O Erro

O Erro Joseph Delaney




Resenhas - O Erro


18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Rafael.Lois 13/05/2019

Especial
A cada novo volume essa série tem conquistado mais e mais um lugar no meu coraç?o
comentários(0)comente



Dryka -@drykabooks.exp.literarias 09/04/2019

O demônio está a solta.....
No livro anterior de As Aventuras do Caça-Feitiços, os Coven de Bruxas libertaram o "Maligno", então, neste livro, o Sr. Gregory, o caça-feitiços, preocupado com a integridade de Tom Ward, seu aprendiz, envia o jovem para fazer um "estágio" com outro Caça-feitiços em outro condado, que fora seu aprendiz também.
Tom, já no Moinho onde mora Bill, o outro caça-feitiços, se depara com inúmeras aventuras, envolvendo, espíritos, e bruxas de água. E ao mesmo tempo, preocupado com sua amizade com a aprendiz de feiticeira Alice, que ele teme estar indo para as Trevas.

O livros desta série são muito gostosos de ler, cheio de aventuras, narrativa bem dinâmica, vale super a pena.
Tom Ward é um personagem muito simpático, o Sr. Gregory, também, mas as vezes um pouco ranzinza .
Se você gosta de livros de fantasia, com viagens e muitas aventuras, você vai adorar esta Saga.
comentários(0)comente



Mathias.Weirich 13/04/2018

Cuidado, não deve ser lido a noite!
Esta série não para de me surpreender, pois apesar de ser um livro destinado ao público infanto juvenil, traz valores, questões éticas e morais, são eles: o que é o bem e o mal? Os fins justificam os meios?

Estás questões aparecem em diferentes partes do livro, conforme Joseph Delaney desenvolve seu livro e revela mais sobre Alice, possivelmente a filha do maligno.

O maligno por sua vez, busca matar Tom, através de seus filhos, para poder reinar na terra eternamente.

Espero ansiosamente o próximo livro da série!
comentários(0)comente



Dexter 28/09/2016

Razoavelmente bom com altas revelações no final.
Nesse volume aprendemos mais sobre o Maligno e os métodos de outros Caça-Feitiços. A aventura é interessante e surpreende a decisão de diversos personagens. No final temos revelações muito sérias que prometem muita tensão no próximo volume.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Dhiego Morais | @liemderry_ 11/07/2016

O ERRO
Surpreendente. Frenético. Primoroso. Esses são os adjetivos que mais se aproximam da verdade por trás de O Erro, quinto volume da série As Aventuras do Caça-feitiço. E, ainda que reveladores, não bastariam para capturar a essência que inunda as páginas deste livro. Delaney prova novamente por que é um verdadeiro lorde à moda inglesa.

Antes de comentar qualquer coisa em relação ao enredo e às personagens, como bom leitor, sou obrigado a tentar repassar o alívio e o sentimento de gratidão após ler um livro tão bom, tão surpreendente e bem escrito. É impressionante como o autor consegue transformar uma história que daria tudo para criar raízes no infantil e adaptá-la, deixando-a crescer forte pelo Young Adult, até mesmo transitando pelo “Adult”, onde ele se torna mestre no jogo de sombras, moldando os maiores temores de Lancashire e arrancando suspiros ao cair da noite.

O Erro se passa um tempo depois dos eventos macabros de Pendle, onde os covens invocaram o próprio Maligno, o Diabo em pessoa. Agora, as trevas estão mais fortes com o Pai das Mentiras caminhando pelo mundo, livre e se fortalecendo a cada dia. John Gregory teme pela vida do aprendiz, pois nada impediria o pior dos demônios de encontrar Thomas Ward e matá-lo sem rodeios.

É pensando dessa forma que o Caça-feitiço decide enviar Tom para o norte do Condado, onde ele deverá ser treinado por seis meses por Bill Arkwright, o Caça-feitiço responsável pela região e antigo aprendiz do sr. Gregory.

“[...] Embora eu siga o mesmo ofício que o sr. Gregory, trabalhamos de maneira diferente. A casa de seu mestre é um abrigo, purificada em seu interior; mas, aqui, os mortos atormentados caminham e é meu desejo que assim o façam. [...]”

Instruído a dar o máximo de si, Tom segue sozinho até o Moinho, lugar onde Bill vive isolado. Lá, ele deverá aprender muito sobre as criaturas da água, e isso inclui parte de seu segundo ano de aprendizado que trata especificamente de feiticeiras. Contudo, o norte do Condado mostrará que possui criaturas ainda mais bizarras e aterrorizantes, e isso constituirá apenas uma parte do imenso desafio de Thomas por estas terras estranhas.

LEIA A RESENHA COMPLETA EM:

site: http://www.intocados.com/index.php/literatura/resenhas/624-resenha-o-erro-as-aventuras-do-caca-feitico-5-joseph-delaney
comentários(0)comente



Dhiego Morais | @liemderry_ 11/07/2016

O ERRO
Surpreendente. Frenético. Primoroso. Esses são os adjetivos que mais se aproximam da verdade por trás de O Erro, quinto volume da série As Aventuras do Caça-feitiço. E, ainda que reveladores, não bastariam para capturar a essência que inunda as páginas deste livro. Delaney prova novamente por que é um verdadeiro lorde à moda inglesa.

Antes de comentar qualquer coisa em relação ao enredo e às personagens, como bom leitor, sou obrigado a tentar repassar o alívio e o sentimento de gratidão após ler um livro tão bom, tão surpreendente e bem escrito. É impressionante como o autor consegue transformar uma história que daria tudo para criar raízes no infantil e adaptá-la, deixando-a crescer forte pelo Young Adult, até mesmo transitando pelo “Adult”, onde ele se torna mestre no jogo de sombras, moldando os maiores temores de Lancashire e arrancando suspiros ao cair da noite.

O Erro se passa um tempo depois dos eventos macabros de Pendle, onde os covens invocaram o próprio Maligno, o Diabo em pessoa. Agora, as trevas estão mais fortes com o Pai das Mentiras caminhando pelo mundo, livre e se fortalecendo a cada dia. John Gregory teme pela vida do aprendiz, pois nada impediria o pior dos demônios de encontrar Thomas Ward e matá-lo sem rodeios.

É pensando dessa forma que o Caça-feitiço decide enviar Tom para o norte do Condado, onde ele deverá ser treinado por seis meses por Bill Arkwright, o Caça-feitiço responsável pela região e antigo aprendiz do sr. Gregory.

“[...] Embora eu siga o mesmo ofício que o sr. Gregory, trabalhamos de maneira diferente. A casa de seu mestre é um abrigo, purificada em seu interior; mas, aqui, os mortos atormentados caminham e é meu desejo que assim o façam. [...]”

Instruído a dar o máximo de si, Tom segue sozinho até o Moinho, lugar onde Bill vive isolado. Lá, ele deverá aprender muito sobre as criaturas da água, e isso inclui parte de seu segundo ano de aprendizado que trata especificamente de feiticeiras. Contudo, o norte do Condado mostrará que possui criaturas ainda mais bizarras e aterrorizantes, e isso constituirá apenas uma parte do imenso desafio de Thomas por estas terras estranhas.

LEIA A RESENHA COMPLETA EM:

site: http://www.intocados.com/index.php/literatura/resenhas/624-resenha-o-erro-as-aventuras-do-caca-feitico-5-joseph-delaney
comentários(0)comente



Dhiego Morais | @liemderry_ 11/07/2016

O ERRO
Surpreendente. Frenético. Primoroso. Esses são os adjetivos que mais se aproximam da verdade por trás de O Erro, quinto volume da série As Aventuras do Caça-feitiço. E, ainda que reveladores, não bastariam para capturar a essência que inunda as páginas deste livro. Delaney prova novamente por que é um verdadeiro lorde à moda inglesa.

Antes de comentar qualquer coisa em relação ao enredo e às personagens, como bom leitor, sou obrigado a tentar repassar o alívio e o sentimento de gratidão após ler um livro tão bom, tão surpreendente e bem escrito. É impressionante como o autor consegue transformar uma história que daria tudo para criar raízes no infantil e adaptá-la, deixando-a crescer forte pelo Young Adult, até mesmo transitando pelo “Adult”, onde ele se torna mestre no jogo de sombras, moldando os maiores temores de Lancashire e arrancando suspiros ao cair da noite.

O Erro se passa um tempo depois dos eventos macabros de Pendle, onde os covens invocaram o próprio Maligno, o Diabo em pessoa. Agora, as trevas estão mais fortes com o Pai das Mentiras caminhando pelo mundo, livre e se fortalecendo a cada dia. John Gregory teme pela vida do aprendiz, pois nada impediria o pior dos demônios de encontrar Thomas Ward e matá-lo sem rodeios.

É pensando dessa forma que o Caça-feitiço decide enviar Tom para o norte do Condado, onde ele deverá ser treinado por seis meses por Bill Arkwright, o Caça-feitiço responsável pela região e antigo aprendiz do sr. Gregory.

“[...] Embora eu siga o mesmo ofício que o sr. Gregory, trabalhamos de maneira diferente. A casa de seu mestre é um abrigo, purificada em seu interior; mas, aqui, os mortos atormentados caminham e é meu desejo que assim o façam. [...]”

Instruído a dar o máximo de si, Tom segue sozinho até o Moinho, lugar onde Bill vive isolado. Lá, ele deverá aprender muito sobre as criaturas da água, e isso inclui parte de seu segundo ano de aprendizado que trata especificamente de feiticeiras. Contudo, o norte do Condado mostrará que possui criaturas ainda mais bizarras e aterrorizantes, e isso constituirá apenas uma parte do imenso desafio de Thomas por estas terras estranhas.

LEIA A RESENHA COMPLETA EM:

site: http://www.intocados.com/index.php/literatura/resenhas/624-resenha-o-erro-as-aventuras-do-caca-feitico-5-joseph-delaney
comentários(0)comente



Dhiego Morais | @liemderry_ 11/07/2016

O ERRO
Surpreendente. Frenético. Primoroso. Esses são os adjetivos que mais se aproximam da verdade por trás de O Erro, quinto volume da série As Aventuras do Caça-feitiço. E, ainda que reveladores, não bastariam para capturar a essência que inunda as páginas deste livro. Delaney prova novamente por que é um verdadeiro lorde à moda inglesa.

Antes de comentar qualquer coisa em relação ao enredo e às personagens, como bom leitor, sou obrigado a tentar repassar o alívio e o sentimento de gratidão após ler um livro tão bom, tão surpreendente e bem escrito. É impressionante como o autor consegue transformar uma história que daria tudo para criar raízes no infantil e adaptá-la, deixando-a crescer forte pelo Young Adult, até mesmo transitando pelo “Adult”, onde ele se torna mestre no jogo de sombras, moldando os maiores temores de Lancashire e arrancando suspiros ao cair da noite.

O Erro se passa um tempo depois dos eventos macabros de Pendle, onde os covens invocaram o próprio Maligno, o Diabo em pessoa. Agora, as trevas estão mais fortes com o Pai das Mentiras caminhando pelo mundo, livre e se fortalecendo a cada dia. John Gregory teme pela vida do aprendiz, pois nada impediria o pior dos demônios de encontrar Thomas Ward e matá-lo sem rodeios.

É pensando dessa forma que o Caça-feitiço decide enviar Tom para o norte do Condado, onde ele deverá ser treinado por seis meses por Bill Arkwright, o Caça-feitiço responsável pela região e antigo aprendiz do sr. Gregory.

“[...] Embora eu siga o mesmo ofício que o sr. Gregory, trabalhamos de maneira diferente. A casa de seu mestre é um abrigo, purificada em seu interior; mas, aqui, os mortos atormentados caminham e é meu desejo que assim o façam. [...]”

Instruído a dar o máximo de si, Tom segue sozinho até o Moinho, lugar onde Bill vive isolado. Lá, ele deverá aprender muito sobre as criaturas da água, e isso inclui parte de seu segundo ano de aprendizado que trata especificamente de feiticeiras. Contudo, o norte do Condado mostrará que possui criaturas ainda mais bizarras e aterrorizantes, e isso constituirá apenas uma parte do imenso desafio de Thomas por estas terras estranhas.

LEIA A RESENHA COMPLETA EM:

site: http://www.intocados.com/index.php/literatura/resenhas/624-resenha-o-erro-as-aventuras-do-caca-feitico-5-joseph-delaney
comentários(0)comente



Well 01/02/2016

Emocionante
Neste livro o Thomas eh mandado pelo a caça feitiço para fazer um treinamento de seis meses com Bill Arkwright, um ex aprendiz de Gregory que mora na região mais ao norte do condado.
Lá ele percebe que Bill eh um beberrão bruto, careca e de olhos azuis que mantém alguns segredos na sua casa misteriosa, rodeada de águas e de um moinho ao lado de sua casa.
Um desses mistérios eh os caixões que ele mantém no sótão de sua casa. Não vou contar spoiler.

Ao sofrer algumas brutalidades de seu novo mestre, Thomas se revolta e tenta voltar pro Condado... Mas acaba encontrando com o Maligno, o próprio diabo em "pessoa", que dominou um cara que velejava com uma barca pelos rios, e propõe algo inusitado para ele. Mas Thomas não aceita e também não aceita a ajuda de Alice, que mais uma vez aparece para ajudá-lo a enfrentar os perigos.
O problema eh quando eles vão cumprir uma missão em uma ilha misteriosa e amaldiçoada e a ajuda vem de alguém improvável... De uma bruxa que Thomas duelou no passado, mas é apenas com ajuda dela que ele consegue enfrentar uma poderosa bruxa da água que ronda aquela região...

A parte mais emocionante do livro eh o final mesmo, com adrenalina na medida certa e deixando mais perguntas para serem desvendadas nos próximos livros, como o porque dele receber a ajuda daquela bruxa. E tudo isso embalado com a escrita ágil e dinâmica de Delaney.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Vinicius 25/08/2014

Dessa vez, as aventuras de Thomas Ward ganham como plano de fundo as regiões pantanosas do norte do Condado. John Gregory envia tom para passar um tempo e treinar com um novo mestre, Bill Arkwright, um antigo aprendiz do próprio Gregory. Bill obriga Tom a se fortalecer, enfrentar seus medos e não temer a dor.
O novo mestre se provou ser um homem assustador, que gosta de uma boa briga. Mas o que o garoto não sabe é que Bill também tem seus tormentos interiores, assim como grandes segredos bem escondidos no moinho onde vive.
Ao chegar em sua nova casa, Tom descobre estar em um lugar mais perigoso e aterrorizante do que imaginava. Novas feiticeiras com poderes que Tom nem fazia ideia, criaturas das trevas que não vira nem em seus piores pesadelos. E o pior de tudo, o reencontro com uma antiga inimiga.
Com a mesma narrativa divertida e cativante de sempre, Joseph Delaney nos mostra novas e perigosas aventuras do nosso querido Tom, que está cada vez mais perto da escuridão. Está entre os melhores da série na minha opinião.

site: http://bookshelfnerd.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Café & Espadas 23/02/2014

Resenha As Aventuras do Caça-Feitiços - O Erro
Após os eventos em Pendle, a vida de Tom não é mais a mesma.

O quinto volume da série As aventuras do caça-feitiço segue o ritmo do anterior, e acredite: se A batalha foi ótimo e de tirar o fôlego, em O Erro você ficará de olhos arregalados diante das revelações feitas durante a história, principalmente sobre Alice.

Tom, seu mestre John Gregory e Alice Deane voltam para Chipenden, e todos tentam levar uma vida normal, mesmo sabendo que as coisas estão muito mais perigosas agora e o maior dos perigos ronda o Condado, e principalmente, a vida de Tom. Depois do ritual bem sucedido realizado pelas feiticeiras de Pendle, o Maligno, o próprio diabo, foi invocado e agora anda livre pelo mundo. Mesmo sem os seus poderes plenamente em vigor, ele é a maior ameaça que Tom já encarou desde o início de seu aprendizado.

É curioso se pensar que, um adolescente como Tom, que a pouco mais de um ano vivia tranquilamente no sítio da sua família, ajudando o seu pai e sua mãe, agora se vê, num período tão curto de tempo, sem o seu pai, agora morto, sem sua mãe, que foi para a Grécia enfrentar um grande poder maligno que aos poucos está se erguendo naquela região, seu irmão, cunhada e sobrinha serem sequestrados e quase mortos por feiticeiras sanguinárias; e agora tem nada mais, nada menos, que o próprio diabo no seu encalço.

Porém, Tom mostra força e determinação em seu treinamento. Ele entende a sua missão e sua responsabilidade para com o Condado, e não desiste assim tão fácil. O autor explora muito a persistência de Tom nesse volume, e a narrativa mostra o quanto ele está evoluindo, tanto como aprendiz de caça-feitiço, como pessoa.

Somado a todos esses acontecimentos, uma guerra se inicia na região sul do Condado. Temendo que o exército recrute Tom forçadamente para as linhas de combate, John o envia para a região norte, além de Caster, para seguir um padrão que ele sempre usou com todos os seus aprendizes anteriores: treinamento com outro caça-feitiço, em outra região, com perigos diferentes e mais ardilosos.

Então, juntando o útil ou agradável, Tom parte para uma região ainda não explorada por ele, nem pelo leitor, ao norte do Condado. Uma região pantanosa, onde os perigos emergem da água e atacam traiçoeiramente quem se aproxima demais da água.

Chegando lá ele conhece Bill Arkwright e seus cachorros Caninos e Patas. Bill é um antigo aprendiz do velho Gregory e, a primeira vista, ele parece não estar muito contente em receber Tom no seu moinho como seu aprendiz temporário. E isso se confirma ao longo do treinamento. Bill é um caça-feitiço severo, com um passado muito obscuro, e sua residência, um moinho cercado por um fosso, não é tão agradável como a aconchegante casa de Gregory em Chipenden.

Os métodos de Bill não são tão gentis como os de John, e Tom sofre nas mãos dele. O treinamento de combate corpo-a-corpo é duro, ao mesmo tempo em que ele vai aprendendo sobre o mal que mora nas águas dos pântanos do norte. Feiticeiras da água, Suga-sangue, Selkies e uma poderosa fila do Maligno, Morwena e seu olho de sangue; todos esses monstros se colocam no caminho de Tom, e ele aprende com Bill a como lhe dar com eles, mesmo não concordando com os seus métodos cruéis.

Após Tom ser atacado por Morwena, Bill parte na caçada de sua inimiga, mas comete um erro terrível, que pode acabar custando a sua vida. Tom, acompanhado de Alice e John, vai ao resgate do seu novo tutor, mas os desafios são maiores do que ele imagina e uma nova e inesperada aliada irá lhe auxiliar nessa difícil missão.

Pelo incrível que pareça, Joseph Delaney conseguiu fazer com que O Erro ficasse ainda mais surpreendente e imprevisível que o seu volume anterior. Definitivamente esse é o melhor livro da série. A ação é quase ininterrupta e, como dito anteriormente, as revelações feitas sobre alguns personagens são incríveis e deixam a história ainda mais viciante.

A vida do jovem aprendiz fica ainda mais complicada e seus laços de amizade com Alice e John Gregory estão em risco, mas nem tudo são lágrimas ao final desse livro. Uma boa notícia chega às mãos de Tom. Mas o que será que há por trás dessa boa nova? Só lendo o sexto volume dessa ótima série para saber. Que venha O Sacrifício.

site: http://cafeeespadas.blogspot.com.br/2014/02/resenha-o-erro-as-aventuras-do-caca.html
comentários(0)comente



Djhenifer 26/07/2013

As Aventuras do Caça Feitiço - O Erro
Depois de enfrentar Grimmalkin e o Maligno ter sido libertado, o Caça Feitiço de Thomas, John Gregory, decidi buscar seu aprendiz antigo, Bill Arkwright (no qual tem muita sabedoria com as feitiçeiras d'água) para dar novos ensinamentos a Tom durante um período de 6 meses, ocorrendo em torno de uma guerra. O começo do ensinamento é extremamente difícil, com métodos sádicos e o problema com bebidas do seu novo Caça Feitiço, Tom pensa em desistir e voltar para Chipenden correndo, mas com certos acontecimentos Thomas decidi ficar e continuar com seu ensinamento, no qual ele e Bill começam a ter um relacionamento mais amigável.
Após uma visita inesperada de Morwena, grande inimiga de Arkwright aos arredores do pântano de sua casa, Bill teme que ela foi enviada a pedido do Maligno para matar Tom, e assim partem para descobrir seu paradeiro e destrui-lá para sempre. Mas um grande erro ocorre colocando a vida de todos em perigo, principalmente a de Thomas, recorrendo assim Alice e John para ajuda-lo. Em torno de tantos perigos e aventuras, Alice mostra um lado obscuro da sua personalidade e segredos que podem mudar o rumo de sua vida.
Continuando a histórias anteriores de As Aventuras do Caça Feitiço como sempre, o livro dá um grande intusiasmo e cativa cada vez mais com as histórias e aventuras de Thomas Ward, o aprendiz.
comentários(0)comente



João 18/12/2012

Livro em PDF?
Já rodei a web atrás desse livro. Estou obcecado. '-' Alguém sabe onde posso encontrar uma versão online ou em PDF? Thanks.
comentários(0)comente



18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2