Os Contos de Beedle, o Bardo

Os Contos de Beedle, o Bardo J.K. Rowling




Resenhas - Os Contos De Beedle, O Bardo


460 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Sapeka! 08/08/2017

Os contos de Beedle, o Bardo - da incrível J.K Rowling - livro que aparece em "Harry Potter e as Relíquias da Morte" como um presente do mestre #Dumbledore para #Hermione. Trata-se de uma coletânea de contos de fadas dos bruxos, trazendo histórias sobre o passado de #Hogwarts e nomes já conhecidos dos fãs da série #HarryPotter.
.
Contos:
🔮O bruxo e o caldeirão saltitante
🔮A fonte da sorte
🔮O coração peludo do mago
🔮Babbitty, a Coelha, e seu Toco Gargalhante
🔮O conto dos três irmãos
.
⚫Nos contos de Beedle, no entanto, a magia nem sempre é tão poderosa quanto se pensa: seus personagens, apesar de serem dotados de poderes mágicos, não conseguem resolver seus problemas somente com magia. As histórias mostram, desse modo, que ao contrário do que se pensa, a #mágica pode tanto resolver quanto causar problemas ou pode também não ter efeito nenhum.
comentários(0)comente



Jess Alem 04/08/2017

Os Contos de Beedle, o Bardo
No dia 30 de dezembro eu terminei de ler Harry Potter e o Cálice de Fogo e dia 31 eu já peguei esse livro aqui: Os Contos de Beedle, o Bardo. É um livro curtinho, tem 103 páginas. E o detalhe: é da J. K. Rowling! A autora da série Harry Potter. Esse livro aparece na série, é o livro que o Dumbledore deixa pra Hermione no livro/filme As Relíquias da Morte.

O livro consiste em 5 contos de magia e bruxaria que os pais contam para os filhos na hora de dormir. É como se fossem os contos de fadas dos trouxas.



Dumbledore fez várias anotações a respeito desses contos e deixou como um legado aos arquivos de Hogwarts. Com autorização da professora Minerva, Hermione reescreveu uma nova edição dos contos incluindo as notas de Dumbledore. Então depois de cada conto, tem as palavras dele pra dar uma explicação e uma liçãozinha de moral.

Uma curiosidade sobre esse livro é que ele foi escrito à mão e ilustrado pela própria J. K. e decorado com pedras preciosas, mas lógico que não foram milhares de exemplares, né, foi apenas uma edição limitada de 7 exemplares! E em 2007 um deles foi leiloado, a Amazon comprou esse exemplar por quase 4 milhões de dólares. E foi tudinho doado pra uma instituição beneficente chamada Children’s High Level Group. Isso ta explicadinho no fim do livro com uma carta, uma mensagem pessoal da baronesa membro do Parlamento Europeu.



O conto que eu mais gosto é A Fonte da Sorte que tem um final bem bonito e O Conto dos Três Irmãos porque explica algumas coisas do filme.





Mas enfim, Os Contos de Beedle, o Bardo estão cheios de referências do mundo dos bruxos que nós conhecemos na série Harry Potter, e alguns contos são mencionados entre personagens.

Esse livro me proporcionou uma leitura bem agradável e bem rapidinha, quem tem tempo consegue ler em uma tarde só, eu li um pouco no dia 31 e terminei dia 1º de janeiro. E quem é fã de Harry Potter tenho certeza que vai gostar bastante desse livro. Eu adorei.


site: http://jessalem.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Aurora 02/08/2017

Contos de Beedle, o Bardo
Livro muito bom, lerei para meus filhos (quando tiver filhos)
comentários(0)comente



Letícia 01/08/2017

Os Contos de Beedle, o Bardo
Foi o livro que eu mais gostei dos livros da biblioteca de Hogwarts. Os comentários do Dumbledore são ótimos se ficou alguma questão em aberto sobre um conto. São histórias como as nossas, mas com o ponto de vista de um bruxo, não de um trouxa. E claro, tem o Conto dos Três Irmãos que é impossível de ler sem lembrar a voz da Hermione. Maravilhoso.
comentários(0)comente



Douglas.Braga 30/07/2017

Conto de bruxos
Um livro de encantadora criatividade, que apresentaria sentido válido mesmo fora do universo bruxo. Novamente é um livro que pode atrair mais facilmente os fãs de Harry Potter, que além de compreender diversas referências também irão se informar mais sobre alguns aspectos, mas não deixa de ser, contudo, uma obra divertida e instigante. Os comentários de Alvo Dumbledore além de cômicos instigam novos horizontes às reflexões que tomamos após ler os contos.
comentários(0)comente



Isa 29/07/2017

Os Contos de Beedle, o Bardo
Essa nova edição de "Os Contos de Beedle, o Bardo" é extremamente linda. Tanto a capa quanto as folhas do livro são maravilhosas. Há uns desenhos em cada conto que deixa o livro ainda mais lindo. No livro há 5 contos que seriam escritos por Beedle. "O Bruxo e o Caldeirão Saltitante", "A Fonte da Sorte", "O Coração Peludo do Mago", Babbitty, a Coelha, e seu Toco Gargalhante" e, o mais famoso, "O Conto dos Três Irmãos".
O livro mostra como seria as histórias infantis dos bruxos, como se fossem a "Bela Adormecida" ou "Branca de Neve" (histórias conhecidas pelos trouxas). Nas histórias dos trouxas (não mágicos) a vida dos personagens são resolvidas com magia. Mas em Os contos de Beedle, o Bardo, mostram o contrário. Ao invés de resolverem todos os problemas com magia, eles mostram que nem tudo pode ser solucionado assim ou que nem tudo precisa de magia. Edição super legal, com comentário do próprio Alvo Dumbledore e explicações no rodapé do livro.
Recomendo!
comentários(0)comente



Tatah 25/07/2017

Um livro dentro de um livro?
Livro simples e pequeno
Três contos maravilhosos
Incluindo o do "os três irmãos " meu xódozinho
comentários(0)comente



Paulinha 18/07/2017

Os contos de Beedle, O bardo
A capacidade de um autor criar um novo universo é algo que realmente mexe comigo.
Para os fãs de Harry Potter como eu, ler Os Contos de Beedle, o Bardo, é como se prolongar um pouco mais no incrível universo criado por J.K. Rowling. O título faz parte da Biblioteca de Hogwarts, que é composta por livros como Animais Fantásticos e Onde Habitam e Quadribol Através do Séculos, títulos que tratam de assuntos relacionados ao universo bruxo.
Os Contos de Beedle, foram mencionados no filme, principalmente em As Relíquias da Morte Parte, quando Harry, Rony e Hermione se encontram com Xenofílio Lovegood, pai da Luna Lovegood e, numa tentativa de entender as histórias em torno de Lorde Voldemort, conhecem O Conto dos Três irmãos, ilustrado de forma lúdica e muito bonita no filme.
É no Conto dos 3 irmãos também que conhecemos a origem das Relíquias da Morte, símbolos e peças tão importantes para a história de Harry Potter.
Os Contos de Beedle, O Bardo, são para os bruxos o que os contos de fadas são para nós, trouxas, um apanhado de histórias com características moralizantes que buscam ensinar algo para o leitor/ouvinte.
As cinco histórias presentes no livro são: O Bruxo e o Caldeirão Saltitante; A Fonte da Sorte; O Coração Peludo do Mago; Babbity, a Coelha, e seu TocoGargalhante; e O conto dos Três Irmãos. Um detalhe especial é que J.K não está simplesmente te contando 5 novas histórias, ela as insere no universo já criado da saga e faz com que o leitor, um trouxa frustrado por nunca ter recebido sua carta de Hogwarts, se sinta mais parte do universo bruxo, já que, após cada conto, temos os comentários e observações de Alvo Dumbledore, diretor de Hogwarts.
Adorava ver as opiniões de Dumbledore, era como se o personagem falasse diretamente comigo. Desculpem o saudosismo, mas ler algo assim é muito legal! O livro é pequenininho e flui muito rápido, li em uma hora.
J.K. Rowling escreve de forma tão encantadora e é uma pessoa tão fantástica no dia-a-dia com os fãs, que fica difícil não admirar quase tudo o que ela escreve. A edição é muito bonitinha, com pequenas ilustrações e cuidados que tornam ela uma adição especial a coleção dos fãs.
E apesar de serem histórias do universo bruxo, elas trazem ensinamentos universais que podem ser aproveitados por todos.
comentários(0)comente



Jac 13/07/2017

Livro pra acalmar o dia de um coração PotterHead
É sensacional poder me sentir ainda mais parte do mundo bruxo maravilhoso da JK. O livro é uma delicinha, eu leria um por dia. Adorei como a própria autora interage no livro e a extensão do papel do Dumbledore. As expressões bruxas são sensacionais, e aquilo de converter fundos também ?
comentários(0)comente



Michele 06/07/2017

A Mágica dos Contos Infantis
Os Contos de Beedle, O Bardo (Editora Rocco, 2008, Páginas: 128) de J.K. Rowling, como seus predecessores (Animais Fantásticos & Onde Habitam e Quadribol Através dos Séculos), continua a desenvolver o mundo bruxo além dos limites de Hogwarts.

Esta obra nos traz cinco contos infantis famosos e brevíssimos, que trazem ensinamentos valiosos pra a construção da mentalidade de crianças bruxas, conseguimos observar lições importantes sobre solidariedade, respeito, amor e luto. Estas lições são ainda mais assimiladas por seus leitores em virtude dos comentários de Alvo Dumbledore, situados sempre ao final de cada história. Estes comentários sempre são enriquecidos com aspectos históricos do mundo bruxo como também relatam experiências pessoais, em alguns casos até cômicos.

Não há comentários ruins passíveis de serem aplicadas a este livro, a leveza na escrita ainda que estejamos de frente a situações densas e difíceis até mesmo a nós (adultos) é algo fascinante e genuíno de histórias infantis. Ademais, tais contos em nada se parecerem com os contos infantis dos trouxas, longe disso, este são contos autênticos e únicos que tratam de sentimentos comuns tantos a trouxas e bruxos, adultos ou crianças.
Anderson 27/08/2017minha estante
Todo Bardo tem muitas histórias para contar, e com certeza esse, em específico tem as melhores.




Camys 15/06/2017

Incrivel
De todos os livros da biblioteca de hogwarts gostei particularmente deste. A história do coração peludo do mago é apenas fantástica. A ideia de inserir comentários do próprio dumbledore foi bem acertada e dá aquela saudadezinha do mundo mágico de Harry Potter.
; danie 18/06/2017minha estante
Quais outros títulos em pt existem da biblioteca de Hogwarts?


Camys 19/06/2017minha estante
Quadribol através dos séculos e animais fantásticos e onde habitam.


; danie 20/06/2017minha estante
Valeu!!




Higor 11/06/2017

Bruxa, bruxa, bruxa....
seguindo o título da resenha, assim gritavam em Salem (EUA).


Dom, benção, dedicação, bruxaria.... não sei explicar, mas J. K. me surpreende a cada leitura (e releitura) de suas obras!
comentários(0)comente



Melvis 05/05/2017

Bons contos
O mundo bruxo é mas vasto q imaginava ,nunca pensei em ser um leitor mediano mas quando conhecir o mundo do rei Arthur, peculiar,daw Brawn,jogos vorazes e aprender de onde vem a expressão o dia dá toalha .A vida não é a mesma não concordam comigo ?...
comentários(0)comente



Isadora 04/05/2017

Excelente
Cada conto melhor do que o outro. E a história dos Três irmãos e a morte é sensacional.
comentários(0)comente



Bruna 07/04/2017

Resenha: Os Contos de Beedle, O Bardo
Como sou uma grande fã da saga de Harry Potter, não pude deixar de ficar interessada quando descobri que realmente existia o livro "Os Contos de Beedle, O Bardo", que é citado em Relíquias da Morte. Não foi fácil achar esse livro de contos por ele ter sido publicado no ano de 2008, e depois de tanta procura foi ótima a sensação de ter ele em mãos. Esse é um livro que eu li há alguns anos, mas como gostei tanto dele na época achei que seria interessante resenhá-lo.

"Os contos foram traduzidos das runas originais pela personagem Hermione, a partir do velho exemplar herdado por ela. São cinco histórias de fadas diferentes entre si. Histórias populares para jovens bruxos e bruxas, contadas há gerações aos filhos à hora de dormir. Pouco se sabe do passado de seu autor, apenas que Beedle, o Bardo, teria nascido em Yorkshire no século XV e possuía uma longa barba; mas suas histórias foram passadas de geração em geração e têm ajudado muitos pais bruxos. Não muito diferente dos contos escritos para pequenos trouxas. Enquanto nos livros dos trouxas ela está ligada ao comportamento errado, aqui ela está associada aos heróis e às heroínas que são capazes de realizar mágicas para ajudar os outros. Só que ao mesmo tempo bruxos e bruxas descobrem que esta mesma magia pode lhes causar dificuldades e nem sempre é a solução para todos os problemas. Assim como em alguns contos de fadas, as histórias de Beedle podem assustar criancinhas, mas, por outro lado, as inspiram a serem honestas e a usarem seus poderes para o bem, algo que Dumbledore ressalta a todo momento em suas anotações.
A primeira das histórias, “O bruxo e o caldeirão saltitante”, tem como protagonista o filho de um bruxo muito bom que, após a morte do pai, decide não ajudar os outros como o pai o fazia; “A fonte da sorte” mostra a busca de três bruxas e um cavaleiro por uma fonte, cuja água concede boa sorte a todos aqueles que nela se banharem; em seguida, a mais assustadora das narrativas, “O coração peludo do mago”, sobre um velho bruxo incapaz de amar e uma donzela que em muito lembra as donzelas dos contos de fadas trouxas; antes da já conhecida “O conto dos três irmãos”, Rowling apresenta as aventuras da esperta “Babbity, a coelha, e seu toco gargalhante”. Os contos de Beedle, o Bardo comprovam mais uma vez o talento de J. K. Rowling para transportar o leitor para o seu universo mágico e único. Pegue sua vassoura, alguns galeões e vá buscar o seu!"

As crianças trouxas estão familiarizadas com histórias de conto de fadas, como a Cinderela, Branca de Neve e os Sete Anões, Bela Adormecida... E por aí vai. O que alguns não sabem é que as crianças bruxas também estão familiarizadas com alguns contos, todas as histórias são associadas aos heróis e às heroínas que são capazes de usar a magia para ajudar os outros, e ao mesmo tempo em que a magia pode ser a solução de muitos problemas, também é a causadora de outros. E o "Os Contos de Beedle, O Bardo", se tornou famoso entre os jovens bruxos e bruxas. Esse livro possui cinco histórias diferentes e cada uma tem uma moral ao final.

O Bruxo e o Caldeirão Saltitante: após a morte de seu pai, um bruxo muito ranzinza herda o seu caldeirão. Diferente de seu pai, que ajudava os vizinhos trouxas utilizando o caldeirão, o jovem bruxo nega a ajuda aos que necessitam e tomando essa atitude ele recebe uma lição.

"— Pare! Silêncio! — guinchou o bruxo, mas todos os seus poderes mágicos não conseguiam calar a panela verrugosa, que o seguiu saltitando o dia todo, zurrando e gemendo e clangorando, aonde quer que ele fosse ou o que quer que fizesse."

A Fonte da Sorte: três bruxas e um cavaleiro estão buscando por uma fonte, onde a água é mágica e concede sorte a todos que se banham nela. E durante o trajeto eles encontram com algo que irá testar seus corações.

"Uma vez por ano, entre o nascer e o pôr-do-sol do dia mais longo do ano, um único infeliz recebia a oportunidade de competir para chegar à fonte, banhar-se em suas águas e ter sorte a vida inteira."

O Coração Peludo do Mago: observando seus amigos agirem como tolos por estarem apaixonados, um mago decidiu que nunca iria apaixonar, e com isso ele utilizou a magia das artes das trevas para bloquear o seu coração contra o amor. E cinquenta anos mais tarde ele conhece uma donzela que será capaz de colocar tudo em prova.

"A jovem, por sua vez, sentiu ao mesmo tempo fascínio e repulsa pelas atenções do mago. Ela pressentiu a frieza que havia sob o calor de suas lisonjas, pois jamais conhecera um homem tão estranho e distante."

Babbitty, a Coelha, e seu Toco Gargalhante: em um reino distante um rei decidiu que somente ele poderia ter poderes mágicos, entretanto um charlatão viu isso como uma oportunidade de enriquecer e se apresentou ao palácio como um bruxo grandioso. Ele abusa da magia de Babbitty para se aproveitar do rei, e no final acaba pagando um preço enorme por isso.

"Quando os jardins se esvaziaram novamente, esgueirando-se do buraco entre as raízes do toco uma velha coelha robusta e bigoduda com uma varinha presa entre os dentes. Babbitty saiu saltando pelos jardins para muito longe, a estátua de ouro da lavadeira, que recobria o toco, durou para sempre, e nunca mais os bruxos foram perseguidos naquele reino."

O Conto dos Três Irmãos: três irmãos bruxos utilizaram a magia para construir uma ponte para atravessarem o rio. A Morte ficou furiosa por eles terem lhe roubado três vítimas, pois era comum que os viajantes se afogassem no rio. Ela presenteou cada um deles com um item mágico: a Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição e a Capa da Invisibilidade. Assim eles tentam desafiar a morte.

"Embora a Morte procurasse o terceiro irmão durante muitos anos, jamais conseguiu encontrá-lo. Somente quando atingiu uma idade avançada foi que o irmão mais moço despiu a Capa da Invisibilidade e deu-a de presente ao filho. Acolheu, então a Morte como velha amiga e acompanhou-a de bom grado, e, iguais, partiram dessa vida."

O livro acaba sendo um complemento para a saga de Harry Potter, sendo assim eu acredito que todos os fãs da série deveriam buscar ler "Os Contos de Beedle, O Bardo". Se trata de um livro pequeno e a leitura é rápida, e as histórias estão longe de serem infantis, muito pelo contrário, algumas delas acabam sendo um pouco assustadoras e inteligentes.

Por essa ser a versão que o Dumbledore deu para Hermione, o livro está recheado de comentários dele que aprofundam as histórias. E o livro também está cheio de desenhos que complementam as histórias.

site: http://escritorawhovian.blogspot.com.br/2017/04/resenha-os-contos-de-beedle-o-bardo.html
comentários(0)comente



460 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |