um toma sua parte inconsciente nos fatos e consequências precisa ser conhecido e esmiuçado. Bert Hellinger não criou nada, apenas descobriu, mapeou e legou suas observações, além da teoria, em práticas bem registradas, através de inúmeras atividades práticas onde teve a oportunidade de definir linhas de ação para a solução de conflitos aparentemente indissolúveis da vida humana.
Um tesouro, que brilha em nossas mãos em cada uma de suas considerações. Um viva também para a autora, entrevistadora, repórter que, a partir de sua busca minuciosa e por perguntas afiadas, sem constrangimentos, soube extrair o sumo de uma nova visão da realidade para nos deixar registrado um pouco da Hellinger Cience.
Lia 13/11/2017minha estante
Uma amiga muito querida ligou e disse que iria participar dali a algum tempo, de uma constelação e gostaria de me ter como participante. Perguntou se poderia contar comigo.
Na hora eu disse que sim, mas depois fiz um auto-questinamento: que raios é isso? Mais a noite retornei a ligação para saber o que era aquilo.. Ela explicou, mas não me dei por satisfeita e fui pesquisar. Comprei o livro e li .... depois outro.. depois outro... participei como havia prometido e acabei indo a varias outras. Intrigante! Os livros são de um teor complexo por tratar de uma abordagem terapêutica relativamente nova. Porém quando se soma o conhecimento teórico com a experiência, passamos a perceber que há muito, realmente, a se descobrir sobre novos métodos terapêuticos e sobre nós próprios.
A constelação tal como na física quântica.. .não se sabe como exatamente o elétron faz o que faz, mas ele faz.
Aos que são abertos, a pelo menos se propor a conhecer mais, aconselho a leitura e a assistir vídeos disponibilizados na internet para melhor entendimento.
Não esperem encontrar no livro algo como ?auto-ajuda?com fórmulas prontas ,mas sim a perceber as implicações oriundas das relações familiares atuais e de varias gerações anteriores que repercutem na vida de todos nós.
O método já vem sendo aplicado no Brasil, inclusive por juízes, em causas familiares com relativo sucesso.




Nalini 30/12/2017

Bert ?
Ideal para quem conhece alguma coisa ou já participou de Constelação Sistêmica, pois são apresentados conceitos numa entrevista entre o organizador da Técnica e uma jornalista, ambos alemães. Algumas vezes fui tomada por tanto amor que parava de ler para sentir aquela coisa que preenchia tudo em mim e ao meu redor! Obrigatório para quem deseja conhecer o tema. Acho até que deve ser o primeiro a ser lido.
comentários(0)comente



Clarisse.MagalhAes 02/11/2018

Um livro muito interessante. Realmente a constelação familiar traz tantos aspectos diferentes pra mim que é até é bem doido de entender.
Gostei bastantes e pretendo participar de uma constelação em breve.
comentários(0)comente



Priscilla 27/11/2019

Muito interessante
Este é o primeiro livro que leio sobre constelação familiar. Achei simples, direto e de fácil leitura. É um bom livro para ter uma ideia geral sobre o tema, saber um pouco sobre as ideias de Bert Hellinger e como funciona a constelação, principalmente a partir dos exemplos que ele cita nas respostas às perguntas da jornalista. Mostra um pouco do raciocínio de Bert, de como ele enxerga e compreende a vida, a família e os relacionamentos. Também desperta alguns insights e temas para a reflexão. Acho o tema muito interessante e pretendo iniciar a leitura dos livros principais de Bert Hellinger sobre constelação.
"Liberdade significa aqui reconhecer que não posso esquivar-me das consequências do meu comportamento. Se faço isso, tenho a capacidade de agir". (p. 34)
comentários(0)comente



Dri 28/02/2020

As ordens
É praticamente uma entrevista entre a jornalista Gabriele com o Constelador Bert Hellinger, que de forma direta e objetiva expõe sua técnica de forma não a agradar mas sim de como ele arranja enxerga a árvore familiar sem interferir no destino das pessoas. Vale a pena ler e no final concordar ou não sem dar espaço a conceitos prévios.
comentários(0)comente



Elaine Messias 07/04/2020

Constelações
aborda as leis criadas na Constelação em favor das relações humanas. Com isso, o mesmo nos mostra que o amor deve seguir determinadas linhas para que possa funcionar. Assim que as leis são obedecidas, podemos viver de forma plena e entregando o melhor que guardamos uns aos outro.

Contudo, a obra também aborda quando há o desrespeito dessas leis sistêmicas. A palavra ?lei? foge completamento de um sentido impositivo ou parecido com fala ditadoras. Tratam-se de reflexões simplistas do que está presente em relações amorosas de sucesso. Se seguirmos esse caminho, teremos mais chances de sermos felizes no amor.
comentários(0)comente



Mari 11/06/2020

Uma simples e prática introdução ao tema
Este livro foi meu primeiro contato com o tema Constelações familiares.

Em formato de entrevista, com um linguajar simples, a obra trás à luz para aqueles que a lêem o quanto nossas relações interpessoais, desde a mais tenra infância, podem influenciar em nossa vida adulta sem nem ao menos termos consciência disso.

Em vários momentos da leitura, senti-me quase fazendo uma terapia inconsciente de autoanálise e definitivamente terminei a obra muito mais consciente de quem sou e como ajo como pessoa do que o era antes.

Apenas uma coisa me entristeceu na obra, e foi a inabilidade da entrevistadora em fazer o papel dela de entrevistar, e não de tentar ficar constantemente apresentando contrapontos com base no que ela pessoalmente acreditava. Pareceu-ms bem claro e evidente o ceticismo da entrevistadora e o desejo de encontrar brechas ou dubiedades no trabalho feito pelo terapeuta, a fim de sabe-se lá o quê. Felizmente, o entrevistado a responde, na maioria das vezes, com imensa paciência.
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7