Personal Demons: Amor Infernal

Personal Demons: Amor Infernal Lisa Desrochers




Resenhas - Amor Infernal


46 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


jan 27/12/2010

Surpresa....
...essa é a palavra q melhor descreve minhas emoções ao ler esse livro

A historia é fluida, envolvente, os personagens são magicamente cativantes q li as quase 500 paginas do livro em menos de 24 horas!

Claro q ele peca pelo fato de ser um livro "pseudo-adolescente", sempre fugindo dos "finalmentes" quando se trata de sexo, mas está sem duvida muito a frente de historias mais "bobinhas" como Para Sempre e Sussurro.

E o q mais gostei, é o fato de se tratar de uma trilogia q tem o respeito pelo leitor e finaliza momentaneamente a historia ao fim do volume (bem diferente do intragável Beijada por Um Anjo)

Resumindo....recomendo e muito!!!!
Nanda Cris 05/12/2011minha estante
"bem diferente do intragável Beijada por Um Anjo" - Adorei. Realmente intragável demonstra bem o que eu tb penso desta saga... ;-)




Bruna Britti 14/01/2011

www.supremeromance.blogspot.com

***

Tenho bastante coisas para falar desse livro, mas prometo que será uma resenha sem spoilers significativos. :)

Bom, a começar pela capa, realmente fiquei feliz pela editora iD ter mantido a capa original, que é linda *.* (eu me apaixonei desde a primeira vez que vi ela). Espero que eles continuem com as capas originais também para os próximos livros.

Eu acompanho o twitter da autora desde que ela tinha pouco mais que uns 20 followers, então claro que já tinha ouvido falar de Personal Demons várias vezes, e minhas expectativas quanto ao livro eram bem grandes, para não falar enorme. Bem, não me decepcionei!

A narrativa começa já diferente de qualquer livro que me lembre de ter lido. Algumas páginas são narradas por Luc, um demônio daqueles que o ministério da saúde advertiria para possíveis ataques cardíacos, suspiros, mais suspiros… enfim (vocês entenderam, não é?) e outras páginas é narrado pela visão da Frannie. Terminei o livro não sabendo se gostei ou não da personagem. (mas pelo menos ela sai daquele clichê de “mocinha sem sal e tapada”, até bater no Luc ela bate!)

O livro mexe bastante com religião, mas um modo diferente também. Céu e inferno é como uma disputa, e quem marcar a alma de um humano primeiro consegue levá-lo ou para o lado bom ou para o lado ruim. E justamente Luc e Gabe estão disputando a alma de Frannie, uma garota que nasceu em uma família rigorosamente católica, mas que parou de acreditar em Deus no momento em que ele levou seu irmão Matt, quando ele tinha apenas sete anos de idade. Muitos dos questionamentos de Frannie sobre religião durante o livro, e o modo como ela vê Deus pode parecer ofensivos, mas já me vi questionando as mesmas coisas, e sei que talvez, certos leitores mais religiosos poderão se sentir incomodados ao ler esse livro.

A autora promove uma verdadeira competição nas redes sociais, até banner como “Team Luc” e “Team Gabe” existe, porém acho que Gabe ficou muito em desvantagem nesse livro já que ele não tem narração própria (como Luc e Frannie, mas realmente espero que nos próximos ela mude isso). Então é meio que inevitável você acabar caindo para o lado de Luc. De um lado o demônio sensual, hot, com uma leve veia sarcástica. Do outro um anjo com extrema bondade, ternura, compreensão, mas que também tem seu charme. Ah, que pesadelo para a Frannie tem que escolher entre um e outro, rsrs.

Talvez a única coisa que eu tenha demorado a me acostumar foi justamente dona Frannie e seus dois maridos (ok, não pude evitar a piadinha). Uma hora ela estava com um, no minuto seguinte nos braços de outro, e isso me fez pensar se o que realmente ela sentia por pelo menos um dos dois era amor ou só desejo, e se também a autora não notou que isso poderia deixar a personagem com um estilo de “sou fácil”. Mas depois, com a minha descrição aí em cima do demônio e do anjo… hum… é realmente difícil escolher, não é ?!

Termino dizendo (porque já me estendi demais), que comecei o ano lendo um ótimo YA Book, com muitas cenas de ação, suspense, lutas e momentos hots um pouco mais ousados. Na verdade, acredito que os YA Books estão evoluindo muito nessa parte, com cenas sensuais sem serem vulgares e super românticas. Fora que também nos mostra que o amor, o verdadeiro amor pode sim superar o mal.

Ia dar 4 estrelas por causa da Frannie, mas pensei melhor, e acho que merece sim um 5 estrelas. :)

Trilogia “Personal Demons”:

1 - Personal Demons – Amor Infernal

2 – Original Sin (ainda não publicado no Brasil)

3 - (ainda sem nome)
comentários(0)comente



JBartholomei 10/05/2011

Mentecaptos Por Livros | www.mentecaptosporlivros.blogspot.com
Pois é, a estória do livro é a seguinte: Há uma guerra entre céu e inferno, na qual para ser o lado vencedor, os dois lados tentam conseguir os melhores soldados(por falta de uma palavra melhor), e esses últimos, muitas vezes são humanos normais, mas que possue habilidades muito valiosas, como é o caso da Frannie. Agora, como conseguir que Frannie dê sua alma para um dos dois lados ? E é aí que o livro começa: O céu e o inferno mandam, cada um, um agente especializado (e bonitos, duh) para seduzir a Frannie para um dos dois times, o Luc (yeah, Lúcifer, mas para constar não O Lúcifer, só um demônio) e Gabe (nosso bom e velho anjo Gabriel).
Eu li algumas resenhas boas, outras negativas pela blogosfera, mas no final, a proposta diferente (pra mim pelo menos) me deixou curiosa. Aí fui lá na Saraiva de todo dia, e paguei 42 reais na minha cópia. E quer saber do mais ? NÃO valeu a pena. E eu posso listar os 'porques' :
- Erros de digitação. Meu, a coisa estava crítica ! É totalmente perdoável quando se recebe um ARC para resenha e ele vem com alguns problemas básicos de digitação, mas Personal Demons estava horroroso. Fiquei decepcionada.
- Estória mal elaborada. Por mais que poderia ter um plot interessante, a execução foi lamentável. Quero dizer, eu fiquei tão triste com Firelight, porque eu esperava MUITO mais, mas com Personal Demons foi raiva mesmo.
- Repetição constante de palavras. Perdi a conta de quantas vezes o Luc pensou "Meu coração de enxofre". Fala sério, e a frase nem é legal.
- Personagens mal desenvolvidos. A Frannie não tem carisma, os amigos da Frannie não tem carisma, o Luc é sem graça (embora as pouquíssimas partes do livro que eu gostei foram por causa dele) e o Gabe é... tédio encarnado em pessoa.
- Sem noção. O modo de escrita da autora não me cativou, e definitivamente não senti que a estória era real, que a Frannie era uma garota real, sabe ? E certas coisas que aconteceram na estória também não ajudaram em nada nesse quesito.
- O final. Personal Demons é o primeiro livro de uma série (ou seria trilogia? Não sei, e nem me importo) então o objetivo do desfecho é geralmente deixar o leitor suspenso, emocionado e nem que seja um pouco curioso sobre algum fato da trama que vai ser explorado na sequencia, certo ? Mas a senhora Desrochers fez isso tão pobremente que eu nem me importo com o que irá acontecer no próximo livro, e tenho certeza que não vou comprar Original Sin .
Mas com tantos pontos negativos a estória têm que possuir algumas qualidades, a final, é um livro de 483 páginas, alguma coisa tem que salvar a pátria.
Tive que pensar muito sobre o que eu gostei na obra, porque logo de cara, a resposta seria 'Nada'. Mas eu acho que gostei da narração pelo ponto de vista do Luc e da Frannie, acho que ajudou bastante a entender melhor o mundo criado pela Lisa. Veja bem, eu disse "entender" não "simpatizar".
E a arte interior do livro (porque a capa está fraquinha, fraquinha), com as fontes diferenciadas (tirando os erros de digitação) para cada POV, o sumário preto com os desenhos nos cantos da páginas ficaram muito legais, bonitos até.
Se eu recomendo ? Sinceramente, pagar 42 reais para um livro que não possui, na minha opinião, nem uma estória mediana, é demais. Mas então, vi muitas garotas por aí que ADORARAM o livro, então vai de gosto para gosto, mas está por sua conta e risco se o seu dinheiro vai valer ou não.
Rapha 12/04/2012minha estante
Essa resenha diz TUDO que eu achei do livro.


JBartholomei 13/04/2012minha estante
Não é?! :)




julia 22/12/2010

muito bom mesmo!!!!!
Adorei,amei,me apaixonei pelo livro.este é o primeiro livro de uma trialogia mas o final ficou tão bem colocado que poderia ser considerado volume unico.
A historia trata de frannie e as forças do bem e do mal.Frannie tem um dom especial,algo unico:o poder de influenciadora..Por isso começa uma luta entre ceu e inferno para marcar sua alma.
Do ceu é enviado nada menos do que Gabriel apelidado de Gabe para tentar por todos os meios licitos que ela escolha o bem.Do inferno é enviado um demonio muito poderoso,Lucifer ou como apelidado Luc e ele nao se importa de usar todos os meios possiveis para conquistar sua alma mesmo que tenha que usar a luxuria.
Os dois são lindos de tirar o folego e passam a estudar na escola de Frannie.Os dois tentam conquista-la e Frannie sente-se muito atraida per eles cada um a sua maneira e isso a deixa confusa durante um tempo.
Mas reviravoltas acontecem.Luc que até entao via suas tentativas de conquista-la como uma mera missão:marca-la para o inferno e nada mais, se apaixona perdidamente por ela a tal ponto que não exitará em destruir os planos do demonio maior,seu chefe, que controla o inferno mesmo que o preco pela salvação da alma de Frannie acabe lhe rendendo muito sofrimento no inferno. Gabe tambem se apáixona por ela contra todas as possibilidade contudo mesmo sentindo-se atraida por ele ela descobre que ela ama Luc independente do que ele é.
assim bem e mal se enfrentam por sua alma uma vez que seu poder de influenciadora pode ser decisivo para mudar talves o mundo.Se pender para o mal Frannie poderia ser algo parecido com Hitler.Já se pender para o bem algo como Moises contudo a escolha de ser marcada para o bem nao é tão simples ou facil como ser marcada para o mal, pois ela precisa se perdoar por coisas do passado que ela não consegue esquecer e aceitar que estavam fora de seu controle,que nao foi culpa sua.

P.S: o segundo volume da serie,original sin,será lancado nos eua em julho de 2011.longa espera até lá...mas estarei aguardando com certeza!

P.P.S:acho que nao poderia deixar de falar sobre o que me atraiu nesse livro.sua capa foi algo fascinante,nao consegui despregar os olhos dela pois retrata muito bem a essencia dele.achei uma verdadeira obra de arte de tão perfeita!
a maneira como os modelos foram colocados,franie no meio com a mao numa postura como se estivesse barrando o demonio de olhos vermelhos ou apenas descansando sua mao em seu peito.a postura do anjo totalmente despojado e sexy com suas asas e ao fundo.tudo colocado em total harmonia.isso com certeza foi um dos fatores decisivos na compra desse livro,seguido pelo titulo que é perfeito inclusive na escolha do tipo de letra e por fim a sinopse que é muito atrativa.
achei tudo perfeito.não vejo a hora de ler a continuação dessa trialogia.
06/05/2011minha estante
hum...gostei...sabe onde posso encontrar p baixar?


julia 07/05/2011minha estante
comprei o livro,mas quem sabe não tem pra baixar?é uma leitura que vale a pena*_*




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Blog MVL - Nina 18/03/2011

Minha Vida por um Livro | minhavidaporumlivro.blogspot.com
Eu cresci na Igreja e acho que não seria um engano afirmar que,assim como Franie, eu era uma boa menina Católica. Minha família sempre freqüentou a Igreja assiduamente, principalmente em minha infância. Recebi os mesmos valores que a protagonista de "Personal Demons" recebeu e devo dizer que na adolescência não é uma tarefa simples seguir certos dogmas impostos.


Franie é inteligente, uma daquelas pessoas que não tem muita necessidade de se esforçar para conseguir seus objetivos, as coisas parecem sempre vir em sua direção e devido a este aspecto a protagonista demonstra um comportamento mimado e egoísta em diversas situações. Entretanto, a autora consegue forjar uma ligação entre a protagonista e o leitor. Visto que se contrapondo a este defeito, existe uma empatia natural que surge em situações necessárias.


Apesar de, na maior parte do tempo as coisas se tornarem fáceis para Franie, ela carrega um segredo, uma grande contrariedade do destino. Seu irmão morreu quando os dois eram crianças. Ela se culpa pelo acidente que causou sua morte.


Franie possui um “dom” especial do qual ela é indiferente, ela não sabe que carrega um poder cobiçado por anjos e demônios. Na luta para ver quem a possuirá primeiro, entram dois guerreiros ferozes. Gabriel, um Anjo enviado pelo Paraíso e Luc Caim, um Demônio enviado do Inferno para seduzi-la.


Luc é obviamente o personagem central neste livro, já que a história todo se passa do ponto de vista dele e de Franie. Segundo a autora, veremos mais de Gabriel no segundo livro da série Pecado Original. Luc é atraente de um jeito maléfico, com um estilo sarcástico que provavelmente fará sucesso com as leitoras do sexo feminino.


Já o anjinho Gabe é bom, honrado e temperado com uma pegada e tanta de vez em quando,mas não se anime,é muito difícil tentar esse moçinho angelical. Talvez ainda haja muito de boa moça católica em mim, porque Gabriel é de longe meu personagem favorito no livro. Eu ficava a cada momento torcendo para que Franie resistisse a Luc e se rendesse a Gabe e ao lado bom da força.

Luc sofre transformações positivas no desenrolar da trama e no final eu fiquei um pouco dividida.


O enredo de Personal Demons à primeira vista pode despertar a impressão de ter uma história fraca, mas este preconceito é rapidamente superado pelo desdobramento e rumo que a narrativa assume. Uma prova desta afirmação é o próprio “dom” de Franie. Só há uma palavra para a idéia da autora: Genial!


Apesar de ser um livro do gênero YA Paranormal, Personal Demons despertará não só batalhas no consciente do próprio leitor como também causará um grande debate religião X livre arbítrio e etc.


Outro destaque no mínimo curioso é a referência da autora á duas bandas que eu particularmente adoro. The Fray e Nickelback, ela as músicas You Found Me e Save Me, representariam respectivamente Franie e Luc.


Estou dando 4 Livrinhos para Personal Demons. Só não darei a nota máxima por conta de alguns aspectos da narrativa e alguns diálogos que não me agradaram, porém nada que prejudicasse o meu aproveitamento da leitura.

Recomendo.

Marina Moura

Blog: Minha vida por um Livro
http://minha-vida-por-um-livro.blogspot.com/
comentários(0)comente



Geeh 01/08/2020

Anjos, Demônios e a Frannie... kkkk
História super envolvente... Que flui de maneira rápida e bem agradável de ler!!
comentários(0)comente



Menndie 15/01/2012

Alguns detalhes diferentes
Já li livros sobre demônios e anjos e sei que em certas partes é inevitável o clichê. Mas devo dizer que no começo do livro eu me desapontei porque o clichê foi muito grande. Cenas que já vimos em inúmeros livros e que os autores realmente tentam colocar a sua essência para que o clichê não fique tanto. Porém, em "Amor Infernal" eu senti falta dessa essência da autora no começo.
Para mim veio a parecer que ela pegou o começo de um outro livro, copiou e a partir da metade do livro ela colocou o seu modo de escrever.

Eu realmente gostei foram as cenas passadas no inferno. A riqueza dos detalhes. Eu nunca havia visto outro livro que detalhasse tanto como esse detalhou. Eu consegui imaginar perfeitamente por causa disso.
A autora colocava sempre o Luc falando uma hora, e depois a Frannie. Isto foi interessantíssimo pois mostrou o lado pensamento dos dois.

Quanto aos personagens...
O Luc foi o demônio que mais deu graça ao livro. As partes em que ele falava sempre foram as mais animadas. Um personagem que aos poucos foi demonstrando o que aconteceu com ele.
Quanto ao Gabe, ele é um personagem morno. Ele como anjo, deveria mostrar mais interesse em proteger a Frannie, mas ele não demonstrou o interesse suficiente. Pareceu que em certas ocasiões ele estava ali somente para dizer "Fui designado á este trabalho" só!
A Frannie me irritou muito o modo como ela ficava dividida sendo que na leitura você compreendia perfeitamente quem ela queria, mas parecia que ela não queria aceitar isso e queria brincar com os dois.
Personagem que para mim usou o Gabe e o Luc ao mesmo tempo que demonstrava que estava mais a fim de um dos dois.

Achei a amizade da Frannie com suas amigas super forçada e queria que aparecesse mais cenas da Frannie com as amigas e com a família mesmo com tudo aquilo acontecendo. Ficou meio no ar como o pai da Frannie sentiu sobre um dos dois rapazes.

Um livro que com certeza poderia ter se desenvolvido melhor, explorado mais alguns personagens e inclusive ser escrito melhor. Pareceu que a Lisa Desrochers quis escrever o livro correndo.
Dei duas estrelas porque o Luc foi o único personagem que salvou o livro e porque houve detalhes sobre o inferno que eu gostei muito. Não sabia tantos detalhes assim.
É um livro nem bom, e nem ruim. Como diz a estrela, é regular. Um livro que você pode ler se não tiver nada mais interessante. Foi tudo isso que eu constatei.
comentários(0)comente



ka mcd 06/03/2013

Amor Infernal: Personal Demons
Vou começar dizendo que esse livro dá a impressão de ser maravilhoso logo que você começa. Ele é narrado pelo ponto de vista do Luc e da Frannie e os dois parecem ser personagens divertidos e interessantes nos primeiros capítulos. A história tem uma boa premissa e te faz querer ler cada vez mais rápido para descobrir por que tanto Céu quanto Inferno estão tão interessados na Frannie.

Mas, então, o Gabriel aparece.

Sim, aquele Gabriel, o arcanjo. Loiro de olhos azuis, bronzeado, lindo, inútil e entediante. E quer saber o que mais? Um frouxo que faz a Frannie se tornar uma das personagens mais irritantemente indecisas de todos os livros que já li até hoje (ela só perde para a Zoey de HoN, o que não vem ao caso). Ela, que tinha provado ser completamente decidida, independente e divertida, vira uma daquelas personagens que só sabem ficar pensando nos dois caras gatos que estão querendo ficar com ela, saindo com os dois ao mesmo tempo e – pior ainda! – se sentindo culpada quando está com um deles por que está pensando no outro!

A outra ponta desse triângulo, o Luc, é quem dá um quê a mais ao livro. Ele é sexy, cafajeste, sarcástico, provocador e... um demônio. Totalmente o contrário do Gabe e uma deliciosa dose de ar fresco depois de sermos obrigados a ler um capítulo (ou dois) da vadiagem da Frannie.

Apesar da maior parte dos personagens não ser assim tão maravilhosa quanto o Luc, preciso dizer que a trama toda não perde sua qualidade e você se vê agüentando tudo que há de mais chato no livro para descobrir a verdade sobre o poder da Frannie, os detalhes sobre o Céu e o Inferno e qual será a próxima ameaça. Confesso que um pequeno detalhe no final do livro me deixou um pouco desmotivada a continuar, mas, depois de pensar um pouco, percebi que não faria tanta diferença assim e que a história não poderia seguir o rumo que eu queria se não tivesse acontecido. Por isso e muitos outros motivos, me atrevo a dizer que vale a pena acompanhar a série só por esse plot intrigante e seu personagem cativante.


http://blogminha-bagunca.blogspot.com.br/2011/09/resenha-amor-infernal.html
Lis 30/07/2013minha estante
Acabei de terminar o livro e pensei, não pode ser. Que tipo de final é esse? Nem dá um gostinho de quero mais. Achei muito forçado a autora colocar o Gabriel em "pessoa", assim como a história do irmão dela. O Gabe podia vir acompanhado de um anjo novato (como em Halo) e esse gostar da Frannie. No começo estranhei um pouco como ela vivia dando golpes nos caras e depois me irritei com a sua indecisão. Tudo bem ser indecisa, mas ficar mudando a escolha várias vezes ao dia não é normal.
SPOILER
O poder de influencia da Frannie deveria ser mostrado com ela sendo líder de turma ou uma garota popular. Como pode ela ser uma pessoa tão influenciadora e não fazer praticamente nada quando descobre o poder? E sobre marcar a Fannie, a escritora deveria explorar mais esse ponto, era só a garota cometer um pecadinho ou se perdoar e ela estava marcada.
FIM DE SPOILER
Apesar de tudo achei os diálogos bem bolados e divertidos, também gostei da escrita da autora, bem direta. Ela está apenas começando, com algum curso ou prática espero que melhore os seus personagens e as histórias.




Monique Garcia 28/01/2011

Um dos melhores livros que já li
Desde que eu li Sussurro, estou viciada nessa assunto de Céu e Inferno, e tenho que admitir q o lado mal e BAD BOY me atrai mais.

O interessante do livro (tirando o Luc é claro), e a que temos dois pontos de vista, do Luc e da Frannie,o q sempre acho muito legal, ainda mais quando um deles é garoto, e a maioria desses livros são garotas que narram. A forma como a autora aborada o assunto demônio e anjo, tbm me surpreende, pois ela não fica só naquele anjo ou só naquele demônio, ela explica cada expressão de Céu ou Inferno que aparece no livro, e traz novos poderes extraordinários para esses seres como o "super olfato" de Luc.
Agora, falando dos personagens, o Luc é sem comentários, lindo, sexy, não é aquele BAD BOY chato que qualquer coisa diz F***-se, e me diverti muito com ele, principalmente na parte da formatura(não vou falar muito pq não gosto de spoilers).
Já o Gabe, e o anjinho, lindinho, loirinho, fofinho e com um tracinho super sexy, apesar de eu preferir o Luc, o Gabe muitas vezes me encantou também, tudo porque como eu disse, ele não é aquele anjo chato, e todo correto que resisti a tudo, não, ele tem que fazer um esforço gigante pra resistir a Frannie e tbm tens umas tiradas super legais.
Agora vamos a Frannie, uma garota meio legal, descolada no colégio, vive numa super família católica, tem quatro irmãs charás e é atormentada por um episódio trágico no passado, admito, ela me irritou muitas vezes durante a história, com as oscilações entre Gabe ou Luc, Gabe ou Luc, Gabe ou Luc... Mas isso não interfere no ótimo livro, porque já estou acostuma a me irritar com as protagonistas femininas (HELLO BELLA SWAN) apesar da Frannie não ter quase nada da Bella.
Também gostaria de dar destaque pra personagens como a Taylor, que apesar de ter odiado ela no inicio me diverti muito, e como o Matt, que apesar de ter odiado ele no início por ter odiado o Luc, ele é um fofo!!

Ok, essa foi a minha primeira resenha, espero que tenha ficado boa, talvez eu tenho exagerado um pouco no tanha do texto '-', mas aos poucos vou melhorando, beijoos.

PS. LUC EU TE ADORO, MAS AINDA PREFIRO MEU PATCH :D
Nay 31/01/2011minha estante
amiga ainda to reunindo coragem pra escrever a minha primeira resenha mas daqui a pouco sai viu?!
Ah ja ia me esquecendo, adoreei a tua resenha, super fofa e bem explicativa :D
Beijos, Nay




Luana 02/01/2013

@Sinto uma pontada na barriga, como se tivesse engolido um anzol. Por que só em pensar nele já fico assim? Ele é perigoso, com certeza. O tipo de cara que pode destruir as defesas de uma garota com o seu jeito de ser.

Saving Abel e do Three Days Grace.

@Acho que já deveria estar em casa... ela diz um pouco desapontada.
Como quiser, eu digo, querendo leva-la para qualquer lugar, menos para casa.

@Ele sorri seu sorriso malvado e meu coração quase para de bater. E quando ele se inclina
para me beijar, tenho certeza de que é para isso mesmo. Não consigo impedir minhas mãos de buscarem seu rosto. Eu o sinto estremecer em resposta ao meu gesto e entrelaçamos nossos olhares.
Vamos dar o fora daqui ele diz dentro dos meus lábios.

@Eu a abraço enquanto seu tremor diminui ainda mais, e nos embalamos no ritmo do
cricrilar dos grilos. A Lua forma um arco sobre a pedreira, sobre nós, e estou completamente perdido nela. Nada nunca me pareceu tão certo quanto isso e tão errado também. Nós
dançamos e há somente a música, ela e eu. Nenhuma Estratégia.


@Olho para ela, dormindo no sofá. Eu não vou deixar que eles a peguem insisto, sou eu. Mas, ao menos por um momento, eu deslizo no sofá e me deito ao
lado dela, abraçando-a e segurando-a como se minha vida dependesse disso pois tenho
certeza de que depende.

@Mas então imagino os olhos de safira da Frannie e não estou mais à deriva, estou
subindo. Ouço a risada da Frannie, o cheiro de cravo e groselha da sua alma, sinto o seu
toque tão presente como se ela estivesse aqui comigo. E então a minha essência é agitada e se mistura com a dela.
Isto é o Céu.

@Eu amo você.
Eu sei. É a única coisa que me salvou. Você é minha redenção. Ele se inclina e me
beija.

Eu me sento no chão do apartamento escuro, batendo a cabeça contra a parede e olhando pela janela os morcegos voarem no fim da tarde. A música I Wish You Were Here, do Pink loyd, faz meus ossos estremecerem.
I Wish You Were Here, do Pink
Floyd.
comentários(0)comente



Amanda Gomez 24/04/2013

Puff!!
Eu não sei como consegui terminar esse livro, sério... achei que seria mais um abandono, mas eu fui persistente, acreditando que lá pro final aconteceria uma coisa surpreendente, e nada...

Achei o livro muito fraco.. cheio de clichês, e uma história bem tosca pra falar a verdade... filhos de lúcifer..o anjo Gabriel em pessoa... e nossa.. não sei nem o que dizer... transformaram o Anjo Gabriel num adolescente bocó.. sem nenhum carisma.. além da beleza... que sinceramente já estou esgotada, de histórias em que se passa um capítulo só falando da perfeição dos caras... A mocinha,que agora eu esqueci o nome =O é uma das mais besta que eu já tive o desprazer de ler... fraca, boba, ingenua.. e como sempre com os hormônios a flor da pele.. nenhum personagem se salva.. Luce é um clichê de Badboy que tem em vários livros...acho que a autora possa ter se inspirado no Pach de Sussurro... vi muitas semelhanças.. e não gostei...

enfim... eu não gostei do livro, e nem pensei na possibilidade de ler o segundo.. pela resenha.. vai ser uma história mirabolante e mal explicada de uma guerra entre anjos e demônios e mais um triangulo amoroso água sem açúcar --'

eu não recomendo, tem coisa melhor pra ler... =X
comentários(0)comente



Tonks71 22/01/2011

http://www.romancesinpink.com.br/
O livro de estreia de Lisa Desrochers é viciante e o primeiro de uma série. Eles são:

* Personal Demons - Personal Demons: Amor Infernal.
* Original Sin - Previsto no exterior para julho de 2011.
* Hellbent - Previsto no exterior para maio de 2012.

Frannie é uma jovem católica que tem sérias dúvidas sobre sua fé, ela parece ser uma garota normal preocupada em escolher uma carreira e uma universidade, indo a festas e tentando ser popular, mas o Céu e o Inferno possuem um interesse especial pela sua alma. São enviados, então, dois representantes. Gabe é o representante celestial e Luc, ou para os mais íntimos Lúcifer, é o representante do inferno. Eles não só disputarão a alma de nossa heroína como o coração e o seu corpo.

Personal Demons, 488 páginas da editora ID, tem como público alvo o leitor mais jovem, mas o de romance, de todas as idades, também irá gostar. Devo confessar que não teria lido o livro, se não fosse cedido um exemplar para resenha, o que teria sido lamentável. Há no mercado uma invasão de títulos Young Adults no tema sobrenatural e você acaba achando que vai "ser mais um", só que aqui há um diferencial: LUC.

A narrativa é mostrada por dois pontos de vista, o de Frannie e o de Luc. E ele é apaixonante. Sei bem que não deveríamos nos apaixonar por um demônio, mas não há nada mais sedutor num romance do que o fascínio da redenção provocado pelo amor. Ele é sexy, perigoso e divertido, um daqueles personagens que não dá para esquecer.

LUC

Tudo o que eu sinto é o corpo dela junto ao meu. Tudo o que há é o corpo dela junto ao meu. O resto do Universo, o Céu e também o Inferno, desintegrou-se. Por tudo o que há de profano, eu vou tê-la por toda a eternidade. Eu não quero parar até ela ser minha...
página 306


Um livro teen cheio de tensão sexual com um triângulo amoroso que tem muito a render ainda. Tudo indica que no próximo livro teremos o ponto de vista do Gabe, é só dar uma olhadinha na capa para entender. Ansiosa pelo próximo e completamente louca pelo LUC.

PS: Nunca mais sentirei o perfume da canela da mesma forma.
Gabi 26/01/2011minha estante
Comprei recentemente por gostar do tema. Não sou mais adolescente, mas curto muito essa invasão sobrenatural que existe no momento! E adorei a resenha, me dando mais vontade de ler!




Joao.Esteves 06/03/2011

Depois de tanto tempo com vontade de ler o livro, acabei me decepcionando muito depois de matar a vontade. Em relação à edição do livro não tenho muito do que reclamar. A capa, apesar de não gostar da foto - pessoas com cara de muito velhas para estar no ensino médio - é brilhosa e tem o título em alto relevo, além da parte de dentro ser toda preta - marca registrada dos livros da Editora iD.

A história criada pela autora não me prendeu em nenhum momento, onde eu pensei que teria ação e suspense, só encontrei mais uma histórinha mimimi de amor. Só depois da página 200/300 que foi ter alguma ação e mais explicações sobre a personagem principal. Mas nada que me impulsionasse para ter vontade de ler a sequência.

O livro é todo dividido em dois pontos de vista, ora Luc ora Frannie. E o que achei legal é que quando termina o ponto de vista de um o do outro começa, bem do ponto de onde o outro parou.

Apesar da Frannie ser forte, inteligente não me identifiquei com ela. Achei o livro todo muito Bella-em-Eclipse - Não consigo acreditar que alguém goste de duas pessoas ao mesmo tempo. E o livro todo é aquela coisa de - Será que gosto do Luc? Mas eu também gosto do Gabe? - Isso me irritou imensamente.

Achei o livro todo bem médio. Não é uma história que eu posso dizer - Nossa, que criativa! Ela é toda muito previsível. Enfim, me decepcionei. Até escrevi no meu twitter, que o livro é como se fosse um 'livro de banca', mas sem sexo. Porque é incrível como quando eles estão na hora H, sempre acontece alguma coisa.

mais:
-theeaterofbooks.blogspot.com
comentários(0)comente



46 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR