Marley & Eu

Marley & Eu John Grogan




Resenhas - Marley & Eu


1000 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


HENRIQUE BREGONCI 02/04/2011

-
'Marley e Eu' se tornou, com certeza, um dos
meus livros favoritos !
Adorei a história de John e Jenny interagindo
com o ''pior cão do mundo''.
Ri, chorei,entediei,ri de novo, reli alguns capítulos
enfim, custou-me 32 dias de que nunca vou arrepender!
Neste tempo pude aprender valores, criar teorias e
conceitos com um simples cachorro.
Uma das passagens que mais me marcou, foi quando
John disse ''Um cão não precisa de carros modernos,
palacetes ou roupas de grife. Símbolos de status não
significa nada para ele. Um pedaço de madeira
achado na praia serve. Um cão não julga os outros por
sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro.
Um cão não se preocupa se você é rico ou pobre, educado
ou analfabeto, inteligente ou burro. Se você lhe der
o coração, ele lhe dará o dele. ''
Acho que o fato de eu ter perdido uma labrador ( teimosa,
carinhosa, desesperada, que se enforcava e puxava Brunna e eu
quando íamos passear,de cor chocolate, olhos verdes chamada CACAU )
me proporcionou mais emoção, entusiasmo e compreensão da obra
de John Grogan !
Sem dúvidas, este livro vai ser um dos primeiros que
indicarei se me recomendações!
Cleverson 20/05/2011minha estante
Amigo, concordo plenamente com você.
Marley e Eu foi um livro impressionante que me fez emoçionar e até chorar (coisa dificil de acontecer comigo) e ri muitas vezes. Concerteza essa passagem que você citou é uma das melhores que eu ja lí.
Lamento pela seu labrador, deve ser muito ruim mesmo perdeu um cão que tanto amamos, digo isso porque não sei o que eu faria se eu perdesse miinha labradora Bela.
Bom, ótima resenha, simples e objetiva.
Abração!


HENRIQUE BREGONCI 12/06/2011minha estante
Cleverson, só hoje que vi seu comentário. RSRS
Obrigado pelo comentário..
Vlw =]


Fran 13/10/2011minha estante
Concordo plenamente.
Me emocionei muito com este livro, mostra como os cães são realmente fiéis aos donos e todo o afeto que criamos por eles ao longo da vida.
Também tive o meu "pior cão do mundo" e me lembrei dele já no começo do livro, acabei por perdê-lo recentemente e a primeira coisa que me veio à cabeça foi este livro. Ele era idêntico ao Marley, partiu da mesma forma.


HENRIQUE BREGONCI 15/10/2011minha estante
Obrigado Fran !
O livro é muito bom meismo, faz a gente recordar muitas coisas !
Presto minhas condolências pelo seu cachorro =/.
Deveras, é ruim perder um 'Marley da vida', mas
sabemos que valeu a pena em quanto durou.


Larinha 15/10/2011minha estante
Eu nunca li o livro mas ja vi o filme.
A história é linda, mas que pena que
Marley teve aquele final !


Nuno 15/10/2011minha estante
Gostei do filme, Achei normal !


HENRIQUE BREGONCI 15/10/2011minha estante
O filme tbm é bom, mas gostei mais do livro !


Kananda 17/10/2011minha estante
Adorei a resenha !


Bela 24/12/2011minha estante
eu amo esse livro nunca tive tantas sensações um misto de emoções eu ri, eu chorei, eu fiquei com raiva, contrariada, foi muito bom, e interessante que não importa o quão seja bom o filme sempre lendo voce descobre coisas novas e voce imagina e sente a cena coisa que em um filme não é proporcionada a mesma sensação.


HENRIQUE BREGONCI 25/12/2011minha estante
Deveras ysabella, o livro é melhor que o filme..
rsrs
Que bom que gostou =]
BJ


Daniel 02/01/2012minha estante
Gostei tanto do livro que li em apenas 3 dias hehehe


HENRIQUE BREGONCI 06/01/2012minha estante
kkkkkk
é bom meismo Daniel.
Um abraço


Luiz 18/08/2012minha estante
Realmente é um dos meus favoritos! A melhor parte é quando o Marley come o colar da Jenny foi muito bacana. No final, quando o Marley morreu eu imaginei o dia que minha linda irá me deixar, sei que não será fácil mais a vida é assim.


HENRIQUE BREGONCI 18/08/2012minha estante
Poxa Luiz, sei como será =/! Mas aproveite muito antes rs
A parte do colar é realmente muito bacana


Rob 22/08/2012minha estante
Adorei a cena que ele se pendura na janela do carro, morri de rir com ela tanto no filme quanto no livro. Já o final é de cortar o coração já que enquanto a gente lê acaba criando um certo carinho por Marley..


HENRIQUE BREGONCI 23/08/2012minha estante
hahahahaha eu tbm adorei.
o filme é ótimo tbm


Liliane 28/11/2012minha estante
Muito bom a sua resenha... Gostei tanto do livro q li em 5 hrs!


Luis 30/11/2012minha estante
primeiro livro que li deste tipo de gênero e foi incrível! e você disse tudo sobre está obra.


HENRIQUE BREGONCI 18/12/2012minha estante
Muito obrigado Liliane Luis . fico feliz por
vocês terem gostado; realmente a obra de Grogan é ótima!


Uilians 20/12/2012minha estante
é realmente um livro marcante, o forma com que o autor traz a tona as emoções, com que as descreve é simples e amo mesmo tempo complexo, tornando fácil de se envolver e se identificar com os personagens.
eu também ri e me emocionei com este livro.


Sheila 20/01/2013minha estante
Eu, na verdade, já havia me contentado com o filme e criado uma certa preguiça pra ler o livro. Mas, depois de ler sua resenha, a curiosidade bateu à minha porta, rsrrs.


Alí­cia 19/04/2013minha estante
- Não precisa se despedir, porque despedidas me deixam irritada. Tranca a porta e passa a chave por baixo, por favor. Não deixa bilhete, cheiro ou café. Nenhum vestígio.
(Deem um like na página do texto, se gostarem!)
http://www.casalsemvergonha.com.br/2013/04/16/nao-nao-precisa-me-amar-uma-cronica-sobre-amores-volateis/


Luquinhas 05/03/2014minha estante
Também gostei muito,mas que pena que o Marley morre no final...
O nome do meu cachorro é Marley por causa do filme,do livro e daquele lindo cãozinho...


Cam 21/11/2014minha estante
Esse livro é maravilhoso. O filme também se parece um pouco com o filme "Sempre ao seu lado" que se baseia na história Real do hachiko que li no http://www.compartilho.com.vc/conheca-a-historia-de-hachiko-o-cao-que-inspirou-o-filme-sempre-ao-seu-lado/ é maravilhosa e encatadora a história.




Léo 23/12/2009

Perfeito
Um dos melhores livros que já li,tenho certeza.

Marley & eu não é apenas um livro,mas uma nova experiência de vida.

O livro me emocionou profundamente.
Mais do que recomendado para quem quer rir,chorar,se aventurar por um mundo novo e realista,pois foi isso que Marley e eu me proporcionou.



Uma aventura completamente nova,e mesmo que eu ainda não havia lido um livro de cachorro,adorei.
Recomendado para todas as idades,e o final me arrancou lágrimas.
Vale cada centavo!
Renato 13/12/2011minha estante
Um dos melhores livros que eu ja li, adorei cada parte do livro. Ri, me emocionei e chorei sim, como todos que leem e assistem ao filme ( que não é bom igual ao livro).


Thays 14/03/2012minha estante
Excelente história, um animal sendo criado no seio de uma família faz toda a diferença. Leitura agradável, divertida e emocionante.


warley torres 01/12/2012minha estante
A muito tempo que não me emocionava com um livro. E este pode me proporcionar muitos sentimentos.




Becky Cunha 11/12/2009

Quando o livro lançou, eu pensei: "Nossa, deve ser outra baboseira sem limites sobre como o cachorro dele é legal, perfeito e tudo de bom."

Foi ai que eu troquei um livro bom (um romancezinho sensual) por ele, e mesmo assim eu fiquei com um pé atrás. Afinal, o que pode vir de bom de um livro sobre um... Cachorro? Eu estava imaginando um daqueles filmes de seção da tarde super retardados para crianças. E acredite, QUEBREI A CARA.

Abri o livro relutante, mas resolvi ler. E eu li. E teria sido sem parar se eu não tivesse que trabalhar. Praticamente engoli o livro. Marley é, com certeza, o pior cachorro que do qual eu ouvi falar (pior até do que a minha falecida Bolinha - vide a minha criatividade com nomes - que chegou até a beber tinta) e o melhor.

Marley é o amigo que todos querem ter. Ele é livre, rebelde, otimista, fiel, amigo para todos os momentos, imprevisível. Coisas que ninguém vai achar em um humano. Mas para contrabalancear as suas qualidades ele acaba por possuir coisas como fobias estranhas (que destroem tudo pela frente), mania de comer absolutamente tudo o que vê de interessante, pula em cima das pessoas, baba excessivamente...... E quando você pensa: "Nossa, ele deve ser um estorvo!", e de fato, ele poderia ter sido se os seus donos não fossem as pessoas que são. John e Jenny fizeram algo que hoje em dia quase mais ninguém faz: O aceitaram do jeito que ele é.

E no final de tudo, o livro não era sobre um cachorro. Era sobre uma família. E quer saber? Eu chorei.
comentários(0)comente



Vinicius ! S. R 10/01/2010

Normal
Normal, essa seria a palavra mais adequada para definir o livro.

Eu realmente não entendo porque esse livro foi tão vendido, não digo que ele é ruim, é um livro razoável, uma escrita mediana, com uma história sem graça, todo mundo que tem ou teve um cachorro sabe que nenhum acontecimento relatado no livro é super incrivel, Marley está longe, muito longe de ser "o pior cão do mundo", assim como "Marley & Eu" está longe, muito longe, de ser um ótimo livro e merecer ser um best seller.
A impressão que me dá é de alguém que sempre quis escrever um livro, tinha capacidade mas não idéia, ai aproveitou seu cachorro (que é igual todos os outros cachorros) para fazer um livro e ganhar dinheiro, por isso o livro é também muito comercial para meu gosto, feito exclusivamente para gostarem e vender, e o povo engole tudo como engoliram tantos outros bes-sellers
Cão normal, escrita normal, narração normal, fim normal (alguém já n previa o fim ?), enfim, um livro razoável, bom para passar o tempo quando não se tem nada (nada mesmo) para fazer, ou quando quer descansar a mente de ler algo muito complexo, mas sinceramente... não vale o preço e a posição nas lojas.
Mari Estrela 15/01/2010minha estante
concordo em gênero, número e grau HSUSHUAHS

Antes mesmo de ler esse livro eu já sabia que o coitado do cachorro ia morrer. Lembro-me que falei depois de ler esse livro que ia escrever uma história sobre meus três peixinhos que morreram e iria virar best-seller HSUAHSUAHUS


Vinicius ! S. R 02/08/2010minha estante
Não estou aqui analisando a qualidade "mercantilista" do livro, que obviamente é muito alta, é claro que que existem pessoas que gostam de ler coisas simples, eu mesmo gosto dps de ler muitas coisas complexas, mas de forma geral acho desinteressante e com baixa qualidade literária o livro... você não consegue achar palavras para explicara comoção justamente pq o livro apela para o sentimentalismo, todos que tiveram um cão já passaram ou passarão por essas situações, inclusive do fim lógico e previsível... para mim um livro para ser realmente bom tem que me convencer racionalmente e n apenas apelar para sentimentos comuns da sociedade...


Rebeca 28/01/2011minha estante
é, Mari se eu também fosse escrever a história de cada um dos meus gatos que já morreu... Desde pequena nunca me senti atraída por filmes/histórias de cachorro etc. Entendo porque o Vinícius tenha achado o livro "normal". Não é insensibilidade, só que o tema não é original nem inovador além de ser previsível.


Ronaldo 03/09/2011minha estante
a história é muito engraçada, a leitura é facil, é só vc pensar um pouco q vc vai entender pq é um best seller


Eli 05/05/2012minha estante
Um dos melhores e mais apaixonantes dentre muitos que já li. Simplesmente fantástico e encantador.




Mateus 02/05/2010

Nada melhor para descontrair do que ler um bom livro de drama. Às vezes nos prendemos a apenas um estilo de livro, e isso realmente não é bom. Temos que variar um pouco, mudar o estilo de leitura. Suspense e terror são meus estilos preferidos, mas ler Marley & Eu foi uma aventura incrível. É um livro emocionante e bem humorado, que vai fazer qualquer um chorar. Fiquei em uma completa depressão ao acabar de lê-lo. Eu, que sou difícil de me emocionar, posso dizer que me emocionei e muito com esse livro.
Todo mundo já conhece a história de Marley, o pior cão do mundo. Eu também conhecia, pois antes de ler o livro havia assistido o filme. Mas isso não estragou nem um pouco a leitura. O que fez foi aumentar mais ainda minha curiosidade para ver o que de novo poderia acontecer. Acompanhar as aventuras desses eterno cão foi maravilhoso, recomendo a todos.
Tenho um cachorro que é muito bagunceiro. Mas ao ver o que Marley fazia, percebi o quanto meu cão é comportado. Porém, ser um cão bagunceiro não é um defeito desse cão bobo e hiperativo. Com Marley aprendi diversas coisas, e percebi que cães não são apenas animais de estimação. São seres, como nós, e nos ensinam muitas coisas. Pois então, mais do que tudo, é preciso dizer mais uma vez: um livro emocionante e super engraçado, que recomendo a todo mundo. Vale a pena ler.
Milena Karla - Mika 15/06/2012minha estante
Li também, e também sou difícil de me emocionar. Muito difícil, porei com esse Livro eu realmente chorei quando Marley se foi... Fiquei triste por uns dois dias lembrando do Livro e sentindo saudades de Jenny, as crianças, John Grogan e é claro, Marley. E resolvi ter um cachorro ^^, mas acho melhor nem pensar em ser da mesma raça de Marley, acho que não ia dar conta.


Mateus 16/06/2012minha estante
Labradores dão muito trabalho mesmo. Hehehe Mas são os cachorros mais dóceis que existe. Os verdadeiros amigos do homem, o que dá pra ver bem em Marley e Eu (:




, dani :] 01/09/2009

. Como a vida pode mudar quando se tem um cão .
Livro escrito por John Grogan que conta comovente história de um casal que se casam e querem ter um filho,mas para isso ainda sentem despreparados. Então Jhon dá de presente para sua mulher Marley .
No começo tudo vai bem ,mas Marley cresce e transforma em um enorme cão com uma força impessionável capaz de destruir uma garagem quando começa uma tempestade.
Jhon e sua mulher convivem com marley um bom tempo e depois resolvem ter um filho,e sem planejar vêm mais 2 filhos ; o que torna essa família cheia de histórias pra contar ao lado desse maravilhoso cão.
O tempo passa e Marley fica velho demais pra continua á viver . :(
John segue sua vida com sua família como jornalista e aprendeu que um cão é concerteza o melhor amigo de um homem , mesmo sendo o pior cão do mundo , mesmo fazendo coisas qe custavam fortunas pra concertar, roubando comida dos bebês ,mesmo colocando a família em um estresse total, ele estava lá do lado de seus donos e não os abandonava nunca.
Como John Grogan disse : '' Um cão não precisa de carros modernos nem roupas de grife ...Um cão não julga os outros por sua cor,credo ou classe,mas por quem são por dentro...Se você lhe der seu coração,ele lhe dará o dele''.
É um livro muito bom , que prende você á ele . Vale a pena ler :]
Roberta Nunes 01/09/2009minha estante
Parabéns pela resenha! Esse livro é lindo, chorei quando o li e agora quase chorei novamente só de ler sua resenha...

Continue assim que você vai longe. ;)


Bianca Boonen 27/12/2009minha estante
História liiiinda...


Rafael Moss 21/07/2010minha estante
Não é ruim, mas as fraquezas do livro ficam muito evidentes com o teste do tempo.


SasoriGui 16/03/2011minha estante
Tah muito mais pra Sinopse isso.




Renata CCS 30/01/2013

O amor se manifesta de muitas maneiras
“Com o dinheiro que gastamos com Marley, poderíamos ter comprado iates. Mas quantos iates te esperam na porta de casa depois do trabalho ou te acordam com uma lambida no rosto pela manhã?” - John Grogan, autor de Marley & Eu.

MARLEY & EU não tem nada de filosofia, de português acadêmico ou qualquer coisa do gênero. É simplesmente um livro-depoimento, super bem-humorado, sobre… um cachorro! É engraçado, comovente, simples e um prato cheio para qualquer leitor que goste de animais. É uma história realista, com narrativa agradável, que nos apresenta um casal que compra um cachorro com a intenção de treinar os cuidados para quando chegasse a hora de ter um filho. O que não imaginavam é que ao comprar aquele filhotinho fofo ele se transformaria em um gigante completamente incontrolável, hiperativo, teimoso, e com uma fobia de tempestades que leva a situações bastante cômicas. Tentaram de tudo, até uma escola de boas maneiras para cães, de onde Marley foi expulso. Engana-se quem pensa que o livro se limita a falar sobre o cachorro. Mais que isso: é uma história sobre a formação e crescimento de uma família, com um destaque especial para a mascote da casa. Apesar de simples e até previsível, a história cativa por suas passagens tragicômicas e também pela narrativa em primeira pessoa de John Grogan, que apresenta seu ponto de vista fazendo comentários hilários sobre as situações embaraçosas em que Marley colocou a família por diversas vezes. O que mais agrada é que muitas situações narradas já foram vivenciadas pelo leitor que possui (ou já possuiu) animais de estimação. O livro nos faz lembrar os Marleys que temos em casa e de todos os que já tivemos na vida. Muitas vezes me identifiquei com os personagens que passam por diversas situações ao longo da trama, boas e ruins, e em qualquer uma delas Marley está lá, sempre pronto para animá-los com seu bom humor e carisma, com sua lealdade e amor incondicional. É uma leitura leve, divertidíssima e despretensiosa. Recomendo para quem adora animais!
Aline 08/05/2013minha estante
sempre fui apaixonada por cães, mas não queria ter um de estimação, depois que li esse livro decidir ter uma companheiro como Marley.


Renata CCS 13/05/2013minha estante
Pois é Aline, não dá para viver sem um bichinho de estimação. Eles são muito especiais!


sonia 28/10/2013minha estante
Cachorros são maravilhosos, e todos os livros de cachorros podem ser resumidos no seguinte: 'eles tem o defeito de morrerem antes de seus donos'.


Renata CCS 29/10/2013minha estante
Concordo Sonia, este é o único "defeito" deles.




Bartolotto. 22/12/2009

Lindo.
Lindo demais. As mensagens que são passadas no livro são extremamente bonitas e comoventes. Acredito que, como o livro é de uma história real, mexe mais com agente. Faz com que as pessoas pensem, 'se ocorreu com ele, por que não comigo?'. Muito bom o livro, muito bom mesmo. Acredito que é um livro que todas as pessoas deveriam ler pelo menos uma vez nada vida.
comentários(0)comente



Mariana Cardoso 29/06/2011

Engraçado, apaixonante, maravilhoso
Com a magia de uma obra de não-ficção, a história do amável labrador que encantou o mundo é recheada de graça, amor, família e sensibilidade.

Não há como não amar esse livro. Não há como não rir das bagunças do Marley, se emocionar a cada conquista dos Grogan, chorar com os momentos tristes, ou abraçar seu cachorro durante a leitura...

Os recém-casados John e Jenny, começando uma família, decidem adotar um cão. Marley. Torcem para que o filhote tenha o dócil temperamento da mãe, que conheceram na fazenda onde o adotaram, e têm medo que o cãozinho puxe o mau-encarado pai, Sammy Boy.

Mas ao que parece, a prece dos Grogan não foi atendida. O cachorrinho que parecia tão pequeno, frágil e indefeso se transforma em um enorme e atrapalhado labrador de 44 kg.

Apesar de todas as confusões que Marley já aprontou, o carinho demonstrado é de fazer chorar. Em todos os momentos, lá estava ele, sempre amparando. Principalmente quando Jenny perde seu primeiro bebê. E também quando nascem os outros três. A alegria e o carisma de Marley são transmitidas em cada página do livro.

Uma linda parte, já no final, é quando John reflete, mas ou menos assim: "Com o dinheiro que gastamos com Marley, poderiamos ter comprado iates. Mas quantos iates te esperam na porta de casa depois do trabalho ou te acordam com uma lambida no rosto pela manhã?"

Com certeza, Marley ficará na memória de todos. Tanto na de sua família quanto na dos leitores.
Luan Queiroz 02/10/2010minha estante
Marley, e sem dúvida alguma, o cachorrinho que cada um gostaria de ter!Adorei!




Raquel Lima 16/03/2010

Mil perdões!
Acho que o problema deve ser comigo. Achei completamente sem graça, bobo, uma leitura produzida e comercial. Não consegui terminar...mas como tanto adoram, tentei insistir e ver o filme...Nada, dormi, profundamente.
comentários(0)comente



Bruno 11/02/2010

Maravilhoso
Ouvi muitas pessoas dizer que gostaram do livro, e depois vi que tinha lançado o filme, ai fui e compre, e não me arrependo. Livro muito perfeito, sabe contar todos os detalhes sem deixar o livro cansativo, me emocionei muito nele ! Recomendo.
comentários(0)comente



Jessé 03/08/2010

Esse livro realmente é muito bom. Sempre ouvia falar dele mas nunca tinha me interessado para lê-lo. Quando finalmente decidi que tinha que ler este livro, não me arrependi. Foi o primeiro livro que chorei lendo. Talvez seja porque gosto muito de cães, mas a forma como John Grogan conta esse história, nos prende e dá uma impressão que somos amigos íntimos da família e até do próprio Marley, o pior cachorro do mundo, mas que ao mesmo tempo também é o melhor, que nos ensina que a vida não é feita só de preocupações e que temos que sorrir mais.

Enfim, gostei muito do livro e sempre que puder vou recomendar!
Mandark 16/05/2011minha estante
Eu não gosto de animais, e tenho certa aversão a cachorros, mas te falo que depois que li esse livro passei a olhar com olhos menos críticos as pessoas que gostam de animais... É um excelente livro mesmo! Divertido e emocionante!


Renata CCS 14/01/2013minha estante
Eu gostei muito do livro e acho que nunca me diverti tanto lendo! Ri muito! O filme deixou muito a desejar, mas o ritmo do livro proporcionou uma leitura deliciosa.


Aline 07/04/2013minha estante
Achei muito engraçado, estava louca para ter um cachorro, depois desse livro comprei meu Kevin!!




predo 17/02/2010

Nota 10!
Comprei o livro meio com o pé atrás, pois costumo ler livros de ficção. Mas o livro me surpreendeu mais que o esperado, John Crogan está de parabéns por ter escrito esse livro divertido e ao mesmo tempo emocionante. Recomendo 100%
comentários(0)comente



Ana Laura. 03/09/2009

Marley&Eu
Obra escrita por John Grogan, conta a história de um labrador muito travesso chamado Marley, ele se tornou inesquecível na vida do casal John e Jenny que abacara de estarem casados com vontade de terem um bebê, mais como não tinham estrutura nenhuma resolveram comprar um cachorro para ter uma idéia de como seria assumir outro ser dentro da casa deles, e assim aconteçeu, Marley foi se tornando grande e cada vez mais travesso,destruia tudo que via pela frente e morria de medo de trovão, mais eles acabaram descobrindo que por mais que o Maley seja travesso era o melhor amigo do casal, então eles tiveram 3 filhos e sim assumiram a paternidade, mas Marley nunca deixou de ser "aquele" cão que todos falavam,tinha seus defeitos mais tambem suas qualidades e dentre elas o amor, que ele os atribuía.
Roberta Nunes 06/09/2009minha estante
Este livro é mesmo lindo! Parabéns pela resenha! ;)


Raísa S. 15/11/2009minha estante
Já li também, é perfeito *-*


Ana Laura. 25/07/2010minha estante
É muito lindo mesmo esse livro S2




Mandark 10/10/2009

Um livro engraçado, cheio de sarcasmo e bom humor! Um bela história sobre convivência, amizade. Me surpreendi realmente. Principalmente porque não gosto de animais em geral, principalmente cachorros e admito que me apeguei ao Marley e seu jeito louco. Fui das crises de risos até as lágrimas. Um livro tocante que mudou bastante minha opinião sobre animais de estimação. Não vou comprar um cão, mas agora simpatizo bem mais com as pessoas que tem e gostam, e até consigo olhar para os cachorros com mais 'carinho'... hehe. Recomendo o livro! Muito bom!
comentários(0)comente



1000 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |