Zona Morta (Dead Zone)

Zona Morta (Dead Zone) Stephen King




Resenhas - Zona Morta


85 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Eduardo 05/02/2017

Apesar de gosta muito de literatura ficcional, este livro de Stephen King me surpreendeu por ser um assunto e estória possível de se encontrar. Assim, recomendo a todos que leiam essa obra, que prende a atenção e, em muitos momentos apresentou com uma linha de raciocínio e comportamento do personagem principal assim como eu penso e me comporto.
comentários(0)comente



Diogo 06/12/2016

Salvo pelo gongo
O final salvou o livro. Na minha opinião foi uma solução criativa para o problema principal que compensou a pasmaceira do desenrolar da história.
comentários(0)comente



Filipe 05/12/2016

Fantástico
Tio King no seu melhor, incrível como seus trabalhos clássicos conseguem ser obras quase perfeitas tanto na criação dos personagens, quando nas escolhas narrativas e literárias.
Um dos melhores do Mestre, ao lado de IT e Dança da Morte.
A história de Johnny é muito bem explorada, a tensão criada pelos seus poderes faz o leitor realmente sentir a dor e frustração que ele tem em ter essa "paranormalidade" em sua vida, e tudo de ruim que veio com ela desde sua infância.
O final pode parecer corrido para alguns, mas não senti isso, achei necessário, foi um ciclo, seu Ka estava se fechando, não vi sentido em prolongar o embate final, esse prologamento podemos ver em Novembro de 63, praticamente o livro todo é uma grande preparação e levanta a mesma questão, com pessoas diferentes.
Viajar por Castle Rock não tem a mesma emoção que Derry, Castle é uma cidade sem graça, mas foi bom ver personagens conhecidos, que vieram a aparecer em outros livros dele depois desse.
Recomendo. Recomendo a todos.
comentários(0)comente



Alisson Augusto 02/12/2016

Na página 348 na edição em que li, o narrador diz que o embate entre o protagonista e antagonista deverá acontecer em breve, pois Johnny Smith está sem tempo. E partir deste ponto eu acho que quem ficou sem tempo foi o Sr. King.
A história é ótima! Muito instigante e envolvente, te faz querer ler mais e descobrir o que está para vir. O dom de Johnny é bem explorado e tem um papel fundamental em quatro momentos chaves da história. Contudo, no último deles, o embate de fato com "vilão", é tão atropelado em si mesmo que King perdeu a oportunidade de fechar esse livro com chave de ouro.
Pelo menos foi essa a minha impressão: King escreveu a história no seu ritmo costumeiro, mais quando estava próximo ao clímax, tudo começou a correr e perder um pouco o foco. Não que o final seja ruim, só necessitava de mais umas 30 páginas para ser bem explorado - algo fácil para um escritor tão produtivo.
Quem já leu, pode rebater o argumento de que x situação estava transcorrendo naquele momento com o personagem principal, mas mesmo assim... nada que um pouco mais de detalhes não pudesse melhorar. E é engraçado dizer que King escreveu pouco e detalhou pouco, mais como disse, é só minha opinião.
De qualquer maneira, a história vale a pena. Aventurem-se.
Filipe 05/12/2016minha estante
Concordo que o embate final foi corrido, pouco explorado, mas acredito que a história como um todo não era sobre esse conflito entre os dois personagens e sim sobre o "poder" que ele tinha e suas consequências. Em outras livros de King o final muitas vezes me incomoda, mas nesse caso achei realmente muito bom.


Alisson Augusto 09/12/2016minha estante
Sim, Filipe, também vejo que o emante não seja o foco do livro. Mais o antagonista tinha uma personalidade tão forte que seria bem interessante ver ambos os personagens em um contato direto.




Luciana.Freire 27/10/2016

UM CLÁSSICO MAGISTRAL!
Zona Morta vai com certeza figurar entre os meus favoritos do rei!
KIng nos leva por essa trama de uma maneira que quando menos percebemos estamos dentro do livro e sofrendo junto com Johnny.
O autor detalha tanto o protagonista que é como se o conhececemos, como se fossemos ele de alguma forma....e que realidade aguarda Johnny depois de acordar de um sono de quase 5 anos!
Esse livro nos faz acreditar que detrás de sorrisos e simpatia pode morar um mal imenso, nós faz acreditar que a vida segue seu rumo mesmo sem a gente estar por perto, e nos faz pensar se ter uma segunda chance realmente vale a pena....
comentários(0)comente



vortexcultural 06/08/2016

Por André Kirano
Johnny Smith, jovem professor do Maine, (esse deve ser um lugar medonho já que tudo de ruim acontece por lá, que o digam , Stephen King e H. P. Lovecraft ) sofre um acidente de carro e fica anos em coma profundo. Ao acordar, é submetido a exames, rotina comum em casos de pessoas que acordam após um longo período nesta condição, e através destes, descobre que tem lesões cerebrais, também chamadas de zonas mortas, nas quais certas memórias e conhecimentos se perderam. Junto das Zonas Mortas, ele descobre um poder de vidência relacionado ao toque.

Lançado em 1979, Zona Morta é um livro de terror que conta o desenrolar desta estória através de suas páginas. Johnny é um personagem, para quem, inicialmente, você não dá nada. (mesmo após ele descobrir seus poderes). Calmo, sorridente e tudo mais, é muito simplório, mas é esse lado comum que faz com que você se identifique (exceto pelas partes extremamente American Way of Life) e até goste um pouco dele.

[Resenha completa no Vortex Cultural - Link abaixo]

site: http://www.vortexcultural.com.br/literatura/resenha-zona-morta-stephen-king/
comentários(0)comente



MarcosZ 03/08/2016

Bom, mas a série é melhor
Comecei a ver a série (O vidente), mas interrompi e fui ler o livro. Achei que o protagonista divaga muito, e poucos desdobramentos acontecem durante a estória. Na série, em cada episódio uma ou duas situações colocam os poderes de John Smith à prova, bem como a trama pessoal dele é muito mais agitada!
comentários(0)comente



Gabriel 06/12/2015

a zona de King
Um dos meus livros favoritos de Stephen King. É o tipo de história sobre limites humanos e o mundo assustador que traz a profunda marca de assinatura de King. O desfecho também é um dos pontos altos da história, levando o leitor a sempre acompanhar as mudanças profundas na personagem
comentários(0)comente



Nandes 07/10/2015

Zona Morta
História fantástica, enredo que mantêm interessado. Leitura deliciosa.

Recomendo assistir ao filme também.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Michela 04/09/2015

Zona morta foi escrito por Stephen King em 1979, mais uma grande obra!!!
Narra a história de Johnny Smith, um professor que, após permanecer em coma durante quatro anos e meio, acorda com o poder de ler o presente, o passado e o futuro na mente das pessoas, basta apenas tocá-las para que isso aconteça. Nesse tempo, Johnny perdeu a namorada, que se casou com outro, a mãe, cada vez mais fanática com sua religião. Ele se sente perdido em relação ao seu "dom" ou "maldição", até conhecer Greg Stillson, um político anti-ético, uma espécie de futuro Hitler, e Johnny, prevendo o futuro da carreira de Greg como presidente dos EUA, se sente na obrigação de salvar o país de uma imensa catástrofe, uma guerra nuclear.
"Ele a escrevera em um dos cadernos e sempre voltava a ela. Escrevera com letra caprichada, e depois traçara um círculo triplo em volta dela, como que para encerrá-la. A Pergunta era a seguinte: Se você pudesse entrar numa máquina do tempo e voltar a 1932, mataria Hitler?”

“Todos fazemos o que podemos, e tem de ser bastante bom... e se não for bastante bom, tem de servir. Nada jamais se perde, Sarah. Nada que não se possa encontrar.”
comentários(0)comente



Cristiano.Konno 28/08/2015

Foi o primeiro livro que li do Stephen King.
Como em qualquer obra sua, é impressionante como escreve e descreve os acontecimentos. Como ele brinca com a mente do leitor e o respeita ao mesmo tempo. Sou fã dele e considero esse livro um dos seus melhores.
Zona Morta conta a história de um homem que, depois de um acidente, consegue prever o futuro das pessoas tocando-as. Desta forma, ele consegue ajudar as pessoas e irá enfrentar um desafio que pode salvar a humanidade como a conhecemos.

Recomendo!
comentários(0)comente



L.T.R. Stocco 07/07/2015

Bom, mas cansativo
A trama é até interessante, mas neste livro o autor se estendeu tanto em todas as partes que ele se torna cansativo. Mais uma vez fui levada a acreditar que King deve sofrer de enxaquecas, pois Jonny tem as suas ao usar o poder mental. A parte que trata do período de coma e da convalescença de Jonny enquanto se recupera é massacrante, e não consegue prender o leitor da mesma forma que outros livros também de King. Além disso, os poderes de Jonny são muito parecidos com o de vários outros personagens de Stephen King, e eu o associei imediatamente a Andy McGee, de A INCENDIÁRIA. A namorada de Jonny, que acaba reaparecendo para um breve flash-back e em quem a história se foca no início, acaba não tendo nenhum papel relevante na história, diferente da mãe fanática religiosa, que faz um pedido a Jonny em seu leito de morte, e que o acompanha pelo resto da vida.
Zona Morta tem uma história legal, mas é bem cansativo de ler. Há outros livros deste autor bem melhores; no entanto, o final compensa a lentidão da linguagem, e dá ao próprio leitor a sensação de dever cumprido.


site: pargaia.blogspot.com.br; www.bhardo.net
comentários(0)comente



Richard 15/04/2015

enredo super atual e gostoso de ler
raramente vamos ouvir ou ler alguem dizer que alguma obra do stephen eh ruim, pois embora seja cansativo ou calmo o enredo em algumas partes, ele conduz muito bem a narrativa.
john smith tem sua histpria contada desde criança e é contada sua primeira experiência paranormal (este é o termo usado no livro), dai em diante os anos avançam pro enredo enfim comecar a desenrolar.
em paralelo a estória de johnny, temos alguns fatos relatados que na hora nao entendemos mas futuramente se entrelacam.Eu o instante achei meio pórre essas histórias (do estuprador, o vendedor de biblias e o vendedor de para-raios), e pegando um rapido gancho vou citar em que alguns livros que li do king ele sempre faz questao de por um cristão fanático ao extremo.em SOB a REDOMA havia um reverendo malucao e assassino, CARRIE A ESTRANHA tinha sua mãe uma fanática de marte que jamais existiria na vida real e no ZONA MORTA era mãe de john. Sim eu sou cristão e acho meio que sem noção o extremismo de King, mas isso é pessoal e ele nao deixe de ser um otimo autor, sei separar as coisas.
durante o enredo vimos o dom do johnny sendo utilizado de forma involuntária apos um coma profundo.consegui compartilhar as emoções da familia entre o periodo do coma e no pós, king mandou super bem.
Mas resumindo, a historia brevemente fica chatinha em alguns instantes mas sao rápidos. E logo caminha pro motivo principal, a tal visao que johnny tem em relacao ao futuro dos EUA (que nao tao assustadora quanto as anteriores), mas vlw, ele sque durante o livro era passivo na maioria das situacoes ficou muito ativo, e assim a estória caminhou pro final.
o final do livro achei satisfatorio pois nao esperava o que aconteceria com johnny.
mas eu recomendo esta boa obra que se nao me falha a memoria esta entre as 5primeiras lançadas pelo stephen.
recomendo
comentários(0)comente



85 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6