Quem É Você, Alasca?

Quem É Você, Alasca? John Green




Resenhas - Quem é Você, Alasca?


1207 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Yves 14/12/2017

O grande talvez
Eu adoro livros de jovens adultos, e já tinha lido outro do John então resolvi ler este.
A Alasca não era minha personagem favorita, acho que vi algumas atitudes minhas de quando tinha aquela idade nela, mas é um livro muito bom e se tornou um favorito, uma leitura fácil mas que do nada te dá aquele baque e no final confesso que meu coração se apertou.
A questão é todos tem seu próprio labirinto de sofrimento e muitas vezes a gente cria expectativas em cima dos outros.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Natália Tomazeli 03/12/2017

O Antes e o Depois
"Não dá para simplesmente ficar prolongando certas coisas para sempre. Chega um momento que o melhor a fazer é arrancar o Band-Aid. Isso dói, mas depois passa, e então vem o alívio."

Não vou ficar aqui me martirizando e reclamando que "Ahh, como eu deveria ter lido este livro bem, mas BEM antes, e etc." porque vai ser só chover no molhado mesmo, então vamos à minha situação atual com este livro: Um dos melhores que eu já li na vida.

Eu realmente já tinha descartado a possibilidade e ler ele, porque já tinha um spoiler maldito de como a história acabava, então achava que não valia a pena gastar meu tempo com este livro, que ia perder a graça, etc... Mas encasquetei que vou ler tudo que John Green já escreveu, então resolvi ler este livro logo, e como eu me surpreendi. Esperava uma historinha meio superficial e cheia de carga dramática, esperava personagens mal feitos... Foi um baque encontrar tanta profundidade e beleza dentro destas 336 páginas.

Virou um livro cheio de significados para mim, um livro inteligente, sincero, verdadeiro. Tem coisas demais para pensar, tem uma quantidade de questionamentos que nem passou pela minha cabeça encontrar lá. Foi como se eu não soubesse do final, porque me emocionei do mesmo jeito.
Os personagens são cheios de defeitos e qualidades, pessoas que erram e se arrependem. Pessoas que andam por aí. Por isso que me apaixonei pela Alasca Young junto com Miles e o pessoal. Ela é mais do que a sinopse ou o título sugere. Foi muito difícil não amar ela. Não consigo explicá-la. Ela sente demais, tem medo, tem suas vontades próprias, sua personalidade, seus desejos. Ela age por impulso, tá bem longe de ser perfeita. Ela é incompreendida. Ela é ela mesma. Ela é real... Sinto até um pouco de mim nela, ou vice-versa (o nome disso se chama identificação com a personagem, no caso, coisa que quase nunca acontece comigo). Talvez seja muito por isso que me encantei tanto com o livro. Me sinto muito feliz em ter conhecido Alasca, de verdade. Me sinto feliz em ter finalmente dado uma chance para este livro e sinto que John Green é um autor incrível, que quero continuar a ler.e reler os seus livros, pois aparentemente amo o que ele escreve.
Ah, também me sinto feliz de ter ignorado as opiniões de quem não gostou do livro, e ter ido formar a minha própria opinião sobre. Na verdade, acho que tenho que fazer muito mais este "exercício", pois me faz extremamente feliz :)

"Passamos a vida inteira presos no labirinto, pensando em como vamos escapar dele um dia, e como vai ser quando fizermos isso, e imaginando o que o futuro guarda para nós, mas nunca conseguimos de fato sair. Só usamos o futuro para fugir do presente."
Craotchky 03/12/2017minha estante
Menina,
esse livro foi uma baita surpresa quando o li. O título me chamou atenção e peguei ele sem esperar muita coisa. Li mais de 100 páginas num dia - fazia tempo que não acontecia. E eu não sabia nada de modo que a virada da trama me pegou de surpresa; e que surpresa! Sério, eu não acreditei e fiquei imaginando que teríamos uma outra virada e tudo voltaria ao normal.Também amei esse livro e está aqui entre meus favoritos.


Natália Tomazeli 03/12/2017minha estante
Eu também não esperava nada e no fim devorei o livro todinho em um único dia, fazia muitos anos que eu não lia um livro assim. Acredito que eu teria curtido ainda mais o livro se não fosse o spoiler, mas mesmo assim não estragou minha boa experiência de leitura. Favoritão rsrs




Myleidi 03/12/2017

Pior livro que li nos últimos tempos...
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Vitor 15/11/2017

Resenha: Quem é você, Alasca?
Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras - e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o 'Grande Talvez'. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, engraçada, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez.
Muito mais do que romance, o livro trata de amizades verdadeiras, luto e o quanto palavras podem mudar tudo.
comentários(0)comente



Pati 10/11/2017

A morte nos faz pensar
Já é o segundo trabalho do autor (que eu conheço) que mostra um amor afetado pela morte. Eu heim! Bem, como a bíblia diz: há mais sabedoria em uma casa em luto do que em uma casa em festa, pois bem, o livro te faz pensar, a morte nos faz pensar!
comentários(0)comente



Viik 05/11/2017

Quem é você Alaska? (John Green)
Nomes de alguns personagens: Alaska, Gordo, Coronel e outros.

Resumo do livro: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras - e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o 'Grande Talvez'. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, engraçada, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez.
 
Meus comentários sobre o livro em estudo: Como já dito antes amo os livros do John Green e esse não foi diferente. Agora entendo o motivo da pessoas elogiaram tanto este livro, ele realmente me emocionou. Me fez rir, chorar, torcer e sofrer. Mas também me fez perceber que como adolescente tenho que ir atrás do meu "Grande Talvez", assim como Gordo.
Alasca é um menina cheia de segredos nas quais eu adoraria descobrir quais (bem que ela podia ter deixar um caderno escrito para contar esses segredos), mas talvez seja bom que não saibamos, pois isso é um dos motivos pelo qual tanto amamos a Alasca, esse mistério sobre ela.

site: "(...) as lembranças também desmoronam. Então não nos resta nada, nem mesmo um fantasma, apenas sua sombra."
comentários(0)comente



Bruno.Gouveia 03/11/2017

Um livro que me fez pensar sobre a vida. John Green entede os adolescentes e botou toda sua competência nesse livro. Uma escrita maravilhosa. Uma história simples, mas que ele conseguiu deixar ela muito bem. Personagens ótimos. Um livro de risos e choros!
comentários(0)comente



machellemibelle 03/11/2017

"Quem é você, Alasca?".
"​Não é nem a vida nem a morte, o labirinto. É o sofrimento. São as coisas erradas que fazemos e as coisas erradas que fazem conosco. A dor... Como saímos deste labirinto de sofrimento? O sofrimento está sempre presente... ​É​ universal. É a única coisa que preocupa tanto os budistas quanto os cristãos e os muçulmanos.​". ​❁​
• Não gostei desse livro! É... Foram 136 dias antes e 136 dias depois me perguntando "Quem é você, Alasca?". Criei tantas expectativas esperando por um ser iluminado, algo tão grandioso que me frustei ao chegar no fim do livro e perceber que, ​—​ ​como cantam os Titãs: "Cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração​"​ ​​ —​ ​​​ela era como qualquer um de nós. Que carrega no peito alguma dor, mágoa ou sofrimento. Que talvez ninguém ou alguém saiba. ​E essa dor pode prover de tantas coisas. Por exemplo, a morte de um ente querido... ​Somos capazes de sobreviver a essas coisas horríveis​? Somos... Mas cada pessoa tem um jeito diferente ​de lidar com a dor, o sofrimento: cantam, dançam, gritam, choram, brigam, transam, bebem, comem, fumam, se drogam, se mutilam, enfim. ​Mas superam, pois jamais ​s​eremos irremediavelmente feridos.​ ​Mas também ​​tem aqueles que por um instante, um breve momento, de absoluto descontrole interno e com a ajuda de fatores externos, acabam por se matar ou morrer...
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Isa 15/10/2017

Quem é você Alasca?
A garota que você aprende a amar, um livro maravilhoso que toca no fundo do coração e te faz chorar pela vida alheia
comentários(0)comente



Mateus.Alves 07/10/2017

Quem é você?
Ao ver o livro “Quem é você, Alasca?” me apaixonei inteiramente pela capa, pois ela nos trás uma temática que não é distante da realidade, mas que é um tabu, pois falar sobre a utilização de drogas hoje está difícil. (Estou falando da capa que contem uma fumaça subindo).
Mas ao começarmos a ler o livro, percebemos que a historia, sim, vai envolver drogas, porem algo a mais despertar a curiosidade do leitor. Miles poderia ser um jovem qualquer, mas não, ele é um jovem que está à procura de um “Grande Talvez”, porem, ele tem uma mania de decorar as ultimas palavras de uma pessoa em sua biografia.
Porem algo se transforma quando ele muda de escola. Vai para a escola de Culver Creek, onde ele conhece a deslumbrante, inteligente, problemática, sensual e engraçada, Alasca Young. Onde se aventura bastante em sua convivência, mas não podemos esquecer que o autor deste Best-seller é o grande, John Green, ou seja, não espere por finais felizes, pode até esperar, mas nem sempre a felicidade é para ambos os lados.
Você já se deparou com um questionamento na mente, que sabe que qualquer decisão a tomar, irá mudar o resto de sua vida? Pois bem, a nossa querida e amada Alasca, se deparou com essa situação e tomou uma decisão que mudou não só sua vida, mas também das pessoas em sua volta.
Quem costuma ler os livros de John, sabe muito bem que ele gosta de nos surpreender com suas histórias, e “Quem é você, Alasca?” não ficou de fora desse fenômeno, mas uma coisa muda em relação aos outros, pois ele costuma nos surpreender sempre no final da historia, mas algo inimaginável acontece, quebrando todas as barreiras de nossas esperanças...
Mas em si a história é bem bacana, é uma aventura em tanto para um adolescente que estava atrás de apenas um “Grande Talvez”, talvez ele não tenha achado esse, mas achou um “Enorme Talvez”...

Espero que tenham gostado, e boa leitura!

site: https://leiturahoje01.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Eve 06/10/2017

"Ela me ensinou tudo o que eu sabia sobre lagostins, beijos, vinho tinto e poesia. Ela me mudou... Ainda podia vê-la sorrindo para mim com seu meio sorriso de Mona Lisa."
comentários(0)comente



Samuel.Rodrigues 02/10/2017

Contatar?!
O livro como já se esperava tem a mesma pegada de sempre do Green, sempre nos fazendo esquecer um pouco do real e o imaginário, acompanhado com alguns clichês que não encomendam, pelo contrário; torna a leiteira ainda mais agradável.
A personagem Alasca possui uma personalidade única, a todo momento mostrando seu lado filósofa e nos fazendo contestar sobre várias coisas, ela expressa seu ponto de vista de uma maneira que quase faz leitor a ver as coisas de sua maneira.
comentários(0)comente



1207 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |