Hoje e Sempre

Hoje e Sempre Nora Roberts




Resenhas - Hoje e Sempre


39 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


lleitoraescritora 25/09/2020

Favorito da série
Se tornou o meu favorito da série dos Macgregors até agora.⁣
.⁣
Gente, o tanto que amei esse casal vocês não tem noção.Por ser a história dos pais dos protagonistas dos outros livros eu fui achando que não ia me surpreender com nada,mas qual não foi minha surpresa a ser colocada dentro de uma Boston dos anos de 1940 e amar a forma como a Anna se mostrou uma mulher empoderada e como o Daniel teve que entender que o amor seria o maior contrato da sua vida.⁣Esse casal para mim teve uma química ainda maior e melhor que a dos filhos e eu juro que cada página foi um misto de alegrias,risadas e reflexões.⁣
comentários(0)comente



Clara 15/04/2020

Muito bom, mas senti falta de alguns detalhes
Senti falta de mais conversas antes de se apaixonarem, pareceu que foi tudo muito rápido, além da protagonista ser conquistada muito rápido
comentários(0)comente



Anac.Barreto 10/03/2020

Foi muito bom conhecer a história do famoso Daniel MacGregor, adorei o livro!
comentários(0)comente



Maria - Blog Pétalas de Liberdade 28/03/2019

Resenha para o blog Pétalas de Liberdade
A história se passa nos anos quarenta e é narrada em terceira pessoa. O europeu Daniel MacGregor vai para os Estados Unidos por causa de seus negócios. Ele é de orgiem humilde, mas com muito trabalho, especialmente nos últimos cinco anos, conseguiu se tornar milionário. Aos 30 anos, Daniel decide que é hora de se casar e ter filhos. Ele quer uma família de comercial de margarina, perfeita, com uma esposa que esteja sempre disponível para ele e para cuidar dos filhos e da casa.

A jovem Anna Whitfield, ao invés de se contentar em ser enfermeira como era o comum para as mulheres da época que queriam trabalhar na área da saúde, contraria os padrões da sociedade e é a única mulher da sua turma de medicina, estando no último ano do curso para realizar seu sonho de infância e se tornar uma cirurgiã.

Daniel se interessa por Anna, e ela também se interessa por ele. O problema é que o sonho de Anna é ajudar a salvar a vida das pessoas, não ser dona de casa, e Daniel não consegue entender que Anna possa achar melhor trabalhar fora do que ser sua esposa. Daniel quer um casamento, Anna que um companheiro. Há possibilidade de esse romance dar certo? Quem cederá? Quem sairá vitorioso?

"Hoje e sempre" foi o meu primeiro contato com a escrita da Nora Roberts, e foi uma leitura que me surpreendeu muito. A Nora é famosa por seus inúmeros romances românticos, mas também escreve fantasia e romances policiais. Peguei o livro para ler por ser pequeno, com cerca de 188 páginas, e foi sim uma leitura rápida (mas a história é bem desenvolvida e vale lembrar que bastaria uma mudança de tamanho de letra para a história ter mais páginas).

"Hoje e sempre" foi publicado pela primeira vez nos anos oitenta, e eu fiquei positivamente surpresa por ver que, há décadas atrás, a autora já falava sobre o empoderamento e a independência feminina. É notável nos livros lançados atualmente a quantidade de mocinhos semelhantes ao Daniel: bonitos, muito ricos e dominadores, que acham que podem comprar/ter tudo o que quiserem, inclusive uma mulher. Infelizmente, são poucas as mocinhas como Anna, que vão atrás dos seus sonhos profissionais. É uma realidade na nossa sociedade o fato de ser mais difícil para as mulheres conciliar carreira e família/maternidade do que para os homens, e esse livro vem para nos mostrar que podemos sim desejar sermos realizadas profissionalmente e num relacionamento (lembrando que um relacionamento não é indispensável para a felicidade, e que a relação amorosa depende de um outro ser humano, enquanto o trabalho depende na maior parte de você).

Eu não gostei do Daniel na maior parte do livro, pela dificuldade dele em enxergar a Anna como um ser humano com necessidades semelhantes as dele. Felizmente, temos a Anna para compensar e muito, foi maravilhoso ver como ela não abaixava a cabeça para ele, Anna é uma personagem inspiradora, diferente de todas as mocinhas que eu já vi. Os personagens secundários também são interessantes e servem como apoio pra trama principal.

Foi o primeiro livro que li da Harlequin e gostei do trabalho da editora. A capa é linda, as páginas são amareladas, há poucos erros de revisão, a diagramação tem letras, margens e espaçamento de bom tamanho.

"- É tão tolo pensar que você tem que se contentar com pedaços" (página 92)
Enfim, "Hoje e sempre" foi um livro que eu gostei e que recomendo, vale a pena deixar de lado quaisquer ideias pré-concebidas que tenhamos sobre romances ou sobre a Nora e dar uma chance à essa leitura que nos transportará para os anos quarenta. "Hoje e sempre" é o quinto livro da série MacGregors, mas você pode lê-lo sem ter lido os anteriores, que falam sobre os filhos do casal. Por hoje é só, espero que tenham gostado da resenha.

site: http://petalasdeliberdade.blogspot.com/2018/04/resenha-livro-hoje-e-sempre-nora-roberts.html
comentários(0)comente



Suelen 01/08/2018

É errado ler o quinto livro de uma série sem saber sobre os outros volumes? Espero que não, pois este foi o meu caso com “Hoje e Sempre”, da Nora Roberts.

Nora é praticamente a rainha dos romances e ler qualquer livro dela é sinônimo de coisa boa para quem gosta do gênero. Com esta obra não foi diferente, mesmo não tendo lido nenhum dos outros livros da série MacGregors. Hoje e Sempre traz a história de Daniel e Anna, os pais da família. Após Daniel dar um susto em todo o Clã MacGregors ao sofrer um acidente, todos da família se reúnem no hospital a espera de notícias. Em meio a todo o drama, pulamos para a década de 50, onde o casal se encontra pela primeira vez. A história é mais do mesmo, ela uma garota refinada, porém forte o suficiente para querer ser independente e médica em uma época que as mulheres só serviam para cuidar da casa, casar e ter filhos. Ele, um escocês arrogante, decidido, charmoso e bem sucedido que pensou em finalmente arrumar uma esposa troféu. Claro que a partir do momento em que os olhos deles se cruzam, Daniel resolve ter Anna a qualquer preço.

Ela nunca pensaria que alguém entraria que nem um trem desgovernado pedindo por uma vida que ela não queria no momento e não se rende aos encantos do escocês tão fácil e abrir mão de seus sonhos. Aí que a história fica interessante. Nora tem um jeito particular em criar personagens tão diferentes, mas que se completam totalmente. Os dois são extremamente teimosos e cabeças-duras, nenhum quer ceder. Devo confessar que torci enormemente por Anna e seu desejo de ser médica por grande parte do livro. Cada troca de dialogo entre eles era uma torcida. Depois tudo foi ficando um pouco maçante demais. Muita teimosia junta. Diversas vezes deu vontade de entrar no livro, sentar os dois um do lado do outro e explicar que dá pra fazer as duas coisas ao mesmo tempo! E esse é justamente o ponto principal de tudo: fazer com que Daniel enxergue que Anna pode ser as duas coisas e que tudo que ela quer é compartilhar a vida dela com ele, sendo a doutora ou a esposa fiel. Tudo isso envolto num ambiente apaixonante de aquecer o coração dos leitores. Vê-los se apaixonar foi uma experiência a parte, principalmente a cada baile ou em cada dialogo trocado por eles. Cada vez que um descobre características boas na personalidade do outro ou quando Daniel vê como Anna se envolve e ama o que faz no hospital.

Preciso fazer uma menção sobre a melhor amiga de Anna, Myra. Queria um livro só dela, mas infelizmente não terá tendo em vista alguns acontecimentos contidos no livro. Mas eu super toparia vê-la como protagonista!

Hoje e Sempre é uma leitura agradável, bonitinha e rápida em suas menos de duzentas páginas, mas que não deixa nada a desejar. Uma típica história da Nora Roberts.

site: http://up-brasil.net/livros/resenha-de-livro-hoje-e-sempre-nora-roberts/
comentários(0)comente



Camila (Book Obsession) 26/07/2018

Assim que comecei a ler os livros da série Os MacGregors, logo me interessei pelo patriarca Daniel MacGregor.

Hoje e Sempre é o quinto livro dessa família e conta como tudo iniciou para Daniel e Anna.

Considerado como a personalidade mais marcante dentro da família, Daniel desde jovem almejou uma posição de destaque na sociedade. Mas até conseguir essa façanha passou por muita coisa.

De cara somos pegos com Daniel hospitalizado, seu estado inspira cuidados e por ser muito querido apesar de as vezes ser bem difícil de lidar, sua família se reúne até que ele melhore.

Sempre muito dedicado, determinado e muito trabalhador, Daniel passou boa parte da vida na Escócia, porém foi nos Estados Unidos que sua fortuna como empresário cresceu consideravelmente ao longo dos anos. Tudo parecia se encaminhar dentro do previsto, mas esse homem de personalidade forte, ainda almejava formar uma família.

“— No mínimo. Começar a se apaixonar é uma montanha-russa, os altos e baixos, as emoções. Quando a paixão se enraíza é como um carrossel... girando e girando enquanto à musica toca. Mas amar... — Ela suspirou, lembrando-se. — é como um labirinto, Anna. Há curvas e becos sem saída. Você tem que continuar andando e confiando.”

Quando em uma festa de um de seus contatos ele visualiza Anna Whitfield, imediatamente se vê atraído pela bela mulher. A estudante e futura médica, está de férias na cidade e isso deixa Daniel frustrado pois está bastante interessado nessa mulher e por ela ter muitas qualidades que busca em uma esposa.

Ao contrário de Daniel, Anna não tem desejo em se casar e só pensa em concluir a faculdade que está próximo de seu final. Para ela, é um feito muito grande, justamente por ser a única mulher na turma. E será um grande desafio para esse homem conseguir fazê-la mudar de ideia sobre o que pensa sobre o matrimônio.

"— Ser médico é profissão de homem.

— Aprecio a sua opinião. Acontece que não acredito que existe "profissão de homem" se uma mulher é capaz de exercê-la."

Claro que no final das contas tudo dá certo para eles, afinal se casaram e formaram uma bela família com filhos lindos e bem sucedidos.

Durante a leitura podemos perceber alguns ganchos deixados que torço muito para serem esclarecidos nos próximos livros, os famosos spin-offs da série.

Anna chama atenção por sua forma pacificadora. Decidida, ela sabe quais lutas deve lutar e com sua inteligência, sempre tem Daniel fazendo suas vontades.

Por mais que não seja uma leitura inovadora, Nora tem a façanha de nos prender com seus enredos, além de nos fazer cair de amores por essa família, em como são unidos e que junto deles também teremos grandes confusões. E não importa o que aconteça, sempre teremos Daniel MacGregor tomando as rédeas das situações ou dando altos pitacos na vida daqueles que ele ama. E isso fica bem evidente nessa história através da sua personalidade forte e suas imposições, mas vale lembrar que naquele tempo era muito comum as mulheres aceitarem a submissão que eram impostas, diferente dos dias atuais.

A autora foi bem feliz em trazer tanto as memórias do casal desde o início, assim como da vida deles antes de se conhecerem, mostrando como amadureceram ao longo dos anos de casados. O que mais gostei ao longo da narrativa foi poder ver uma mulher como Anna estar sempre lutando por seus ideais e sua profissão.

Como disse lá no início da resenha, esse é o quinto livro da série. O leitor poderá ler de forma independente, mas para aproveitar ao máximo a leitura e evitar qualquer tipo de spoilers, sempre recomendo a leitura na sequência.

A editora Harlequin trouxe uma roupagem mais moderna no relançamento dessas edições. Ficaram lindas essas capas.

Hoje e Sempre tem uma narrativa muito fluida, sendo um romance gostoso de se ler. Rapidamente o leitor finalizará a leitura e se encantará com a história de amor de um casal amadurecido, que passou por muitas situações felizes e tristes, comuns a qualquer casamento.

Com personagens marcantes, essa história certamente irá aquecer seu coração.

site: http://www.bookobsessionblog.com/2018/07/resenha-hoje-e-sempre-nora-roberts.html
comentários(0)comente



Notas.Literarias 19/07/2018

Hello pessoal, hoje falaremos dessa que é uma das maiores divas do Romance. Dessa que é inspiração para várias outras autoras e que embala meu coração desde que eu era adolescente (sim, é verdade. Só não espalhe, por favor risos). Vamos falar de Nora Roberts. Recebemos o lançamento de março em parceria com a Harlequin e só posso dizer que a família McGregor é maravilhosa desde os pais.

Você que não curte romance clichê, infelizmente nunca saberá o que é torcer por um casal de Nora Roberts, nunca terá o prazer de torcer por eles e esperar o final feliz, precisam dar uma chance. Agora para você que curte tudo isso, venha mergulhar comigo na história do patriarca da família MacGregor e se apaixonar mais uma vez. Antes de tudo gostaria de esclarecer algumas coisas, ok?!?

Eu tenho visto algumas pessoas reclamando do comportamento machista de Daniel. Gente essa é uma obra lançada originalmente em 1987, você que o está chamando de machista está coberta de razão, entretanto você nem nascida era. A constituição da sociedade era outra, e obviamente que não devemos bater palmas para esse tipo de comportamento, mas naquela época as mulheres não estavam focadas em sua luta por igualdade, pelo menos uma boa parcela delas não estava (e que bom que isso mudou), então há que se levar em conta esse fator. Isto posto, vamos falar do livro.
“Quando abriu os olhos viu Anna. E não precisava de mais nada. Ela era linda. Sempre fora. A mulher forte, teimosa e tranquila que primeiro admirou, então amou e respeitou.”

Anna nasceu numa família abastada que já tinha definido todo seu futuro antes mesmo que ela pudesse sequer mencionar o que queria da vida. E é aí que ele se torna a ovelha negra, uma vez que, o que ela quer para sua vida é se formar e ser uma boa médica, mesmo que isso custe seu status e sua relação com a família. Anna vem cá que já quero ser sua BFF!
“Daniel avaliou Anna enquanto a observava misturar-se com a multidão. Fria, teimosa, direta e ridícula. Estavam ambos fascinados.”
Daniel é o típico cara que está atrás de uma esposa troféu bem nascida e com “pedigree”, ele só não contava em encontrar com uma mulher completamente fora de suas expectativas, exceto que era bem nascida. Então quem leu os livros anteriores da série nem reconhecerão ele completamente no que tange a sua personalidade.
“Você me pediu uma vez para aceita-lo como é. Agora, estou pedindo o mesmo. Se me quer, Daniel, terá de ser nos meus termos. Pense sobre isso.”
Como sempre, apesar de todos os impeditivos, Nora nos faz apaixonar por seus personagens e por mais uma história. O clã MacGregor é muito especial e merece todo nosso carinho. O reencontro de toda a família, mesmo que em condições adversas, é deveras emocionante. Esperando a linda da Harlequin trazer, quem sabe, uma nova e linda edição dos irmãos Makade, irmãos que valem a pena conhecer!
“Nunca contei que sua mãe lutou por direitos iguais antes que isso fosse moda, não é? Viver com ela não foi nada além de um teste.”
Cinco notas para Daniel e Dra Anna MacGregor!

site: http://www.notasliterarias.com/2018/04/resenha-hoje-e-sempre.html
comentários(0)comente



Três Leitoras 16/07/2018

Resenha: Hoje e sempre
Eu não li os primeiros volumes da série MacGregor, mas mesmo assim me enveredei na leitura de Hoje e Sempre para conhecer a história de Daniel e Anna. E o melhor, tive o mínimo de spoiler dos livros anteriores.



Já garanto a vocês, é uma história de amor de tirar o fôlego. Quem não ama um ótimo romance para aquecer o coração???
Daniel é um homem extremamente determinado, mesmo depois de tudo que passou, não desistiu dos seus sonhos e quando completou 30 anos e já tinha acumulado uma bela fortuna, ele decidiu que estava na hora de encontrar a esposa perfeita, que estaria ao seu lado, enquanto ele duplicava seu império.



E como é a mulher perfeita para ele? Ela tinha que ser de boa família, bonita e que uma excelente dona de casa para cuidar dos seus futuros filhos (confesso que tinha vontade de dar na cara dele cada vez que descrevia isso).



Por aí, vocês podem perceber que ele é o tipo dominador e mandão, que acha (quanta ilusão) que pode dobrar qualquer mulher, principalmente a que ele escolheu, mas que não se encaixa muito bem nos padrões estabelecidos por ele.



Anna Whitfield é uma mulher diferente para aqueles tempos, e só para você ver era a única mulher da sua turma de medicina (o que era um grande absurdo na época) e decidida a se tornar uma cirurgiã, a melhor. E a última coisa que ela quer nesse momento é um casamento.



Mas, mesmo que queiram negar ou fugir, uma atração bombástica surge entre eles e não tem como evitá-la. A paixão pegará esses dois de jeito e como são dois turrões e difíceis de abrir mão, quase que não chegam a um acordo, mas Daniel (que já está os quatro pneus apaixonado), cede a proposta de Anna de apenas morarem juntos (ela acredita que se casar, perderá o domínio da sua vida e decisões), só que isso era bem inapropriado para os padrões da época.



Ajustar as diferenças, aceitar os sonhos um do outro, estabelecer uma relação além da paixão com amor, companheirismo e respeito, ignorar o preconceito da sociedade, são apenas alguns dos desafios que devem ser enfrentados por esse casal.



Um romance avassalador, confuso e repleto de amor, que irá te conquistar e emocionar!

site: http://www.tresleitoras.com.br/2018/04/resenha-hoje-e-sempre.html
comentários(0)comente



Debyh 25/06/2018

uma gostosa história de amor
Antes de mais nada vamos apreciar a capa deste livro. Não é linda? Queria este vestido pra mim. Livros da Nora Roberts são sempre bem-vindos para mim, e confesso que este me deixou com um pé atrás por não se passar nos tempos atuais, tudo bem que é século XX mas mesmo assim não saberia se eu ia gostar tanto assim. A história tem seus altos e baixos, mas permaneceu na média, Nora escreve mais que isso.
Anna ao contrário de muitas mulheres da sua idade não deseja conseguir um bom partido e casamento, ao menos não no momento, já que ela pretende ser uma cirurgiã e começar uma família pode comprometer toda a sua profissão. E ela pensa assim mesmo que para muitos ela já esteja na idade certa de se casar (ou já tenha passado dela). Porém ao conhecer Daniel, um milionário que construiu seu próprio nome na sociedade, percebe que quer algo com ele. Mas casamento não é algo que está nos seus planos, mas nos de Daniel sim.
(continua no link)

site: http://euinsisto.com.br/hoje-e-sempre-macgregors-5-nora-roberts/
comentários(0)comente



Carolina DC 03/06/2018

"Hoje e sempre" irá contar a história de Daniel e Anna, os "líderes" do clã MacGregor. Daniel é sempre espalhafatoso, casamenteiro e faz de tudo para ganhar netos e se envolver na vida amorosa dos filhos. É também um pouco dramático, fazendo grandes cenas para conseguir o que deseja. Em contrapartida, Anna é a força silenciosa do casal. Nos livros anteriores, percebemos que ela não precisa falar mais alto para conseguir o que quer.

No prólogo vemos uma Anna forte diante de uma situação difícil e relembrando seus momentos agridoces com o marido, desde a época em que o conheceu.

Daniel era um novo rico que estava ganhando seu caminho na alta sociedade. O seu grande porte, seu jeito um pouco selvagem e até mesmo falando alto, consegue ser um homem intimidador. Mas não para Anna Whitfield. Enquanto as demais mulheres estão babando no novo convidado da festa, Anna e sua amiga Myra Lornbridge estão conversando sobre os convidados. Para Anna, estar presente na festa é uma imposição de seus pais, enquanto ela preferia estar em casa estudando seu livros para se tornar a melhor cirurgiã possível. Dá para perceber que Anna é uma mulher além do seu tempo. Enquanto a maioria das mulheres se tornam enfermeiras, Anna enfrenta o preconceito e o clube do bolinha, trabalhando duas, três vezes mais para conseguir o mesmo tipo de destaque. Seus colegas não a enxergam como médica e sua família deseja que ela arranje um marido, tenha vários filhos e atue como uma dama da sociedade adequada.

E tudo o que ela não precisa é de um grande homem querendo conquistá-la e enquadrá-la nos seus planos. Daniel, por sua vez, tem uma ideia completamente diferente quando vê a jovem delicada e graciosa na festa, mas o que realmente chama a sua atenção é sua inteligência e sagacidade.

Daniel e Anna começam uma dança lenta, onde cada passo dado os dois ficam mais próximo de um romance épico!

"Os olhos escuros de Anna estavam frios, mas ele não conseguia lê-los. Então, ela o pegou totalmente de surpresa ao segurar-lhe o rosto com ambas as mãos. Segura e sem pressa, Anna puxou seu rosto para baixo até que pudesse tocar seus lábios ao dele. Fora apenas um beijo leve, mas o suficiente para abalar Daniel. Ela o manteve ali por um momento, prendendo-lhe o olhar. Em seguida, sem dizer uma palavra, soltou-o e partiu. Pela primeira vez na vida, Daniel ficou sem palavras." (p. 69)

É impossível conhecer os MacGregors e não querer conhecer a história do casal que deu origem a tantos filhos incríveis? De todas as histórias apresentadas até agora, a de Daniel e Anna é a mais avassaladora de todas, pois trata de dois personagens com personalidades fortes em uma época em que a mulher não tinha muita liberdade de ser.

"-Ser médico é profissão de homem.
- Aprecio a sua opinião. Acontece que não acredito que existe "profissão de homem" se uma mulher é capaz de exercê-la." (p. 25)
comentários(0)comente



Carolina DC 03/06/2018

"Hoje e sempre" irá contar a história de Daniel e Anna, os "líderes" do clã MacGregor. Daniel é sempre espalhafatoso, casamenteiro e faz de tudo para ganhar netos e se envolver na vida amorosa dos filhos. É também um pouco dramático, fazendo grandes cenas para conseguir o que deseja. Em contrapartida, Anna é a força silenciosa do casal. Nos livros anteriores, percebemos que ela não precisa falar mais alto para conseguir o que quer.

No prólogo vemos uma Anna forte diante de uma situação difícil e relembrando seus momentos agridoces com o marido, desde a época em que o conheceu.

Daniel era um novo rico que estava ganhando seu caminho na alta sociedade. O seu grande porte, seu jeito um pouco selvagem e até mesmo falando alto, consegue ser um homem intimidador. Mas não para Anna Whitfield. Enquanto as demais mulheres estão babando no novo convidado da festa, Anna e sua amiga Myra Lornbridge estão conversando sobre os convidados. Para Anna, estar presente na festa é uma imposição de seus pais, enquanto ela preferia estar em casa estudando seu livros para se tornar a melhor cirurgiã possível. Dá para perceber que Anna é uma mulher além do seu tempo. Enquanto a maioria das mulheres se tornam enfermeiras, Anna enfrenta o preconceito e o clube do bolinha, trabalhando duas, três vezes mais para conseguir o mesmo tipo de destaque. Seus colegas não a enxergam como médica e sua família deseja que ela arranje um marido, tenha vários filhos e atue como uma dama da sociedade adequada.

E tudo o que ela não precisa é de um grande homem querendo conquistá-la e enquadrá-la nos seus planos. Daniel, por sua vez, tem uma ideia completamente diferente quando vê a jovem delicada e graciosa na festa, mas o que realmente chama a sua atenção é sua inteligência e sagacidade.

Daniel e Anna começam uma dança lenta, onde cada passo dado os dois ficam mais próximo de um romance épico!

"Os olhos escuros de Anna estavam frios, mas ele não conseguia lê-los. Então, ela o pegou totalmente de surpresa ao segurar-lhe o rosto com ambas as mãos. Segura e sem pressa, Anna puxou seu rosto para baixo até que pudesse tocar seus lábios ao dele. Fora apenas um beijo leve, mas o suficiente para abalar Daniel. Ela o manteve ali por um momento, prendendo-lhe o olhar. Em seguida, sem dizer uma palavra, soltou-o e partiu. Pela primeira vez na vida, Daniel ficou sem palavras." (p. 69)

É impossível conhecer os MacGregors e não querer conhecer a história do casal que deu origem a tantos filhos incríveis? De todas as histórias apresentadas até agora, a de Daniel e Anna é a mais avassaladora de todas, pois trata de dois personagens com personalidades fortes em uma época em que a mulher não tinha muita liberdade de ser.

"-Ser médico é profissão de homem.
- Aprecio a sua opinião. Acontece que não acredito que existe "profissão de homem" se uma mulher é capaz de exercê-la." (p. 25)
comentários(0)comente



Carolina DC 03/06/2018

"Hoje e sempre" irá contar a história de Daniel e Anna, os "líderes" do clã MacGregor. Daniel é sempre espalhafatoso, casamenteiro e faz de tudo para ganhar netos e se envolver na vida amorosa dos filhos. É também um pouco dramático, fazendo grandes cenas para conseguir o que deseja. Em contrapartida, Anna é a força silenciosa do casal. Nos livros anteriores, percebemos que ela não precisa falar mais alto para conseguir o que quer.

No prólogo vemos uma Anna forte diante de uma situação difícil e relembrando seus momentos agridoces com o marido, desde a época em que o conheceu.

Daniel era um novo rico que estava ganhando seu caminho na alta sociedade. O seu grande porte, seu jeito um pouco selvagem e até mesmo falando alto, consegue ser um homem intimidador. Mas não para Anna Whitfield. Enquanto as demais mulheres estão babando no novo convidado da festa, Anna e sua amiga Myra Lornbridge estão conversando sobre os convidados. Para Anna, estar presente na festa é uma imposição de seus pais, enquanto ela preferia estar em casa estudando seu livros para se tornar a melhor cirurgiã possível. Dá para perceber que Anna é uma mulher além do seu tempo. Enquanto a maioria das mulheres se tornam enfermeiras, Anna enfrenta o preconceito e o clube do bolinha, trabalhando duas, três vezes mais para conseguir o mesmo tipo de destaque. Seus colegas não a enxergam como médica e sua família deseja que ela arranje um marido, tenha vários filhos e atue como uma dama da sociedade adequada.

E tudo o que ela não precisa é de um grande homem querendo conquistá-la e enquadrá-la nos seus planos. Daniel, por sua vez, tem uma ideia completamente diferente quando vê a jovem delicada e graciosa na festa, mas o que realmente chama a sua atenção é sua inteligência e sagacidade.

Daniel e Anna começam uma dança lenta, onde cada passo dado os dois ficam mais próximo de um romance épico!

"Os olhos escuros de Anna estavam frios, mas ele não conseguia lê-los. Então, ela o pegou totalmente de surpresa ao segurar-lhe o rosto com ambas as mãos. Segura e sem pressa, Anna puxou seu rosto para baixo até que pudesse tocar seus lábios ao dele. Fora apenas um beijo leve, mas o suficiente para abalar Daniel. Ela o manteve ali por um momento, prendendo-lhe o olhar. Em seguida, sem dizer uma palavra, soltou-o e partiu. Pela primeira vez na vida, Daniel ficou sem palavras." (p. 69)

É impossível conhecer os MacGregors e não querer conhecer a história do casal que deu origem a tantos filhos incríveis? De todas as histórias apresentadas até agora, a de Daniel e Anna é a mais avassaladora de todas, pois trata de dois personagens com personalidades fortes em uma época em que a mulher não tinha muita liberdade de ser.

"-Ser médico é profissão de homem.
- Aprecio a sua opinião. Acontece que não acredito que existe "profissão de homem" se uma mulher é capaz de exercê-la." (p. 25)
comentários(0)comente



Mary Pires 19/05/2018

Delícia de leitura com um toque de romance de época
Começo dizendo que essa história é deliciosa, eu sou uma fã de carteirinha dos livros da Nora Roberts, porque essa mulher sabe como cativar um leitor. Sabe aquele tipo de romance que tem toda a pegada de romance de época, mas não chega a ser de época? Esse é assim.
"Hoje e sempre", é o quinto livro da série Os MacGregors, mas pode ser lido antes dos outros sem nenhum problema, pois conta a história dos patriarcas da família MacGregor.
Daniel MacGredor foi muito pobre na infância, mas sua persistência e determinação o tornou rico. Ele é o tipo de homem acostumado a ter sempre o que deseja, até conhecer Anna.
Anna Whitfield é uma garota à frente do seu tempo, super decidida e com vida própria. Sonhava em ser uma médica e lutava para conseguir isso.
Quando os caminhos de Anna e Daniel se cruzam é paixão à primeira vista, ao menos da parte de Daniel. Anna representava tudo que ele sempre desejou, uma moça bonita, delicada e fina para ser mãe dos seus filhos, até que ela abre a boca e demonstra ser muito mais do que uma "dondoca cabeça oca".
Anna não é imune ao grandalhão ruivo com sangue escocês. Daniel consegue ser muito charmoso, ele é uma personagem muito cativante e não tem como não se apaixonar.
Uma coisa que eu gostei bastante foi o fato de que mesmo a Anna sucumbindo-se ao charme dele, amando-o como nunca imaginou que iria acontecer, ela não abaixa a cabeça para as atitudes e desejos dele.
Durante a leitura você vê que ele realmente ama a Anna, aquele amor puro, não apenas desejo sexual e vontade de sair trepando a todo o momento. Ele sofre por ser como é, mas acaba fazendo o possível para ser um homem melhor para Anna.
Dei cinco estrelas e favoritei esse livro, será que preciso dizer que recomento fortemente?





site: https://romancedeepocaevida.blogspot.com.br/2018/05/resenha-hoje-e-sempre-nora-roberts.html
comentários(0)comente



Thaisa 11/05/2018

Uma delicinha de romance!
A família MacGregor é uma família grande e teve seu início com o casal protagonista deste livro. Hoje e Sempre é o 5º livro da série MacGregor e conhecemos a história de Anna e Daniel MacGregor. Não se preocupe que apesar de fazer parte de uma série, é possível ler os livros fora da ordem (mas claro que a leitura é muito mais gostosa quando se lê seguindo a sequência).

Eu só li o primeiro livro da série (Jogo de Sedução) antes deste volume e não tive nenhum problema com a leitura. É claro que pegamos pequenos spoilers dos outros casais, mas nada que já não seja esperado.

Anna Whitfield é uma mulher bem à frente de sua época. Sonha em ser uma médica e não mede esforços para realizar seu sonho. Determinada, enfrenta os preconceitos de cabeça erguida e não aceita as imposições da sociedade para as mulheres de sua época. Teimosa, decidida, emponderada, ela é a típica personagem feminina que amo de paixão.

Daniel MacGregor é um escocês durão, teimoso e muito inteligente. Sua vida não foi nada fácil, mas como bom jogador, ele mostrou ao que veio e venceu na vida. A única coisa que lhe faltava era uma esposa e ao colocar seus olhos pela primeira vez em Anna, decidiu que ela seria a esposa ideal para tomar conta de sua casa e criar seus filhos. Bem, os planos de ambos e o conceito de vida feliz são bem divergentes.

A narrativa em terceira pessoa nos permite conhecer à fundo os pensamentos dos personagens e isso nos aproxima mais da história. O enredo é cheio de momentos marcantes, reviravoltas, clichês e muito romance.

É uma leitura que nos faz suspirar, sonhar com um amor pra vida toda, com personagens apaixonantes que nos fazem dar risadas, emocionar-se e torcer por um final feliz.

Para aqueles que amam um romance delicinha, recomendo não só este livro, mas toda a série MacGregor.

site: http://minhacontracapa.com.br/2018/05/resenha-hoje-e-sempre-de-nora-roberts/
comentários(0)comente



39 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3