Parem de Falar Mal da Rotina

Parem de Falar Mal da Rotina Elisa Lucinda




Resenhas - Parem de Falar Mal da Rotina


10 encontrados | exibindo 1 a 10


Ali e Eto 08/09/2011

MARAVILHOSA
Essa mulher é um espetáculo...um livro que te consome!!!
comentários(0)comente



Tatyana 06/02/2014

Legal, mas não me encantou
É um livro poético. Elisa sabe mexer com as palavras e com elas e seus causos tenta fazer com que a gente veja as belezas da rotina. O livro é povoado de frases / citações interessantes, mas... não sei bem o motivo, sei apenas que não me encantei. Gostei, mas não me apaixonei.
comentários(0)comente



Ludimila 13/12/2012

Adoro!
Sou fã dos textos da Elisa Lucinda e esse livro não podia ser diferente. Vários textos contados da forma deliciosa que só ela sabe contar.
comentários(0)comente



danilo_livros 06/05/2011

Estreiar na vida todos os dias
Rotina... Uma palavra tão ruim para a maioria das pessoas que, quando elas pronunciam a "famosa", a maioria cospe cada sílaba com cara de desprezo. Afinal, quem gosta de se ver preso em um ciclo sem fim onde nada acontece?
Mas vamos analisar - A culpa disso não é nossa?!
Só mesmo Elisa Lucinda, esta pessoa multicultural, para fazer a gente ver descobrir que as coisas rotineiras podem ser descobertas completamente novas. Baseada em sua peça, que é sucesso de público desde o início, o livro Parem de falar mal da Rotina (Lua de Papel, 202 páginas) é uma alegria em todos os sentidos.
A autora, através de crônicas e poesias, expõe para nós, os leitores, o seu modo bem humorado de ver a vida e o exercício de ser humano diariamente.
Elisa, como uma maga moderna, brinca com as palavras e cria momentos mágicos.

Veja resenha completa no Literatura de Cabeça:
http://bit.ly/kyIdEU
comentários(0)comente



Siba 26/05/2011

Um ótimo livro da primeira a última página.Uma lição de vida, nos abre os olhos para que vejamos que a vida não é sempre a mesma coisa que um dia nunca é igual ao outro. Que precisamos aprender a apreciar o melhor da vida,mesmo as coisas mais simples que muitas vezes são as mais belas.
comentários(0)comente



Marcia 10/03/2011

Detalhes
O livro é muito interessante na medida em que transforma cada momento de nosso cotidiano em um momento único. A autora, com seu olhar crítico, afetuoso e alegre da vida, nos proporciona momentos de grande prazer e momentos de reflexão que se complementam e interagem.
comentários(0)comente



Raquel 19/04/2012

Infelizmente, não tive a oportunidade de assistir às peças de teatro de Elisa Lucinda, mas posso afirmar que seu livro é ótimo! Suas crônicas e poemas nos trazem de volta à realidade, nos obrigando a olhar ao redor e perceber o que é a vida!

Devo admitir que parei para pensar em diversas partes. Esse livro definitivamente causou uma crise existencial em minha pessoa, remetendo-me ao verdadeiro significado de viver.
comentários(0)comente



Poesia na Alma 15/03/2017

Somos uma teia
Elisa propõe o exercício de olhar para pessoas, ouvir pessoas, independentemente de cor, classe social, sexo. Ajudar pessoas, talvez. É amor. É festa. É atenção. Calmaria. É natureza. Ela sugere que devemos ‘rotinizar’ nossa atenção ao mundo, mas o mundo-natureza, o mundo organismo vivo. E nós, seres humanos, não estamos no topo da cadeia alimentar, nós somos parte de um sistema muito maior que nós, que nosso ego, que nossa gana por pseudo poder.

continue lendo - http://www.poesianaalma.com.br/2017/03/resenha-parem-de-falar-mal-da-rotina.html
comentários(0)comente



Marcela M.F. 06/05/2012

Parem de falar mal da rotina - Elisa Lucinda
“Parem de falar mal da rotina” é um livro de auto-ajuda baseado na peça de teatro homônima, nele a autora Elisa Lucinda reflete sobre a condição do homem no mundo e dos fatos que ocorrem a sua volta, utilizando para isso histórias e poemas, alguns cômicos outros pesarosos. As situações narradas pela autora têm como tema principal situações cotidianas, seja de pessoas ricas ou pobres, tanto material quanto espiritualmente.

O enredo do livro não necessita de linearidade, pois Elisa Lucinda o aborda como uma espécie de conversa entre ela e seus leitores, de forma parecida como a utilizada em suas apresentações teatrais. O que existe são capítulos com um assunto central discutido, com destaque para os temas: infância, feminilidade, família e maternidade (tema pelo qual a autora parece nutrir certa obsessão, como pode ser visto em seus monólogos, poemas e metáforas).

Elisa Lucinda faz com que leitor reflita sobre o modo como lida com as escolhas apresentadas pela vida e as consequências delas, o que é ótimo, pois induz a uma saudável e natural autocrítica, que pode culminar um uma pessoa mais consciente de si e mais otimista com a vida. No entanto, as tentativas poéticas da autora são falhas e cansativas, tanto que, ao chegar ao início de um novo poema, frequentemente eu contava as páginas para ver o quão longo era, o que não é sinal de uma boa leitura.

O interessante, e também o diferencial do livro, é a discussão aparentemente sem compromisso que causa, pois critica de forma suave, mas com seriedade, o preconceito social e racial (inclusive aquele contra tipos de cabelo), o descaso dos pais com seus filhos, a violência doméstica, os estereótipos e a alienação das classes altas.
Em suma, “Parem de falar mal da rotina” não é apenas um livro de auto-ajuda que ressalta como cada um de nós deveria se alegrar com o nascer de um novo dia, mas também, e o mais importante, sobre como cada um de nós deveria se comportar de uma forma mais altruísta e nobre, mais humana.
comentários(0)comente



Luísa Zanni 22/12/2012

Poema, crônica e autobiografia: uma mistura que deu MUITO certo. Tentei esticar a leitura ao máximo por não querer que o livro acabasse, mas o texto flui de um jeito que não dá pra se alongar por muito tempo. Devorei cada página.
comentários(0)comente



10 encontrados | exibindo 1 a 10