O Semeador de Ideias

O Semeador de Ideias Augusto Cury




Resenhas - O Semeador de Idéias


49 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Angela 28/01/2017

A jornada de vender sonhos chega ao fim?
Neste livro ainda vamos acompanhar a jornada do Mestre e seus discípulos/amigos, mas o foco principal é a revelação do que realmente aconteceu no incidente que mudou a vida do Mestre. Ao mesmo tempo os atentados a vida dele continuam ocorrendo, o que consequentemente causará uma tragédia ao grupo de Vendedores de Sonhos.
Mas focando em pontos mais positivos, os nossos baderneiros crônicos, que trazem a comédia para quebrar o drama da história, também trarão revelações que - para eles e para nós também - será uma surpresa.
É o desfecho de uma história dramática, divertida e inspiradora. Recomendo muito que leiam os três livros. Por que? Porque assim apreendemos e aprendemos mais, não só com a história, mas também com o crescimento e desenvolvimento dos personagens.
De fato, cada um dos discípulos nos ensinam algo, pois todos estão em processo de mudança. E é tão bom acompanhar: Júlio César e Edson (o Milagreiro) deixando de ser ególatras; Bartolomeu e Barnabé (Boquinha de Mel e Prefeito) deixando de ser alcoólatras; Dimas (Mão de Anjo, o cleptomaníaco) deixando de ser um vigarista de marca maior; aprender com Salomão que sofreu muito por ter TOC (transtorno compulsivo obsessivo); assim como aprendemos com a Mônica e a D. Jurema - a primeira uma ex-modelo que perdeu seu posto após engordar uns quilos, desenvolvendo bulimia por conta disso e a segunda uma senhora revolucionária.
E mesmo aqueles que entraram tardiamente na história deixaram lições importantíssimas. Como Felipe, o Demolidor que era um boxeador e foi nocauteado pelos eventos da vida ou Deng (budista), Jacob (judeu) e Salim (muçulmano) que nos ensinaram sobre respeito e tolerância.

site: https://estandeanacronico.blogspot.com.br/2017/01/releitura-o-semeador-de-ideias.html
comentários(0)comente



Lara 04/11/2016

Perfeito
?Vocês podem calar a minha voz, mas não os meus pensamentos! Vocês podem acorrentar o meu corpo, mas não a minha mente! Não serei plateia desta sociedade doente, serei autor da minha história! Os fracos querem controlar o mundo; os fortes o próprio ser! Os fracos usam as armas, os fortes as ideias.?
comentários(0)comente



Ramon 03/10/2016

Semear ideias e colher um mundo melhor
Mais uma vez o semeador de ideias surpreende a sociedade com seus questionamentos e grande perspicácia.
Dizem que os livros não precisam ser lido em sequência, mas creio que é fundamental ler pelo menos o primeiro livro para se situar na história e conseguir captar os detalhes da trama. Nesse último da série, sabemos um pouco mais sobre a vida e toda a história de Mellon Malcom, o grande bilionário, que perdeu sua família, e se transformou no "mendigo" semeador de ideias. Agora ficamos sabendo todos os detalhes do acidente com sua família, sua história e sua recuperação, e o final surpreendente que fecha a grande trajetória do nosso querido semeador e sua turma.
O semeador de ideias é um livro que toca a profundeza humana, uma capacidade humanista de fazer o homem olhar para si mesmo e reconhecer suas mazelas e viver feliz consigo mesmo. É um livro, assim como os outros da série, para inspirar e instigar o intelecto humano na busca por aceitação e sentido existencial. É uma leitura muito agradável, cheias de insights, e desafios ao leitor.
Mais um excelente livro do Augusto Cury!
comentários(0)comente



Benny Carvalho 22/09/2016

EXTREMAMENTE TOCANTE
"Um poderoso homem sofre perdas irreparáveis e torna-se um colecionador de lágrimas.
Despedaçado, sai em busca dos porões da sua mente e da sociedade dos seus sonhos."

Estou sem palavras, muito impactante o desfecho dessa história... no que ela se propõe, claro! Vemos nesse volume o acréscimo de mais alguns discípulos; a descoberta de uma notícia que une ainda mais nossos queridos personagens (Bartolomeu e Barnabé); o desespero de nosso Vendedor de Sonhos, vulgo intitulado neste como O Semeador de Ideias; mas algumas histórias paralelas que se cruzam e se revelam indispensáveis para a solução de algumas perguntas.

Enfim, amei! Construção suave e gradativa que vai mexendo com nosso íntimo e por fim, nos prendendo a tal ponto que embalamos na história, nesse desenrolar dos fatos e PUM! ... Finalizamos com gostinho de quero mais...

Super indico...
comentários(0)comente



Jaque.Vitor 23/07/2016

surpresa boa
ganhei esse livro mas nunca pensei que fosse tão bom , sim eu julguei o livro pela capa e me arrependi logo nas primeiras paginas não conseguia parar de ler e esse livro discute sobre vários assuntos importantíssimos na nossa vida e na sociedade assuntos que sempre fica na cabeça e esse livro faz a gente refletir sobre esses assuntos. È muito bem escrito com uma linguagem muito clara e que faz querer ler sempre mais e dar continuidade a essas discussões mesmo que seja em outros livros . super recomendo
Lisandro 12/08/2016minha estante
Me decepcionei. Achei os 2 livros anteriores muito bons, mas esse achei fraco demais, Como se tivesse sido apenas mais um livro escrito para dar continuidade à obra, com alguns diálogos fracos, forçados e situações surreais, que se encaixavam como numa novela. Quase não consegui prosseguir.




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Julio 25/04/2016

Opinião
Dentre os melhores livros que já li, traz uma visão profunda do ser humano, mostrando o valor da cada individuo entre suas diferenças, ajuda muito na compreensão e aceitação das pessoas que nos cercam.
comentários(0)comente



Rangel Chan 23/02/2016

Ideia interessante
Mas o conteúdo cansativo.
Vai para a troca no SEBO
comentários(0)comente



Lais Moraes 16/01/2016

O Semeador de Ideias – Augusto Cury.
O menos pode sim ser o mais. O pouco para aquele que nada tem, pode sim ser o muito. Essa foi a mensagem que o livro me passou.
Já li todos os três livros da série, porém posso dizer que este foi o que mais me surpreendeu. Porque? Como eu já disse, eu havia lido os dois primeiros livros então este terceiro se tornou um pouco repetitivo para mim. Sim, teve determinados momentos que eu quis abandona-lo, mas algo me dizia, " vai em frente, você vai gostar!". Resolvi aceitar meu próprio conselho e ainda bem! Respirei fundo, criei coragem e li com outros olhos, não com os olhos de quem estava lendo uma continuação de um outro livro, mas com os olhos de quem lê algo novo, absorvi as mensagens deste Semeador de Ideias de uma nova forma e tive o prazer de limpar as lagrimas que escorreram pela minha face diante do desfecho desta história, e que desfecho!
Posso dizer que o Augusto Cury me surpreendeu, pois ele me permitiu uma leitura onde eu realmente me senti parte dessa família de loucos que o livro me trouxe, pude me sentir na pele de cada um dos personagens, principalmente do nosso narrador, Júlio César, pois assim como ele, dependendo do meu dia eu torcia meus olhos para os que tinham a mente tão despreocupada como os nossos queridos Boquinha de Mel e Prefeito, pude entender que melhor que tentar padronizar as pessoas e fazer com que elas sejam como nós queremos, é vezes melhor e mais sadio as aceitarmos como elas são, pois o simples fato de aceitarmos as pessoas sejam como forem, nos liberta de inúmeras possíveis frustrações e rompimentos. Pude entender por fim, que sim, devemos nos preocupar com o nosso futuro, mas nunca devemos deixar de viver o presente, pois como o próprio nome diz, o hoje é um presente que se ganha todos os dias, porém não pode ser reaproveitado uma outra hora, cada presente é único e é ele quem te definirá lá na frente. Busquemos estar com quem realmente nos importa, façamos o que realmente temos vontade, para que um dia não sejamos corpos frustrados com almas enterradas. Vezes nos valera mais a pena vivermos com o pouco, com o simples, do que nos matarmos para ter o todo e no final de tudo não termos nada, porque o todo, nunca foi o todo de verdade, afinal essa busca pelo dinheiro, pela vida perfeita nunca tem um fim, sempre que se alcança o que queria acaba se querendo mais e no final das contas todos os momentos perdidos não voltaram e certamente toda a fortuna conquistada servirá apenas para te manter vivo em uma cama de hospital...
Bom, esse foi o meu parecer sobre a história, espero que assim como eu, você derrube todos os seus muros e se entregue verdadeiramente para essa leitura que é maravilhosa. Contudo também espero que nós deixemos de nos vender apenas pontos finais para as nossas vidas, mas passemos a utilizar as virgulas, podendo assim sempre redefinir nossas histórias quando necessário.


site: https://www.facebook.com/maniadelivrosseriesefilmes
comentários(0)comente



Ariane Malta 29/06/2015

Augusto Sempre TOP
"A todos o que, de alguma forma, se tornaram semeadores de idéias; que descobriram que as ideias são mais poderosas do que as armas, mesmo que aparentemente desprezíveis. Sim, a todos os que entendem que os frágeis usam a violência, mas os fortes AS IDÉIAS." #SempreSerei #UmaSemeadoradeIdeia #AugustovcéTOP... #QuevenhamOVendedordeSonhos O chamado e a revolução dos Anônimos!!!! #AugustoSousuaFã
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ana Alice 24/02/2015

Quem sou?Quem és?
Este livro foi marcante para mim,alcei voos em minha mente que jamais pensei que minhas "asas"fosse ter forças para alçar.Realmente naveguei pelo imaginário,líbertei o pensamento,permiti-me viajar em suas ideias.E já estou sentindo falta deles,ser altruista não é pra qualquer um,preciso abrender muita coisa e lendo este livro percebi que sou traidora de mim mesma.Esta obra fala de mim,de você apesar de ser uma ficção,não consegui encarar como tal.Pois através de relatos ficticios ou não,podemos ver que este mundo está ficando cada vez mais decadente,nós estamos regredindo como seres humanos.Enquanto o altruísmo estiver longe de nossos olhos vamos sofre e fazer sofrer.Dizem que o livro é de auto ajuda,eu digo que é um alerta.Auto ou alto ajuda se vc não precisa de nenhum dos dois que bom você é um supra-humano então ajude quem não tem.
comentários(0)comente



Wedson 14/06/2014

Quais nossas ideias?
"O que faríamos se perdêssemos quem mais amamos? Quais nossas reações, que atitudes tomaríamos? Quem são nossos verdadeiros amigos? Este livro nos faz refletir sobre cada uma dessa hipótese. Nos envolve de uma maneira, fazendo entrar no subconsciente de nossas mentes."
comentários(0)comente



Ricardo 19/02/2014

Nem sempre ter tudo é ser feliz...
Meio tipo auto ajuda, este livro retrata a estória de um homem muito rico e poderoso, que perde sua família em um acidente aéreo, e torna-se um andarilho. A trama gira em torno dele, neste período em que sua vida está miserável, mas por onde passa vai semeando ideias, trazendo a dúvida, instigando o pensamento dos que o escutam em seus diálogos em praças, ruas e escadarias, humildemente. E sua vida vai sendo desvendada à medida que as páginas vão passando, e descobertas sobre o suposto acidente vêm à tona, fazendo-o revelar-se aos seus seguidores, pois sua vida e de seus amigos estão em risco. A trama tem algumas idas e vindas, mas no geral a leitura é agradável e suave, e instiga ao raciocínio de como levamos as nossas próprias vidas.
comentários(0)comente



Roberta 10/02/2014

O Semeador de Ideias
Este foi o primeiro livro que li do Augusto Cury. Talvez por isso, tenho comparado o personagem com outras pessoas.

Digo isto, porque me impressionava com seu comportamento e suas atitudes, como foi o primeiro livro que li do autor, não era o que eu pensava.

Não é um livro que eu posso considerar como aqueles em que prendem a nossa atenção, até porque como eu disse, foi através deste livro, que comecei a conhecer a literatura do Augusto Cury.

Mas recomendo, de forma que a história além de bastante interessante, nos faz rever a própria vida e repensar em algumas coisas do nosso dia-a-dia (o que eu ainda não considero como um livro de autoajuda).

Os personagens são os mesmos dos outros livros da saga O Vendedor de Sonhos.
comentários(0)comente



49 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4