O Guerreiro das Estrelas

O Guerreiro das Estrelas Flávio Galindo




Resenhas - O Guerreiro das Estrelas


9 encontrados | exibindo 1 a 9


"Ana Paula" 20/04/2015

O Guerreiro das Estrelas foi uma surpresa para mim. Me peguei, mesmo depois de ter lido o livro, pensando em seus personagens e ansiando por uma continuação para saber logo o que virá depois do término deste volume. O autor foi feliz em criar um enredo que parece normal, com pessoas normais, mas com um toque de ficção científica e fantasia.

Aqui, vamos conhecer Benjamin, mas conhecido como Ben, como a sinopse diz, ele é aquele cara simpático, que adora ajudar os outros, mesmo sabendo que pode, às vezes, se machucar com isso. Ben é um personagem singular, gostei muito de suas características e modo de pensar. Ele lembra um personagem real, com desejos reais, sonhos reais.

"- Ameaça?
- Sim. E quando você liberar esse monstro que existe em você...
- O que você está querendo dizer? Que eu sou um monstro? - Leandro parecia completamente perdido.
- Não, mas que existe um em você e precisamos eliminá-lo, antes que seja tarde demais."

Além de Ben, vamos conhecer diversos outros personagens, o que não falta aqui são personagens. Temos muitos, mas não vou citar todos para a resenha não ficar grande demais - mas alguns os leitores adorarão conhecer, como Cínthia, John, David e Emanuel.

A narrativa é em terceira pessoa, principalmente pelo ponto de vista de Ben, mas acompanhamos algumas partes pelo ponto de vista de outros personagens, o que foi muito legal. Tbm conhecemos profundamente o personagem principal, o autor tomou todo o cuidado de contar partes significativas de sua infância, fazendo o leitor a ter um nível de quase amizade com o personagem.

Eu gostei da história como um todo. Os personagens são bem construídos e marcantes, o título condiz perfeitamente com o enredo, juntamente com a capa; quando a história começou a se formar, conseguia visualizar Ben no meio desse fogo azul, tentando desesperadamente salvar a humanidade. A diagramação é simples, com títulos nomeados e números romanos. Encontrei erros bobos de revisão, mas que não atrapalharam minha leitura.

"Sua mente girava a mil. Queria entender o porquê de tantas semelhanças. O que estaria sendo destinado a ele? Pelo que ainda iria passar? Por que tantas perguntas sem respostas?
Ben se via em uma encruzilhada sem saber o trajeto correto, pois nenhum deles lhe dava a certeza de algo."

O que me fez ter uma leitura lenta, foi o começo do livro, onde há muitas explicações. Depois, a história começou a pegar fogo (literalmente) e a leitura fluiu perfeitamente. Creio que por ser o primeiro livro, isso aconteceria independente da história, pois sempre há mesmo muitas explicações. O enredo requer atenção dobrada durante a leitura, pois como disse, são muitos personagens e dentre eles, vamos encontrar anjos, demônios e extraterrestres.

"...Uma pessoa tem a capacidade de mudar as coisas, mas isso somente é benéfico se trouxer a você e aos mais próximos a paz que almejam."

Outra coisa que gostei muito foi o fato de a história se passar aqui no Brasil. Temos presidentes, generais, soldados; todos com nomes bem brasileiros, o que não dificulta lembrarmos seus nomes. Creio que o autor tenha feito uma pesquisa enorme para englobar todo o enredo, e na minha pequena experiência com livros do gênero, não senti falta de nada: tudo foi muito bem explicado.

Ben entrou para minha lista de personagens fortes e marcantes, tanto pelo seu comportamento quanto pela sua personalidade. É um personagem que agrada, independente do que faça. As lições de amor, amizade e família que o autor passa durante a leitura também são de grande valia para o enredo.
Sem mais, indico muito a leitura deste livro. Vale a pena descobrir o que Ben será capaz de abrir mão para salvar a humanidade.



site: http://www.livrosdeelite.blogspot.com.br/2015/04/resenha-o-guerreiro-das-estrelas-o.html#.VTT1aCFViko
comentários(0)comente



Jéss 09/08/2014

Conheça O Guerreiro das Estrelas
Bem, como quase todos os livros que leio, o começo admito que foi meio tedioso, mas eu acabo me surpreendendo com livros que começam assim, pois eles acabam me prendendo na leitura e no final eu vejo o quão bom o livro foi, e o quão bom eu fiz eu não abandoná-lo.

A princípio, o livro retrata a ida do homem à Marte, até aí tudo bem né, mas algo estranho acontece nessa missão, matando todos os 4 astronautas que pisaram lá. OOH, mas como isso aconteceu Jessica? Claro que eu não vou explicar u.u.

Depois dessa desastrosa missão, a história se segue para a vida do nosso querido Benjamin,conhecemos também seu melhor amigo John, sua mãe Laiz, seu padastro Márcio, que Ben simplesmente odeia, ele acha que Márcio é o causador do acidente que matou seu pai à 14 anos, também conhecemos Cínthia, garota por quem Ben é totalmente apaixonado.

A vida desse jovem e de todos a sua volta, era bem normal, como a de qualquer pessoa, mas não continua assim por muito tempo. Primeiro, Ben encontra o senhor de rua, que é cego, mas que prevê o futuro. Segundo, do nada um cara aparece no meio da noite, depois de uma chuva, na frente de sua casa, e ninguém vê, nem escutou nada da chuva, apenas o Ben. Aí que tudo começar a ficar mais interessante.

Ben salva este homem e o abriga em sua casa, mas este homem está com amnésia, não consegue lembrar como foi parar ali, nem muito menos quem ele é. Então, Ben e seu amigo John, o nomeiam com o nome de Leandro, em homenagem ao pai de Ben. Eles acabam descobrindo que o Leandro também tem poderes, uau, pois é minha gente, quem poderia imaginar que isso poderia acontecer com um cara que do nada apareceu na rua né?

Então, a partir daí, tudo em que você acredita , ou não, estará prestes a mudar, eu sempre quis falar isso. Ben irá passar a ver e presenciar coisas que jamais imaginou que pudesse existir. A trama é muito bem desenrolada, envolve o fictício com fatos que acontecem conosco, por exemplo, a amizade verdadeira, os segredos, as decepções, o romance.

Aprendemos com o Ben e o John um dos mais importantes laços que temos nessa vida, a amizade verdadeira, que ela pode vencer tudo, e que amigo de verdade, jamais te deixa na mão.

A história trás muitos segredos e suspenses, quem a gente pensou que fosse um inocente, na verdade, não tem nada de inocente, que a gente achou que jamais morreria, acaba nos deixando. É um livro ótimo, quem falou que os nacionais não podem ser ótimos também? Se você gosta de ficção, gosta de suspense, esse livro é pra você. Não perca a chance de lê-lo. Se perca nesse mundo e conheça o Guerreiro das Estrelas.

"O que te move é aquilo que sem ele você morre. Eu não estou morrendo. Estou sendo movido para o lugar que minha fé hoje conhecer."

"Todos têm segredos e muitas das vezes resolvemos não falar pelo bem dos outros ao nosso redor."

site: http://brilliantdiamond-bg.blogspot.com.br/2014/08/resenha-o-guerreiro-das-estrelas-flavio.html
comentários(0)comente



danilo_barbosa 15/12/2011

Nós ainda precisamos de herois.
Benjamin é um adolescente brasileiro tipicamente normal, parecido com tantos de nós. Mora em uma cidade pequena, junto com sua mãe e o padrastro (que ele não gosta de jeito nenhum). Tem um grande amigo desde que se conhece por gente, Jhon e, além de tudo, nutre uma paixão secreta (na verdade, mais que declarada, já que todo mundo sabe) por Cinthia, sua companheira de classe e garçonete da lanchonete mais cobiçada da cidade, a Lanches Divinos.

Ben percebe que sua vida não vai ser a mesma quando, depois de um encontro com um mendigo cego que parece prever o futuro, durante o silêncio da noite ele vê um raio de luz riscar os céus e cair perto da sua casa. Ele corre para o suposto lugar da queda e encontro um homem nú, acompanhado de uma estranha pedra.
Um ser misterioso, completamente sem memória, que parece ter poderes extraordinários.

De onde será que ele veio. Poderia ele estar escondendo mais coisas do que Benjamin imagina? Ou será ele algum tipo de herói igual das histórias em quadrinhos?

Na verdade, o jovem nem sequer sonha que a maior batalha da Terra está prestes a começar. E o seu papel será decisivo nessa guerra. Prepare-se para conhecer o começo do fim do mundo.

Nunca imaginei que ao receber O Guerreiro das Estrelas (Livro Pronto, 377 páginas) do Flávio Galindo, eu ia conhecer mais que um autor e seu trabalho. E sim alguém que gosto e admiro no mundo virtual. Não só ele. O Literatura de Cabeça me proporcionou transformar cada jovem (e velho) talento da literatura nacional em amigos, mesmo que a distância. Uso dessa resenha para agradecer a todos.

Não tem como ler esse livro e deixar se tomar pela nostalgia dos heróis do HQ. Principalmente o nosso Super Homem, o eterno Homem de Aço. Em cada linha é latente a admiração do autor por esse universo em referências e nome dos personagens, tanto no mundo dos mocinhos, quanto no dos bandidos. E ele consegue trazer esse clima para as cenas de ação da história, que são incríveis. Fiquei imaginando cada cena com precisão milimétrica, ainda mais que elas se situam em alguns lugares que conheço desse Brasil nosso de cada dia.

Veja resenha completa no Literatura de Cabeça:
http://bit.ly/rsItou
comentários(0)comente



Josy.Stoque 13/10/2011

Surpreendente e Sobrenatural!
Devorei as últimas páginas do livro (ao contrário das primeiros que foi meio arrastado)!
Em uma história surreal, cheia de reviravoltas, muita ação e um desfecho incrível, Flávio Galindo nos leva para o mundo do jovem Benjamin Tavares, um adolescente que tem sua vida normal e pacata interferida pelo destino.
Mas Benjamim - quando se começa a ler a história se tem a convicção de que não vai gostar dele - não é um menino comum. Ele tem um coração diferente e nada pedante. É a parte mais bela do livro. Apaixonante.
Em uma corrida contra o tempo, valendo sua própria vida e de todos que ama (inclusive do planeta Terra), Ben fará tudo ao seu alcance com uma garra conquistada com fé e algo sobrenatural!
Surpreendente! Você vai ficar envolvido por essa trama! Já quero meu volume 2!!!
Recomendadíssimo!!!
comentários(0)comente



Lee Nunes 05/10/2011

ELETRIZANTE!!!
No quase final deu-me palpitações a direito de roeções de unha e tudo, belíssima narração, emoções e desfecho revelativos, onde o autor descreve com cenas que parecem estarmos vendo, eu amei o livro e agradeço o carinhoso autógrafo do Flávio deixando aqui meus sinceros parabéns e muito sucesso. Não irei relatar mais sobre a obra para não revelar a estória que é bem emocionante e gostosa de ler tipo daqueles que começamos e não queremos mais parar. Grande abraço Flávio e obrigada pela troca.
comentários(0)comente



Elder Prates (Escritor) 27/06/2011

Emocionante e instigante!
Benjamin, a personagem principal. Em torno dele uma magnífica mãe que casou-se com um crápula, após a morte do pai de Ben, Leandro.
John, um amigo inseparável. Cínthia, a menina que Ben ama, mas ela sente-se amarrada a um ex-namorado em coma.
Emanuel, o coveiro, antigo Senador, e Tom Merevor o vidente.
Em torno deles o desconhecido, a destruição, a dúvida da continuidade da vida humana. Anjos, trevas, fogo, luz, tudo se emaranha nesta estória tecida com muito carinho e talento por nosso querido, Flávio Galindo.
Magnífica estória, meu amigo.
PARABÉNS! E MUITO NESTE COMEÇO E TAMBÉM NA CONTINUIDADE DESTA SÉRIE!
GRAAAAAAAAANDE ABRAÇO!
comentários(0)comente



Na Prateleira 17/06/2011

Mais um novo talento nacional a ser descoberto pela grande massa... e por fãs de boas histórias de fantasia e ficção científica. Assim eu poderia definir o paulista Flávio Galindo, e seu livro de estreia O Começo, o primeiro da saga O Guerreiro das Estrelas. A obra foi lançada em 2010 pela editora Livro Pronto. Um excelente trabalho, eu recomendo.

Sinopse: Uma missão sem sucesso a Marte. Um homem com amnésia. Um garoto comum e nada popular. Uma possível era apocalíptica decidida pelas mãos de um inocente. Seres de poderes sobre-humanos. Sentimentos, Fé, Bondade, Maldade, Astúcia, Coragem, a Terra, o Céu e o Inferno se intercalam na história 'O Guerreiro das Estrelas'.

Apesar de não ser exatamente fã de história com extraterrestres e lutas apocalípticas, gostei muito do livro e de seu enredo cheio de reviravoltas e conspirações. Apesar de ter como personagem principal um garoto aparentemente comum, a história toma rumos espetaculares com envolvimento de exército, Nasa, além de política internacional e nacional (inclusive um dos principais personagens é o presidente do Brasil).

Um dos fatores que me atrai em livros nacionais são as características bem brasileiras, comuns no nosso cotidiano. No livro encontramos citações de coisas reais como nomes de ruas conhecidas, cidades e estados do País. Sinceramente, estou cansando de ler livros estrangeiros repletos de “Edwards” ou “Ambers”... às vezes é muito bom ler livros com “Cintias”, “Leandros” e demais nomes bem brazucas.

A história é narrada em 3ª pessoa, por isso não vemos somente o ponto de vista de Ben, mas também dos demais personagens. E isso é interessante, pois muitos pontos do mistério nós, leitores, descobrimos antes mesmo do protagonista (que acaba entendo realmente no que se meteu somente nos últimos capítulos do livro).

Confesso que fiquei um pouco incomodada com a falta revisão do texto. Não há erros grotescos nem absurdos, mas um bom trabalho de correção daria um tom um pouco mais profissional à obra. Mas isso, claro, não tirou a qualidade do trabalho.

A capa apesar de bonita, eficiente de uma forma geral, e simples ela não é atrativa, não chamando a atenção para a história e não cativando novos leitores. Mas este é um bom exemplo de que não devemos julgar o livro pela capa. #FicaADica.

O final do livro é emocionante, com um desfecho que eu não esperava... especialmente o gancho que o autor usou para amarrar esta obra com a próxima história. Ele conseguiu dar um fim para este primeiro livro, mas deixando mistérios e um possível novo vilão para o segundo volume da obra. Gostei! ^-^

---------------------------------------------------------------------

Gostou?! Veja mais em http://www.naprateleira.com/

comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



9 encontrados | exibindo 1 a 9