Não Deixe o Sol Brilhar em Mim

Não Deixe o Sol Brilhar em Mim Evandro Raiz Ribeiro




Resenhas - Não Deixe o Sol Brilhar em Mim


62 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Vanessa Vieira 11/12/2017

Não Deixe o Sol Brilhar em Mim - Evandro Raiz Ribeiro
O livro Não Deixe o Sol Brilhar em Mim, do pernambucano Evandro Raiz Ribeiro, nos traz uma história interessante sobre vampiros, bem como suas principais características. Mesclando sobrenatural com barbáries puramente humanas, o enredo foi muito bem orquestrado e ainda traz um romance que reflete com bastante ênfase o primeiro amor.

Dennis é um garoto que acabou de se mudar para a casa dos tios após o falecimento dos pais e que é cruelmente maltratado pela tia. Além de passar por muitos infortúnios nas mãos de Gertrudes, o jovem também é perseguido na escola por alguns garotos mais velhos e vivencia cenas de bullying nas mãos deles.

De uma hora para outra, sua vida mudou drasticamente e o presente nunca lhe pareceu ser tão sem sentido. Entretanto, ele conhece Valquíria, uma reclusa e misteriosa garota da vizinhança e logo os dois acabam nutrindo uma firme e sólida amizade. E essa amizade acaba evoluindo para algo mais, suprindo os desejos da adolescência e da paixão e preenchendo o vazio existencial que habita cada um deles. Concomitantemente a isso, os algozes que perseguem Dennis começam a ser atacados violentamente e uma obscura verdade vem à tona: Valquíria é uma vampira e ela precisa de sangue para sobreviver...

Não Deixe o Sol Brilhar em Mim nos traz uma história de vampiros bem diferente do convencional e com influências marcantes de Bram Stoker e Anne Rice. Por mais que os protagonistas sejam adolescentes e acabem vivendo um romance nesse interlúdio, o tema do vampirismo é explorado de modo singular e não é regado por água com açúcar, como acontece com outros enredos do gênero. Narrado em terceira pessoa - o que nos concede uma visão panorâmica da trama - o livro de Evandro Raiz Ribeiro se mostrou bastante interessante e envolvente.

Dennis é um garoto órfão que acompanha o seu mundo desmoronar totalmente. Com a morte dos pais, ele acaba indo morar com os tios e sofre absurdamente nas mãos de Gertrudes, que faz questão de elucidar o quanto o menino é um peso e um estorvo em sua vida. Pra piorar a situação, os colegas da escola não dão um minuto de sossego para Dennis e cometem uma série de violência física e psicológica contra o jovem, que se sente cada vez mais perseguido e menosprezado. Entretanto, o destino o coloca frente a frente com a soturna e solitária Valquíria e uma onda de afeto e companheirismo toma conta do casal. Apesar de notar que Valquíria é um tanto quanto misteriosa e que esconde muitos segredos, Dennis se deixa mergulhar e inebriar cada vez mais pela sua presença. O que eu admirei em Dennis é que apesar de sofrer inúmeros infortúnios, ele não perde tempo se lamentando e busca lutar para ter melhorias de vida. Apesar de não ter achado o seu romance com Valquíria tão bem elaborado, gostei da química do casal e do conforto que um proporciona para o outro.

Acompanhar Valquíria na trama foi bem energizante e instigante, principalmente no que concerne na história de vida da personagem. Sua trajetória foi bem orquestrada e conseguiu me prender a atenção do início ao fim. O que eu achei extremamente interessante foi a ambiguidade feita entre o sobrenatural e o terror meramente humano e como fica claro por A+B qual das raças é a mais cruel, fria e calculista. Como disse anteriormente, o romance dos protagonistas não conseguiu tocar tanto o meu coração quanto eu gostaria, mas se mostrou belo e catártico.

Em síntese, Não Deixe o Sol Brilhar em Mim nos apresentou uma história sobre vampiros bem original e articulada e com um desfecho um tanto agradável quanto surpreendente. Os personagens - apesar da tenra idade - têm objetivos e planos bem definidos, o que agregou valor à trama e a tornou curiosa e instigante. A capa é simples e nos traz uma garota em vestes escuras fugindo da claridade e a diagramação está razoável, com fonte em bom tamanho e poucos erros ortográficos. Recomendo.


site: http://www.newsnessa.com/2017/12/resenha-nao-deixe-o-sol-brilhar-em-mim.html?m=1
comentários(0)comente



Kellbet 31/01/2017

Adorei!
Cheio de suspense e mistério e, um romance diferente.
Gosto de ler quando quero virar a próxima página e outra, e outra.
Parabéns ao escritor. Soube fazer uma história entre adolescentes, ser amável e prazerosa.
A parte do 'horror' é compreensível e aceitável. (Risos)
Afinal, essa parte de horrores teria que ter acontecido para que soluções fossem tomadas.
;)

site: https://kellbet.blogspot.com.br/2016/08/evandro-raiz-ribeiro-nao-deixe-o-sol.html
comentários(0)comente



Jéssica Dias 13/06/2016

Dennis perde os pais e vai morar com seu tio e sua tia (que mostra um certo ódio/desprezo por ele). Nessa nova ~fase~ de sua vida, ele acaba conhecendo uma garota, com manias esquisitas, e se apaixona por ela. Mal sabe ele que a sua linda namorada é uma vampira.
O livro é bem gostoso de ler até sua metade. Quando a Valquíria começa a narrar como tudo aconteceu, como virou vampira, a leitura torna-se maçante de uma maneira que é quase impossível de ler mais de um capitulo. Demorei muito para terminar, e isso que o livro é curtinho. Mas olha, o final foi surpreendente, mas ainda acredito que poderia ter economizado mais na descrição dos acontecimentos com a Val e ter investido mais nos capítulos finais.
comentários(0)comente



Camila 11/01/2016

Uma mistura de Crepúsculo com os livros da Gillian Flynn. Nota-se a inexperiência do autor , mas a história corre bem e o final é bem construído.
comentários(0)comente



Elisa Flemer 30/06/2015

Se não tivesse aquela cena...
A Trama
Dennis acaba de perder seus pais e se mudar para o ABC paulista, com seus tios e o primo, Otavinho. Com uma tia que o odeia, valentões na escola e uma saudade inconsolável, ele acaba conhecendo Valquíria, uma menina diferente.

Eles apaixonam no mesmo momento e ele continua voltando para a praça em que se conheceram querendo vê-la de novo, sem sucesso. Percebe que a casa dela é em frente a tal praça, mas parece sempre fechada, até que um dia, no fim de tarde, ela dá as caras.

Eles começam uma espécie de amizade que cresce para namoro, mas só se veem a noite. Além disso, Valquíria tem algumas manias estranhas, como só entrar num lugar após ele convidá-la e não comer nada a não ser sua dieta especial. Na verdade, ela é uma vampira.

Dennis não suspeita de nada e eles continuam se encontrando. Então, a tia de Dennis, Gertrudes, tenta intoxicá-lo com um patê estragado, e ele vai para o hospital. Quando Valquíria fica sabendo do ocorrido, dá uma lição em Gertrudes e em todos os outros que mexeram com Dennis.

Opinião
É um livro brasileiro e antigo, onde ainda não existem muitas televisões a cores e eles compram discos de vinil em lojas para tocar em suas vitrolas. Apesar disso, a história é muito legal. O único problema é que tomou um rumo erótico.

Acesse o blog para ler mais!

site: www.leituradelicada.com.br
comentários(0)comente



Natty 29/06/2015

Maçante
Bem, no inicio a historia até começou bem, mas depois a leitura se tornou cansativa. Demorei três semanas para terminar, e isso é o cúmulo devido ao número de páginas. E para conseguir terminar foi uma luta constante em cada página, quando eu pensava que ia engrenar então retornava ao estado fatigante. A historia é boa em si, no entanto a forma como foi escrita não me agradou, e sem falar no sexo que teve, que ao meu ver fez o livro ficar pesado.
comentários(0)comente



erosgmmj 06/01/2015

Muito Bom!!!
O livro possui uma escrita fluida e prazerosa daqueles o qual você não para de ler. Grande parte da leitura faz com que o relacionamento e romance dos personagens tome corpo e absorva o leitor ao clima da história adolescente e ao mesmo tempo sóbrio do enredo.

Denis possui um jeito gótico, melancólico. Sem amigos é desprezado pela tia e vitima constante de bullying na escola.

Desta forma, sua paixão por Valquíria, ocorre de forma natural visto que ambos são excluídos e solitários por diferentes razões.

Os dois se complementam, com a proteção, segurança, carinho e amor resultantes desta relação.

Valquíria é o que se pode chamar de ‘’vampiro à moda antiga’’, com sua racionalidade e aceitação de sua realidade, nos contempla com uma vertente fria e direta do que é um vampiro, perante suas vítimas ou pessoas que venham a ameaçar Denis.

Ao mesmo instante em que vibramos com o código de conduta e com os assassinatos cometidos por ela – Acho que todos temos um pouco de justiceiro. – Risos - nos sentimos aflitos com a crueldade exposta na obra, sendo levados a refletir naturalmente, sobre quem é o monstro pior afinal... O vampiro... Ou o ser humano em seu lado obscuro e egoísta.

O Livro é uma leitura obrigatória aos leitores fãs de vampiros ou romances sobrenaturais.

Só não é perfeito por sua visível semelhança com o romance: Deixa Ela Entrar, o qual ainda não li, (coincidentemente faz parte de minha meta de leitura) mas como o autor assisti ao filme.

O escritor não esconde seu fascínio pela obra cinematográfica que deu origem a ambos os livros e tem sem mérito ao retrata-la no contexto brasileiro. Mas creio que isso possa vir a decepcionar os leitores desavisados que já leram a obra original ou viram o filme.

Comparações a parte, se você como eu adora este tipo de leitura, o título: Não deixe o Sol Brilhar em Mim é recomendadíssimo! :-)
comentários(0)comente



Petra 06/10/2014

Após perder os pais em um acidente de carro, Dennis é levado da Paraíba para o ABC Paulista para morar com seu tio Olavo. Ele tem 14 anos e acaba sofrendo bullying na escola por ser nordestino.

O ano é 1976 e Dennis, sem amigos e rejeitado pela tia, que não aceita o sobrinho em sua casa, resolve sair desbravando a cidade após as aulas para não ter que voltar para casa. Em um desses passeios, Dennis conhece Valquíria, uma garota meio misteriosa. Ela é uma vampira (e isso não é um spoiler) e também está solitária, pois acabou de perder seu irmão.

Com o passar do tempo, os dois se descobrem apaixonados, porém Valquíria ainda sente medo de revelar o seu segredo para Dennis. Infelizmente, ela não consegue esconder por muito tempo e os dois têm de arranjar um jeito de lidar com essa situação.

Minha opinião: Ambos são bastante maduros e independentes para sua idade e buscam apenas companhia. O tempo que leva para a história se desenvolver é ok, porém eu senti que o Dennis aceita muito rápido a condição de Valquíria. Também senti um tanto quanto forçada a relação amorosa dos dois, sei lá... Essa é minha opinião, tá? Já li discussões sobre o livro no Skoob e o autor, em sua defesa, relatou que boa parte das cenas deste livro foram vividas por ele. Quem sou eu para criticar isso, mas a mim não convenceu não, desculpa!

Leia mais em:

site: http://naproximapagina.blogspot.com.br/2014/08/paginas-vs-frames-nao-deixe-o-sol.html
comentários(0)comente



Rose 30/04/2014

Não deixe o sol brilhar em mim é um romance vampiresco, mas não pense que é apenas mais um romance. Aqui temos a história de Dennis, um garoto que morava em Recife e ficou órfão, e por conta disso acabou vindo morar em São Paulo na casa de seu tio, para desgosto da esposa do seu tio. Novo na cidade, sem amigos, sendo motivo de piada na escola e ameaçado pela tia, Dennis sente-se muito sozinho. Um dia conhece uma garota misteriosa, Valquíria, por quem se sente atraído. Mas muitos mistérios envolvem Valquíria, e quando ela perde seu irmão e protetor, esta se vê sozinha no mundo sem saber o que fazer ou como agir neste mundo tão diferente e que ela não se interessava. A amizade entre os dois evolui, e Dennis torna-se a única pessoa que Valquíria confia, mas não ao ponto de lhe contar seu segredo mais profundo. Até o dia que Dennis corre perigo, então toda verdade vem à tona, agora eles vão precisar de muita inteligência para manter este segredo e se protegerem mutuamente.

Ao final do livro ficou uma pequena pergunta: Evandro, você vai dar seqüência na história deste casal? Pois saiba que eu gostaria muito de saber o que acontece depois do encontro final deles.




site: http://www.fabricadosconvites.blogspot.com.br/p/minhas-resenhas.html
Clarice.Castanhola 24/06/2015minha estante
Primeira vez que leio algo sobre esse livro e devido o tema vampiros e adolescência não me chamou tanto atenção por agora não leria :]




Fernanda 23/12/2013

Resenha: Não Deixe o Sol Brilhar em Mim
Resenha: “Não deixe o sol brilhar em mim” de Evandro Raiz Ribeiro, apresenta uma história dinâmica, instigante e intensa, envolvendo emoções conflituosas e perturbadoras. A premissa da obra diz respeito a um relacionamento de aprendizados e questões ligadas ao sobrenatural, de modo analítico e inovador. Os personagens possuem descrições peculiares, fazendo com que o leitor consiga se encaixar no próprio enredo e perceber algumas semelhanças de personalidade.

Dennis passa por uma fase difícil desde que perdeu seus pais em um acidente. O menino de 14 anos muda-se para a casa dos tios, porém as coisas começam a piorar quando vê seus colegas de escola o incomodado e quando percebe que sua tia Gertrudes possui intenções e pensamentos negativos sobre ele. Confesso que de início fiquei muito surpresa com as atitudes dela, pois em nenhum momento facilitou sua vida e sempre ficava o provocando e ameaçando envenenar sua comida e coisas do tipo (que horror). Qual o motivo de tanto ódio?

LEIA A RESENHA COMPLETA NO BLOG SEGREDOS EM LIVROS:

site: http://www.segredosemlivros.com/2013/12/resenha-nao-deixe-o-sol-brilhar-em-mim.html
comentários(0)comente



Danielle 16/09/2013

Muito bom
Um livro com uma capa linda e um título interessante.
Mas e a história...

No livro conhecemos um jovem casal que se apaixona, ambos solitários, porém há algo de errado com Valquíria...ela nunca sai pela manhã, vive sozinha em casa.

Temos romances, ação, suspense.. uma leitura que flui deliciosamente, quando você se dá conta já acabou de ler.

Um trama bem escrita e bem amarrada e com um final perfeito.

Para quem gosta de romances entre vampiros é um prato cheio.
Quem gostou do filme Deixa ela entrar vai gostar bastante também. O próprio autor disse que se inspirou no filme do qual é fã da história.

Então aproveitem essa história maravilhosa

site: www.facebook.com/minhasresenhasdp
comentários(0)comente



Kari 24/08/2013

Não deixe o sol brilhar em mim conta a história de Dennis, um menino de apenas quatorze anos que após a morte de seus pais muda-se de João Pessoa rumo a São Paulo para morar com seu tio Olavo e a família dele. Porém as coisas não são como Dennis esperava, a esposa de seu tio não o queria ali e o maltrata, chegando até a ameaçar envenena-lo.
Como se já não bastasse isso, na escola as coisas também não vão bem, por conta de dois indivíduos que implicam constantemente com Dennis.

Dennis já meio que desanimado em determinado momento se depara com Valquíria, uma menina de aparentemente treze anos que é diferente de todas que ele já viu. Dennis se encanta por Valquíria e pouco a pouco ambos vão se ligando um ao outro e eis que surge um sentimento forte entre eles. Ambos se apaixonam um pelo outro. Só que Valquíria não é uma garota comum; ela é um vampiro e eles terão de lhe dar com as emoções do primeiro amor e a diferença de ambos!

Minhas impressões:

Dennis é um menino de coração enorme, com uma personalidade bem delineada pelo autor, bastante maduro para sua idade e muito solitário.

Os maus tratos sofridos por Dennis através de sua tia Gertrudes é no mínimo cruel. Ela é uma mulher sem caráter, capaz de destratar e até mesmo levar sua ira por ter alguém indesejado em sua casa às últimas consequências. Ela é daquelas pessoas dissimuladas, que faz cara de anjo, mas quando você menos espera te apunhala pelas costas.

Olavo, tio de Dennis, é um cara que vive em um casamento fracassado; mas é daqueles que deixa o barco ir conforme a maré, por achar mais fácil e mais cômodo! Somando este motivo ao fato de ele trabalhar de noite e durante o dia estar dormindo; ele não desconfia do que Gertrudes tem aprontado para Dennis, até que ele vai parar no hospital!

Valquíria, ao mesmo tempo em que é delicada e gentil com Dennis, ela mata com requintes de crueldade ou pune de forma cruel aqueles que de alguma forma se intrometem em seu caminho seja para saciar a sua cede ou para proteger Dennis e a sim mesma!

O romance e amizade entre Dennis e Valquíria é forte, sincero e consegue transpor qualquer esquisitice que possa haver no dia a dia de ambos!

A forma como Dennis, procura uma solução boa para tudo a sua volta, indica o quão altruísta ele é!

Um ponto interessante foi à cena de sexo protagonizada por Valquíria e Dennis, apesar de ser uma cena protagonizada entre dois pré-adolescentes; a cena foi muito delicada e sucinta, salientando apenas a beleza do ato entre os dois; sem vulgaridades e exageros; passando a essência do primeiro amor, da amizade, do companheirismo.. da preocupação de um com o outro e não com sigo mesmo!
Sei que pensar em dois pré-adolescentes fazendo sexo pode chocar alguns, mas ambos os personagens possuem uma maturidade que não condiz com a idade deles e em se tratando de um romance sobrenatural, a cena de amor entre ambos teria de acontecer em algum momento! Afinal Valquíria está digamos que "congelada", não envelhecerá nunca; então agora ou daqui a 100 anos ela teoricamente continuará tendo aparência de uma menina de treze anos! E o mais interessante é que Valquíria se abriu de uma maneira linda para o amor de Dennis! Digno de um verdadeiro conto de fadas!

O livro possui uma narrativa fácil e rápida; o autor concluiu sua obra com maestria, me levando a crer mais uma vez quão altruísta Dennis é; e nos fazendo acreditar que para tudo há uma solução! Para seu pior pesadelo.. com amor e boa vontade podemos encontrar uma maneira de levar uma situação aparentemente ruim e sem solução, a se tornar algo melhor.. algo que além de tudo pode beneficiar mais pessoas do que você pudesse imaginar!

Não deixe o sol brilhar em mim ganhou 5 estrelas, pela desenvoltura do autor em desenvolver uma história (sobre um tema batido como Vampiros) com muitas singularidades e um romance delicado e puro apesar da contrariedade do significado de ser um vampiro! Que nada tem de delicado ou puro. Mas Evandro Raiz de forma extraordinária conquistou esse feito e me encantou com seu romance sobrenatural! Que espero poder ler uma continuação em breve!


Recomendo "Não deixe o sol brilhar em mim" aos leitores do Mix que são amantes de romance e de sobrenatural. E digo que os autores nacionais são tão capazes quanto os entrangeiros em criar histórias fascinantes e encantadoras. E foi isso que acabei de ler, uma história fascinante e encantadora! Leia você também e tire suas conclusões!

Evandro Raiz conseguiu passar muito mais que uma história sobrenatural, sua mensagem está implicita nas entrelinhas e pode facilmente ser desvendada por seus leitores através da pureza e delicadeza como abordou a relação entre os protagonistas e seus princípios diante situações contraditórias!

site: http://www.mixliterario.com/2012/06/resenha-premiada-nao-deixe-o-sol.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Evan 28/06/2013minha estante
Porra, Jorge. Eu até que estava gostando do seu comentário. Achei legal a parte em que falava que eu escrevo ruim, que o livro foi mal escrito e tal, que estava cheio de erros gramaticais, etc; é natural que falem, tem erros sim, apesar da revisão.
Eu sempre acho interessante leitores que deixam esse tipo de feedback e vão mais além, esmiuçando o que foi escrito, mostrando os erros graves de continuação e verossimilhança cometidos (além dos gramaticais, pois nesse caso os erros gramaticais se tornam um nada, já que até um revisor, profissional da área, que deveria ser exemplo de eficácia, os comete. E não é só o meu revisor, que você poderá dizer que foi barato ou coisa e tal, mas também alguns conceituados que cometem também barbaridades em nossa língua pátria, talvez por distração, mas aí....). Enfim, continuando... Gostei de seus comentários sobre alguns pontos, como os travessões em pensamento, ou sobre os términos de parágrafo de forma absurda, escorregões da revisão que já foram acertados para a versão digital.
Mas aí, quando começou a querer transformar minha história em sua, querendo que eu escrevesse como se fosse você, perdeu. Com 21 anos o que você sabe dos anos 70? Qual a sua autoridade em natureza humana para afirmar categoricamente que tal idade não faz isso ou aquilo? Ou o que se pode escrever ou não? A história de vampiros foi só um pretexto para a outra história "real" que queria escrever. Na verdade, todas as personagens são fictícias, entretanto, todas baseadas em pessoas e fatos reais. Excluindo a parte sobrenatural e as mortes, cada cena ali contada, aconteceu. Se eu as desenvolvi mal, isso é uma outra história, um dia quem sabe eu aprenda. Mas isso serve para mostrar que você faz uma avaliação tendenciosa. Por mais que você se vanglorie de ter lido centenas de livros, eu com certeza li muito mais que você, já que tenho mais que o dobro de sua idade e não me recordo de ter ficado um único dia sem ter lido um livro. E mesmo com toda essa bagagem como leitor de todos os tipos de livro, do clássico ao best-seller, do erudito ao chic-lit, na hora de escrever a mão pesa, pois uma coisa nada tem a ver com outra. A experiência como leitor é algo extraordinário, entretanto não substitui a técnica aprendida de forma direcionada a literatura, como eu bem descobri e como você serviu para me alertar.
Sobre o enrendo e história, você reclamou da tia como vilã, mas a história foi escrita exatamente por causa da tia, não teria sentido sem a tia. Segundo um leitor crítico profissional, que leu meu livro e me fez reescrever 80 páginas da trama, a tia era a única personagem com estofo, me deu 85 pontos, o resto das personagens reescreva que estão uma merda. Reescrevi todas as outras personagens, sem mudar as cenas apenas suas características, talvez ainda tenha feito de forma ruim, e um dia, quem sabe eu acerte a mão, mas da tia eu não abro mão (perdão pelo trocadilho horroroso).
Veja, meu comentário não tem nenhuma valia se você for apenas um leitor, mas pelo que entendi, você quer ser crítico literário, e nesse caso, da mesma forma que eu ainda estou distante de ser um bom escritor, sendo um escritor apenas medíocre, suas críticas ainda são medíocres, se atendo ao lugar-comum, o que transforma você ainda em um crítico medíocre. Vou aguardar por uma peleja no futuro, quando talvez ambos tenhamos coisa mais interessante para mostrar,apesar que meu tempo nesse mundo seja menor que o seu.
Um abraço.


JorgeMota 28/06/2013minha estante
Entendo sua indignação, meu caro. Sobre os erros eu acredito que é dever do autor escrever correto e uma correção de um profissional, uma "carta na manga" para melhorar a coerência e a coesão. Se você escreveu bem e o revisou estragou ai já é outro caso.

Sobre a época existe uma coisa chamada história ao qual só conhecemos ou vivenciando ou lendo sobre... Tenho certeza que tenho carga suficiente para falar sobre a época, já que minha dissertação pesquisa a época e a sociedade.

Minha intenção não é ser leitor crítico. Aliás, até é, mas não de uma forma profissional. Pensei que os autores necessitassem mais dos leitores do que vice-versa... Mas se você acha que críticas negativas não vão lhe acrescentar em nada, quem sou eu para comentar algo aqui?

Sou um Skoober e como todo ele tenho o direito de comentar o que eu quiser.
você, como escritor, deve estar apto a receber críticas e sugestões...

Se não está, meu caro, não sou eu que não estou sendo profissional.

Passar bem.


Evan 03/07/2013minha estante
Sobre a história e as épocas, a sua colocação na resenha e a sua resposta ao meu comentário, são coisas ímpares, não se casam, como resposta de político. Se até Jung e Freud, sumidades mais que comprovadas na análise da natureza humana, são colocados contra a parede em uma diversidade de afirmações que fizeram, uma dissertação sobre época e sociedade não passa de uma gota num oceano, apenas mostra seu interesse no tema, não lhe confere carga suficiente para ser um EXPERT no assunto.
E note, em nenhum momento estou refutando suas críticas como leitor; o que não concordo é com a parte em que você quis transformar a minha história em sua, para isso escreva a sua própria. Gostou do tema, mas acha que eu o estraguei? Então escreva a sua versão. Assim como você, eu também sou um SKOOBER e com os mesmos direitos de comentar e ser comentado.


JorgeMota 04/07/2013minha estante
Acredito que sua obra seja um exemplo exímio da época, então. Acredito também, pelas suas palavras, que você é um verosímil exemplo dos fatos da época e um múltiplo experiente!

Desculpe, meu caro, mas se passei a ideia de querer mudar sua estória não foi a intenção. Todo escritor tem liberdade poética, mas com 14 anos meus pais brincavam de carrinho e boneca e te garanto que pouco brincava juntos... qualquer wikipédia lhe garante a distinção de preferências gêneros na época.


Evan 08/07/2013minha estante
Sou uma pessoa comum,que viveu uma vida comum na infância e adolescência, fazendo as descobertas que todos fazem, independente de credo, cultura ou nível social. Não estou me passando por exímio conhecedor de nada, estou relatando fatos que aconteceram comigo, e você é quem está discordando do meu relato, alegando não ser coisa natural para essa ou aquela idade. Crianças quando brincam de carrinho e boneca, estão agindo de acordo com as características da idade. Entretanto, sexualidade, erotismo, libido, não surgem do nada, num passe de mágica quando se atinge a maioridade.


Silvia 15/07/2013minha estante
Amei a briga literária de vocês dois, Evan X JorgeM.
tenho que ler este livro para tirar minhas próprias conclusões. Parabéns aos pontos de vistas dos dois e parabéns ao autor por defender o seu livro.




Danni 02/06/2013

Amo vampiros.
Mas vou te contar... esse livro é horrível.
Te começo estava achando muito bom...Dennis um garoto que perdeu os pais e ficou órfão e foi morar com o tio.
De cara se apaixona por Valquíria, misteriosa menina loira. Até aí tudo bem.
O que eu achei repugnante foi o seguinte, Dennis tem 14 anos, Valquíria 13 (na realidade 30). Então vc imagina duas crianças fazendo sexo??
Acredito que se fossem os personagens com mais idade seria bem legal.
Mas sexo nessa idade, ficou muito pesado no livro.

Não indico esse livro para infanto-juvenil!
comentários(0)comente



Gustavo 16/01/2013

Não Deixe o Sol Brilhar em Mim - Blog Leitores Compulsivos
Primeiramente, quero dizer que este livro é muito gostoso de ler, você embarca na vida de Dennis e Valquíria, dois amigos, que se apaixonam entre si e formam um lindo casal, porém Valquíria tem um segredo que pode quebrar este relacionamento para sempre, ela é uma Vampira.

O livro conta a historia de Dennis, que depois de perder os pais em um acidente, muda-se de João Pessoa para a casa dos Tios em São Paulo, como Dennis é de outro estado e possui um sotaque linguístico diferente ele é zuado pelos alunos da sua nova escola.
Porém este é o minimo dos problemas para ele, Dennis tem uma inimiga muito má e que quer muito o seu mal, estou me referindo a sua Tia, pois o Tio Olavo se propôs a cuidar de Dennis e disponibilizou sua casa para Dennis viver, porém a esposa de Olavo não era flor que se cheire kkk
Ela sempre ameaçava Dennis, dizendo que se ele não voltasse para sua cidade e deixassem eles em paz, um dia ela envenenaria sua comida.

Até que em um dia, voltando da escola, Dennis conhece uma bela garota, cujo nome era Valquíria e era depositada de uma longa e pura beleza notada aos olhos de Dennis, que se apaixonou a primeira vista pela garota.

Tinha os cabelos negros compridos encaracolados, a pele clara, em verdade, clara demais.
Ele, geralmente, por ser tímido, não tinha o costume de iniciar um dialogo com ninguém, principalmente, com garotas.
Mas, desta vez, sentiu um desejo irresistível de falar com a menina.

E então Dennis não se deixa ser levado pela timidez e cumprimenta a menina, que corresponde amigavelmente, e de repente os dois viraram ótimos amigos.
E depois disso sempre marcam de se encontrar no dia seguinte, para passearam, fazerem compras ou simplesmente para ficarem jogando baralho dentro da casa de Valquíria.

Valquíria e Dennis depois de uma seção de um filme no cinema , sentam em uma praça e Dennis pede valquíria em namoro, porém valquíria diz que ele não quer namora-la pois ela não é uma menina normal, ela é uma Vampira, porem não tem coragem de se abrir para Dennis, e antes de causar suspeitas, aceita o pedido de Dennis, de ser fiel e ama-lo para todo o sempre.

Não, você não sabe quem eu sou - ela disse com uma ponta de tristeza.
-não me importa quem você é , eu gosto de você, - ele insistiu.
- você esta iludido apenas com minha aparência, quando descobrir o que sou vai me odiar.
-Não! Nunca, prometo que vou ama-la aconteça o que acontecer.

Um dia, a tia de Dennis envenena sua comida com um pate estragado e contaminado, o que faz muito mal para o organismo do menino, e valquíria sabendo disso é tomada por uma fúria anterior, gigantesca e negra, que a obriga vingar-se da Tia.
Depois do irmão de valquíria morrer, ela vive sozinha e a unica pessoa que a ama é Dennis, então ela promete que todos que fizessem mal a seu amado, pagariam caro, assim como a tia e os colegas que implicavam com Dennis.

Valquíria e Dennis se amam e estão dispostos a enfrentar tudo para ficarem juntos, porém o segredo de Valquíria complicara toda a situação! Sera que Dennis perdoara Valquíria quando descobrir que ela é vampira ? sera que os dois conseguiram derrotar a tia de Dennis ? isso você só saberá que ler o livro!!!

Eu confesso que fiquei muito surpreso com o final do livro, gostei bastante deste livro, ele tem uma bela historia, de um menino e uma menina que são capazes de quebrar as regras das trevas para encontrar o Amor!

Confira mais em : http://vampleitores.blogspot.com.br/2013/01/resenha-nao-deixe-o-sol-brilhar-em-mim.html
comentários(0)comente



62 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5