Em Chamas

Em Chamas Suzanne Collins




Resenhas - Em Chamas


959 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Jhen 11/02/2017

A emoção continua...
Depois de mexer com suas emoções, grandes coisas podem acontecer no decorrer da história que lhe fará perceber o amor e a felicidade mostradas inconscientemente. ?
comentários(0)comente



Duda - @mardoart 07/02/2017

segundo de emoção
prefiro o primeiro e terceiro mas o segundo livro não deixou a desejaramei,amei,amei,sinceramente a escritora me surpreendeu,n dormi enquanto n terminei de ler,maravilhoso.Super recomendo
comentários(0)comente



Elle 02/02/2017

Tique-taque
O que posso dizer a respeito desse livro? Bem, fui surpreendida mais uma vez. Mesmo já conhecendo a história e seus personagens, Suzanne Collins parece ter uma capacidade incrível de nos arrancar risos em meio ao desespero, lágrimas em meio ao amor e pena em meio a tanto ódio.
Me emocionei diversas vezes a simples menção de Rue, e me desesperei mais vezes do que posso contar sempre que me vinha a cabeça o fato de que Katniss teria que voltar a arena.
E o que dizer sobre Katniss e Peeta, não é mesmo? Os amantes desafortunados do Distrito 12. Os instigadores (mesmo que inconsciente) de uma revolução. Em meio a guerra que está por vir, a única coisa que posso desejar a eles é todo o amor do mundo.
Porém, me parece que tudo está ruindo, e penso que, nada vai abaixo sem ocorrer algumas perdas. A verdadeira pergunta é: Katniss está preparada para perder pessoas que ama para salvar toda uma nação?

site: https://www.facebook.com/DevoradoresDeLivrosS2/photos/a.238741812969050.1073741828.238714902971741/736051969904696/?type=3&theater
comentários(0)comente



Gabrielly.Alves 27/01/2017

Quero de novo
Katniss Everdeen, voraz em si. A gente vê o fogo se espalhando dentro de si mesma. Forte, corajosa, e completamente capaz de sacrificar tudo que ama por um grande amor. Esse livro faz vermos as coisas diferentes, um país em guerra. Mas a guerra acontece ao nosso redor, nós é que não permitimos enxergar. Esse livro com certeza vai ficar pra sempre na minha memória, e saber que para sermos felizes temos que sacrificar certas coisas.
comentários(0)comente



Ana 23/01/2017

Eu li - Em Chamas
Katniss Everdeen, com muita dificuldade, conseguiu vencer o terrível 74º Jogos Vorazes (resenha aqui), mas o Presidente Snow não engoliu a história de que foi apenas "um ato de amor" por Peeta. Até porque as atitudes dela na arena dos Hunger Games, de certa forma, acabaram gerando rebeliões em alguns distritos de Panem.

Snow ameaça Katniss a convencer os distritos de que está completamente apaixonada por Peeta durante o Tour da Vitória. O que para ela se torna difícil, já que está confusa de seus sentimentos por Gale.

E como se não bastasse, os Games serão adiantados naquele ano e haverá um Quarter Quell (Massacre Quaternário), pois a cada 25 anos é feita uma alteração diferenciada dos jogos tradicionais e as regras são bem piores que as regras normais.

Os ânimos dos distritos já estavam à flor da pele, mas tudo piora quando Katniss Azarada Everdeen descobre que mesmo depois de ter vencido uma edição dos Hunger Games, terá que enfrentar 23 tributos em uma arena novamente:

"No aniversário septuagésimo quinto, como um lembrete para os rebeldes, que mesmo o mais forte entre eles não pode vencer o poder do Capitol, os tributos masculinos e femininos serão colhidos a partir de seus vencedores existentes."

E agora? Mesmo que Haymitch ou Peeta seja sorteado, nenhuma das opções será animadora.
Esse é um dos muitos temores de Katniss, fora que mais 22 experientes tributos dos outros distritos farão de tudo para vencer novamente...

Katniss terá muitos desafios em sua trajetória e suas suspeitas são muito mais reais do que pensa. E nós, claro, pegamos uma carona nessa aventura arriscada e cheia de desafios.

Não poderia esquecer de mencionar também a adaptação para o cinema, que também ficou ótima (na minha opinião).

“Lembre-se apenas de quem são seus inimigos.” (Haymitch)

Em Chamas nos mostra que devemos ter muito cuidado com as pessoas nas quais confiamos. Sabe aquela frase “Nem tudo que reluz é ouro”? Pois neste caso ela cabe “como uma luva”!

E nem precisa comentar sobre a imensa crítica social em que se baseia o livro, não é mesmo?
Sabemos que se trata de uma distopia e que é um possível futuro, mas na verdade podemos fazer assimilações com o governo atual de muitos países, inclusive no Brasil...

Recomendo a leitura com certeza!... Não consigo nem explicar as diversas emoções sentidas...
O livro é muito bom!

site: http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/2014/07/eu-li-38-em-chamas.html
comentários(0)comente



Felipe.Caldas 19/01/2017

Jogos da vida real
"Para que os rebeldes não se esqueçam de que até mesmo o mais forte dentre eles não pode enfrentar o poder da Capital"

Jogos Vorazes é mais que uma obra literária infanto-juvenil. É um reflexo da nossa sociedade mostrando como o governo, equipado com o poder dos veículos de comunicação, é capaz nos manipular afim de seus interesses próprios. Mas a protagonista Katniss, sendo representada como o tordo (um símbolo de esperança para seu distrito), representa o povo que não deve se calar e sim lutar contra intolerância, contra as desigualdades sociais e tantas outras injustiças.
comentários(0)comente



Livia.Bianchi 10/01/2017

Jogos Vorazes: Em Chamas - resenha
Se existe algo com a real progressão que queremos essa coisa é Em Chamas! Fiquei ainda mais surpreendida do que com o primeiro, nem irei me aprofundar tanto nesta resenha porque tudo que eu queria falar foi o que falei sobre Jogos Vorazes, mas irei acrescentar uma coisa que essa trilogia nos traz: vontade de ler. A cada capítulo a história se aprofunda mais, e isso faz você querer devorar o livro! Para mim isso é essencial em uma boa história.
comentários(0)comente



Ana Caroline 09/01/2017

Resenha | Em Chamas e melhor livro da trilogia <3
Em Chamas, segundo volume da consagrada trilogia Jogos Vorazes nos traz o mais exímio jogo político, trama, aventura, romance que poderia ter. Com a história mais desenvolvida e podendo ser mais trabalhada, Suzanne Collins nos trouxe o que poderia de melhor. Não é a toa que se tornou o meu favorito da série.

Quase começando do ponto final deixado no primeiro livro, vemos que Katniss e Peeta colherão as consequências de terem participado e ganhado os Jogos Vorazes. Com uma carga dramática bem alta, vemos de dentro da cabeça da nossa protagonista tudo que a Capital e o Snow podem fazer com eles dois. E isso se torna mais controlador e poderoso quando se tem o Septuagésimo Quinto Massacre Quaternário, em que os tributos serão escolhidos através dos vitoriosos de cada distrito. Vemos claramente o poder que o presidente quer impor em cima das pessoas e dos distritos.

A partir disso podemos ver uma evolução enorme na escrita e no desenvolvimento. Ainda tenho na cabeça as situações dos filmes e tudo que acontece por lá, às vezes embolando com o que eu leio. Porém, em nenhum momento isso me atrapalhou, mas sim enriqueceu a medida que era lido novos acontecimentos. O desmembramento das situações é fantástico. E por já saber como seria o final, pude perceber nuances em situações em que antes não fiz ligações.

A entrada de novos personagens foi a melhor coisa. Finnick Odair para mim é o melhor personagem depois de Peeta. A personalidade dele é demais, cativante e quando vemos as ações dele dentro da arena, que é onde ele aparece de vez, ele te conquista mais e mais.

Peeta um pouco mais amadurecido, também está entre meus favoritos. E Katniss cada vez mais entrando na possível rebelião, é a personagem que carrega todo o peso do enredo. Então temos umas mudanças bem drásticas de pensamentos e personalidade em certos momentos. E isso foi um dos pontos mais positivos: o trabalho psicológico que a autora fez nela. Vemos claramente o resultado de tudo que ela passou e de tudo que pode passará modificando-a.

"Porque às vezes, acontecem coisas com as pessoas com as quais elas não estão preparadas para lidar. Como é meu caso, por exemplo. Nesse exato momento." pág. 40

O romance, tendo em alguns momentos seu destaque, ainda nos deixa dividido e com dúvidas de onde vai terminar. É meio óbvio para quem eu torço, porque os momentos vividos ao meu ver é bem maior do que o passado com o Gale. Entretanto isso ainda está bem aberto.

O ponto alto com toda certeza está nas páginas finais, onde tudo é descoberto, onde vemos a manipulação em nosso protagonista no maior nível possível e é onde se tem as respostas de perguntas que são feitas durante boa parte da narrativa. É um volume que encaixou parte do quebra cabeça que é a história . Isso tudo nos levará em um final que deverá ser fantástico.

Me surpreendi novamente na riqueza de detalhes, nas diferenças do que se tem no filme, contudo que me fizeram ter um experiência mil vezes melhor. Na parte física, tenho nada a reclamar, a capa é belíssima e interligada com que é passado, na revisão não encontrei erros. A narrativa é feita pela nossa vencedora do Distrito 12 em 1° pessoa.

E vocês, o que acharam de Em Chamas? Deixa nos comentários.

"A Capital possui uma criatividade quase infinita em matéria de arranjar meios de matar pessoas. Imagino essas coisas e fico aterrorizada, mas vamos encarar os fatos: eles já estão me acossando, de uma forma ou de outra. Fui um tributo nos Jogos. Fui ameaçada pelo presidente. Levei uma chicotada na cara. Eu já sou um alvo." pág. 134

site: http://diariasleituras.blogspot.com.br/2017/01/resenha-em-chamas.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Lidi Cirilo 15/11/2016

Impressões
Mais um daqueles livros que não-dá-pra-largar! Geralmente, o 2º livro de uma trilogia é o mais fraco, produzido apenas pra preencher o vácuo entre o 1º e o 3º. Isso, definitivamente, não acontece com este aqui. "Fui um tributo nos Jogos. Fui ameaçada pelo presidente. Levei uma chicotada na cara. Eu já sou um alvo"

site: https://www.instagram.com/lidicirilo/
comentários(0)comente



Alessandro.Freire 07/11/2016

Collins fez novamente. Assim como no primeiro livro da série, nos deixou famintos por mais. A narrativa rápida e empolgante revela-nos exasperadamente a imprevisibilidade de seu enredo. E isso nos deixa tão ou mais vulneráveis quanto os seus personagens. A saga de Everdeen é estonteante. Não somente por seu mal fadado destino ou sua revoltante má sorte, mas, porque, à altura do Em Chamas, ela já faz parte de uma estória carbonífera e apaixonadamente voraz.
comentários(0)comente



Nuna 31/10/2016

Em chamas, nao foi diferente, teve a arena, massacre, muito sangue, todavia teve romance, beijo mas terminou, deixou saudades, mas ainda tem o terceiro. Porém é o último.
:(
comentários(0)comente



Sor Bogdan Steadfyre 30/10/2016

"E então acontece. Ao longo de toda a fileira, os vitoriosos começam a se dar as mãos."
Em algumas séries, como As Crônicas de Gelo e Fogo, as tretas e conflitos principais se estabelecem já no primeiro livro, que engloba um período curto de "paz", a fagulha para uma fogueira se acender e então o início do incêndio. O(s) livro(s) intermediário(s) é/são o desenvolvimento da treta. E o último volume é o clímax total, onde tudo é resolvido.

Na trilogia Jogos Vorazes não é bem assim. O livro Jogos Vorazes (vendo do ponto de vista mais superior de todos) é uma intrudução ao universo, enquanto Em Chamas tem o papel de acender a fogueira que se apagará nA Esperança.

Mas mesmo assim Em Chamas teve muitas páginas "de introdução", continuando a contar como era a vida no Distrito 12 e dando algumas informações sobre os demais distritos. A princípio, achei estranho que os Jogos ocupassem apenas 1/3 do livro, mas podemos interpretar isso como a parte mais chamativa da obra, enquanto o resto é a trama principal da série. Esta continua lenta, pois a fagulha não acende de uma hora para a outra. E, dessa forma, temos no livro Em Chamas tanto o lado político quanto o banho de sangue de Jogos Vorazes, em proporções diferentes.

Acredito que o segundo livro seja superior ao seu antecessor porque nele temos uma trama muito mais complexa, onde não há só a vida de Katniss e Peeta em jogo. Há muitas coisas rolando, e a maioria delas continua oculta. Há reviravoltas que não soam tão grandiosas para quem já assistiu o filme antes, mas mesmo assim há capítulos como o 18 que merecem o Tocantins inteiro.

O capítulo 18, meus amigos, não é só um capítulo normal. É nele que, acredito eu, está a maior treta do livro todo, englobando a (temporária) união dos vitoriosos, as mentiras do inteligentíssimo Peeta e o início da figuração de Katniss como o Mockingjay em Panem.

Depois disso, temos toda a terceira parte para o 3º Massacre Quarternário, que na minha opinião foi muito mais interessante do que a 74ª edição dos Jogos Vorazes. Nós, cidadãos da Capital, queremos mesmo é ver o circo pegar fogo, o que realmente acontece aqui. O sucesso de Em Chamas se deve muito à criatividade e ao diferencial da arena, além de mostrar como Peeta é foda e de introduzir outros personagens fantásticos como Finnick e Johanna.
comentários(0)comente



Shirley Guimarães 22/09/2016

Em Chamas - O início da Revolução
Como no primeiro livro, Em chamas também conta com os jogos vorazes, mas dessa vez os participantes são escolhidos entre os vencedores. Um casal por distrito.



Se você fizer as contas, no distrito 12 só tem uma mulher. Isso mesmo!! Katniss Everdeen volta para o jogo. No sorteio o nome de Haymitch é sorteado, entretanto Peeta se oferece como tributo, para proteger sua amada!

O jogo começa e eles tem que fazer alguns aliados se quiserem permanecer até o fim. Mas dessa vez ninguém tem sede de matar todo mundo, todos anseiam pela queda da capital (exceto aqueles ridículos dos distritos 1 que gostam de ver um sangue derramado e tentam matar Kat e seus aliados.



O livro é cheio de emoção, ação e desespero. Será que katniss consegue derrubar a capital!?? Isso é apenas o inicio da revolução!!
comentários(0)comente



959 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |