O Céu Vai Ter Que Esperar!

O Céu Vai Ter Que Esperar! Cally Taylor




Resenhas - O Céu vai ter que esperar!


48 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Cibele 17/05/2011

Quando eu vi o título e a sinopse tão parecidos com histórias que já estou cansada de ouvir como O céu pode esperar e Nem por cima do meu cadáver achei que ia passar o tempo todo pensando "Hum já vi isso antes" e não foi o que aconteceu. A história é totalmente nova e conta com situações hilárias que não estão presentes nos supracitados filmes.

Aqui, muitas vezes os personagens secundários roubam a cena, mas sem dúvida a maior diversão é Lucy Brown que bola os planos mais loucos pra conseguir cumprir sua missão. As partes em que ela relembra o relacionamento com Dan são a coisa mais fofa do mundo. Desde o pum que ela soltou no primeiro encontro ao passeio surpresa a Eurodisney.


Leia mais em: http://www.euleioeuconto.com/2011/04/o-ceu-vai-ter-que-esperar.html
comentários(0)comente



Jheyscilane 03/08/2011

O Céu vai ter que esperar! - Cally Taylor
Um livro para ler de uma vez só rsrs
Sem falar na capa, o glitter, a escada indo para o céu, adoro o gatinho preto também... tudo a ver com a estória do livro.

Quando você começa a ler a sinopse acredito que já se espera uma coisa meio surreal (então eu acho que irrealidade não seja um ponto a desfavor do livro, como eu já vi alguns dizendo)Lucy simplesmente morre na véspera do seu casamento com Dan! E agora ela precisa fazer uma escolha: Ou vai para o céu ou fica na terra e cumpre uma missão para ficar perto de Dan. Bom, pelo título do livro, já percebemos o que ela escolheu rsrs

Lucy tem 21 dias para cumprir sua missão, enquanto isso ela tem que ficar na casa dos aspirantes a fantasma, se ela conseguir completar a missão ela vira um fantasma e pode ficar perto do doce Dan, lá na casa Lucy se depara com outros dois aspirantes á fantasma: Brian, um senhor apaixonado por trens e Claire, uma adolescente suicida e raivosa. Os dois redem boas risadas. E Lucy que é determinada resolve ajudar eles, fiquei triste por Lucy ter morrido na véspera do seu casamento, ela tinha a vida perfeita, um noivo carinhoso e apaixonado, e isso é deixado para trás mas, aí é que fica bom, Lucy não quer abrir mão de sua vida aqui na terra e muito menos de Dan, seu noivo, que se encontra devastado com o acontecido, uma pena que ela não possa se comunicar com as pessoas que conhecia aqui na terra...

Então Lucy corre contra o tempo e claro, deixa o céu esperando rsrs
No meio das confusões (que rende muitas risadas e desespero também) conhecemos muito mais da apaixonada Lucy e seu amado.E é aquela coisa sabe: O amor que ultrapassa as barreiras da morte! É um livro, então pode!

Me diverti muito e fiquei puta de raiva com uma amiga de Lucy (ahhh é minha amiga morreu, não faz nem dois meses - acho que o Dan gosta de mim, vou conquistar ele) que amiga ein, essa amiga não espera nem um tempo de luto e já cai matando... não gostei disso, eu sei que a Lucy morreu bláblá mas nossa... não dava para esperar um pouquinho não? Eu tinha que escrever sobre minha revolta kkkkk

Eles nem chegaram a casar para prometer o *Até que a morte nos separe* rsrs mas para Lucy isso não importa, pois nem a morte pode separar ela do seu doce Dan. Gostei do final (o qual eu não esperava, foi um choque sim, mas foi perfeito para o livro) é um livro interesante e bem rápido, a leitura flui de forma maravilhosa e eu adorei ele! Recomendo o livro, diversão em meio a um drama *-*

Jenny 15/12/2012minha estante
porra que spoiler no finalzinho hein! ¬¬


Jheyscilane 13/05/2013minha estante
Opa, me desculpe então... li e reli e não vejo o spoiler (Mas talvez seja erro meu por não vê-lo)


Bárbara 20/02/2014minha estante
Não achei nenhum spoiler...


HELO 18/03/2016minha estante
Onde vc viu spoiler??????




Ju Oliveira 07/07/2011

Lucy e Dan estão juntos a sete anos e vivem um romance perfeito! Dan é lindo, o noivo que qualquer mulher gostaria de ter. Lucy é a noiva mais feliz do mundo. Exatamente às vésperas do casamento, Lucy sofre um acidente fatal e morre! Todos os seus sonhos, os planos de uma vida ao lado de seu amor, tudo isso lhe é arrancado para sempre.

Ao morrer Lucy vai para o limbo. Lá ela tem direito a uma escolha. Ou vai direto para o céu onde seus pais a esperam, ou volta para a Terra como uma espécie de morta-viva, um fantasma, que poderá “assombrar” o Dan para todo o sempre.

Lucy, toma sua decisão, ela quer voltar à Terra e passar a eternidade ao lado de seu amado, mesmo sendo apenas um fantasma.

Mas, para voltar como um fantasma, Lucy precisa realizar uma missão. Sua missão é a encontrar o amor verdadeiro para um estranho, em apenas 21 dias. Se não completar sua missão no tempo determinado, vai direto para o céu e jamais verá Dan novamente.

Archibald Humphreys-Smythe, é um cara esquisitão, magrelo, barbudo e descabelado, solitário, geek, só pensa em computador e Guerra nas Estrelas. É para ele que Lucy precisa encontrar o amor verdadeiro.

Lucy faz tudo para se aproximar dele e acaba até indo trabalhar no mesmo departamento de Informática de Archie, apelido carinhoso que Lucy lhe deu. Os dois acabam se tornando amigos. O primeiro passo já foi dado, agora Lucy precisa encontrar sua alma gêmea.

Brian e Claire também estão na mesma situação de Lucy. Precisam realizar sua missão para poderem voltar à Terra como fantasmas. Os três moram na mesma “Casa dos Aspirantes a fantasmas”.

Suas missões possuem alguma regras, entre elas, não poder se comunicar de forma alguma com qualquer pessoas que as tenham conhecido vivos. Lucy sofre muito por causa dessa regra. Como ela gostaria de dizer a Dan que estava ali, que ainda o amava e que jamais o abandonaria…

“O céu vai ter que esperar!” me surpreendeu! Adoreeeei a história, me diverti horrores com as trapalhadas da Lucy. Ela é hilária, super divertida e mesmo estando nessa situação de morta-viva, era sempre muito bem humorada. Seus companheiros de casa também são super carismáticos, apesar da péssima recepção que teve de Claire, logo as duas acabaram se entendendo.

O Archie tbm é engraçado, com sua vó chatérrima, que a Lucy odiava. Todos os personagens foram muito bem elaborados pela autora, esse é seu romance de estréia, imagino que virá muito mais coisa boa por ai.

Enfim, um Chick-lit muuuito bacana, divertido e contagiante. Começava a ler e acabava perdendo a noção do tempo. Só um aviso, não esperem muito romance da história. Tá mais pra comédia do que pra romance, mas eu amei!!! Rendeu boas gargalhadas. Super recomendo!

http://juoliveira.com/cantinho/
comentários(0)comente



Dana 28/02/2012

A capa é linda, o livro é só divertidinho...
Lucy Brown tem a infelicidade de morrer (e que morte estranha!) um dia antes de seu casamento com o grande amor da sua vida, Dan.
Inconformada com seu destino e por suas últimas palavras para Dan não terem sido nada românticas, ela se vê em um lugar (o limbo) em que terá que resolver se vai direto para o céu ou se volta à Terra para cumprir uma missão e, caso tenha sucesso, ficar para sempre ao lado do noivo, embora seja como fantasma.

A missão de Lucy não é das mais complicadas, mas os companheiros que ela encontra na casa em que ficará durante o período que tem para realizá-la são, à primeira vista, muito esquisitos.

Lucy se vira para tentar realizar sua missão e passa várias tentações para burlar as regras que deve cumprir durante essa etapa, sob pena de ir direto para o céu e perder a chance de ficar com Dan.

O final até que me agradou, mesmo sendo daqueles finais hollywoodianos, qualquer outro desfecho não me agradaria.

Meu destaque é para a capa do livro, como muitos já comentaram. Achei uma graça!

Leitura divertida, fácil e, também, surreal.
Recomendo para quem quer um chick-lit divertido e só.
comentários(0)comente



Iza 07/02/2012

Romance leve e divertido
O céu vai ter que esperar é um doce romance recheado com algumas doses humor. A leitura é tão gostosa e empolgante que fica mesmo difícil tentar parar a leitura para fazer qualquer outra atividade. Nele conhecemos Lucy e Dan, um casal super apaixonado e super felizes por estarem na véspera do casamento.
No dia anterior ao seu casamento, Lucy e suas melhores amigas, Anna e Jess, tinham combinado de fazerem uma festinha de despedida de solteira, tipo o clube das luluzinhas na casa de Lucy, onde ela e Dan já moravam. Antes da horinha marcada, Lucy e Dan acabam tendo uma pequena briguinha. Lucy estava tão estressada com tudo o que ainda faltava fazer para o casamento que acaba acusado Dan de não ter ajudado em nada. Dan leva na brincadeira, pois sabe que Lucy está muito estressada com tudo, e ao sair não a escuta dizer de volta o costumeiro “eu também te amo”.
Meio culpada pela cena anterior, Lucy começa a pensar no seu presente de casamento para o Dan. Decide dar a ele o bilhete do primeiro filme que assistiram juntos no cinema. Quando ela vai tentar pegar o bilhete numa caixa que estava no sótão, onde estavam todas as pequenas lembranças do relacionamento dos dois, acaba sofrendo um acidente com a escada e morre. Lucy ela acorda no limbo, espaço entre o céu e a terra, e depois do susto de perceber que realmente está morta, e o pior de tudo, longe para sempre de Dan, tem que fazer uma escola entre: ir direto para o céu onde se encontram seus pais e nunca mais voltar a terra ou... ficar na terra com Dan, porém como uma fantasma.
Só a ideia de poder ficar novamente perto de Dan, faz Lucy escolher a segunda opção, e também para poder pedir perdão por não ter dito que o amava antes de partir para sempre. Mas, para se tornar um fantasma, nossa mocinha terá que realizar uma missão. Lucy terá que encontrar a alma gêmea de Archibald, um nerd que nunca se apaixonara antes. Essa façanha teria que ser completada no curto espaço de 21 dias. Lucy encara a missão na esperança de reencontrar Dan.
Porém sua missão não é fácil. A primeira dificuldade seria encontrar Archie (como Lucy o chama), e depois de finalmente conhecê-lo, a próxima dificuldade seria fazer alguém se apaixonar por ele. Mas, Lucy também acaba encontrando um amigo em Archie, e conseguir realizar sua missão, ou seja, encontrar a alma gêmea de Archie estava tão perto quanto nunca poderia imaginar.
O que Lucy não esperava, era que teria um impulso a mais para buscar concluir a missão. Sua melhor amiga Anna estava tentando conquistar seu Dan. Isso a fez querer encontrar o mais rápido possível a alma gêmea de Archie, mas seu prazo vai passando e ela se vê cada vez distante de cumpri-la. Lucy também faz dois amigos na casa de aspirantes a fantasmas, Brian e Claire. E de certa forma, é Lucy quem ajudar a completar a missão dos dois, ou influencia a escolha entre o céu e a terra.
A partir daí Lucy luta contra o tempo e contra a avó de Arche (a cena mais engraçada é a do jantar com a avó de Archie) para encontrar a alma gêmea dele, e ao mesmo tempo sofre pela proximidade entre Dan e Anna, o que a faz repensar dolorosamente entre o céu e a terra.
O livro é muito bom, com uma escrita simples e ao mesmo tempo cativante. Cada capítulo é um dia da missão de Lucy, que só terá resolução nos segundos finais. Não tem como não se apaixonar e torcer para que Lucy complete a missão, mas principalmente amei o Arche... ele é encantador, romântico a sua maneira e muito fofo. Recomendadíssimo para quem quer mergulhar num romance leve, divertido e meigo.

[cadernoderesenhas.blogspot.com]
comentários(0)comente



Danni 11/12/2012

Hilário
Sabe aquele livro que desperta gargalhadas na primeira página?
É esse.
O Céu vai ter que esperar! é uma comédia romântica, onde conta a estória de Lucy (amo personagem com esse nome), que morre acidentalmente na véspera do casamento.Mas como assim? E Dan, o noivo, vai ficar sozinho?
E aí que o céu vai ter que esperar, Lucy tem uma chance de virar fantasma pra cuidar de Dan,mas pra conseguir isso terá que completar uma missão.
O livro é muito gostoso de ler, vc ri horrores com Lucy, e no final uma aflição por Dan.
Super recomendo!!!

-Lucy?
-Fala garoto esquisito.
-Se alguma coisa acontecesse com você...-
-O quê?
Ele se deitou de costas de novo e olhou para o teto.
-Se alguma coisa acontecer com você Lucy-falou devagar-,isso me destruiria completamente. (pág 175)

comentários(0)comente



Adriana 22/07/2011

Ótimo!
Amei este livro. Ah, como é fácil fazer uma resenha quando a gente gostou tanto da obra!!! “O céu vai ter que esperar!” de Cally Taylor foi uma grata surpresa. Esperava um chick-lit comum e me deparei com uma obra repleta de criatividade, emoção e romance. A história gira em torno de Lucy que está prestes a se casar com seu homem dos sonhos: Dan. Ele é o legítimo Príncipe Encantado® e é incrível como em poucas páginas eu já havia me apaixonado por ele.

O romance dos dois é muito fofo, ela está a todo vapor com os preparativos para o casamento e tudo se encaminha para o final feliz. Porém, um dia antes de trocarem as alianças, Lucy sofre um acidente (um tanto inusitado) e morre. Sim, isso mesmo, ela MORRE!!! Agora você deve estar pensando: então qual é a história??

Bem, o fato é que como ela morreu com negócios pendentes para resolver (ou seja ela deveria levar uma vida feliz e estável ao lado de Dan), e assim que chega ao limbo São Bob lhe dá duas opções: ou Lucy vai para o céu viver eternamente na paz ou ela pode voltar à terra como uma morta-viva e se conseguir cumprir uma missão em 21 dias poderá ser fantasma e ficar ao lado de seu amor deste jeito para sempre. E como ela não quer saber de ficar sem seu príncipe, aceita a missão sem pensar duas vezes.

Não vou revelar qual é esta missão porque é bem mais divertido ler e rolar de rir. Mas posso adiantar que nesta jornada ela conhecerá tanto pessoas quanto mortos-vivos incríveis e que vale a pena se encantar com esta história.

O final me deixou surpresa, certamente não esperava pelo que aconteceu. Mas foi totalmente genial por parte da autora e me deixou mais que satisfeita. Para os amantes de comédias românticas este livro com certeza é imperdível.

E é claro que eu não poderia deixar de elogiar e parabenizar a editora Bertrand Brasil pela maravilhosa edição. O texto é muito bem graficado e revisado e a capa é um show, linda e que tem tudo a ver com a trama do livro! Leiam!!!

Resenha em: http://mundodaleitura.wordpress.com/2011/05/26/cally-taylor-o-ceu-vai-ter-que-esperar/
comentários(0)comente



Krous 20/07/2017

Que a história é batida, eu já sabia. Que não seria um livro expecionalmente maravilhoso, era óbvio. Que o final era previsível, não restava dúvida. Eu peguei esse livro sem pretensões de que iria amar, e consegui me decepcionar. Que coisa mais pobre!!

Lucy é uma moça órfã que teve a infelicidade de morrer bobamente perto de se casar. O noivo ficou arrasado com essa tragédia, mas pior ficou Lucy, que era tão carente e sem vida própria que não aceitou descansar eternamente e resolve voltar para assombrar o noivo afim de saber se ele vai seguir com a vida dele sem ela - já que ela não pode. Não que essa ideia a deixe aliviada. Nope, egoísta que só, ela quer que o noivo passe o resto de seus dias enlutado, sem cogitar namorar, casar de novo só porque ele era o grande amor da vida dela e ela era dependente dele - talvez uma reação à morte precoce de seus pais. Com esse pensamento, não é à toa que ela tivesse amigas tão traíras.

Bom, Lucy tem uma missão que é ajudar um nerd, mas ela está mais preocupada - mesmo depois de morta - em julgar quem precisa ajudar, os novos companheiros assombrados sem sequer conhecê-los e perseguir o noivo que cumprir sua missão. A vida dela, sua relação é mais importante que a vida dos colegas agora falecidos como ela. Ela SIM tem razões para querer voltar a viver, os outros não. Os motivos deles são bobos, isso pensa ela. Em outras palavras: uma chata. Me livrei desse livro insuportável assim que li a última palavra.
comentários(0)comente



Amanda 18/09/2011

Divertido e fofo
Uma leitura gostosa e divertida .
Adorei a historia e os personagens , Lucy e Dan são perfeitos um para o outro ...uma historia de amor simples e linda que poderia acontecer com qualquer um de nos .
A capa é linda cheia de brilhos e tem tudo a ver com o contexto ...
Resumindo recomendo a todos ...

Dan: - Se eu morresse , qto tempo vc esperaria antes de tentar encontrar outra pessoa ?
Lucy: - De onde vc tirou isso ?
Dan: - Não sei.Então , responde, qto tempo vc esperaria ?
Lucy: - Dan , isso é morbido .
Dan: - Não é , não. É só uma pergunta.
Lucy: -Hum ...acho que esperaria pelo menos uns dois anos.

Dan ergueu as sonbrancelhas.

Dan: - Dois anos ? estava pensando em algo como duas semanas.
Lucy: - Idiota -dei-lhe um soco no braço .

Dan virou de lado e se apoiou num cotovelo.

Dan: - Lucy?
Lucy: - Fala , garoto esquisito.
Dan: -Se alguma coisa acontecer com vc...- Ele ficou mudo e desviou os olhos, o maxilar travando e destravando , o corpo todo tenso.
Lucy: - O que ? -perguntei , sentindo -me subitamente nervosa. Não era tipico dele ser tão profundo.

Ele se deitou de costas de novo e olhou para o teto.

Dan: -Se alguma coisa acontecesse com você, Lucy- falou devagar-, isso me destruiria completamente.
Pag: 175 ...

Fofo ♥
comentários(0)comente



Márcia 12/04/2013

Esse é o tipo de livro que te faz companhia durante uma tarde e que te deixa levinha para uma noite tranquila de sono. "O céu vai ter que esperar" é uma leitura gostosa e descontraída, como todo (bom) chick lit deve ser.


Lucy Brown é uma garota comum que está há um passo do casamento com sua alma gêmea. Na verdade, ela está há menos de 24 horas do casamento, quando após uma discussão boba com o noivo, ela desce ao porão à procura de um presente para ele e simplesmente morre!
Poderia ser mais trágico se não fosse tão cômico.

Despertada no limbo, Lucy tem alguns minutos para decidir se deseja dirigir-se ao céu e encontrar seus entes queridos ou voltar à terra para tornar-se um fantasma após completar uma missão totalmente descabida: encontrar um amor para um completo estranho! E é tentando completar essa missão para alcançar o "glorioso" futuro de fantasma do seu noivo que acompanhamos a doce Lucy em sua jornada, enquanto a pobre moça ainda se preocupa com sua ex-melhor-amiga (de carne e osso) tentando fisgá-lo!
Para coroar a miséria da garota, ela não pode se comunicar com ninguém que conhece. De novo: seria mais trágico se não fosse cômico.

O mais legal do livro, além de ser um ótimo passatempo, é o modo tranquilo como a autora faz uso de uma situação tão esdrúxula para falar de um amor tão grande quanto e da Lucy, com leveza, comicidade e irreverência.

O final é um tanto quanto forçado demais, mas pensando bem, valeu a pena e não posso dizer que não me surpreendeu.




HELO 18/03/2016minha estante
Exatamente Marcia. Forçado demais. Mas, afinal o livro é lindo e vale a pena devorá-lo.




Leninha Sempre Romântica 17/10/2014

Ao iniciar essa resenha preciso citar o motivo da escolha desse livro para leitura no blog. Eu já conhecia a escrita da autora e, claro, havia me apaixonado por seu estilo. Cally Taylor consegue mesclar humor e cotidiano de maneira única. Durante a leitura de seus livros é recomendável que o leitor esteja sempre preparado para dar uma boa gargalhada em lugares públicos e, claro, disfarçar, porque quando menos se espera lá estamos nós passando vergonha no meio do povo (risos). Diversão garantida, preciso de um motivo melhor para ler os livros da autora?!

Eu passei por isso durante a leitura de Em casa para o Natal, e classifiquei o livro como o mais engraçado que já li. E agora com O Céu vai ter que esperar! não podia ser diferente, temos aqui um tema bem inusitado, surreal, algo inesperado que nos é apresentado e que a autora trata de maneira leve e ao mesmo tempo cheio de surpresas e emoções.

Coloque-se no lugar de Lucy, nossa protagonista; uma mulher feliz, apaixonada, às portas de realizar o maior sonho de sua vida que é casar com o amor de sua vida Dan, e de repente, do nada, morre! Acho que lidar com uma situação assim não é para qualquer um, acordar desse momento fatídico e estar no Limbo, diante de São Bob e de duas opções: ir definitivamente para o céu e rever seus pais já falecidos ou ficar na terra como fantasma e nunca mais se separar de seu grande amor. Complicado, não é?! Só que sua decisão se torna ainda mais difícil quando lhe é destinada uma missão, uma condição para se tornar um fantasma: conseguir encontrar um amor para um cara que jamais se apaixonou.

Começa aí, então, o X da questão. Realizar essa tarefa não vai ser das mais fáceis, ainda mais com um prazo tão curto e com a saudade que Lucy sente de Dan, sem poder se comunicar com ele. E mais, sua melhor amiga Anna cismou de querer conquistar seu noivo, pode uma coisa dessas?! Então, nos vemos diante de uma história que abrange vários outros personagens tornando a narrativa engraçada, leve, alegre apesar do tema meio mórbido , e que me encantou deveras.

Eu não esperava me divertir tanto ou esperava, sei lá , definitivamente a autora tem esse dom; transportar-nos para dentro da história, nos fazendo torcer por seus protagonistas, nos divertindo com suas aventuras, e deixando para o final um desfecho inusitado, inesperado, e a meu ver, perfeito.

Eu fiquei superempolgada com toda a trama, sofri com a impossibilidade de Lucy de se comunicar com seu amado Dan, com sua aflição em não ter a tempo e hora suas vontades realizadas, e o pior, ainda tendo que criar alternativas para cumprir sua missão e ainda ajudar seus novos amigos a cumprirem as deles. Esse lado humanitário de Lucy foi o que mais me tocou, ela não é egoísta em nenhum momento, sempre pensando nos outros até mesmo se privando de algumas coisas.

Com certeza o livro além de nos trazer momentos de distração também nos dá lições de amizade, amor e companheirismo. Cally Taylor tem realmente o poder de nos encantar com suas histórias sempre tão leves e divertidas e com finais sempre tão gostosos de ler.

Rendo elogios à Editora Bertrand pelo primor dessa capa que ficou realmente fantástica. Um céu de glitter, a escada rolante que tem tudo a ver com o enredo do livro e que nos transporta fielmente para a cena inicial da história. Acho que não preciso dizer mais nada, não é?!

Fica aqui o meu conselho: leia, se divirta e apaixone-se!

site: http://www.sempreromantica.com.br/2014/10/o-ceu-vai-ter-que-esperar-cally-taylor.html
comentários(0)comente



Duda 14/01/2013

Ri, chorei e torci pra que tudo não passasse de um sonho.
Sim, Cally Taylor conseguiu me deixar vidrada no mundo de Lucy, a garota que morre na véspera de seu casamento com o homem da sua vida. Poderia ser o fim, mas Lucy vai ao limbo, onde pode escolher: ir para o céu, ou ir para a terra ficar ao lado de Dan como uma fantasma. Morta (literalmente) de amores por Dan, ela decide voltar a terra, mas pra isso, precisa passar por uma missão: achar o amor da vida de um nerd (nerd do tipo camisetas à la Sheldon, timidez excessiva e por ai vai...).
Primeiramente devo que a capa não é nada do que mostra ser nessa ilustração. A capa é maravilhosamente perfeita! É toda brilhosa, cheia de estrelinhas brilhantes... super cute cute.
Me identifiquei muito com a Lucy pelo cenário de empresa de TI (já que trabalho em uma e não entendo nada do que o pessoal fala sobre códigos, novas tecnologias e tudo mais hahaha). A história é super leve e gostosa de ler. Lucy faz várias referências ao mundo 'pop', e é uma protagonista muito engraçada.
É aqueles livros em que você vai torcer muito pra que tudo não passe de um sonho (ou melhor, um pesadelo), pra que ela voltasse a viver e se casasse com Dan. Ah, uma coisa que achei muito legal foi Cally ter colocado passagens da vida do casal, o que nos faz tornar mais íntimos dele, e assim, torcer mais ainda por um final feliz.
Os outros personagens do livro, Archie, Claire e Brian, são construídos muito bem na história.
Me sinto mal em dizer que comprei o livro pela capa (mas volto a dizer: ela é LINDA!), e paguei carinho (quase 40 reais), maaaas valeu a pena. Muito a pena!
comentários(0)comente



Nat! 10/05/2012

Leve, doce e surpreendente!
Essas três palavras definem bem o livro de Cally Taylor. Ele não é apenas mais um livro qualquer de chick-lit, e também não fala apenas de um amor. Ele é daqueles livros que a gente se envolve com a história, se identifica com a personagem e fica pensando se já cometeu ou comete o mesmo tipo de erro. Ou então, fica martelando a pergunta: tá mas se acontecesse conosco a mesma coisa que aconteceu a Lucy, o que escolheríamos o céu ou a "vida de fantasma"?! Decisão difícil, e é com ela que aprendemos um pouco mais sobre o amor...A cada nova página e descoberta que Lucy (personagem principal da trama) faz podemos refletir um pouco mais da vida que levamos aqui e os relacionamentos que temos.
Neste resenha deveria falar da história em si, mas a impressão que ela me causou depois da leitura acho que foi muito mais chocante. Pode até ser que no começo não pareça tão legal o livro, mas depois você se acostuma com os personagens e vai longe, não consegue parar de ler. Porque é aí que de certa forma a gente se encontra, e reflete sobre o amor e sua possessão. Vale a pena a leitura, pode confiar!
comentários(0)comente



Chris 13/09/2012

Um dos melhores...
Sem dúvidas é um dos melhores livros que já li! O livro te prende de uma forma que você nao sussega enquanto não termina. Tem alguns momentos engraçado e a história é linda. Excelente!
comentários(0)comente



Carol 12/05/2012

Uma graça! Desde a capa do livro (que é liiinda, parabéns Bertrand Brasil) até a história como um todo!

Uma leitura leve, despretensiosa, cheia de carisma e triste porém divertida! Diálogos e pensamentos tão seus que você se via facilmente na pele da excepcional Lucy Brown!

Lucy tem um encontro não muito marcado com Santo Bob um dia antes do seu casamento, ao pensar em um presente especial para Dan, seu noivo, Lucy se estica toda para alcançar uma caixa e cai batendo a cabeça e quebrando o pescoço. Tristemente ela não conseguiu se casar com o homem dos seus sonhos (e dos meus também!), mas Bob lhe dá uma escolha, escolha essa que nos deu a chance de nos deliciarmos com as aventuras de Lucy! Já no limbo, Lucy poderia subir a escada rolante da direita que a levaria diretamente aos céus caindo nos braços de seus pais falecidos, ou desceria a escada levando para a Casa de Aspirantes À Fantasma, ficando como morta-viva por 21 dias e se cumprisse a sua missão, viraria um fantasma e ficaria cuidado a distância de seu amado noivo Dan, afinal o amor era incondicional para que a mesma aceitasse nunca mais vê-lo.

Chegando à Casa, se depara com Brian e Claire, dois Mortos-Vivos que estão também na Casa para cumprirem suas missões já que suas escolhas também tinham sido ficar pela Terra. Totalmente perdida e desamparada se depara com um Manual e um envelope contendo sua missão, ao abrir descobre que para ficar na Terra precisa encontrar a alma gêmea de um cara geek chamado Archibald Humphreys-Smythe, e a partir dai Lucy passa por várias aventuras para cumprir a sua missão e ajudar aos seus amigos da Casa a cumprirem as suas também, afinal desde que morreu são sua única família, e que 21 dias foi o suficiente para amolecer o coração dos dois e se tornar importante em suas vidas.

Abro um parênteses enorme para Dan, quem não queria um homem assim? E continuando dentro desse parênteses incluo a equipe do Computer Bitz, que me deu várias risadas e divertimento, principalmente na Festa Fantasia Anual, pronto fecho parênteses).

Cally Taylor, você arrasou com seus pensamentos e criatividade em seu livro de estréia.
comentários(0)comente



48 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4