O Tempo Entre Costuras

O Tempo Entre Costuras María Dueñas




Resenhas - O tempo entre costuras


204 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Cissa 19/11/2010

Encantador! Apaixonante!

Em O Tempo entre as Costuras, María Duenãs, conta uma linda história de uma moça nascida na Espanha, Sira Quiroga. É o ano de 1930 e já começa a despontar a revolução que colocaria seu país sob o regime de Francisco Franco, que com mão de ferro e príncipios fascistas dominaria a Espanha e derramaria o sangue de tantos irmãos pelo solo espanhol.

Entre moldes, alinhavos, pregar botões, agulhas, alfinetes e idealizar e confeccionar roupas, María Duenãs foi me encantando a cada página. Com seu estilo próprio, leve, direto, ela é uma grande contadora de histórias que foi me conduzindo pelo mundo de Sira Quiroga. Começei como ouvinte, fui me tornando sua amiga e terminei cúmplice daquela mulher forte, embora aparentemente fragil, corajosa e determinada. Dividi sonhos, anseios, esperanças e medo com Sira. Ouvi seu choro, senti sua aflição e sua solidão, e vivi suas esperanças. Idealizei Marrocos em minha mente, andei pelas ruas quentes e ensolaradas e pelas noites frias. Me tornei amiga de seus amigos, me apaixonei pelas suas paixões. Me tornei amiga fiel de Candelária sempre escandalosa e exuberante, de Félix seu vizinho que para ter paz embebedava a mãe. Aprendi como é fazer uma resistência em tempos de guerra e como agem os espiões e os riscos que correm Enfim, vivi cada página do livro.

Confirmei que viver em tempo de guerra, e Sira viveu duas delas, nos faz sofrer muito mas nos torna mais fortes quando sobrevivemos. Podem dominar tudo e a todos, mas nossa alma e pensamento são livres, não há quem possa aprisioná-los se não permitirmos.

Quando a história terminou, e fechei a última página do livro me senti amiga íntima de Sira e passei a admirar muito sua mãe e criadora,
María Dueñas, que gerou, pariu, criou e deu vida a uma das mais belas mulheres que já tive o prazer de conhecer.

Ficção, aventura, imaginação, não importa. O que vale mesmo é a mensagem e como ela é passada e O Tempor entre Costuras, tornou meu tempo entre as tarefas da vida mais agradável, mais terno, mais suportável e alegre. Me senti sentada ao lado de meu avôzinho tão amado me contando como é e o que é ser mulher. E eu adorei.
Soraya 19/11/2010minha estante
Cissa,

depois ler sua resenha, não tem como não querer ler este livro. Ótima resenha!


Dirce 19/11/2010minha estante
Oi Cissa!
Sabe que tive que dar um time nesse livro. Não é por não gostar não. Sempre me é muito difícil ler 2 livros de uma só vez, e ler o esse livro junto com "Coração tão branco", livro este, que pretendo ler até o final do mês, foi uma tarefa impossível, pois "O Tempo entre as costuras" me acompanhava na leitura do Coração... o que me atrapalhava a concentração. Estou na página 114 do O Tempo... adorando, claro. Não vejo a hora de concluir a leitura de Coração...por 2 motivos:por ser Coração... um livro instigante e por não ver a hora de continuar O Tempo entre...e me voltar a Sira e à sua conturbada mas excitante existência.
Adorei sua resenha.
Abraços.


Robélia 17/12/2010minha estante
Cissa, o livro já está entre os meus desejados, depois de ler a sua resenha.. ótima!
Um beijo


Simone 17/07/2011minha estante
Gostei muito do livro, mas achei o final decepcionante! ODEIO finais do tipo "aberto", onde não se fica sabendo ao certo o que aconteceu... Para mim essa foi o ponto fraco do livro, que, o geral, é bem interessante.


Ladyce 06/12/2011minha estante
Cissa, gostei de ver que você gostou do livro tanto quanto eu. Estou aqui fazendo uma lista de livros para dar neste fim de ano e vim buscar opiniões de outras pessoas porque é sempre bom a gente ver se um determinado livro agradou a outros também. E definitivamente este livro vai para a lista de possíveis presentes. Boa resenha!


Cissa 06/12/2011minha estante
Obrigada Ladyce! Visito sempre sua estante e gosto muito das suas resenhas. Ver que você gostou da minha resenha me deixou muito contente!


Márcia 10/01/2012minha estante
Tô começando ler o livro hoje e fiquei muito mais empolgada depois que li seus comentários. Adorei.


Cissa 10/01/2012minha estante
Obrigada Márcia! Aposto que você irá gostar da história!


Peppa 01/08/2012minha estante
Foi o melhor livro que li este ano. E, apesar de eu ter gostado muito dos livros de Carlos Ruiz Zafón, com quem a autora Maria Duenãs é constantemente comparada, ouso dizer que seu romance de estréia superou os de seu colega. Também adorei! E fico querendo ler algo, digamos, nos mesmos moldes... :)


Cissa 18/08/2012minha estante
Peppa, esse livro é realmente excelente. Já que gostou desse tipo de história, talvez vá gostas de "A Casa das Orquídeas" que é tb excelente romance que se passa durante a Segunda Guerra Mundial.


Lucy 28/08/2012minha estante
Maravilhosa resenha, maravilhoso é o livro. Foi graças a sua resenha e ad e Ladyce que decidi ler o livro e agradeço a vocês duas. Obrigada!
O que mais gostei do livro é o final, saber que a personagem mais importante na verdade não tinha ... importância, era parte da história da Espanha, de Marrocos, me fez parar para pensar. Era como se ela fosse a alma do povo, e não uma pessoa. Adorei.


Hester 05/12/2013minha estante
Eu comecei este livro e achei que nao era hora de lê-lo. Mas agora lendo sua resenha, vejo que está passando da hora. Vou voltar a ele bem rápido.


Hester 23/12/2013minha estante
Amei sua resenha. Como disse antes, havia comecado o livro mas deixei de lado. Após ler sua resenha, voltei a ele. E, como vc, vivi junto com a Sira todas as suas aventuras, apreensoes e medos.
O livro é ficcao?? É, mas é também história. Pois a autora pesquisou para criar alguns dos personagens. Outros existiram de fato.
Enfim. É ótimo livro.


Gustavo 25/10/2015minha estante
a mini série é ótima.


Edméia 16/03/2017minha estante
*Cissa , acabei de comprar este livro na Saraiva ! Dou preferência aos e-books ! Diante da sua resenha, concluo que fiz uma boa compra !!! Ah, vou te seguir aqui ! Um abraço.


elainelobo23 19/02/2019minha estante
Gostei muito da leitura, encantadora! Me apaixonei desde o primeiro momento pelos personagens, muito bem amarrada a história, principalmente por ser dividida por cada etapa da vida de Sira. Recomendo muito a leitura. Agora estou vendo a série.




Laura.Bianchini 24/09/2020

Uma história que vai deixar saudade..
Essa é a segunda vez que leio ''O Tempo Entre Costuras'', e a sensação que ele me causou foi exatamente igual a que tive a dois anos atrás, no meu primeiro contato com a obra.
Esse livro simplesmente reúne tudo de mais incrível: uma historia de espiã, que fica ainda melhor com uma protagonista feminina (sou suspeita para falar né), personagens sensacionais e um cenário produzido de forma exemplar.
Confesso que é um livro bem denso, com muitas páginas de explicações sobre figuras políticas ou sobre o contexto da guerra, o que o torna um pouco mais demorado; apesar disso, não foi algo que me incomodou, acho que isso complementa demais a história.
Fiquei muito surpresa ao saber que vários personagens foram inspirados em pessoas que realmente existiram, como Rosalinda Fox, Juan Luis Beigbeder, entre outros, o que torna a história muito mais especial.
Não sei nem como me despedir de tudo isso, é realmente um livro que te prende e te transporta diretamente para um Marrocos exótico, ou uma Madri sombria e destruída; vai ficar guardado no coração para sempre.
comentários(0)comente



Thamirys 26/05/2021

Uma história forte
Esse livro é dividido 4 partes e possui uma escrita extremamente detalhada. É uma história muito bem construída, tão bem construída que parece real e por isso o leitor pode se ver nesse dilema entre perceber o que é realidade e o que não é. Eu realmente senti como se estivesse lendo uma biografia.
Por se tratar de um romance histórico, o livro tem aquela mistura de história e ficção, e acho que a autora descreveu isso com maestria.

É um livro que realmente merece todas as conquistas que recebeu. E pra quem gosta do genêro assim como eu, é com certeza um livro que vale a pena ter na estante.

O tempo entre costuras é uma história que prende bastante, por ter uma carga emocional intensa, que é assistir por entre linhas uma jovem que em pleno anos 30 teve um papel de suma importância pra sua nação e pra si mesma na jornada para se descobrir como mulher. Forte, independente e livre.

Desde as primeiras páginas eu fiquei focada em descobrir como seria o final da personagem, eu gostei, não foi nada do que eu imaginei, fui surpreendida de forma positiva, mas com um final aberto e os finais abertos são ?O SURTO? dos leitores, e só por isso eu não dei 5 estrelas.
Simone 04/07/2021minha estante
Tive a mesma sensação: como assim esse final tão aberto???


Thamirys 05/07/2021minha estante
Tão grande pra final ser assim ?




Ladyce 20/10/2010

Leitura compulsiva: 480 páginas em 3 dias!
Procurando por uma excelente história? Por um livro que não quer ser esquecido de nenhuma maneira? Por aquela leitura que nos envolve e empurra para frente e nos obriga a fazer tempo para ler, para saber como tudo se desenrola? Tenho o livro para você: O TEMPO ENTRE COSTURAS, da escritora espanhola María Dueñas [Planeta Brasil: 2010]. Li este livro compulsivamente e agradeci o tempo chuvoso do fim de semana que me permitiu permanecer em casa com essa maravilhosa história nas mãos.

Este é um romance excitante cujo enredo é complexo e fascinante; é um livro da aventuras e mostra como uma pessoa comum, sem nenhum treino específico além de uma grande vontade de viver, acaba participando da resistência a um poder absoluto e se torna parte de uma grande causa. Ela é Sira Quiroga,uma mulher jovem que aprendeu ofício de costureira com sua mãe e que desconhece o pai. Uma jovem que contava com um futuro certo pela frente, talvez um pouco insosso – é verdade – mas um futuro sólido com um bom e confiável marido. Às vésperas dos esponsais ela se vira numa outra direção, abandona o noivo e o casamento. A alavanca é um outro homem. No entanto, à medida que a história se desenvolve, percebemos que talvez essa jovem costureirinha madrilenha, soubesse intimamente que a vida poderia ter-lhe reservado muito mais do que um futuro regrado. Porque ela se joga, sem pára-quedas, na aventura de viver, com todos os altos e baixos que essa decisão poderá lhe trazer.

O pano de fundo das aventuras de Sira Quiroga é a ditadura espanhola de Franco. Essa situação política, que no início do romance parece ser uma descrição de época, torna-se a verdadeira base para o desenrolar da trama. A cada capítulo, a cada dezena de páginas, essa ditadura, esse governo de extremos, se mostra como iminência parda, regulando as ações de todos à sua volta, assim como aquelas de nossa heroína. Porque esta é uma história de espionagem, de resistência, de contestação a um poder ditatorial. É uma história de pessoas comuns contribuindo para evitar que a Espanha se tornasse ainda mais envolvida com o poder nazista do que já estava.

Esta é uma história de ação. Lembrou-me tantas e tantas outras obras, livros e filmes, que retratam o movimento da resistência francesa ao regime Vichy. E como aquelas, O TEMPO ENTRE COSTURAS é excitante, sedutor, um verdadeiro rodamoinho de emoções, perigo e de fantasias aguçadas pelo medo. Tudo isso centralizado nas ações de uma bela e jovem mulher, costureira, não muito letrada, não muito sofisticada, mas corajosa e inteligente. Este é um ótimo romance, cinco estrelas, que tem como finalidade uma narrativa rápida, de ação, bem baseada em fatos verídicos, com figuras históricas amplamente documentadas. Com ele aprende-se um pouco da realidade espanhola nas mãos do Generalíssimo; e um pouco sobre os serviços de espionagem internacionais que se mantinham atentos ao namoro e noivado do governo espanhol com a Alemanha de Hitler. Uma história que ainda tem muito a ser contada, muito a ser descoberto pelo resto do mundo.

Uma leitura que entretém, sempre, mesmo quando nela aprendemos sobre a Espanha. Recomendadíssimo.
Dkfelipe 20/10/2010minha estante
Será que posso publicar a sua resenha no Facebook da Editora Planeta? Ou quem sabe um pequeno trecho ou depoimento sobre a sua opinião? Abs


Dkfelipe 21/10/2010minha estante
Olá, Ladyce muito obrigado. Se quiser dar uma olhada no que publicamos no facebook http://ow.ly/2X4Xr

Com os devidos créditos a você =)


Dirce 22/10/2010minha estante
Oi Ladyce!
Esta sua resenha(como as demais) é uma oferenda.
Já estava desejosa de ler esse livro, agora então...
Eu tentei comprá-lo pela net, mas, ainda que na promoção, com o frete ficava muito caro. No Submarino ( que normalmento o frete é grátis)esgotaram-se os livros. Vou aguardar mais um pouco para ver se ele é colocado novamente à venda nesse site.
Tenha um lindo final de semana.
bjs


Cissa 09/11/2010minha estante
Ladyce,
Como todas as suas resenha, esta é ótima também.
Estou lendo o livro e é impossível abandoná-lo. Estou encantada com Sira e sua capacidade de ser mulher. Adoro histórias que se passam na Europa, principalmente em tempos de guerra.
Parabéns! Você conseguiu passar para nós a essência da história e a força de Sira.
Abraços.




Dirce 11/12/2010

2 e 2 são quatro? Quem sabe? Pode ser que sim.
Procurando por uma excelente história? Por um livro que não quer ser esquecido de nenhuma maneira? Por aquela leitura que nos envolve e empurra para frente e nos obriga a fazer tempo para ler, para saber como tudo se desenrola? Tenho o livro para você: O TEMPO ENTRE COSTURAS, da escritora espanhola María Dueñas [Planeta Brasil: 2010].
Assim se inicia a resenha da Ladyce . Irresistível, não? Pois então: diante de frases tão convidativas, mais uma vez, me deixei seduzir por sua resenha. Efetivamente, não se tratava de uma propaganda enganosa: minha leitura desse livro se deu em um estado quase que febril.
A narrativa da jovem Sira Quiroga, a protagonista do romance, me transportou para as turbulentas décadas de 30 e 40, décadas nas quais o romance – fictício, mas criado em cima de fatos e personagens reais -, é ambientado. Por onde Sira passava, meus olhos também passavam: Madri, Tanger, Tenuán, Lisboa, estações de trens sombrias e hotéis suntuosos.
O romance não traz uma mensagem que marcou a minha alma, entretanto, não pude deixar de refletir que na trajetória de uma vida, nenhum cálculo ou sentença matemática podem ser aplicados. A jovem Sira tinha uma vida "redondinha", aparentemente certinha como dois e dois são quatro, mas ao conhecer Ramiro - o jovem pelo qual ela se apaixona – sua vida toma outro rumo. Abandonada, triste, endividada, Sira se vê num labirinto, mas não se deixar esmorecer, tampouco, se dá às lamúrias. Corajosamente, Sira se "atira" na nova vida ( uma vida dupla, na verdade) e aos fatos que lhe são impostos . Deixa de ser talentosa costureira de Tetuán ( Marrocos) e passa a ser Arish Agoriuq, (uma espécie de faker) a exuberante proprietária de um glamouroso atelier em Madri . No final, cansada de se deixar conduzir Sira toma as rédeas de sua vida.
Decorridos anos, ela faz um esboço do rumo que teria tomado sua vida, a de sua mãe e de outras pessoas com quem conviveu, mas como a vida não é um cálculo matemático exato, resultou em que: 2 e2 pode ser cinco, pode ser seis e ,até, quem sabe, pode ser quatro, por quê não?
Ladyce 06/12/2011minha estante
Dirce,sinto-me responsável... Assim com citação e tudo. Mas foi muito bom saber os poucos senões que você encontrou. Estava aqui na dúvida se dava esse livro para uma amiga oculta e ver a sua resenha me ajudou a decidir. Obrigada!




Layana 21/04/2020

Apaixonada
A melhor leitura de 2020 até agora!!! Me permiti viajar pelo Marrocos, Espanha e Portugal por meio desse livro. As relações com os fatos históricos foram muito bem construídas e a força da Sira me deu um tapa que deixou marcas!!! Marcas de persistência e de fazer limonada boa mesmo se a vida te der limões podres!
Já entrou pra minha lista de favoritos!!
comentários(0)comente



Elise 20/08/2021

É um romance muito bem desenvolvido, com uma história longa que te faz entender as motivações de cada um dos personagens para fazer o que fazem. Eu optei pela leitura desse livro por conta de uma comparação com a obra de Zafón, e eu entendi o porquê. Mas, ao contrário das histórias de Zafón, em que o contexto histórico é mais um plano de fundo, em "o tempo entre costuras" nós nos vemos inseridos em todas essas manipulações e conspirações políticas, com a presença de figuras históricas e de fatos que realmente aconteceram, misturados à ficção. Por isso, é um livro extremamente denso e, por vezes, de difícil leitura fluida. No entanto, uma história incrível para entender um pouco mais de como foram esses anos distantes de guerras na Espanha, e com o gosto de se ter tudo isso com personagens muito interessantes e um enredo muito bem amarrado e estruturado.
comentários(0)comente



Isis C. 06/11/2011

Um livro de extremos
Acho que nunca amei e odiei tanto um único livro.

Deixe-me explicar melhor: eis que um certo dia, procurando por um bom livro para ler, me deparo com O tempo entre costuras aqui no Skoob. Fui ler as resenhas e me encontrei resenhas apaixonantes, uma mais convincente que a outra, de modo que eu pensei “Nossa, se o livro é tudo isso, por que ainda não virou um Best-seller?”. Assim, comprei o livro pela internet e comecei a lê-lo a cerca de 4 meses atrás.

Repito: quatro meses atrás.

Demorar tanto com um livro não é normal para mim. E não é porque é um livro grande, afinal, já li um livro de 700 páginas em menos de uma semana, de tão bom que era. Sendo assim, essa demora toda indica um problema...

Eu gostei de Sira, gostei da narrativa, mas simplesmente a história não tinha me fisgado ainda. Não havia um motivo para dormir até mais tarde lendo, não havia um motivo para abrir o livro e continuar a leitura. Só de olhar para o livro, já achava-o chato. Simplesmente estava lendo uma história sobre uma costureira sem saber onde a autora queria chegar. Personagens que apareciam e sumiam, sem nenhum propósito. E, para ver como a situação entre eu e “O tempo entre costuras” estava ficando crítica, cheguei a passar em um sebo do meu bairro e perguntar quanto eles dariam no meu livro.

Eu odeio abandonar livros, mas foi o que quase aconteceu. Quase.

Já li vários livros que eram chatos no começo, mas que depois de algumas páginas eu já não conseguia mais largar. Por isso nunca desisto de um livro: sempre tenho a esperança de que ele melhore. E, depois de persistir bravamente por quase 300 páginas, me apaixonei por O tempo entre costuras.

A terceira parte do livro me fisgou de volta para a história. Sira agora tinha uma missão: ser espiã. Tinha um objetivo a cumprir. E com ele, finalmente eu queria saber o que ia acontecer, o que a próxima página ia me trazer.

E assim foi até o final do livro: ação, mistério e romance. Vi Sira amadurecer e se transformar em uma mulher de verdade. Aprendi sobre guerra, espionagem, costura e vários países. Me emocionei.

Por isso escrevi essa resenha: sinto-me na responsabilidade de alertar aqueles que se empolgaram, como eu, com tantas resenhas maravilhosas sobre o livro, e também dar esperança àqueles que estão se decepcionando ou pensam em abandonar a leitura.

Enfim, é díficil recomendar um livro que tanto amei quanto odiei, que me fez ir a um sebo perguntar quanto dariam nele e me fez dormir mais tarde só para ler mais uma página. Fui de um extremo ao outro, mas posso dizer que valeu a pena insistir e chegar até o final.
comentários(0)comente



Tati_SR 11/07/2020

Espetacular!!
Sou meio assim com livros longos, esse foi o primeiro livro longo que me prendeu, não foi o tipo de leitura que fica enrolando para acontecer tudo no final, me prendi horrores na trama e vivi os suspenses enfrentados pela personagem, além disso nos insere numa guerra, que aliás não tinha a menor idéia de como tinha sido a segunda guerra na Espanha, e a autora soube incluir isso de maneira pontual e leve misturando realidade com ficção. Eu gostei muito!! Super indico.
Socorro.Amaral 11/07/2020minha estante
Gostei da série, mas nunca li o livro vale a pena comprar?


Tati_SR 12/07/2020minha estante
Eu nem sabia que tinha série kkkk.. eu gostei muito do livro .. vai de cada um, já me indicaram livros q não gostei, mas se está curtindo a série pode ser que goste. Eu particularmente prefiro fazer a ordem inversa.. sempre ler primeiro e depois ver série ou filme.


Socorro.Amaral 24/07/2020minha estante
Ok, obrigada pela dica!?




Katharina 15/07/2020

Leitura muito fluida, um enredo ótimo e muitas informações sobre a situação da Europa na segunda guerra.
comentários(0)comente



Razuki 28/11/2020

O medo não quis ficar, foi comigo...
Eu gostei muito do livro, confesso que no início estava um pouco desanimada, a leitura foi um tanto arrastada, mas depois que ela conhece a Candelaria tudo fluiu melhor.

Agora depois da leitura fez muito sentido ter uma série, por vários momentos pensei... "agora sim a história acabou"... Aí de repente começava uma nova etapa e mais interessante que a anterior, esse vai e vem de personagens trazia fôlego p/ leitura.

Achei a escrita bem amarradinha, com um contexto histórico muito ambientado, não me perdi em nenhum momento, mesmo não gostando muito de livros com esse tema.

Não é um livro que vou ler novamente, mas com certeza irei assistir a série e recomendar bem quando me perguntarem.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Nath 29/03/2020

Amei! Um romance com dados históricos que nos faz viajar junto com os personagens.
Super recomendo a leitura! :)
comentários(0)comente



Lu 05/03/2021

Sira Quiroga, a mulher de mil faces
Em 2018 me encantei com a série "O Tempo Entre Costuras", que na época ficou na minha lista de favoritas. Ainda assistindo a série soube que havia o livro e logo fiquei louca para ler, porém nunca o encontrava nas livrarias. Então em outubro de 2020 esse livro literalmente caiu nas minhas mãos e ficou para a minha meta de leitura 2021.

Parafraseando uma das resenhas aqui do SKOOB, porém indo um pouco além, não só me tornei amiga de Sira, como também fui Sira. Vivi seus medos, suas dores, suas transformações e seu crescimento ao longo do romance. Me apaixonei perdidamente por seus amantes e por seus trabalhos.
María Dueñas costura a história de Sira como um grande manto de força, coragem e superações. A forma como a autora escreve me encantou muito, tão poética, tão tocante e tão visceral que precisei de mais de um marcador para grifar as frases tão lindas que recheiam esse livro. As descrições são tão bem feitas que não é difícil se ver no Tanger, nas ruas de Tetuan, Madri, Estoril e Lisboa. Também não é difícil dar vida aos personagens, reais e fictícios, como se eles estivesse em nossa frente.
O livro conta com - pequenos - furos, mas nada que possa atrapalhar a leitura. E talvez, só por isso eu dê a ele 4 estrelas.
Como uma boa história espanhola "O Tempo Entre Costuras" nos traz romances avassaladores, suspense, dramas reais, e fatos históricos que mudaram o mundo e a vida de milhares de pessoas.

Quanto a edição: adquiri a edição de bolso da Planeta Livros (aquela coma capa da série), e se mostrou muito completa com várias notas de rodapé que nos ajudam a situar a história na linha do tempo das guerras. Entretanto, por ser uma edição de bolso as margens deveriam ser maiores, diversas vezes tive que forçar a abertura do livro para conseguir ler.
comentários(0)comente



Boneca sem manual 24/06/2020

Poderia ser só mais um romance adolescente, mas mostra que é possível mulheres tomarem as rédeas de suas próprias vidas.
comentários(0)comente



204 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR