O mundo assombrado pelos demônios

O mundo assombrado pelos demônios Carl Sagan




Resenhas - O Mundo Assombrado Pelos Demônios


163 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Marcelo Marques 27/06/2020

Mais que uma vela, um farol!
Acreditamos, por motivos empíricos, que todos esses bizarros movimentos de negação científica sejam um sintoma exclusivo de nossa época, mas lendo os relatos deste livro, percebemos que sempre existiram, as vezes até piores que os atuais, como uma sina de nossa espécie.

No entanto, como muitos outros antes dele, Sagan nos apresenta não a solução, mas sim, a ferramenta necessária para quebrar o ciclo infernal de estupidez. Aprendemos como engatinhar no ceticismo e na metodologia científica, somos apresentados para diversos ramos e curiosidades que, provavelmente, jamais chegariam ao nosso conhecimento, dando a chance de muitas reflexões e de diversos assuntos à serem pesquisados com o final da leitura. Tudo isso é realizado de uma forma genial e totalmente fluída, graças a este incrível professor e singular humano
comentários(0)comente



Huber 26/06/2020

Impactante, realista e atual
Sagan demonstra com clareza os malefícios da pseudociência, desde situações aparentemente inofensivas como a astrologia, até casos extremos como a caça as bruxas.
Nossa humanidade cometou erros grotescos por acreditar em suas crenças e ideologias ao invés de examinar as evidências de forma cética. Uma pequena marca de nascença poderia levar à acusação de bruxaria, muito sangue inocente foi derramado.
A única solução aparente para combatermos os problemas do mundo moderno é a educação para todos e a população com controle do governo, uma democracia.
comentários(0)comente



Nic 24/06/2020

Essencial!!
Um manuscrito filosófico científico. Em tempos de negacionismo científico, é gratificante poder ler Carl Sagan. Um livro escrito em 1995, tempos onde ainda não tínhamos internet e rede social difundida, mas, um livro incrivelmente atual, que tranquilamente poderia ter sido escrito neste 2020.
Um livro para quem está disposto a ter suas crenças questionadas ao serem explicadas cientificamente, ao mesmo tempo Sagan não refuta a importância da fé na vida das pessoas, pois Sagan descreve os contrapontos e contra argumentos entre as crenças e a visão da ciência.
Um livro incrível a cada capítulo, versando sobre ética e a responsabilidade dos cientistas nos dias de hoje, sobre a bomba atomica, limites para o uso do ceticismo, a polarização crédulos x céticos, sobre o caso americano da falta de investimento em educação e a consequência de poucos alunos interessados nas áreas da ciência, sobre política e a história social americana, sobre ufos (assunto que na época que foi escrito estava muito em alta, eu cresci vendo sobre aparições de ufos na TV), e muito mais. Recomendadissimo para uma reflexão de mundo, seja você cético ou crente.
comentários(0)comente



Angelo.Miguel 23/06/2020

Importância da ciência
Sagan consegue ser muito didático e mostra o porque do ser humano ser tão facilmente atraído para o sobrenatural ao invés de confiar na ciência. Mostra também as consequências dessa tendência.
comentários(0)comente



Rennan.Cardoso 22/06/2020

Clássico da divulgação de Ciência
Carl Sagan é, sem dúvida, referência na divulgação científica. Nesse livro, explora as mais diversas facetas do desenvolvimento científico e nos previne daquilo que se vende como Ciência, mas não o é. Faz um relato apaixonado sobre Ciência e nos estimula a entender e confiar melhor nessa grande área do pensamento humano. Sagan traz uma linguagem simples, diversos exemplos e se consagra como dialogador do público leigo. Diferencia o que é matéria de crenças e vieses cognitivos daquilo que é metodológico e científico e mostra como o charlatanismo, o negacionismo e a desonestidade intelectual podem ser perigosos e danosos para a sociedade. O ceticismo como ferramenta e a divulgação científica como meio de informação e educação em Ciência. Uma reflexão muito atual e ainda mais necessária.
comentários(0)comente



Gilberto Alves 22/06/2020

5 estrelas são pouco
Fui realmente surpreendido pelo livro.
Mesmo lendo sinopses ou outras reviews, não esperava o que encontrei.
O livro é fascinante. Talvez muitos não gostem pois é de certa forma um livro onde o ceticismo vai desconstruindo demônios capitulo a capítulo. Mas para mim (cético de plantão), não é este o grande valor do livro, mas sim, a forma como ele expõe de maneira escancarada a necessidade quase urgente que temos como humanidade, de deixar essa ignorância de lado e evoluirmos.
Para quem discordar, leia com atenção o capítulo sobre as bruxas... dói de verdade pensar que ignorância possa ser algo tão mortal.
Hanessa 22/06/2020minha estante
Adorei a resenha! Já quero ler!??


Gilberto Alves 22/06/2020minha estante
Que bom! :)
Apesar de ser um pouquinho grande, é de certa forma um livro leve... Daquele que vc pode ir lendo aos poucos.




Neto.Coqueiro 21/06/2020

Uma defesa do ceticismo para o bem da Sociedade
Em o Mundo Assombrado por Demônios, Carl Sagan aborda a importância do ceticismo e de como a educação dos jovens estão sendo cuidadas para uma Sociedade constantemente bombardeada com novas tecnologias e também com várias informações, vindas de todos meios. Lembrando que o livro foi publicado nos anos 90, então várias mudanças do mundo ainda não tinham ocorrido.
A primeira metade do livro, Sagan trata das diversas aparições de ETs pelos EUA e a falta de ceticismo por parte das vítimas, das testemunhas e do tratamento da mídia. Ainda nesse contexto, o autor também compara as aparições de ETs nos EUA por uma população que cresceu no auge da corrida espacial com alguns casos de aparições de demônios e de santos católicos pela população da idade média, que, sinceramente, foi o que não me fez largar o livro, já que o assunto ficou demasiado (aliás, um vício de linguagem muito utilizado por ele) arrastado.
Na 2ª metade do livro, Sagan aborda o tratamento da mídia, de governos, de entidades religiosas e da própria classe cientifica sobre o uso da ciência na formação da sociedade. Os últimos dois capítulos, que são escritos em conjunto com sua esposa Ann Druyan, são mais políticos e tratam diretamente do entrelaçamento do ceticismo com a própria ideia de Democracia, e de direitos humanos, em especial a liberdade de expressão, que permite a discursão de políticas públicas e suas devidas correções.
Basicamente, os demônios ditos nos livros são os charlatões e demais pessoas, que por interesses pessoais ou ignorância, estimulam e espalham a produção de informações que prejudicam a sociedade, como o movimento antivacina, por exemplo.
O texto é bem escrito (e traduzido). Tirando a primeira metade do livro, que aborda de forma massiva a questão dos UFOs (como os ETs são chamados no livro), Sagan passeia por diversos assuntos, mas sempre ligado a importância (ou a falta) do ceticismo. O livro me tocou bastante e ajudou a realçar muitas ideias que eu já tinha, entretanto, mais embasadas agora.
“Deveríamos ensinar às nossas crianças o método científico e as razões para uma Declaração de Direitos. No mundo assombrado por demônios que habitamos em virtude sermos humanos, talvez seja apenas isso o que se interpõe entre nós e a escuridão circundante.” (SAGAN. Pág. 485)
Giulipédia 21/06/2020minha estante
Parabéns pela resenha, tbm estou lendo esse livro no momento e me encontro na parte "arrastada", sua resenha me deu mais ânimo de continuar a leitura, não pq é um livro ruim, eu tô adorando, mas essa parte é tão incisiva q cansa e desanima um pouco...


Neto.Coqueiro 21/06/2020minha estante
Muito obrigado, Giulipédia. Na parte arrastada, só continuei porque acabei gostando da comparação entre as aparições de UFOs e Demônios, mas da segunda parte em diante, considero um dos melhores livros que já li.




Derek 18/06/2020

Genial e mais do que necessário
Um livro incrível escrito pelo genial Carl Sagan que traz à luz a importância do pensamento científico e do ceticismo para espantar os nossos demônios e os da humanidade. Um debate mais do que necessário no momento de obscurantismo que estamos vivendo.
"Em todo país, deveríamos ensinar às nossas crianças o método científico e as razões para uma Declaração de Direitos. No mundo assombrado por demônios que habitamos em virtude de sermos humanos, talvez seja apenas isso o que se interpõe entre nós e a escuridão circundante."
comentários(0)comente



Victoria 12/06/2020

Ausência de evidência não é evidência de ausência
Em ?O mundo assombrado pelos demônios?, Sagan trata de vários assuntos ?misteriosos? ou pouco discutidos de forma leve, com bastantes informações e dados que promovam o lado da ciência. Seu diferencial é que ele repete algumas vezes que pode ser que ele não esteja certo e que ?ausência de evidência não é evidência de ausência? - há que se questionar tudo. Para isso, segundo ele, é necessária liberdade.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Jacques.Bourlegat 04/06/2020

O mundo assombrado pelos demônios
Esse livro poderia se intitular : como as pessoas acreditam em qualquer coisa sem fundamento algum! Poderíamos falar que são as paixões que movem os homens. Somos reféns de nosszs emoções? O sapiens no homo sapiens sapiens, seria exagero de sapiens? O ser humano é complexo. Tanto nos seus relacionamentos quanto no processo que o leva à crenças estapafúrdias às quais defende de maneira entusiasmada e não raro tão convicto de tais crenças que argumentos ou fatos não desmontam tal fervor. Quais as razões desse comportamento? Podemos deixar de ser só emoção e nos tornar pura razão? Mais uma vez, o ser humano é muito complexo para respostas tão definidas. Estabelecemos um método científico para nos auxiliar na decodificação da natureza e do real. Mas esse método não abrange tudo.Porém, aí reside um dos atrativos por tais crenças ditas irracionais: verdades absolutas embaladas numa roupagem de fácil compreensão; às vezes reconfortantes; às vezes assustadoras; mas quase sempre convincentes para quem não estiver acostumado ao pensamento crítico baseado em fatos.
Carl Sagan propõe uma explanação das razões pelas quais nossas sociedades funcionam desse modo, principalmente a americana. Entre alienígenas raptores, negacionismo de diversas sortes (climático, histórico), anticiência, Sagan argumenta que o papel da educação é fundamental para a formação de cidadãos conscientes e com conhecimento básico para "ler" o mundo a sua volta. Senão...
"Com frequência, a desgraça humana evitável é causada menos pela estupidez do que pela ignorância, sobretudo pela nossa ignorância sobre nós mesmos.[...]a pseudociência e a superstição parecerão sedutoras a cada novo ano, o canto da sereia do irracional mais sonoro e atraente. Onde o escutamos antes? Sempre que nossos preconceitos étnicos ou nacionais são despertados, nos tempos de escassez, em meio a desafios às autoestima ou às coragem nacional, quando sofremos com nosso diminuto lugar e finalidade no Cosmos, ou quando o fanatismo ferve ao nosso redor -- então, hábitos de pensamento conhecidos de eras passadas procuram se apoderar dos controles.[...]A chama da vela escorre. Seu pequeno lago de luz tremula. A escuridão se avoluma. Os demônios começam a se agitar."
comentários(0)comente



Jacques.Bourlegat 04/06/2020

O mundo assombrado pelos demônios
Esse livro poderia se intitular : como as pessoas acreditam em qualquer coisa sem fundamento algum! O ser humano é complexo. Tanto nós seus relacionamentos quanto no processo que o leva à crenças estapafúrdias às quais defende de maneira entusiasmada e não raro tão convicto de tais crenças que argumentos ou fatos não desmontam tal fervor. Quais as razões desse comportamento? Podemos deixar de ser só emoção e nos tornar pura razão? Mais uma vez, o ser humano é muito complexo para respostas tão definidas. Porém, aí reside um dos atrativos por tais crenças: verdades absolutas embaladas numa roupagem de fácil compreensão; às vezes reconfortantes; às vezes assustadoras; mas quase sempre convincentes para quem não estiver acostumado ao pensamento crítico baseado em fatos.
Carl Sagan propõe uma explanação das razões pelas quais nossas sociedades funcionam desse modo, principalmente a americana. Entre alienígenas raptores, negacionismo de diversas sortes (climático, histórico), anticiência, Sagan argumenta que o papel da educação é fundamental para a formação de cidadãos conscientes e com conhecimento básico para "ler" o mundo a sua volta. Senão...
"Com frequência, a desgraça humana evitável é causada menos pela estupidez do que pela ignorância, sobretudo pela nossa ignorância sobre nós mesmos.[...]a pseudociência e a superstição parecerão sedutoras a cada novo ano, o canto da sereia do irracional mais sonoro e atraente. Onde o escutamos antes? Sempre que nossos preconceitos étnicos ou nacionais são despertados, nos tempos de escassez, em meio a desafios às autoestima ou às coragem nacional, quando sofremos com nosso diminuto lugar e finalidade no Cosmos, ou quando o fanatismo ferve ao nosso redor -- então, hábitos de pensamento conhecidos de eras passadas procuram se apoderar dos controles.[...]A chama da vela escorre. Seu pequeno lago de luz tremula. A escuridão se avoluma. Os demônios começam a se agitar."
comentários(0)comente



Manu 03/06/2020

Nunca antes li algo tão bem contextualizado com a minha realidade como essa obra: em que Carl Sagan aponta a importância do ceticismo, da educação científica e, sobretudo, da CIÊNCIA como armas para garantir nossa liberdade e consciência social e política em um mundo que ele chama de "assombrado por demônios".
comentários(0)comente



Eduarda 31/05/2020

Baita livro!! Posso dizer que foi meu primeiro livro de não-ficção que li por livre e espontânea vontade. Carl Sagan é fenomenal.
comentários(0)comente



Polly | @blogmadrugadaliteraria 30/05/2020

O Mundo Assombrado pelos Demônios: o ceticismo pode nos salvar (#114)
Talvez, quando Sagan escreveu O Mundo Assombrado pelos Demônios lá na última década do século XX, ele já imaginasse os abismos que estavam sendo construídos para o futuro da humanidade. A despeito das grandes promessas que sempre vêm junto com a virada de um século (e quando é de um milênio juntamente, então), as duas décadas iniciais do século XXI deixam um pouco a desejar. Claro que, se compararmos a vida, tecnologicamente falando, dos anos 1990 com a de nossos tempos, vivemos o futuro prometido. No entanto, quando falamos de evolução moral e social, talvez estejamos tão atrasados e perdidos quanto naquela época (ou até mais).

A escassez do pensamento científico no cidadão médio (e até nas figuras importantes) talvez explique nossa aridez no campo moral e nossa credulidade exacerbada até nas coisas mais não-críveis (e inaceitáveis) em pleno século XXI. Ainda existir líderes religiosos e, sobretudo, líderes políticos que tratem a ciência como inimiga não só é uma ideia atrasada como também absurda. Quase como um oráculo, Sagan discute como a ausência do ceticismo na formação humana pode levar à degradação de uma sociedade e como uma fé sem razão (não só a religiosa) pode nos fazer ficar longe da verdade, logo também do real progresso.

Não pense que Sagan trata a religião como mais uma história da carochinha, ele até admite que as religiões têm um papel importante na estruturação de uma sociedade, mas ele defende que ciência e religião fiquem, cada uma, com o papel que lhes cabe. Fora que a religião é o tema em que o Sagan menos se detém ao longo do livro. Seu objetivo principal é combater as pseudociências que se travestem de ciência e nos levam longe do que de fato é o mundo em que vivemos.

Sagan quer nos chamar a atenção para a importância de uma educação baseada no pensamento científico e para a necessidade de uma ciência pela ciência, que é o que de fato nos leva às descobertas extraordinárias. É a curiosidade e o encantamento por descobrir coisas novas que devem mover uma pesquisa científica e não a utilidade que seus resultados podem ter. Ciência limitada e produzida pelo interesse do Capital nos encarcera e nos confina em uma lógica inútil.

Apesar dos já quase trinta anos passados, O Mundo Assombrado pelos Demônios continua atualíssimo e necessário. Sagan ficou longe de cumprir sua missão de difundir o ceticismo na humanidade, mas seus livros estão aí para isso. Essa é a vantagem de ser escritor, não é? De certa forma, você nunca morre. E, a quem for mordido pelo encantamento da ciência por causa de seus livros, cabe espalhá-los ao maior número de pessoas possível. Estou aqui cumprindo minha missão. Nunca precisamos tanto da ciência como agora, só ela mesmo pode nos salvar nesse momento. Leiam Sagan!
Evandrojr. 30/05/2020minha estante
Um dos meus livros favoritos da vida!


Raquele 30/05/2020minha estante
Ótima resenha!!




163 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |