Os Contos de Beedle, o Bardo

Os Contos de Beedle, o Bardo J.K. Rowling




Resenhas - Os Contos De Beedle, O Bardo


452 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Melvis 05/05/2017

Bons contos
O mundo bruxo é mas vasto q imaginava ,nunca pensei em ser um leitor mediano mas quando conhecir o mundo do rei Arthur, peculiar,daw Brawn,jogos vorazes e aprender de onde vem a expressão o dia dá toalha .A vida não é a mesma não concordam comigo ?...
comentários(0)comente



Isadora 04/05/2017

Excelente
Cada conto melhor do que o outro. E a história dos Três irmãos e a morte é sensacional.
comentários(0)comente



Bruna 07/04/2017

Resenha: Os Contos de Beedle, O Bardo
Como sou uma grande fã da saga de Harry Potter, não pude deixar de ficar interessada quando descobri que realmente existia o livro "Os Contos de Beedle, O Bardo", que é citado em Relíquias da Morte. Não foi fácil achar esse livro de contos por ele ter sido publicado no ano de 2008, e depois de tanta procura foi ótima a sensação de ter ele em mãos. Esse é um livro que eu li há alguns anos, mas como gostei tanto dele na época achei que seria interessante resenhá-lo.

"Os contos foram traduzidos das runas originais pela personagem Hermione, a partir do velho exemplar herdado por ela. São cinco histórias de fadas diferentes entre si. Histórias populares para jovens bruxos e bruxas, contadas há gerações aos filhos à hora de dormir. Pouco se sabe do passado de seu autor, apenas que Beedle, o Bardo, teria nascido em Yorkshire no século XV e possuía uma longa barba; mas suas histórias foram passadas de geração em geração e têm ajudado muitos pais bruxos. Não muito diferente dos contos escritos para pequenos trouxas. Enquanto nos livros dos trouxas ela está ligada ao comportamento errado, aqui ela está associada aos heróis e às heroínas que são capazes de realizar mágicas para ajudar os outros. Só que ao mesmo tempo bruxos e bruxas descobrem que esta mesma magia pode lhes causar dificuldades e nem sempre é a solução para todos os problemas. Assim como em alguns contos de fadas, as histórias de Beedle podem assustar criancinhas, mas, por outro lado, as inspiram a serem honestas e a usarem seus poderes para o bem, algo que Dumbledore ressalta a todo momento em suas anotações.
A primeira das histórias, “O bruxo e o caldeirão saltitante”, tem como protagonista o filho de um bruxo muito bom que, após a morte do pai, decide não ajudar os outros como o pai o fazia; “A fonte da sorte” mostra a busca de três bruxas e um cavaleiro por uma fonte, cuja água concede boa sorte a todos aqueles que nela se banharem; em seguida, a mais assustadora das narrativas, “O coração peludo do mago”, sobre um velho bruxo incapaz de amar e uma donzela que em muito lembra as donzelas dos contos de fadas trouxas; antes da já conhecida “O conto dos três irmãos”, Rowling apresenta as aventuras da esperta “Babbity, a coelha, e seu toco gargalhante”. Os contos de Beedle, o Bardo comprovam mais uma vez o talento de J. K. Rowling para transportar o leitor para o seu universo mágico e único. Pegue sua vassoura, alguns galeões e vá buscar o seu!"

As crianças trouxas estão familiarizadas com histórias de conto de fadas, como a Cinderela, Branca de Neve e os Sete Anões, Bela Adormecida... E por aí vai. O que alguns não sabem é que as crianças bruxas também estão familiarizadas com alguns contos, todas as histórias são associadas aos heróis e às heroínas que são capazes de usar a magia para ajudar os outros, e ao mesmo tempo em que a magia pode ser a solução de muitos problemas, também é a causadora de outros. E o "Os Contos de Beedle, O Bardo", se tornou famoso entre os jovens bruxos e bruxas. Esse livro possui cinco histórias diferentes e cada uma tem uma moral ao final.

O Bruxo e o Caldeirão Saltitante: após a morte de seu pai, um bruxo muito ranzinza herda o seu caldeirão. Diferente de seu pai, que ajudava os vizinhos trouxas utilizando o caldeirão, o jovem bruxo nega a ajuda aos que necessitam e tomando essa atitude ele recebe uma lição.

"— Pare! Silêncio! — guinchou o bruxo, mas todos os seus poderes mágicos não conseguiam calar a panela verrugosa, que o seguiu saltitando o dia todo, zurrando e gemendo e clangorando, aonde quer que ele fosse ou o que quer que fizesse."

A Fonte da Sorte: três bruxas e um cavaleiro estão buscando por uma fonte, onde a água é mágica e concede sorte a todos que se banham nela. E durante o trajeto eles encontram com algo que irá testar seus corações.

"Uma vez por ano, entre o nascer e o pôr-do-sol do dia mais longo do ano, um único infeliz recebia a oportunidade de competir para chegar à fonte, banhar-se em suas águas e ter sorte a vida inteira."

O Coração Peludo do Mago: observando seus amigos agirem como tolos por estarem apaixonados, um mago decidiu que nunca iria apaixonar, e com isso ele utilizou a magia das artes das trevas para bloquear o seu coração contra o amor. E cinquenta anos mais tarde ele conhece uma donzela que será capaz de colocar tudo em prova.

"A jovem, por sua vez, sentiu ao mesmo tempo fascínio e repulsa pelas atenções do mago. Ela pressentiu a frieza que havia sob o calor de suas lisonjas, pois jamais conhecera um homem tão estranho e distante."

Babbitty, a Coelha, e seu Toco Gargalhante: em um reino distante um rei decidiu que somente ele poderia ter poderes mágicos, entretanto um charlatão viu isso como uma oportunidade de enriquecer e se apresentou ao palácio como um bruxo grandioso. Ele abusa da magia de Babbitty para se aproveitar do rei, e no final acaba pagando um preço enorme por isso.

"Quando os jardins se esvaziaram novamente, esgueirando-se do buraco entre as raízes do toco uma velha coelha robusta e bigoduda com uma varinha presa entre os dentes. Babbitty saiu saltando pelos jardins para muito longe, a estátua de ouro da lavadeira, que recobria o toco, durou para sempre, e nunca mais os bruxos foram perseguidos naquele reino."

O Conto dos Três Irmãos: três irmãos bruxos utilizaram a magia para construir uma ponte para atravessarem o rio. A Morte ficou furiosa por eles terem lhe roubado três vítimas, pois era comum que os viajantes se afogassem no rio. Ela presenteou cada um deles com um item mágico: a Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição e a Capa da Invisibilidade. Assim eles tentam desafiar a morte.

"Embora a Morte procurasse o terceiro irmão durante muitos anos, jamais conseguiu encontrá-lo. Somente quando atingiu uma idade avançada foi que o irmão mais moço despiu a Capa da Invisibilidade e deu-a de presente ao filho. Acolheu, então a Morte como velha amiga e acompanhou-a de bom grado, e, iguais, partiram dessa vida."

O livro acaba sendo um complemento para a saga de Harry Potter, sendo assim eu acredito que todos os fãs da série deveriam buscar ler "Os Contos de Beedle, O Bardo". Se trata de um livro pequeno e a leitura é rápida, e as histórias estão longe de serem infantis, muito pelo contrário, algumas delas acabam sendo um pouco assustadoras e inteligentes.

Por essa ser a versão que o Dumbledore deu para Hermione, o livro está recheado de comentários dele que aprofundam as histórias. E o livro também está cheio de desenhos que complementam as histórias.

site: http://escritorawhovian.blogspot.com.br/2017/04/resenha-os-contos-de-beedle-o-bardo.html
comentários(0)comente



Jean Silva 30/03/2017

Ótimo!
Meus filhos vão crescer ouvindo esses contos, com certeza.
comentários(0)comente



Eu Pratico Livroterapia 20/03/2017

Os Contos de Beedle, O Bardo - J. K. Rowling
Lendas, ou contos reais de coisas que aconteceram realmente no mundo bruxo?
Um livro com contos ou historinhas infantis do mundo bruxo que podem ser as vezes considerados como um conto de fadas dos trouxas (não bruxos) como de Cinderela ou Branca de Neve, porém essas historinhas não encaixam com finais felizes como as nossas.

O livro é traduzido pela Hermione Granger, e além de tudo tem a opinião de Albus Dumbledore no final de cada conto a fim de trazer perguntas dentro do universo bruxo algumas respondidas com certezas como no filme sobre o conto dos Três Irmãos, esse pequeno livro deixa pairando dúvidas sobre sua cabeça no que é lenda ou fato nesse universo, como já visto antes. além dos contos serem passados no século XV no mundo bruxo por Beedle, os contos mostram até mesmo os conflitos antigos que se tinham entre os bruxos e os trouxas durante a idade média.
" Então, o irmão mais velho, que era um homem combativo, pediu a varinha mais poderosa que existisse..."
Lembro também que é impossível ler os contos sem que vocês imaginem a Hermione narrando as histórias como no último filme, pois como disse os contos foram "traduzidos por Hermione".

J. K. Rowling nos prende em mais uma de suas histórias desse universo fantástico como se o que nós soubéssemos dessa fantasia não fosse um terço do que ela sabe, além disso pode-se ver ela se colocando na história, como se ela fosse parte desse universo (nada mais justo, não é?!).
"Concordemos ou não com ele, há que desculpa-lo por desejar proteger os futuros leitores das tentações em que ele mesmo caiu e pelas quais pagou um preço terrível. J.K. Rowling"
A diagramação é fantástica e bem agradável, a capa traz uma impressão de que está sujo devido a sua velhice o que torna o livro engraçado e bonito, ele é bem curto mas como disse anteriormente agradável de ler e também é empolgante.


site: http://www.eupraticolivroterapia.com.br/2016/07/resenha-os-contos-de-beedle-o-bardo-jk.html
comentários(0)comente



Leninha 19/03/2017

A sinopse já é bem explicativa, o livro é composto por cinco contos com uma estrutura bem parecida com aquilo que conhecemos como "conto de fadas". Os contos são cheios de ensinamentos e possuem uma moral. Podemos dizer que Beedle, o Bardo está para a literatura bruxa como os Irmãos Grimm estão para a literatura trouxa. Ao fim de cada conto lemos as anotações de Dumbledore explicando as lições da historia, como uma moral. Não vou descrever os contos porque eles são curtos e objetivos, e falar deles pode tirar a graça e expectativa da leitura.

O livro é bem curto, leitura de uma só sentada. Dai vem minha primeira queixa. Parece que esse livro foi feito apenas para vender, já que Harry Potter possui muitos fãs, todos ansiosos para viver mais desse universo, e que são compradores certos. Poderia desculpar essa edição curta se o acabamento fosse bom, o que tornaria o livro um item bonito pra uma coleção, mas o acabamento é pobre. As folhas são brancas e de um papel fino e comum. As ilustrações são simples e em preto e branco. A capa é bonita? É, mas sem um trabalho legal por dentro ela só colabora para essa sensação de decepção.

Mas se você é fã de Harry Potter, ou apenas quer saber mais sobre esse universo, é uma leitura legal. É preciso reconhecer o trabalho da autora, que não apenas criou um universo muito rico, como ainda consegue criar conteúdo que se encaixa e só engrandece a obra. Os contos são interessantes, passam suas mensagens com clareza, e as observações do Dumbledore só melhoram tudo. A diagramação é legal e, se você não criar muitas expectativas (como eu), é um livro bonitinho pra ter e folhear de vez em quando.

Resenha completa no Blog Bala de Limão

site: http://baladelimao.blogspot.com.br/2017/03/resenha-os-contos-de-beedle-o-bardo-de.html
comentários(0)comente



Kleber Rafael 15/02/2017

Esse livro é um spin-off da saga Harry Potter... É um livro dentro de um livro. Ele foi presente de Alvo Dumbledore para Hermione. É composto por cinco contos e no final de cada conto (moral da história) tem as anotações pessoais de Alvo. Um livro que todo fã da saga deve ler, percebemos quanto é magnífico a capacidade de imaginação e criação da JKR, conseguindo entrelaçar e criar histórias fantásticas... Livro muito bem diagramado, com algumas ilustrações criadas pela própria autora, à capa é linda. Aquele livro que termina tão rápido e deixa aquele gostinho de quero mais...
comentários(0)comente



Ro 11/02/2017

Adorável
Essas historia, lendas, mitos, são deliciosamente fantástica, parece reais, até mesmo os comentários de Alvo como se ele fosse real. Agira estou lendo para meus filhos todos os dias. Leitura recomendável.
comentários(0)comente



Sil 16/01/2017

Lindo lindo lindo!!
Esse livro extra é tudo de bom. Os contos são todos incríveis.
Sih 21/01/2017minha estante
Quero muito ler.




Laila 09/01/2017

Quase 30 e ainda querendo ser bruxa...
Toda vez que leio JKR fico na esperança de que esse mundo fantástico criado por ela se torne real e eu receba minha carta para Hogwarts.
comentários(0)comente



Vi 08/01/2017

Ótimo para matar a saudade!!
O livro possui cinco histórias: "O Bruxo e o Caldeirão Saltitante", "A Fonte da Sorte", "O COração Peludo do Mago", "Babitty, a Coelha, e seu Toco Gargalhante" e o famoso "Conto dos Três Irmãos", já conhecido por qualquer leitor da saga de Harry Potter, e encontrado no sétimo livro da série.

Eu já sou uma inveterada fã do universo de Harry Potter e ler os contos foi um prazer a mais, com certeza. Gostei demais dos "comentários de Alvo Dumbledore", deram uma veracidade muito maior à ideia que J. K. Rowling deseja passar de que ela é somente um "veículo" ou uma "tradutora" das histórias verdadeiras. Desde o prefácio mergulhamos em um universo paralelo e nos sentimos como um bruxo ou bruxa lendo só mais um dos livros de Hogwarts ou um trouxa estudando este universo.

Os contos são histórias com moral e realmente trazem aquele teor de "exemplo" que vemos em livros infantis ou nas histórias que contamos para as crianças em via de ensinar como agir corretamente.

Recomendo para todos que querem se divertir e ler algo novo. E certamente para aqueles que gostariam de um gostinho do mundo de Harry Potter para matar a saudade!

site: https://souldoslivros.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Lu Souzza 06/01/2017

Livro pra curioso
Quando li os contos de Beedle, me senti muito injustiçada por não existir história como essas no mundo trouxa.
comentários(0)comente



Everton 05/01/2017

Incrível
Trata se de uma obra simples, mas com contos tão ricos em significados e moral que vale a pena cada página, J.K. Rowling realmente criou um universo fantástico e embora eu julgue pouco explorado o pouco que vimos até o momento já é incrível, destaque para o conto "O coração peludo do mago" , conto realmente incrível. Sem palavras para definir o quanto esse complemento do universo de Harry Potter torna o mundo bruxo realmente incrível.
comentários(0)comente



Matheus 02/01/2017

Edição dos Tradicionais Contos Bruxos comentada pelo ilustre Alvo Dumbledore!
Muito bom! A imaginação da J.K. se expande num universo já muito familiar, mas repleto de nuances e detalhes não explorados ao longo da saga do Harry.
É sempre aconchegante adentrar o mundo bruxo e notar como representa um espelho do mundo trouxa. A J.K. fala sobre sentimentos nobres ou desvios de caráter de maneira leve, mas contundente. Preconceito e intolerância sempre permeiam suas histórias, para no final ser traçada uma crítica ácida, que instrui crianças, jovens e adultos.
A obra é spin-off simples, mas as histórias são convidativas e envolventes, com lições de vida universais, assim como nos nossos contos de fadas trouxas.
O meu preferido é sem dúvidas "A Fonte da Sorte". Foi automático, terminei de ler e lembrei de um dos trechos mais inspiradores da música "Trem Bala" da Ana Vilela: "Não é sobre chegar até o topo do mundo e saber que venceu, é sobre escalar e saber que o caminho te fortaleceu". Coincidentemente, a mensagem da música e a do conto é a mesma, e é uma das filosofias que busco trazer para minhas atitudes e realizações.
É necessário crescer com o desafios e problemas da vida. Uma caminhada sem tropeços não te faz evoluir.
Recomendo o livro a obra a todos os amantes do universo criado pela Rowling.
comentários(0)comente



Thais.Maciel 29/12/2016

Contos...
Este pequeno livro contém cinco contos infantis de Beedle, somando aos contos comentários de Alvo Dumbledore. Percebi que tenho um grande apreço por contos ou crônicas. Isso é simplesmente genial, cada história, cada conclusão, ou moral da história. Esse livro vai para a lista de meus favoritos por ter sido uma leitura divertida, leve, interessante e bonita. A conclusão do segundo conto, A Fonte da Sorte, foi uma das minhas favoritas, e como é de se esperar, se junta a ela no final a quinta e o última história, O Conto dos Três Irmãos. Já sabia da história por Hermione Granger, mas foi igualmente boa a experiência de ler novamente.

N/T: Nas primeiras páginas do livro diz "Traduzidos das runas originais por Hermione Granger", e acho justo deixar aqui só mais essa pontada de orgulho que senti.
comentários(0)comente



452 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |