Macbeth

Macbeth William Shakespeare
Manuel Bandeira
Manuel Bandeira
Manuel Bandeira




Resenhas - Macbeth


285 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


@aprendilendo_ 04/12/2021

Resenha de "Macbeth"
Após uma vitória gloriosa contra os exércitos da Noruega e da Irlanda, Macbeth, honrado barão de Glamis, recebe, por meio de três feiticeiras, a profecia de que se tornará o rei da Escócia. Infelizmente, a promessa acaba por desenvolver uma ambição assassina no barão e revelar os piores lados de sua personalidade. A partir disso, tem-se o início de uma rede de traições e assassinatos em busca do poder e de sua sustentação. Escrita por volta de 1603, “Macbeth” é considerada uma das melhores obras do dramaturgo inglês William Shakespeare.

De início, por meio da escrita poética e reflexiva de Shakespeare, a obra começa com uma ótima apresentação de Macbeth e sua honra perante os nobres de seu reino. Nesse contexto, com a dignidade do protagonista bem estabelecida, toda a decadência mental e ética do personagem durante a história acaba por ser impactante e inesperada, de maneira a imergir o leitor na trama e torná-lo curioso sobre seus futuros acontecimentos. Tais elementos, por fim, são apenas realçados pela peculiar violência demonstrada durante toda a obra, repleta de um tom vingativo e ambicioso, o qual gera a tensão narrativa e todo aspecto de guerra iminente.

Em outro momento, deve-se pontuar sobre outros personagens, como Lady Macbeth e Banquo. Enquanto a primeira, esposa do protagonista, demonstra uma malícia dissimulada, Banquo, companheiro de batalha de Macbeth, apresenta-se como o grande contraponto moral do casal principal. Nesse sentido, há o aspecto de uma batalha não apenas externa, entre os diversos nobres, mas, igualmente, interna, entre as ambições de cada um e sua determinação de conquistar o desejado, não importando a forma. Dessa forma, a trama acaba por ter, como foco, a descaracterização moral de Mcbeth e o rio de consequências advindos desse fato.

“Macbeth” é uma obra interessante, a qual demonstra muito bem a decadência de um grande homem perante a ambição maliciosa por poder e o peso de ter que lidar com as consequências de seus próprios atos.

Nota: 8.75



site: https://www.aprendilendo.com.br/
Fernanda T. 07/12/2021minha estante
Emendar com ? O som e a fúria ? do Faulkner, cujo título veio de Macbeth :)




Neide.Braga 31/03/2020

[MACBETH - William Shakespeare]
É uma estória sobre abuso de poder, ambição, moral, traição etc. Uma peça muito forte e bastante sangrenta!
- A peça é pequena, sem rodeios e com muita ação.

Foi a primeira vez que li um livro em formato de peça teatral, no início foi difícil se adaptar, mas gostei muito.
Jose 31/03/2020minha estante
Leia Júlio Cesar, é muito bom. Essa eu vou ler ainda.
Achava que Shakespeare era inacessível e agora descubro que é uma delícia de ler.


Neide.Braga 31/03/2020minha estante
Pode deixar, obrigada pela dica ?




Leonhard 16/02/2021

A peça escocesa
Foi uma leitura muito rica! Cheia de acontecimentos importantes e de um estudo de caráter bastante interessante. Tendo visto uma resenha à respeito, acho que a leitura de uma edição melhor traria uma experiência completa. E adorei a superstição que omite o nome!
comentários(0)comente



Joao 07/10/2021

O grande delineador das emoções humanas
Eu costumo dizer que se seres vindos do espaço perguntarem quais obras devem ter contato para entender as emoções humanas e suas complexidades, é só mostrar a obra de Shakespeare para eles.
Praticamente o autor discorre sobre tudo nesse aspecto na sua obra. Se é do seu interesse tomar contato com isso, vá em frente porque a leitura é maravilhosa.

Contudo, em termos de estrutura e de linguagem, Shakespeare é considerado rebuscado e Macbeth não foge a essa regra. Porém a temática aqui é maravilhosa e os personagens são muito marcantes. Lady Macbeth é um dos tesouros da cultura humana e a ambição é o cerne desse livro. A ambição e todas os seus desdobramentos.
Reservem um tempo para ler Shakespeare. O texto é poderoso e a saga vale a pena.
Fabricy 08/10/2021minha estante
Deve ser incrível!


Joao 08/10/2021minha estante
Fabricy, eu adorei. Foi a minha melhor experiência com o autor e olha que já tinha adorado as outras obras dele que eu li.


Fabricy 08/10/2021minha estante
Um dia chego lá!


Joao 08/10/2021minha estante
Com certeza hehe. É só ter um pouco de paciência.


Neide.Braga 17/10/2021minha estante
Meu primeiro contato com Shakespeare e foi inesquecível ?
Já leu outro dele? Comprei vários, não sei qual ler ?


Joao 17/10/2021minha estante
Então Neide, além desse, eu li Rei Lear e Otelo. Alguns eu já tive contato mas preciso reler. Qualquer um desses dois que mencionei, são maravilhosos. Pode ir sem medo.


Neide.Braga 17/10/2021minha estante
Eu tenho Otelo ????
Será o próximo da lista!


Joao 17/10/2021minha estante
Pronto! E Otelo tem um dos melhores personagens da literatura mundial, que é Iago. Eu adoro heheh




Thaís | @analiseliteraria 05/07/2020

Minha história preferida de Shakespeare
Escrita no século XVII, Macbeth é uma tragédia que retrata de forma magistral tensões políticas e psicológicas.
Macbeth é um general escocês conhecido por suas conquistas em batalhas, o que o torna tão valioso para o rei Duncan da Escócia. Em suas andanças junto de seu amigo Banquo, encontram 3 bruxas que lhes fazem profecias. Macbeth será Barão de Cawdor e depois rei da Escócia. Banquo não será rei, mas pai de reis. Banquo alerta Macbeth "muitas vezes, no intuito de conduzir-nos até a destruição, os instrumentos de Satã contam-nos verdades, cativam-nos com insignificâncias claramente honestas, só para trair-nos em consequências as mais profundas". Desde o início, é possível sentir a atmosfera de traição presente, que possibilita Macbeth acender ao título de Barão de Cawdor e faz com que ele trave uma luta entre seus desejos, sua consciência, o livre-arbítrio e a moral.
Lady Macbeth, esposa de Macbeth, a grande vilã - para mim, a personagem mais interessante e com os melhores diálogos - sabendo da profecia, o leva a cometer regicídio, ainda que ele hesite na ação "Tens medo de ser na própria ação e no valor o mesmo que és em teu desejo?". Macbeth usurpa o trono e se estabelece como tirano, dando início a uma série de traições e assassinatos para se manter no poder. Lady Macbeth sucumbe a loucura, depois da consciência "chegar" de modo retardado. Macbeth também paga o preço com a insanidade.
No fim, as bruxas não fizeram mais do que impulsionar e tornar consciente toda a ambição e o desejo latente que já existiam em Macbeth. "Que se enganem os outros com nossa aparência mais serena. Aquilo que sabe o coração falso, a cara falsa deve esconder."

site: @analiseliteraria
comentários(0)comente



André 27/03/2020

Literatura Fundamental: Um Clássico Shakesperiano (Resenha Osmose Literária)
Ler Shakespeare é uma experiencia bem reflexiva. Tentei enxergar o conteúdo dos diálogos e propus uma interpretação minha.

Jamais pretendo me colocar como dono da verdade, apenas faço as resenhas como exercício de escrita que se baseia apenas nas minhas experiências pessoais e na formulação de minhas próprias interpretações. A verdade me falta, apenas discorro sobre a impressão do que vejo.Verdades são cansativas, e já não tenho idade, nem capacidade, para reproduzir paciências desse tipo...kkk

Essa resenha eu decidi colocar somente no meu Blog: Osmose Literária. Lá também tem várias resenhas que posto aqui.

https://osmoseliteraria.blogspot.com/2020/03/literatura-fundamental-um-classico.html
comentários(0)comente



Marcela (Taylors Version) 04/12/2021

Shakespeare é maravilhoso
Uma das melhores obras do nosso querido dramaturgo mais famoso de todos os tempos. Cheia de mistérios, assassinatos, guerras, sangues, maldições, bruxas?
Shakespeare se superou com essa peça
comentários(0)comente



Vinny Britto 31/01/2020

Confesso que nunca tive muita vontade de ler Shakespeare ou outros do gênero, em parte por não gostar do estilo da narrativa.
Decidi ler Macbeth quando soube que Jo Nesbø estaria lançando um Romance Policial que seria uma espécie de releitura ambientado na década de 70, então quis ler a obra original antes.

A história de Macbeth faz jus a fama. Sombria, intrigante, com reviravoltas e traições, de fato se mostrou uma grande e obscura tragédia.

Como nem tudo são flores, continuo não gostando do estilo.
DANIROMA 31/01/2020minha estante
Somos 2 então, acho que tudo na cultura inglesa ( música e literatura ) é super valorizado. Abcs


Vinny Britto 31/01/2020minha estante
Nesse caminho mesmo, com exceções claro.


Rique Viola 31/01/2020minha estante
Mas isso acontece em qualquer país, até aqui no Brasil temos clássicos que são super valorizados e ruins!


Vinny Britto 31/01/2020minha estante
Verdade Rique, bem lembrado!




Katia 27/01/2021

A peça escocesa
Perfeita para quem ama frases de efeito assim como eu ?.

" A vida não passa de uma sombra que caminha, um pobre ator que se pavoneia e se aflige sobre o palco - faz isso por uma hora e, depois, não se escuta mais sua voz. É uma história contada por um idiota, cheia de som e fúria e vazia de significado. "
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Lucas | @luagonoslivros 12/08/2021

Hamilton
Nunca li Shakespeare e decidi começar por Macbeth para entender as referências de Hamilton (oh o vício).

E acabou que me surpreendi demais com a história! Eu imaginava ser algo enfadonho, e talvez até dramático demais, mas encontrei tragédia e obscuridade na medida certa, a pronto de me deixar tão envolvido que até interagi em momentos de assassinato com suspiros de surpresa.

Vale a pena e já quero mais!

E pra quem quiser entender as referências de Hamilton, aqui vai:

They think me Macbeth, ambition is my folly (Hamilton cometeria loucuras por ser muito ambicioso)
I'm a polymath, a pain in the ass, a massive pain (Auto explicativo kkkk)
Madison is Banquo (Uma pedra no caminho de Hamilton que é a mais provável de ser eliminada, pelas características mais calmas de Madison)
Jefferson's Macduff (Inimigo de Hamilton que o mataria para subir ao poder)
And Birnam Wood is Congress on its way to Dunsinane (Todos os soldados que marcharam para lutar contra Macbeth em Dunsinane, ou seja, o Congresso que não aprova suas emendas)
comentários(0)comente



@apilhadathay 10/01/2011

Magnífico!
"Aquilo que sabe o coração falso, a cara falsa deve esconder"

Estou maravilhada.
Escrito no século XVII, aproximadamente entre 1605 e 1606, Macbeth é uma peça maravilhosa, que narra a história de um oficial do exército escocês, tido em alta conta pelo rei: o General Macbeth. Eu não resisti a inúmeras citações perfeitas que encontrei durante a leitura e muitas estão aqui.

"O belo é podre e o podre, belo sabe ser: ambos pairam na cerração e na imundície do ar"

Macbeth é um bravo e valoroso guerreiro que está a ponto de se tornar uma lenda nas batalhas. É primo e homem de confiança do rei Duncan da Escócia. Seus feitos lhe rendem cada vez mais títulos, mas uma profecia alimenta mais que suas expectativas para o futuro. Três bruxas encontram Macbeth e seu amigo Banquo, numa charneca deserta, e fazem predições sobre os dois: um será rei e o outro será pai de reis, menos importante, porém mais poderoso.

"Aconteça o que acontecer, o tempo e as horas sempre chegam ao fim, mesmo do dia mais duro dentre todos os dias"

Alimentado pelo gênio maquiavélico e sedento de poder de sua esposa, a dissimulada Lady Macbeth (uma vilã fantástica, que eu adoraria interpretar no Teatro), o general é levado a cometer a mais vil traição contra aquele que tanto o admirava. Testemunhamos, por esta história, a que ponto chega um ser humano em sua busca pelo poder: a frieza, os melindres, o coração duro e falso, que depois da primeira crueldade sente mais facilidade em cometer a seguinte.

Mas, uma hora dessas, tudo o que fez se volta contra você. E pode sentar, porque virá quando menos esperar.

"Não existe arte pela qual se possa adivinhar o caráter de um homem só observando-lhe a fisionomia"

Uma onda de parricídios tem início, no reino escocês.
Quando dizem que o gênero é dramático, não se referem apenas ao estilo literário, mas aos exageros em Oh!’s e Ah!’s no decorrer do texto, bem como a reação das pessoas. Por exemplo, dos assassinos contratados para matar um cidadão na emboscada!

"Sou sujeito, meu Suserano, a quem os golpes vis e as bofetadas do mundo de tal modo enfureceram que me é indiferente se faço isso ou se faço aquilo, contanto que eu machuque o mundo"

Parece com drama de adolescência. Mas imagine isto sendo dito por um homem com fogo e desespero nos olhos afundados de sofrimentos antigos. Hoje em dia, isto se traduziria assim: “Já apanhei muito da vida e agora é hora de dar porrada!”

Os assassinatos na emboscada da estrada, e do rei, pelos servos, tinham tudo para ser crimes perfeitos, com álibis irrefutáveis e profissionais envolvidos. Mas acontece que o único crime perfeito é aquele que não se comete. Além disso, a culpa e a confiança demasiada são as piores inimigas dos fracos de espírito.

"Que a benção de Deus o acompanhe, e a todos aqueles que desejam transformar o mal em bondade e os inimigos em amigos"

Um ponto interessante na ideia das festas da sociedade real naquele tempo: o anfitrião precisava reiterar várias vezes que os convidados eram bem vindos para que a festa não fosse arruinada. Em todo caso, a pior inimiga que Macbeth poderia conseguir chegou e ele, como sempre, é salvo pela esposa.

"Mais seguro é ser o objeto que destruímos, mais seguro do que habitar uma alegria duvidosa, construída pela destruição (...) Coisas para as quais não há remédio não devem ser contempladas. O que está feito, está feito"

Vemos no livro a ideia apregoada por tantos séculos sobre o mal, para alguns, ser algo louvável, enquanto fazer o bem é tido como atitude de loucos. E Macbeth aprende da pior forma que pôr os olhos no futuro sem ter posto os pés nele, antes, pode ser mais assustador do que aguardá-lo chegar, no dia em que vier.

"Quando não fazem de nós traidores as nossas ações, nossos medos disso encarregam-se"

As pessoas na Escócia começam a fugir, temendo morrer, porque o rei mandava executar todos os traidores. O reino escocês sofre: ninguém mais sorri, soluços e gemidos e gritos ecoam por toda arte, tristeza é um sentimento corriqueiro e quando se anuncia um funeral, ninguém mais pergunta quem morreu. As emoções estão alcançando os limites humanos.

"A dor que não fala termina por sussurrar a um coração sobrecarregado, pedindo-lhe a explosão"

Aos assassinos do rei, não se esperava apenas que fossem traídos por uma inimiga tão próxima e tão incontrolável – uma que eles não poderiam eliminar na base da tirania e da espada.

PRECISO VER O FILME!

PALAVRAS NOVAS

Alambique = destilador
Alaúde = antigo instrumento musical oriental de cordas dedilháveis
Ameias = cada saliência retangular separada a intervalos sobre muros
Anteparos = defesas
Arauto = nas monarquias medievais, oficial que fazia publicações solenes, anunciava guerra ou paz.
Arremetida = investida impetuosa
Asseverar = garantir, afirmar
Atalaia = ponto de vigia, guarda
Auspicioso = promissor
Beligerante = que está em guerra
Charneca = terreno não cultivado
Claudicante = coxo
Cutiladas = golpe de cutelo, sabre, espada
Desditosa = infeliz, desventurada
Desfraldar = brandir, agitar
Diligente = rápido, direto
Embotado = enfraquecido, desfocado
Epicurista = adepto do epicurismo, doutrina que prevê que se encontre o bem pelo prazer, pela prática da virtude e da cultura de espírito
Fenecer = acabar, morrer
Galgo = espécie de cão
Gorgomilo = garganta
Imberbe = sem barbas
Imprecação = praga
Impudente = sem pudor
Inconteste = não contestado / questionado
Inebriante = embriagante, extasiante
Infausto = infeliz, aziago
Laivos = manchas, nódoas
Oboé = instrumento musical de madeira, de sopro, com palheta dupla
Parricídio = assassinato do pai
Pardacento = tirante a pardo, que aparenta ser pardo
Pasmaceira = pasmo tolo, apatia
Pérfida = falsa, traiçoeira
Perfídia = falsidade
Perpetrar = cometer, praticar
Purgar = purificar
Rameira = meretriz
Refrega = luta
Rendilhado = ornado com rendilhas
Sacrílego = que cometeu sacrilégio
Silente = silencioso
Vaticínio = profecia
Verruma = instrumento com ponta em hélice, para abrir talhos em madeira
Vicejar = ter viço, opulência
Laura 26/05/2012minha estante
Oi Thaíse Gomes, eu queria saber qual foi a tradução que você leu, porque não consigo encontrar uma boa. Obrigada.


@apilhadathay 26/05/2012minha estante
OI, Laura! Foi da L&PM, justamente a da capa que está nessa resenha =)




Bah 21/05/2020

Seja a obra que for, Shakespeare tem e terá meu coração todinho. Digo sem medo de errar.

site: https://www.instagram.com/itsbarbaracunha/
comentários(0)comente



Yasmin 23/04/2021

Gostei
Bem interessante, gostei bastante da história e também gosto desse tipo de texto teatral, embora não entre nos meus favoritos, certamente acho uma ótima leitura!
comentários(0)comente



Lala 09/12/2021

Linguagem complexa... Claro, é Shakespeare!
Devo confessar que não entendi muito da obra. Eu já li outros de Shakespeare como "sonho de uma noite de verão" e "Romeu e Julieta", mas esse livro foi mais complexo para mim. Pelo menos entendi o final. Vou tentar ler de novo quando for mais velha, acho que apreciarei mais a obra.
comentários(0)comente



285 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR