Contos Sem Classe

Contos Sem Classe Pat Kovacs




Resenhas - Contos Sem Classe


2 encontrados | exibindo 1 a 2


Cesar 01/02/2012

Textos Sem Curso
“Podemos não ter a classe e nem seguir o curso que outros determinam, mas nem por isso devemos sair da estrada”.
Felizmente para os leitores que, como eu, lançam-se com freqüência á garimpagem de novos nomes da literatura nacional, Snake escreveu e honra as palavras transcritas acima. Sem abalar-se com a rejeição sofrida em diversos concursos de contos que participou, a autora transforma a sua indignação nesta coletânea que representa um bem sucedido experimentalismo que aponta para várias direções. Somente a pena de uma escritora que transborda sensibilidade é capaz de lidar tão bem com as dualidades mundanas, como o faz ela em dois momentos distintos. Em “Demônios nas Sombras”, temos uma incursão às mais baixas regiões vibratórias da Terra, onde o medo e os instintos violentos imperam. Já em “Amores Platônicos”, somos conduzidos a um lírico passeio no parque, para admirar, á poucos metros de distância, um romance recheado de predicados próprios da juventude. Esse dois exemplos ilustram o quanto somos invadidos por sensações e sentimentos antagônicos durante a leitura dos contos, o que faz da obra uma multicolorida vitrine onde Snake expõe tendências, contradições e facetas presentes no espírito humano.
Com efeito, ao final da coletânea, somos levados a questionarmos até que ponto o talento do autor é, efetivamente, o fator determinante para o sucesso nos famigerados concursos literários que abundam por aí.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2