Minha Vida Fora dos Trilhos

Minha Vida Fora dos Trilhos Clare Vanderpool




Resenhas - Moon Over Manifest


61 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Lilian 18/03/2019

Em tempo de intolerância..
Esta obra (apesar de ser ficção, tem o cenário histórico) dá enfase a imigrantes nos EUA, abordando de modo sutil o qto os estrangeiros tem participação na História Americana e uma amostra do qto ajudaram para que este país chegasse onde chegou, desmontando a visão equivocada dos próprios americanos (não generalizando) sobre imigrantes e sobre guerra... Uma história sensível baseado na vida da escritora que valoriza as pequenas coisas da vida.
comentários(0)comente



mylena.suarez 28/02/2019

" Mas não era mais importante o fato de estarmos juntos?"
Abilene cresceu sem rumo , de trilho em trilho, acompanhava seu pai clandestinamente em vagões de trem e considerava sua vida normal até o dia em que seu pai a envia à cidade de Manifest onde viveu há alguns atrás para passar o verão com Shady, um antigo amigo e reverendo na cidade.

Ela como uma filha odebiente, vai para seu destino sem reclamar mas se perguntando o que fez de errado para seu pai não querer mais tê-la por perto. Como antes ,ele nunca havi amencionado a referida cidade, ela estranha a escolha mas acaba tentando encontrar sinais pela cidade de que seu pai lá esteve e acaba encontrando uma caixa repleta de objetos sem nexo e cartas.

Os Estados Unidos está imerso na Grande Depressão e ainda sofrendo as consequências da Primeira Guerra Mundial, então nossos personagens sabem muito bem o que é fome, necessidade e pobreza.

" Tenho a impressão de que você está carregando uma carga pesada há um bom tempo." Os olhos de Shady pareciam poços profundos." Além do mais, todo mundo merece uma segunda chance. Aí está a sua." Ele sorriu.

Sorri de volta, sentindo a corda áspera e ressecada. Era como Shady. Ele tmabém tinha aquela dureza, mas era forte e firme."

Mesmo sendo o último dia de aula, Shady manda Abilena para a escola e lá a garota recebe da irmã Redempta a tarefa de escrever uma história durante as férias, ela se vê diante de um grande desafio pois não sabe o que escrever, acreditando que não tem nenhuma história para contar.

Junto com suas novas amigas Lettie e Ruthanne e depois de ler uma das cartas que encontra na caixa, elas se vêem diante de aventuras sem fim e um mistério sobre um certo espião que habitou a cidade à época da Primeira Guerra.

Passo a passo, ela se apega às pessoas e às histórias contadas pela vidente Sadie, sempre se perguntando onde seu pai se encaixava nisso tudo e se ele voltaria para buscá-la.

" Esta cidade imprimiu algo no seu pai, provavelmente mais do que ele saberia dizer. E, às vezes, as marcas mais profundas são as que mais doem."

O livro é um relato triste, emocionante, bonito e forte sobre segundas chances, sobre amizade, família, sobre construir sua própria história e sobre o sentimento de pertencimento.

" Dava para ver todos os lugares aos quais uma pessoa podia querer ir no mundo. Mas, depois de um tempo, o corpo só quer voltar ao lugar a que pertence."

A edição da Darkside como sempre está maravilhosa, cheia de detalhes significativos da história, capa com sensação de madeira e fita para marcar a página.

Me apaixonei perdidamente pelo título pois me vi diante de pessoas entrelaçadas pelo amor e com vidas fora dos trilhos tanto no sentido real como figurado.

5/5 estrelas.

beijos,Myl



site: https://www.gataleitora.com/
comentários(0)comente



Patricia Lima 18/02/2019

Viajando entre o passado e o presente da cidade de Manifest.
A Abilene é uma garota bem independente e muito madura, muitas vezes eu esquecia que quem estava narrando o livro era uma garota de 12 anos, ela é uma personagem muito simpática e objetiva, então ela narra as coisas de uma forma muito gostosa e envolvente durante a leitura.

Porém eu senti que o livro não é uma história sobre a Abilene, o livro é uma história sobre a cidade de Manifest, e sobre as pessoas de lá, e é isso que faz o livro ser diferente.

Quando a narrativa volta no passado, muitas vezes você tem a impressão de ser uma cidade diferente, então a história que é contada acaba sendo muito importante pra mostrar as mudanças no qual essas pessoas e a cidade passaram através do tempo. É aquela cidade bem pequena, naquele clima de comunidade mesmo, onde as pessoas se reúnem e tentam resolver os problemas juntas. Outra coisa interessante é que a cidade recebeu muitos imigrantes, então é um lugar onde as pessoas transformaram em um lar, e isso é muito legal. Os personagens desse livro são muito atraentes, porque você fica o tempo todo querendo saber mais sobre eles.

Essa forma de narrativa, de alternar entre o passado e o presente ficou muito legal, porque você fica animado quando descobre que o próximo capítulo é um flashback, e é incrível como essas histórias vão se alinhando ao longo do livro. Tudo vai se conectando, as respostas vão surgindo, e o livro te dá uma sensação de missão comprida no final, principalmente porque você estava numa investigação junto com a Abilene.

E as mensagens que a autora trás pro final são lindas, aquela coisa de família que te deixa aconchegado ao final da leitura, então o livro é muito amorzinho!
comentários(0)comente



Keila 14/02/2019

Minha vida fora dos trilhos
Conta a história de Abilene Tucker uma garota de 12 anos, uma menina esperta, corajosa e destemida. Em busca de encontrar resposta do “porque” ela foi mandada pelo seu pai a uma pequena cidade em Kansas, Manifest um povoado com muitos habitantes interessante e com muitos segredos que a jovem Abilene vai desvendar com suas novas amigas Lettie e Ruthanne. Uma história linda, emociante e com humor inocente.


Uma leitura muito simples, fluida e gostosa de ler. Acredito que esse é aquele livro perfeito apos uma ressaca literária, sabe aquele livro que você abandonou, ou aquela leitura cansativa ou até mesmo quando você lê vários livros de um gênero específico, logo a consequência disso é você ficar tipo “hããã, não aguento mais” pois bem isso é entrar em ressaca literária, e o livro MINHA VIDA FORA DOS TRILHOS é perfeito pra você sair dela e começar tudo de novo, rs.
É um livro muito fofo e fácil, fácil de se cativar por ele e as aventuras de Abilene. Claro não posso deixar de falar do trabalho incrível da darkside, como sempre impecável com a arte gráfica. SUPER RECOMENDO!
comentários(0)comente



Bricio Cruz 31/01/2019

Uma aventura em dois tempos
Minha vida fora dos trilhos gira em torno de uma caixa de charutos, representada na capa do livro, onde objetos que estão dentro levam uma menina a uma viagem ao passado, uma "caça ao tesouro" em busca de fatos sobre o pai que a deixa aos cuidados de um desconhecido (para ela), e assim poder conhecer sua origem.
O livro se alterna em 2 tempos, através das histórias contadas por uma velha senhora que a personagem principal vem a conhecer. O que instiga a menina ir cada vez mais a fundo em sua aventura, apesar dos avisos misteriosos para que ela pare.
Apesar da história ter uma desfecho bem previsível ela ainda consegue te surpreender pela trajetória, como se passa seu desenvolvimento e como se encaixa presente e passado e cada objeto até seu final óbvio, mas mesmo assim vale muito a pena embarcar nessa aventura.
comentários(0)comente



Morgana 29/01/2019

São poucos os livros que conseguem te prender do início ao fim, no qual a vontade de devorar cada página e sentir sua história nas veias, superam a fome, sono, estudos e até os compromissos previamente agendados. O grande feito de um escritor(a) consiste em transmitir aos leitores tudo o que sente durante a escrita e o que Clare Vanderpool fez foi indescritível que ultrapassa até mesmo as barreiras do inteligível.

Somos teletransportados para os eventos, conhecemos as pessoas da cidade Manifest, os motivos e os lugares mesmo sem recorrer aos recortes do jornal da Stra. Haddie Mae, jornalista deste pacato lugar.

E para os tidos como curiosos, assim como eu uma palavra diz mais que seu significado literal - Manifesto, além de verbo e também é substantivo que significa uma lista de passageiros ou mercadoria a bordo de um navio, e revele muito o lugar que iremos conhecer, cidade do Kansas compreendida basicamente de imigrantes reclusos de sua terra natal e vitimados pelas suas histórias de vidas, de dor, perda e saudades.

Para Abilene essa realidade não é diferente, embora o presente seja muito mais significativo que seu passado e de seu pai e os verdadeiros lugares não estejam marcados num mapa, as marcas deixadas pelas feridas podem refletir sobre o que chamamos de lar.

Na busca incessante de revelar sobre seu genitor que a abandonou, a protagonista encontra uma caixa de charutos, com cartas e alguns objetos que escondem segredos e lembranças as quais ela juntamente com duas amigas (Lettie e Ruthane) embarcam numa verdadeira viagem ao passado e descobre o peso sufocante sobre a amar alguém.

Com a ajuda a Srta. Sadie, uma vidente, para qual deverá trabalhar e pagar um vaso quebrado, ela lhe transportará por meio de histórias e memórias aos fatos que ligam os objetos e as cartas encontradas à pessoas daquela cidade.

Essa garotinha se envolve em algumas confusões e aventuras e até mesmo acredita em verdades universais. Mas o que ela não sabe é que boas histórias necessariamente possuem começos, meios e fins e nelas é possível encontrar a redenção e as respostas para inquietudes.

A escrita é estritamente impecável, ela criou dois universos entre passado e presente que se intercalam a cada capítulo que você vai lendo, e te dá vontade de fazer parte dele, mas como não é viável, simplesmente fecha o livro é agradece por ter autores como Clare Vanderpool.

Tipo de livro que não se dar, não vende, nem se empresta e que todos deveriam ter um exemplar como esse na estante!
comentários(0)comente



Jess 15/01/2019

Queria escrever uma resenha,
Mas a minha vista está embaçada de tanto chorar com esse final, gente.
comentários(0)comente



Aliffer.Pereira 12/01/2019

Aventura misteriosa de Abilene
Uma aventura cheia de mistérios

Abilene Trucker uma menina doce de apenas 12 anos, chega a cidade de Manifest - Kansas, enviada por seu pai, Gildeon, para passar as férias de verão. Quando se instalou na casa de Shady, senhor que ficou responsável por tomar conta dela durante esse período, já pensou que seu verão seria entediante, no entanto tudo muda quando ela descobre em seu quarto um lugar embaixo de uma tábua de madeira, uma velha caixa de charutos com muitas cartas, objetos simbólicos, e junto com eles diversos segredos a serem desvendados.
E tudo que Abilene precisava era se aventurar, com a ajuda de suas novas amigas, Ruthanne e Lettie, para descobrir quem eram as pessoas das cartas e o que elas tinham a ver com a cidade e seu misterioso passado, e porquê ninguém lhe contava nada sobre seu pai.
.
.
O livro de estreia da autora, me surpreendeu positivamente, é uma ficção histórica muito instigante, leve e repleta de segredos. Abilene é uma personagem incrível, mas confesso que meu preferido é Jinx. Também achei bem interessante o fato de notícias terem uma formatação, histórias passadas outra e o presente também, criando uma fluidez após algumas páginas. Isso sem citar a edição que é maravilhosa, com imagens no início de cada capítulo, a capa que aparenta ser amadeirada e diversas propagandas engraçadas no decorrer do livro.

Instagram: Aliffer Books
Facebook: Aliffer Books
comentários(0)comente



Lauren 26/12/2018

Abilene e Gideon
A busca de uma menina por sua história e por seu pai dentro dela. Pra mim o ponto forte de tudo é a relação entre pai e filha, e a complexidade de nossos sentimentos e conflitos que temos durante a vida que envolvem nós mesmos e todos aqueles que amamos. Confesso que em alguns momentos a história me perdeu um pouco, fiquei de certa forma desconectada dela (um gostar não gostando tanto as vezes), mas a vontade de ver o desfecho de Abilene em suas buscas me manteve determinada na leitura. Tem pontos do livro que gosto muito, mas ao mesmo tempo algo também me afastou da leitura um pouco em certas partes. Mas continua pra mim sendo uma boa leitura com muitas qualidades e situações interessantes.
comentários(0)comente



Mel 26/12/2018

Livro: Minha Vida Fora dos Trilhos/ Autora: Clare Vanderpool

Neste livro vamos conhecer Manifest uma cidade de imigrantes ou como a placa de boas vindas diz uma cidade com um passado.

Nossa narradora é Abilene Tucker uma garota de 12 anos que é manda pelo pai para passar o verão em Manifest a cidade onde ele viveu quando era jovem.

Ao chegar na nova cidade Abilene não consegue entender porque o pai a mandou para longe, e como forma de se manter ocupada busca desesperadamente uma forma de conectar o pai a essa cidade onde embora ele tenha vivido pouco se ouve falar sobre ele.

Logo no início da narrativa vamos conhecer Shady (o responsável por cuidar de Abilene) e vários outros moradores da pequena cidade, e aos poucos vamos tomando conhecimento da importância de cada um para a construção da história.

Já hospedada em sua nova casa Abilene acaba encontrando uma antiga caixa de charutos contendo alguns objetos e várias cartas de um tal Ned, endereçados alguém chamado Jinx, neste momento a garota passa a acreditar que aquela caixa finalmente irá conectar seu pai a Manifest, e a partir daí passa a investigar sobre informações deixadas nas cartas, incluindo uma caçada a um espião chamado Cascavel.

Muito mais do que um relato sobre uma caçada um sobre uma garotinha Minha Vida Fora dos Trilhos" vai falar sobre dificuldades, sobre perdas, sobre sentimentos.

Cada personagem traz uma carga emocional única e comovente para a história, que como se falar de guerra e da Grande Depressão não fosse o suficiente altura ainda usa de elementos como família e amizade para realmente mexer em nossas feridas.

Seria realmente impossível dizer o quanto esse livro mexeu comigo e o quanto sua escrita e sua história são cativantes, sendo assim por favor leia essa obra incrível que é "Minha Vida fora dos Trilhos".
comentários(0)comente



Bia 16/09/2018

3.75
comentários(0)comente



Gladis Klein 04/09/2018

Simplesmente Fantástico
Fascinante, com um desfecho perfeito em que não deixa nenhuma questão em aberto.
comentários(0)comente



Kel Pasianotto 04/09/2018

"Quando há sofrimento, procuramos um motivo. E é mais fácil encontrar esse motivo em si mesmo."
Minha vida fora dos trilhos conta a vida de Abilene com seus 12 anos de idade, Abilene diferente das outras crianças não tem uma casa, é como se a casa dela fosse o mundo, mas por algum motivo seu pai a manda sozinha para uma cidade onde ele já havia morado, a história começa a partir daí, quando ela vai para essa cidadezinha do interior chamada Manisfest.

Quando chega a manisfest Abilene fica na casa de Shade, um velho amigo de seu pai, e dentro da casa em um esconderijo acaba encontrando uma caixa de charuto, com algumas cartas e objetos, ela fica curiosa e começa a procurar saber sobre a história por traz dos objetos, o verão que Abilene passa em manifest acaba fazendo com que ela viva uma aventura, faça novos amigos, e conheça pessoas do passado.

"Eu tinha a necessidade de ouvir a sua história, e ela tinha a mesma necessidade de contá-la. Era como se a história fosse o único bálsamo a proporcionar conforto. "

É reconfortante ler "minha vida fora dos trilhos", é uma sensação estranho de prazer e quietude, como se voltássemos a ser crianças e pudéssemos entender Abilene. Não é que nos achamos iguais a ela, nossas vidas são totalmente diferentes, mas é o querer se encontrar, achar o seu lugar, e entender a vida de forma simples e pura.

"Quem sonharia que alguém pode amar sem ser esmagado por esse peso"

site: https://corte-de-livros.webnode.com/l/minha-vida-fora-dos-trilhos/
comentários(0)comente



Taci.Souza 25/08/2018

🛤 "Esperança é coisa que nenhum de nós tem tido ultimamente. Alguns homens tentam evitá-la como um resfriado forte. Outros se deixam envolver por ela como se fosse um cobertor. Eu? Ela se esgueira silenciosamente para dentro dos meus sonhos e parece com meu pai, com você e com a minha casa."

🛤 Abilene Tucker, é uma corajosa e impetuosa jovem de 12 anos, que vê sua vida mudar ao ser colocada em um trem a caminho de Manifest, uma pequena cidade do Kansas, para passar o verão sob a tutela de um velho conhecido de seu pai, enquanto ele trabalha em uma ferrovia. Para Abilene, aquele seria o período mais solitário e entediante de sua vida. No entanto, as coisas seguem um rumo novo e inesperado quando ela encontra, dentro de uma velha caixa de charutos, cartas antigas e pequenas lembranças de outros tempos. Os olhos curiosos da menina logo transformam a misteriosa caixa em uma verdadeira arca do tesouro, onde segredos enterrados conectam dois momentos da cidade e evocam memórias surpreendentes e emocionantes.

💬 OPINIÃO 💬

🛤 Em seu primeiro livro, Clare Vanderpool explora acontecimentos que vão desde a época da Primeira Guerra Mundial à Grande Depressão norte- americana dos anos 1930. Com uma fidelidade histórica elogiável, a autora constrói uma narrativa que encanta e emociona, principalmente ao tratar aspectos profundos da natureza humana como perda e redenção. Sua escrita delicada permite ao leitor imergir rapidamente na história, e estabelecer uma deliciosa conexão com as personagens.

🛤 O livro é dividido em duas narrativas cronológicas, onde passado e presente se misturam com precisão e delicadeza. Abilene chega à pequena Manifest confusa e apreensiva. Além de lutar contra a sensação de abandono pelo pai e a incerteza de que ele voltará, ela precisa lidar com a insegurança de estar em um lugar desconhecido, com pessoas desconhecidas. Ao ter acesso a relatos de acontecimentos passados e memórias a muito perdidas, os medos de Abilene começam a se dissipar, e a medida que novos laços são forjados, o desconhecido naturalmente torna-se familiar.

🛤 Ao longo da narrativa, Abilene se aventura numa busca por respostas sobre seu pai e os motivos que o levaram a mandá-la para longe dele. Nessa jornada à procura da verdade, ela acaba por resgatar a história da própria Manifest e de seus habitantes, através dos relatos da misteriosa srta. Sadie, do empolgante 'Suplemento de notícias da Hattie Mae', e das emocionantes cartas do Soldado Ned Gillen para seu amigo e companheiro fiel de enrascadas, Jinx.

🛤 Mais do que acompanhar a trajetória de Abilene, acabamos por compartilhar seus sentimentos e emoções, como se assumíssemos o papel de testemunhas oculares dos acontecimentos narrados. É fácil nos imaginar pulando do trem junto com ela, segurando sua mão ao entrar na cidade, trocando olhares de cumplicidade ao encontrar a caixa de charutos. Clare Vanderpool consegue fazer com que o leitor experimente, de forma nítida e tangível, a diferença que existe entre ler e sentir uma história.


🛤 Esse livro é apaixonante e encantador. Além de nos ensinar muito sobre amizade, amor e fidelidade, sua história e personagens retratam as dificuldades enfrentadas por imigrantes tentando encontrar seu lugar, bem como os horrores dos tempos de guerra. 'Minha vida fora dos trilhos" rompe os limites de uma simples ficção para entretenimento, e nos apresenta uma verdadeira lição sobre valores, respeito e esperança. Ao virar a ultima página, somos invadidos por um sentimento de plenitude que só a leitura de um bom livro consegue evocar.

🛤 A Darkside Books, como sempre, preparou uma edição linda e caprichosa que só enaltece a experiência do leitor. Para finalizar, eis a minha dica: "para saber tudo sobre as pessoas, os eventos, os motivos e os lugares"... leia 'Minha vida fora dos trilhos.

comentários(0)comente



Koala Leitora 12/08/2018

Lindíssimo
Abilene Tucker é uma menina de 12 anos que é enviada para uma cidade desconhecida para ela de nome Manifest. A garotinha pensa que seu pai lhe mandou embora por não querer mais ela por perto e tudo isso muda quando ela encontra uma caixa de charutos fechada que conta muito mais do que uma simples história, essa carta revela a vida de muitas pessoas.
Esse livro é lindo do início ao fim, não me fez chorar, mas me fez sentir um amor tão intenso e lindo que foi difícil me desprender dessa história.
Às vezes queremos tanto algo logo e não apreciamos sua chegada de maneira tão calma, e Abilene precisa apreciar essa chegada do que ela quer, pois não tem muita escolha, mas o percurso é lindo.
Um livro com uma criança linda e que possui uma história linda para contar, não sei como levei tanto tempo para ler ele, mas posso dizer, veio na hora certa.
A minha caixa de charutos dos livros amados está começando a ficar meio cheia com mais uma história que acabo de acrescentar a ela.
Quero ler e ler e ler novamente esse livro quantas vezes for possível, é uma necessidade.
comentários(0)comente



61 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5