Sonho de Uma Noite de Verão

Sonho de Uma Noite de Verão William Shakespeare


Compartilhe


Resenhas - Sonho de Uma Noite de Verão


115 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


kassya 28/07/2009

Sonhos
"Há quem diga que todas as noites são de sonhos. Más há também quem garanta que nem todas, só as de verão. No fundo, isso não tem importância. O que interessa mesmo não é a noite em si, são os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado".
Sem palavras.. um livro que começa assim....
Juliana 01/12/2012minha estante
Esse trecho eh de qual versão?


Daniele 27/02/2013minha estante
é da introdução.


Jam 13/07/2017minha estante
queria saber em qual versão tem essa introdução




kassya 15/06/2009

Shakespeare é obrigatorio para quem fez teatro...
comentários(0)comente



Jacy Coelho 29/04/2013

Desafio Literário - Abril (Uma ou mais das quatro estações no título)
Um clássico é sempre um clássico. Uma história não se perpetua por séculos, com diversas versões e releituras, à toa... e Sonho de uma noite de verão é uma história bobinha, divertida e que merece ser chamada de clássico.

Eu tenho uma certa dificuldade de entender Shakespeare na primeira leitura, talvez pelo formato Teatro e pela linguagem antiga. Tenho que ler no mínimo duas vezes antes de falar alguma coisa, mas como essa resenha é para o Desafio Literário 2013, vou apenas passar minha primeira impressão.

E a primeira impressão é que eu não sei onde que o Vô Shakespeare estava com a cabeça, quando criou esse samba do crioulo doido...tem personagem demais, no começo é confuso, eu fiquei meio tonta... e detalhe que o pivô de toda a história é um menininho indiano disputado pelo Rei e a Rainha dos Elfos..Sério, vô?

Eu não vou resumir a história, mas todos os personagens vão parar na floresta. E é lá que acontece toda a confusão em uma noite só. O que notei aqui, em detrimento de outras obras de Shakespeare que eu li, é que os personagens não são tão “legais”:

Demétrio era apaixonado por Helena, mas me parece que ela não é tão bonita, e se apaixonou pela formosa Hérmia que ama Lisandro. E Demétrio passou a maltratar Helena que não se faz de rogada:


HELENA: (...) Por isso mesmo é que vos amo tanto. Vosso cãozinho sou. Demétrio altivo, quanto mais me baterdes, mais afável hei de me revelar.


Não me apeguei a nenhum personagem. Por mim, podia acontecer qualquer coisa com qualquer um, que eu aceitava.

O melhor de tudo é que tem uma companhia de teatro tão canastrona, mas tão canastrona, que me rendeu boas risadas. E o dialogo do homem burro com os elfos Flor-de-ervilha, Semente-de-mostarda e Teia-de-aranha (veja bem!) é muito engraçado.

Aliás, o homem-burro é o melhor personagem da história. Meu favorito, as cenas dele são impagáveis. Ele e Puck, uma espécie de Saci Pererê, que gosta de brincar com tudo e com todos e que tem, talvez, as melhores falas.

Eu sei que no futuro me envergonharei dessas palavras, mas por ora, essas são minhas impressões sobre a obra. Uma leitura rápida de fim de semana, simples e divertida.
Gustavo 29/04/2013minha estante
Legal a sua resenha, Jacy!
Apesar de ser um clássico, confesso que não fazia a mínima ideia da história. Pelo menos, apesar da confusão, parece ser divertida rsrs.


Jacy Coelho 30/04/2013minha estante
obrigada pelo comentário, Gustavo!

vale muito a leitura!


LUA 07/05/2013minha estante
Jacy.
Eu já disse que adoro suas resenhas?
Elas são francas, divertidas e extremamente pessoais, gosto de le-las.
Eu confesso que o único Shakespeare que li foi romeu e Julieta, mas imagino que a leitura dos outros deva ser interessante pelo formato.
ótima resenha.
bjs,




Deborah Ingrid 15/04/2013

É Shakespeare, então com certeza eu fui com muita sede ao pote e grandes expectativas, e isso sempre é fórmula para desastre e decepção. De novo, É Shakespeare, então muitas pessoas dirão que eu não tenho cacife para falar mal, mas eu vou. um pouco. Vivam com isso.

Sonho de uma noite de verão é uma peça de encontros e desencontros que seria super agradável e divertida de ler se o autor não tivesse incluído algumas coisas e algumas atitudes de seus personagens (nada carismáticos)de extremo mal gosto.

A peça tem alguns diálogos, dignos da fama de Shakespeare, lindamente poéticos, e esse ao meu ver foi um dos poucos pontos positivos.

A PARTIR DE AGORA HAVERÃO ALGUNS [SPOILERS] PARA EXEMPLIFICAR MEU PONTO DE VISTA.

Por exemplo, a coisa que mais me irritou na peça foi a personagem Helena, cujo nível de idiotice e submissão sobe a níveis estratosféricos. Anastacia Steele nível 434783961245364893. Sim eu ousei comparar com 50 tons de cinza. Ela é apaixonada por um cretino (Demétrio) que antes jurava seu amor a ela até conhecer Hérmia e mesmo recebendo completa rejeição de Hérmia não desiste e passa a desprezar Helena. Aqui vem uma das passagens mais ridículas e digna de vômito da história:


"HELENA: E é exatamente por isso mais o amo. Sou seu cachorrinho; e, Demétrio, quanto mais você judiar de mim, mais abano o rabinho para você. Você pode me usar como se eu fosse o seu cachorro: pode me chutar, pode me bater, esquecer de mim, pode até me perder. Mas eu lhe peço licença, indigna que sou, de segui-lo. Que lugar mais pior posso pedir? E, mesmo assim, a meu ver, um lugar respeitável: ser usada tal qual você usa o seu cachorro. "


WTF???????????????

E no final eles ficam juntos apenas por influência de uma magia de Oberon (rei das fadas e dos duendes) que tem atitudes de um garoto de 5 anos, tal qual sua infantilidade para tomar de Hipólita(rainha das amazonas) um garoto indiano. Garoto que Hipólita diz ser muito importante para ela e depois, enfeitiçada, de "dá-lo" a Oberon quando volta ao seu estado normal de consciência não fala mais uma palavra sobre o garoto ou sobre a horrível atitude de Oberon (fazer ela se apaixonar por um homem com cabeça de burro, sério????).

TODAS as ações dos personagens são desprezíveis não existe um que se salve. Todos eles são falsos e medíocres.

A unica parte quase legal, é a da peça de teatro amador. É tão ridícula e patética que me fez rir. Apenas isso.

Altamente decepcionada com o meu primeiro Shakespeare;



Rich 01/09/2015minha estante
Também a minha percepção da obra. Mas a minha versão é outra, porque a linguagem é bastante mais arcaica do que a extraída por você. Vou transcrever a que li, por ser mais fidedigna à obra original:

"E por isso mesmo, eu vos amo mais ainda. Sou vosso lebréu e quanto mais me baterdes, Demétrio, mais vos acariciarei. Tratai-me como vosso lebréu; desprezai-me, batei-me, esquecei-me, perdei-me, mas, por indigna que seja, permiti-me, ao menos, que vos siga. Que lugar mais humilde em vosso amor posso mendigar, quando peço que me trateis como vosso cão? E, no entanto, é para mim um lugar altamente desejável."




Inlectus 28/07/2009

Muito boa letura.
Uma estória rica, leve e bela. Leitura bem recomendada.
comentários(0)comente



naniedias 24/06/2011

O Sonho de Uma Noite de Verão, de William Shakespeare
Egeu procura Teseu para resolver a questão do casamento de sua filha. Ele, como pai, deseja que sua filha case-se com Demétrio - que a ama. Mas Hérmia está apaixonada por Lisandro, que também a ama. Ela não quer aceitar o pretende que o pai deseja impor-lhe, pois seu coração já tem dono. Helena, amiga de Hérmia, por sua vez, é apaixonada por Demétrio, que não lhe dá bola.
Oberon, rei das Fadas, decide intervir nessa quadrilha amorosa. E manda Puck - seu súdito mais brincalhão - colocar uma poção nos olhos de Demétrio - para que ele passa a amar Helena e possam ser formados dois felizes casais! Mas Puck, um eterno trapalhão, acaba por colocar a poção nos olhos de Lisandro. Assim se forma a quadrilha que compõe essa tão conhecida e aclamada comédia.
"O amor não enxerga com os olhos, mas com a alma, e, por este motivo, o alado Eros aparece cego nas pinturas. Nem na mente do amor foi registrado qualquer sinal de discernimento. Asas sem olhos são emblema de pressa imprudente e, por causa disso, dizem que o amor é uma criança, porque na escolha erra frequentemente."

O que eu achei do livro:
O que falar de uma obra já tão elogiada? Fico até sem jeito. Mas não há como não dizer que é uma delícia!
Eu já havia lido esse livro há algum tempo, mas depois de ler O Rei de Ferro, onde Puck é um dos personagens principais, eu precisei reler o livro - para ver como era o Puck de Shakespeare. E ele é o mesmo brincalhão!
Fico muito feliz de ter relido essa história cativante. É muito gostoso acompanhar as trapalhadas dos personagens e as loucuras do amor. As loucuras de ora ama uma, ora ama outra é hilário!
Shakespeare é um mestre na arte da escrita, uma delícia ler as palavras escritas por esse grande mestre. Felizmente, a tradução que eu li está muito boa, muito bem feita! Acho importante também ressaltar que o livro foi escrito há mais de quatrocentos anos e, portanto, tem uma escrita mais rebuscada, com palavras mais difíceis. Entretanto, é tão cativante e contém tão poucas páginas, que mesmo quem não está acostumado a esse vocabulário, não irá se sentir perdido - conseguirá se deleitar, da mesma forma, com essa comédia maravilhosa escrita por Shakespeare. Se você nunca leu nenhum texto do gênero dramático (originalmente escrito para ser encenado no teatro), O Sonho de Uma Noite de Verão é uma ótima pedida para começar a se embrenhar nesse gênero!
Não sabe-se ao certo a época em que o texto foi escrito - embora haja indícios de que tenha sido escrita entre 1594 e 1596) e nem para que finalidade. Mas, uma das conjecturas é que essa peça super divertida tenha sido escrita para ser encenada na festa da noite de São João - então aproveite o dia de hoje para desfrutar desse texto tão gostoso!
Não posso negar que fiquei morrendo de vontade de assistir essa peça sendo encenada.

Nota: 9
Dificuldade de Leitura: 7

Leia mais em http://naniedias.blogspot.com
comentários(0)comente



Natalia 03/03/2012

Páginas Encantadas: http://www.paginas-encantadas.blogspot.com
Enquanto estava na casa da minha madrinha, vocês sabem muito bem que não fiquei à toa. Pois bem, quando terminei de ler Perfeitos e não me restavam opções de leituras, tia Adriana escolheu em sua biblioteca pessoal alguns livros que ela julgou serem ideais para mim. Foram eles, Sonho de uma noite de verão, Comer, rezar e amar e Comprometida. O segundo e o terceiro ainda estão na minha prateleira, aguardando a leitura, e o primeiro eu já li. Minhas expectativas estavam medianas em relação à obra de Shakespeare, pois sou bastante neutra com relação à clássicos. Não é que eu não goste, só acho que sejam algo perto de um passa-tempo. Assim, pesquisei na internet sobre o livro, para me inteirar a seu respeito e fiquei sabendo que a obra era considerada como uma das melhores escritas por Shakespeare. Preciso falar mais alguma coisa para vocês saberem que imediatamente corri para começar a ler? Ah sim.

A história se passa em Atenas, se não me engano, e é contada com diversos personagens, um mais divertido do que o outro. Quando comecei a ler, não senti aquela emoção na história, mas ao decorrer das cenas e tudo o mais, me diverti bastante. Me identifiquei em parte com Hérmia e Helena, as duas jovens apaixonadas, e confesso que em algumas horas eu tinha vontade de matar o Demétrio. Muitas vezes fui uma "Helena" da vida, mas não tão entregue (uma colher de sopa de valor próprio por favor!) quanto a original.

Os atores são os mais engraçados. Quando um deles é enfeitiçado por um duende, fica com cabeça de burro e é o alvo de interesse romântico da rainha das fadas, tudo vira de cabeça para baixo. E a confusão que os duendes aprontam com os jovens na floresta então? Lisandro e Demétrio acabam quase duelando por Helena, enquanto esta última se encontra injuriada com o comportamento dos dois. Hérmia por sua vez, fica indignada e as duas começam a brigar no meio de toda a confusão.

Tive o prazer de ler uma das melhores obras de Shakespeare, e me deliciei a cada parágrafo. Nesta obra, ele criou personagens bem humorados e que realmente marcam presença, a pesar de estarem em grande número na história, você não consegue distinguir quais são os principais e quais são secundários, é tudo tão misturado e rápido, que nem dá tempo de você se perguntar a respeito disso. O autor criou um conto delicioso, onde a história gira em torno da organização de um casamento, que é o evento mais hilário que já li em uma história. Essa resenha ficou bem curtinha, mas realmente, não tenho muito o que falar, já que adorei o livro.

Nota: 95/100
comentários(0)comente



Nah. 30/03/2009

Shakespeare é conhecido, em grande parte, por sua peça "Romeu e Julieta". Foi devido à ela que senti curiosidade por ler toda a sua obra e essa não me decepcionou. Tem um 'quê' de magia e complicações amorosas, com uma pitada de humor e drama que torna todo o tempero da obra delicioso. Recomendo!
comentários(0)comente



Andre 16/06/2009

Um livro diferente
Eu não pretendia ler esse livro, mas por causas oportunas, acabei pegando-o. Tinha que ler mais comédias dele, não só tragédias.
Disse que esse era um livro "diferente" dele. Foi o que achei, porque é o primeiro que leio em que vejo rimas. Não sei se gostei muito dessa forma de escrever. É óbvio que ficou muito bonito - tudo que Shakespeare escreve é fascinante - mas o acho melhor quando escreve em prosa. Talvez porque ainda não vi seus sonetos, que dizem ser muito belos também.
O que chama atenção na história é a paixão de Helena por Demétrio. Este a ignora, pois ama Hérmia, que ama Lisandro. Um atrapalhado elfo acaba complicando tudo, fazendo com que os dois se apaixonem por Helena. Aí tudo se complica, mas ao final da trama, é claro, tudo acaba bem! O que só é possível nas comédias shakesperianas!!!
São muito interessante são as declarações de amor que os personagens trocam entre si. Até anotei algumas, as que mais me chamaram a atenção. Não que um dia eu as use, mas porque eu gosto de anotar essas partes. Faço isso com todos os livros que leio.
Aline 11/10/2013minha estante
Li na adolescência, gostei. Mas estava começando a entrar no mundo da leitura e tive dificuldade de ler , confesso!




Marcinha 30/03/2009

Clássico
Sem dúvidas este livro é um clássico. Shakespeare é maravilhoso. Sonho de uma Noite de Verão é uma peça que traz uma energia tão boa para quem lê, com um ar de inocência e com promessas de risos. É um livro com poucas páginas, clássico e que vale muito à pena, recomendo com toda certeza.
comentários(0)comente



Mara Vanessa Torres 05/09/2009

Eu não sou insensata a ponto de renegar William Shakespeare (e nem poderia cometer tal delírio), mas Sonho de Uma Noite de Verão me desceu indigesto - ou melhor, não desceu. Personagens lendários que se aglutinam e interagem entre si. Para os direcionados, um culto ao refinamento clássico, que deve ser louvado e lembrado. Pra mim... Normal.
comentários(0)comente



Sol 26/08/2016

Sonhos
Esse livro é muito especial, especialmente pra mim, por que foi o primeiro livro que eu li. É um clássico de Shakespeare e retrata histórias de amor com toda a confusão que o amor gera. Recomendo.
comentários(0)comente



Walkí­ria Silva 29/05/2014

Apenas um sonho...
De Shakespeare, prefiro as tragédias, mas também gosto de suas comédias e "Sonho de uma noite de verão" é uma delas, clássica comédia romântica que mistura romance espirituoso e fantasia. Trata-se sobretudo, de uma hilariante confusão de encontros e desencontros de quatro jovens enamorados em um bosque, em uma noite de verão e com o contagiante lirismo shakesperiano. Super recomendo a leitura.

" [...] O Amor não enxerga com os olhos, e sim com a mente, e por isso pinta-se cego o Cupido alado. Tampouco a mente do Amor tem faro para qualquer discernimento. Com asinhas e sem olhos, representa a pressa da imprudência. [...] " (Sonho de uma noite de verão - William Shakespeare)
comentários(0)comente



Celebbrian 13/04/2011

Travessuras élficas
Sonho de Uma Noite de Verão conta uma comédia que ocorre entre seres élficos e humanos, descrevendo a magia e a realidade em uma só dimensão. A maior parte do livro ocorre em um bosque proximo á Atenas, onde elfos habiatam, jovens humanos usam de refujo e atores usam para ensaios.

Resumindo um pouco a história, Oberon é o reio dos elfos e esposo de Titânia, porém os dois estão em conflito. Para dar uma lição em sua esposa, Oberon pede para que Puck, um elfo, que lhe traga a flor do amor perfeito, para enfeitiçar Titânia que dorme, para que ela se apaixone pelo primeiro ser que vir, no caso ela se apaixona por um humano. Esse mesmo feitiço é usado por Puck em dois jovens de Atenas Lisandro e Demétrio que eram apaixonados por Hérmia, mas por conta do feitiço acabam se apaixonando por Helena, ocasionando uma imensa confusão.

Particulamente achei o livro divertido e muito bem escrito, como não podia deixar de ser, já que é um livro do genial William Shakespeare, mas esse é um dos seus poucos livros que tem um final do tipo: ...e viveram felizes para sempre...
De Shakespeare prefiro as tragédias, mas essa comédia foi emocionante e recomendo!
Mayra Dias 07/06/2011minha estante
Ahhh, fiquei com mais vontade de ler!!




Lidy Laís 23/01/2012

A história é repleta de mitologia grega.
É uma peça teatral com muito romance (típico do autor) e um toque de humor, o que deixa a história agradável de se ler.
comentários(0)comente



115 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |