O Diário de um Mago

O Diário de um Mago Paulo Coelho




Resenhas - O Diário de um Mago


213 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |


Tiago 10/12/2020

Livro que serve de aquecedor
As palavras de Paulo Coelho transbordam amor e são quentinhas. Honestamente, tão belo quanto O Alquimista.
Leitura fácil, em ritmo lento finaliza-se em uma semana.
comentários(0)comente



Murillo 08/12/2020

O extraordinário reside no caminho das pessoas comuns.
Recomendo o livro (principalmente, se não para todos, (pois só irá te acrescentar) para os peregrinos e humildes de coração aberto aos sinais da vida.

É uma leitura simples, sem nós na cabeça e complexidades elitistas. O livro foi feito com esse intuito. Mostrar que a simplicidade traz a tona o ser humano ao seu caminho.

Também é feita de muitas menções as palavras sagradas de Deus e de Jesus Cristo (mas não soa como fanatismo, e sim uma observação espiritual e de ligação entre o melhor de nós mesmos)

Ao decorrer do livro, são ensinadas as "práticas de RAM", exercícios extraordinários com resultados mentais.

Separei alguns trechos grifados no livro para colocar aqui:

"Tem que ter uma aplicação prática na sua vida, senão a sabedoria torna-se uma coisa inútil e apodrece como uma espada que nunca é utilizada. E finalmente, tem que ser um caminho que possa ser trilhado por qualquer um" - Página 43

"O bom combate é aquele que é travado porque o nosso coração pede. Nas épocas heróicas, no tempo dos cavaleiros andantes, isso era fácil. - havia muita terra para conquistar e muita coisa que fazer. Hoje em dia, porém, o mundo mudou muito e o Bom Combate foi transportado dos campos de batalha para dentro de nós mesmos." Página 71

" Ferido em seu amor-proprio, nosso cavaleiro resolveu fazer exatamente aquilo que todos os homens fazem quando se sentem rejeitados: começar uma guerra particular" Página 183
-
comentários(0)comente



Val 08/12/2020

É cult detestar o Paulo Coelho
Apesar de já ter ouvido falar muito bem sobre, nunca havia lido uma obra de Paulo Coelho até então. Foi depois de ouvir comentários negativos a respeito do autor que me interessei em adiantar essa leitura, que já estava na minha lista. Muitos parecem o detestar por sua escrita simples, mas eu discordo. O que há de errado com a escrita simples? Tudo bem alguém preferir ler Saramago, que não li até agora, mas que é usado por eles como comparação por ser mais complexo, mas não vejo motivo para desmerecer o trabalho de Paulo ou falar mal de sua obra.
Adorei o livro, é uma leitura que entretém mas que também ensina e faz pensar. No final, não conseguia largar o livro. Logo nos primeiros capítulos fiquei boquiaberta com o que me fizeram refletir, pois não estava esperando por isso. Recomendo a leitura e deixo claro: tudo bem não gostar, o problema é diminuir para parecer superior.
comentários(0)comente



Tati 04/12/2020

Amei muuuito a conexão com a espiritualidade de forma muito simples. Deu vontade de fazer o caminho de Santiago e todos os exercícios e rituais!
comentários(0)comente



Mateus.Costa 15/11/2020

Leitura sensível
Pra quem escolhe o livro pelo título provavelmente vai descobrir que a magia em questão não se assemelha a tradicional magia em que estamos acostumados ao mundo distópico de Harry Potter, por exemplo. Porém, de forma diferente e talvez mais realista a magia retratada mostra-se durante o texto. Em diversos momentos eu me reconheci na leitura, e quão formidável é voce se reconhecer e se espelhar durante uma leitura prazerosa ? É indescritível. Vom muita sensibilidade, Paulo Coelho, descreve momentos que passou durante este percurso em que esteve e de maneira muito sensivel e intuitiva nos leva ao acesso de suas memorias. O livro conta com importantes e lindas passagens que, se voce estiver lendo no momento certo, tempo certo e com a atençao precisa, lhe será tão necessaria quanto um conselho de um amigo/ente querido. Aqui, Paulo Coelho nao leva 4,5-5 estrelas por uma simples questão de eu, Mateus, acreditar que esta pontuaçao seria para um livro em que me modificou por completo, em todos os sentidos possiveis. Mas aqui fica a sujestao de um livro honesto, prazeroso e sensivel de se ler.

#LeituraRecomentada
comentários(0)comente



Fernanda Taniz 13/11/2020

Essa foi minha primeira experiência com o Paulo Coelho, sempre tive curiosidade de ler e descobrir sua fórmula para tanto sucesso. Me encantei do começo ao fim, um relato escrito de forma para que todos possam compreender, e isso é tão especial! Eu não sou cristã, mas não me incomodou nem um pouco sua vivência no livro sobre isso, as partes mais místicas me encantaram também. Amo viagens e trilhas, então me apaixonei mais ainda. Com toda certeza vou colecionar os livros dele.
comentários(0)comente



Jojo Cristine 27/10/2020

Todos os livros que já li de Paulo Coelho me fazem reviver, pensar, reavaliar muitas coisas. Ele me fascina de tal forma, que não sei explicar. Cada vez mais sou curiosa fico sobre a Tradição. Mas esse livro, me trouxe uma sensação única, em muitas partes me tocou ao ponto de ter sensações jamais tidas com uma leitura. Literalmente me arrepiei lendo esta belezura.
comentários(0)comente



Renato.Bruno 19/10/2020

Excelente
Havia me esquecido o quanto gosto das obras de Paulo Coelho. É um livro cheio de aventura e misticismo. Excelente.
comentários(0)comente



Fabio Shiva 10/10/2020

Quem ama não queima
Em 2019, quando decidi contar em livro as peripécias e causos engraçados vividos por mim e por meus companheiros da banda Imago Mortis, foi irresistível a tentação de sapecar um título-trocadilho: “Diário de um Imago” (https://www.amazon.com.br/dp/B07Z5CBTQ3). Por esse motivo, determinei-me a ler o livro do Paulo Coelho que deu origem à piada. Da mesma forma que, ao decidir fazer se passar em um único dia a história contada em “O Sincronicídio” (https://caligo.lojaintegrada.com.br/o-sincronicidio-fabio-shiva), quis ler o livro que me inspirou essa ideia, o “Ulisses” de James Joyce (http://comunidaderesenhasliterarias.blogspot.com/2013/10/ulisses-james-joyce.html). Similarmente, busquei ler todas as histórias de monstro que me caíram nas mãos enquanto estava escrevendo “Favela Gótica” (https://www.verlidelas.com/product-page/favela-g%C3%B3tica).

Contudo a leitura de Paulo Coelho não fluiu. Eu já havia lido três outros livros dele: “O Alquimista”, “As Valkírias” e “O Demônio e a Srta. Prym”, sem ter realmente gostado de nenhum. Li tentando compreender o fenômeno Paulo Coelho e, sobretudo, por ser até hoje fã das letras que ele escreveu para as músicas de Raul Seixas. Mas “O Diário de um Mago” simplesmente não desceu, e depois de algumas penosas tentativas acabei largando o livro de lado. Mesmo sem ter conseguido ler mais que vinte páginas, tive um bom aprendizado, pelo qual sou grato: descobri que assim como existe a sabedoria espiritual, existe também a esperteza espiritual. Em minha opinião, Paulo Coelho está mais para a segunda que para a primeira.

Meu livro “Diário de um Imago” está completando um ano de publicado, e já se vão muitos meses desde que parei a leitura de Paulo Coelho. Decidi abandonar oficialmente essa leitura somente agora, depois de assistir a um vídeo que marcou o final de setembro no Brasil: um casal de idosos alegremente rasgando livros de Paulo Coelho e atirando as páginas rasgadas na churrasqueira da família (https://youtu.be/16By1iOERhU). O motivo da queima dos livros: Paulo Coelho criticou o governo de Bolsonaro.

Esse vídeo me marcou profundamente, a ponto de considerá-lo um dos símbolos mais expressivos desse momento tão alucinante e alucinado que vivemos. Aqui quero mencionar apenas os dois pontos mais expressivos a que minhas reflexões me conduziram, e que ao meu ver resumem muito bem o bolsonarismo:

1) O Bolsonarismo é alimentado por uma intensa e eficiente mídia do ódio: Paulo Coelho já havia entrado na mira dos bolsonaristas ao criticar abertamente as insanidades de Bolsonaro. O estopim que fez o casal de idosos queimar os livros foi uma postagem no twitter, onde ele pede o boicote aos produtos do Brasil e ao “talibã cristão”. Acho muito improvável que o casal de idosos tenha visto a postagem original no twitter, que foi logo depois apagada. Devem sim ter visto os vídeos e postagens de ódio que aproveitaram o incidente para alimentar as bolhas do bolsonarismo.

2) O Bolsonarismo só encontra ressonância nos corações já envenenados pelo ódio: o que é mais triste e impactante no vídeo não é a queima dos livros em si, mas a excitação e euforia dos idosos ao queimar os livros. Vendo o vídeo, tive a nítida impressão de que os dois estavam realizando um sonho antigo, que finalmente encontrou uma justificativa para ser realizado. A mídia do ódio é muito bem planejada e levada a cabo com extrema eficiência, mas só funciona naqueles que já são propensos a odiar. A propaganda nazifascista de Bolsonaro não é capaz de transformar ninguém em nazista ou fascista, mas funciona que é uma beleza para fazer os nazistas e fascistas saírem do armário. Por isso é que, apesar de tudo, eu estou confiante de que atualmente vivemos um momento necessário de purgação das enfermidades emocionais de nosso país. Depois que todo o pus for colocado para fora dos corações e mentes, poderemos começar a tratar das feridas.

Quanto ao meu exemplar de “O Diário de um Mago”, será colocado à disposição no projeto P.U.L.A. (Passe Um Livro Adiante). Eu não gostei, mas outra pessoa pode gostar.

***
Contos da Era Bolsonaro - baixe o livro gratuitamente:
https://www.recantodasletras.com.br/e-livros/6871467

https://comunidaderesenhasliterarias.blogspot.com/2020/10/o-diario-de-um-mago-paulo-coelho.html


site: https://www.facebook.com/sincronicidio
comentários(0)comente



HarryZeusa 30/09/2020

Diferente de muita gente, eu realmente gosto do jeito do Paulo de escrever, e mesmo não acreditando em Deus, as histórias dele acabam sempre me ensinado algo e me tocando de alguma forma, nem sempre isso significa que eu concorde ou que eu acredite no que ele escreve, mas eu sempre tenho uma reflexão e acabo criando uma opinião sobre certo assunto porque li o livro.

Foi bem divertido de ler e me tocou bastante, e toda a conversa sobre o Bom Combate acabou me fazendo nao desistir do meu sonho, já que o li no mesmo dia em que pensei em finalmente desisti, então acabou virando um livro muito importante para mim, mais do que já era.
comentários(0)comente



Adriano Xavier 18/09/2020

Como sempre uma leitura impossível de largar. Aqui temos um relato incrível e bem detalhado de sua peregrinação.
comentários(0)comente



Amanda.Ribeiro 15/09/2020

História mágica
Você conhece o Caminho de Santiago de Compostela ou já teve vontade de peregrinar por ele?

Em Diário de um Mago acompanhamos Paulo Coelho em sua jornada através do Caminho, aprendendo valores e conhecimento inestimável durante as trilhas. Enquanto aprende duras lições, Paulo percebe que o extraordinário não é algo mágico reservado a poucos eleitos através de rituais, mas que está presente na simplicidade e no cotidiano de pessoas comuns.

“É no trabalho com entusiasmo que está a porta do paraíso, o amor que transforma, a escolha que nos leva até Deus”

O livro foi lançado em 1987, mas continua atual. O Caminho de Santiago de Compostela é uma rota utilizada desde o século IX para venerar as relíquias do apóstolo Tiago, cujo suposto sepulcro se encontra na catedral de Santiago de Compostela, na Espanha.

“O Caminho é que sempre nos ensina a melhor maneira de chegar, e nos enriquece, enquanto o estamos cruzando”.

Esse foi o tipo de livro que gastei quase uma cartela inteira de flags de tantas coisas boas para marcar!

“O homem nunca pode parar de sonhar. O sonho é o alimento da alma, como a comida é o alimento do corpo.”
comentários(0)comente



Fausto Jacob 12/09/2020

Simples e rápido
Leitura fácil e enredo tranquilo. Traz a calmaria de uma tarde de domingo.
comentários(0)comente



Malu 10/09/2020

Péssimo
Pior livro que já li. Realmente muito ruim. Tedioso e desinteressante.
comentários(0)comente



Aninha 09/09/2020

Mudou a minha vida
Esse livro é uma experiência autobiográfica do autor Paulo Coelho, sobre o a sua peregrinação no famoso Caminho de Santiago. Inclusive, uma de suas obras mais famosas, O Alquimista, foi inspirada nessa vivência do autor.
Narrando sua experiência mística no Caminho, ele transmite seu principal aprendizado lá: O extraordinário reside no caminho das pessoas comuns.
Estamos sempre em busca de algo, ou da felicidade, mas a resposta está na caminhada. O livro nos ensina muito sobre a paciência, sobre permitir a mudança, aproveitar a vida, como seguir nossos sonhos, sobre a conexão com a natureza e todos os seres, e outras infinitas coisas. Você pode não acreditar nos eventos místicos contidos ali, mas pelo menos uma lição de vida você vai tirar da leitura.
O livro me marcou muito e meu jeito de enxergar a vida mudou depois da leitura. Tive que anotar várias frases incríveis pra poder ler depois (já que era emprestado). Entrou para os favoritos.
comentários(0)comente

Andrea 09/09/2020minha estante
Gosto muito do Paulo Coelho, mesmo também tendo algumas críticas.


Aninha 09/09/2020minha estante
Idem!




213 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |