As Firmes Resoluções de Jonathan Edwards

As Firmes Resoluções de Jonathan Edwards Steven J. Lawson




Resenhas - As Firmes Resoluções de Jonathan Edwards


12 encontrados | exibindo 1 a 12


Natan Wagner 25/07/2021

Edward é bem mais do que eu imaginava.
Um livro perfeito para quem conhece Edwards apenas pelo "pecadores nas mãos de um Deus irado." Aqui, conheci muito do que ele ainda ia se tornar e aprendi muito sobre como viver para a glória de Deus.
comentários(0)comente



Isadora.Nascimento 28/05/2021

Jonathan Edwards foi um exemplo de piedade, disciplina e devoção ao Senhor. Fui muito edificada e confrontada pelas resoluções dele, as quais foram escritas aos seus 19 anos. Um homem pecador, cheio de falhas como todos nós, mas que se importava veementemente em glorificar a Deus e em lhe agradar, em todas as áreas de sua vida. Incrível, leiam e sejam edificados!
comentários(0)comente



Silvana.Maria 25/05/2021

firme em viver em santidade!
Edwards, geralmente lembrado pelo seu sermão “Pecadores nas mãos de um Deus irado”, é revelado aqui como um homem que tinha um coração voltado para a glória de Deus acima de todas as coisas. A fim de ajudar a si mesmo na busca desse objetivo, ele compôs um conjunto de resoluções para guiar sua conduta em todas as áreas, desde sua batalha contra o pecado até ao uso que fazia de seu tempo. Na sincera busca de Edwards por Deus, vemos um incomparável exemplo para os cristãos da atualidade.

O livro mostra o compromisso, a paixão de Edwards de viver para a glória de Deus. Ele percebeu que Cristo é o maior tesouro que poderia alcançar aqui na terra e perseguiu isso com todas as suas forças. Ele percebeu que mesmo diante das dificuldades, dos desafios, o próprio Deus é que nos conduz e nos mantém no caminho, não pelas nossas forças, mas por sua graça. Diante disso Edwards buscou com zelo e pôde experimentar a alegria de viver para o Senhor.

A cada capítulo percebemos o legado de Edwards: sua humilde submissão, a glória de Deus como prioridade, a busca pela santidade pessoal, o mundo futuro, a paixão pela disciplina, a prática do amor e a postura por autoexame. Tudo visando à santidade. O progresso na santidade pessoal é um ponto crucial segundo o teólogo.

Para Edwards, o crescimento na piedade marca todos quanto estão no caminho estreito que conduz a vida. Ele escreveu setenta resoluções, ou declarações, nas quais expunha os seus propósitos para sua vida sabendo que precisava submeter a si mesmo a certa disciplina, a fim de que crescesse em santidade diariamente.

Esse homem buscou uma piedade autentica que o distinguiu como um homem de Deus. Tenhamos essa paixão, essa coragem, esse anseio por nos entregamos completamente ao Senhor e viver em santidade.
comentários(0)comente



Wellington 03/05/2021

Dedicação para uma vida santa
Incrível quando alguém se dedica de corpo alma e espírito para se aproximar de Deus ótimo livro para edificar a fé...
comentários(0)comente



Sidney.Muniz 09/04/2021

Vale a pena ler esse livro. Edwards foi um exemplo na piedade, disciplina, estudo da Biblia, oração e meditação.
comentários(0)comente



Adenilson 31/05/2018

Que sejamos decididos a sermos imitadores de Edwards
Este foi o material que Deus utilizou para trazer o maior impacto sobre a minha santificação. Um grande e duradouro impacto. Me demorei na leitura para, a medida que lesse, me resolvesse em cada área da vida me tornar um imitador de Jonathan Edwards. Que a vida deste grande homem de Deus inspire você também.
Obs: só dei 4,5 porque achei que o livro poderia ter sido muito melhor escrito. A leitura não flui fácil, falta dinâmica, e é muito repetitivo. No mais, um grande tesouro.
comentários(0)comente



Filipe.Roberto 12/01/2018

Soli Deo Gloria
O livro mostra o compromisso, a paixão de Edwards de viver para a glória de Deus. Ele percebeu que Cristo é o maior tesouro que poderia alcançar aqui na terra e perseguiu isso com todas as suas forças. Ele percebeu que mesmo diante das dificuldades, dos desafios, o próprio Deus é que nos conduz e nos mantém no caminho, não pelas nossas forças, mas por sua graça. Diante disso Edwards buscou com zelo e pôde experimentar a alegria de viver para o Senhor. Que assim como Edwards tenhamos essa paixão, essa coragem esse anseio por nos entregamos completamente ao Senhor, para Sua honra, Sua glória, seu louvor pois Ele é digno. Que vivamos hoje e prossigamos para o alvo, viver esse evangelho radical, essa vida louca, essa paixão consumidora pelo nosso Salvador. Que cada respirar, cada pensamento e cada batida de nosso coração glorifique ao nosso Deus. Santo, santo, santo, bendito eternamente.
comentários(0)comente



Saor 18/03/2017

Jonathan Edwards
Olá!

Tem resenha no Evangelho em Questão!

Confere lá

site: https://www.youtube.com/watch?v=xqJGu7g-KW4&index=9&t=172s&list=PLqbF4FaXr5EOAwlUAlTat82SKDbumzUjA
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luiz Augusto 12/01/2013

Um exemplo de santidade pessoal.
Muito bom esse livro! Penso que deveríamos ler constantemente biografias de grandes homem de Deus, visto que elas tem o "poder" de nos "colocar nos eixos" ao lançar fora o nosso orgulho de acharmos que somos alguma coisa.

Penso também que aqueles que defendem a fé reformada e, sobretudo, a fé puritana, deveria ler esse livro. Porque para nós que admiramos tais homens e estudamos as suas doutrinas, é muito fácil defender o que eles acreditavam, sobretudo quando não nos disser respeito, e ao mesmo tempo não ter nem um pouco da fé, santidade pessoal e amor a Deus e ao próximo que eles tiveram.

Sei que o livro é muito bom. Suas resoluções foram desafiadoras para mim e continuarão sendo. Também foi muito útil para compreender um pouco da disposição de alma que tais homens tiveram, motivados por um profundo desejo de glorificar a Deus e preocupação com a santidade pessoal.
comentários(0)comente



Sacha 14/08/2012

Intencional
A existência de Jonathan Edwards não era totalmente desconhecida a mim antes de ler o livro. No entanto, eu não fazia ideia da intensidade com que Jonathan Edwards vivia sua vida cristã em suas lutas e disciplinas.

Fiquei impressionado com a maneira INTENCIONAL com que esse homem fazia tudo. Ele foi uma ilustração viva do versículo “portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (1 Co 10.31).

A disciplina e a intencionalidade de Jonathan Edwards precisam ser estudadas e imitadas. Não porque há algum valor em mais um homem pecador e carente da graça de Deus, mas porque a própria graça de Deus se manifestou de forma evidente por meio da disciplina e intencionalidade de um homem frágil como nós. Edwards foi um instrumento de honra nas mãos de Deus e deixou um legado relevante para nossa cultura preguiçosa e “sentimentalista”.

Leia esse livro, prestando bastante atenção no que estava no “coração” de cada uma das resoluções desse nosso irmão do passado.
comentários(0)comente



12 encontrados | exibindo 1 a 12