As Mil e Uma Noites

As Mil e Uma Noites Galland
Galland
Galland




Resenhas - As Mil e Uma Noites


16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


laurim 05/06/2017

Mil e uma noites
Livro bom! Achei muito interessante apesar de ser um pouco cansativo no começo mais conforme você lê o livro te prende a ele pois cada historia é mais interessante que a aterior.
Gostei muito!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



09/01/2010

muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito bom mesmo
melhor livro de fantasa romance e aventura que já li,vc sempre se surpreende e nunca larga a leitura antes de saber o desfecho
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Gabi 04/06/2017

As mil e uma noites
Esse livro conta a história de um sultão que foi traído e por isso passa a ficar com as mulheres durante a noite e quando amanhece,ele manda executa-las.Certa vez Sherazade pediu ao seu pai que ela fosse a mulher daquela noite,o pai dela tentou impedir o pedido pois sabia que no outro dia ela iria morrer mas no final acabou deixando.Ela tinha um plano,contar histórias,durante mil e uma noites,será que esse plano deu certo? Será que Sherazade morreu ou será que ela salvou todas as outras mulheres? Leia o livro,eu gostei e recomendo!!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Gabi 04/06/2017minha estante
boaaaa


Gabi 04/06/2017minha estante
ai simmmm


Gabi 04/06/2017minha estante
te ensinei certin




Isadora 02/06/2016

As Mil e Uma Noites
eu achei um livro fantástico pois no próprio livro você conhece vários outros contos, e também a tática da Sherazade para sobreviver é incrível pois ao mesmo tempo em que ela sobrevive ela conquista o Shariar, também gostei pelos contos que uns me surpreenderam e realmente me encantaram.
comentários(0)comente



thiago lima 02/06/2016

As Mil e Uma Noites
Esse livro conta história de um sultão q é traído por sua mulher e decide descontar a sua raiva em outras mulheres, ele passa uma noite com uma mulher e no dia seguinte a mata, até q ele conhece Sherazade q se oferece a passa uma noite com esse sultão, mais o Sultão desenvolve uma relação com essa mulher devido a suas histórias, e ela vai contando suas histórias e assim se passam varias noites.
comentários(0)comente



bianca 02/06/2016

As mil e uma noites mais lindas
sultão é traído por sua mulher.
se sentido muito traído passa cada noite com uma jovem, mandando matá-la no dia seguinte, até que Sherazade apareceu e com suas maravilhosas historias é capaz de conquistar o coração machucado do sultão deixando entretido por varias noites
o livro é muito bem escrito,com historias maravilhosas que não só deixou o sultão entretido como a mim e tenho certeza que os possíveis leitores
Gabi 04/06/2017minha estante
assim que eu ensinei


Gabi 04/06/2017minha estante
boa boa




diogo 02/06/2016

Resenha do Diogo
As mil e uma noites um livro que conta a História de um Sultão que após ser traído por sua mulher começou a repensar se as mulheres em geral são confiáveis e descartou esta opção. Então criou uma lei em que as mulheres (Jovens 18-22) fossem em seu quarto dormisse... com ele e na manhã seguinte seria morta, no livro após isso conta o plano de Sherazade para impedir que as mulheres sofressem maus tratos, sera que seu plano deu certo?
Em todos os livros que li este foi o que mais me prendeu a leitura que não queria que acabasse, porém não Gostaria de ler alguma continuação pois como diz o ditado ¨ A comida não é tão gostosa no 2* prato¨¨, recomendo.
comentários(0)comente



Isa 02/06/2017

As mil e Uma noites
O livro conta a história de um sultão que é traido pela esposa E por isso resolvi casar toda noite com uma mulher diferente e de manhã manda matá-la e sherazade tem um plano para libertar as mulheres do reino e pede para seu pai dar ela de mulher pro rei por uma noite e cada noite ela começa contar uma história diferente o que chama atenção do sultão . É será que esse plano dará certo ?
comentários(0)comente



Valentine 02/06/2016

As mil e uma noites
Esse livro conta a história de Sherazade, que está tentando salvar as mulheres da lei de Sultão que cada noite se casaria com uma mulher e no dia seguinte ela seria morta. Sherazade se casa com Sultão e cada noite conta uma história para ele, por causa dessas histórias e da curiosidade de Sultão, ela consegue ficar mais tempo viva.
Eu gostei muito dessa história e recomendaria para todos lerem.
Gabi 04/06/2017minha estante
boaaaaa valennnnn HAHAHAHHAHA


Gabi 04/06/2017minha estante
boaaa valenn HAHAHA




Izabella Ramos 30/06/2011

As Mil e Uma Noites - Adapitação de Julieta Godoy Ladeira
Sobre o Livro: As Mil e Uma Noites, fala sobre um rei chamado Shariar, que foi traído pela esposa e mando mata-la, tendo então como ponto de vista das mulheres, que elas não valem nada, passando uma noite com cada mulher e no dia seguinte mandado mata-las. Então, Sherazade tomou coragem e quis passa uma noite com o rei Shariar e provar que as mulheres não são o que ele pensa que são, ela queria a liberdade das mulheres, então na noite em que chegou sua vez começou a contar uma história a cada noite, fazendo com que o rei não a matasse. E as histórias o encantavam, chegando a um ponto q o rei resolver nunca a matar mais nenhuma mulher e acabou casando-se com Sherazade.
O que eu achei do Livro: Esse livro é bem comprometedor, achei criativo a forma de como a personagem seduziu o rei apenas com HISTÓRIAS, então é sempre bom saber histórias de cor, mas também achei um pouco de exagero o envolvimento que trouxe para os leitores, mas creio que também fará muito sucesso.
Obrigada.
comentários(0)comente



Arthur.Arthur 04/06/2017

AS MIL E UMA NOITES
Conta a lenda que na antiga Pérsia o Rei Shariar descobre que foi traído pela esposa, que tinha um servo por amante, o Rei despeitado e enfurecido matou os dois. Depois, toma uma terrível decisão: todas as noites, casar-se-ía com uma nova mulher e, na manhã seguinte, ordenaria a sua execução, para nunca mais ser traído. Assim procede ao longo de três anos, causando medo e lamentações em todo o Reino.

Um dia, a filha mais velha do primeiro-ministro, a bela e astuta Sherazade, diz ao pai que tem um plano para acabar com a barbaridade do Rei. Todavia, para aplicá-lo, necessita casar-se com ele. Horrorizado, o pai tenta convencer a filha a desistir da ideia, mas Sherazade estava decidida a acabar de vez com a maldição que aterrorizava a cidade.

E assim acontece, Sherazade casa-se com o Rei.

Terminada a breve cerimônia nupcial, o rei conduziu a esposa a seus aposentos, mas, antes de trancar a porta, ouviu uma ruidosa choradeira. “Oh, Majestade, deve ser minha irmãzinha, Duniazade”, explicou a noiva. “Ela está chorando porque quer que eu lhe conte uma história, como faço todas as noites. Já que amanhã estarei morta, peço-lhe, por favor, que a deixe entrar para que eu a entretenha pela última vez!”

Sem esperar resposta, a jovem abriu a porta, levou a irmã para dentro, instalou-a no tapete e começou: “Era uma vez um mágico muito malvado...”. Furioso, Shariar se esforçou ao máximo para impedir a narrativa; resmungou, bufou, tossiu, porém as duas irmãs o ignoraram. Vendo que de nada adiantava sua estratégia, ele ficou quieto e se pôs a ouvir o relato de Sherazade, meio distraído no início, profundamente interessado após alguns instantes. A pequena Duniazade adormeceu, embalada pela voz suave da rainha. O soberano permaneceu atento, visualizando mentalmente as cenas de aventura e romance descritas pela esposa. De repente, no momento mais empolgante, Sherazade silenciou. “Continue!”, Shariar ordenou. “Mas o dia está amanhecendo, Majestade! Já ouço o carrasco afiar a espada!” “Ele que espere”, declarou o rei. Shariar se deitou e logo dormiu profundamente. Despertou ao anoitecer e ordenou à esposa que concluísse o relato, mas não se deu por satisfeito. “Conte-me outra!”





Sherazade com sua voz melodiosa começou a contar histórias de aventuras de reis, de viagens fantásticas de heróis e de mistérios. Contava uma história após a outra, deixando o Sultão maravilhado.

Sem que Sheramin percebesse, as horas passaram e o sol nasceu. Sherazade interrompeu uma história na melhor parte e disse:
- Já é de manhã, meu senhor!

O rei interessado na história, deixou Sherazade no palácio para mais uma noite.

E assim Sherazade fez o mesmo naquela noite, contou-lhe mais histórias e deixou a última por terminar. Sempre alegre, ora contava um drama, ora contava uma aventura, às vezes um enigma, em outras uma história real.

Dessa forma se passaram dias, semanas, meses, anos. E coisas estranhas aconteceram. Sherazade engordou e de repente recuperou seu corpo esguio. Por duas vezes ela desapareceu durante várias noites e retornou sem dar explicação, e o rei tampouco lhe perguntou nada.

Certa manhã ela terminou uma história ao surgir do sol e falou: “Agora não tenho mais nada para lhe contar. Você percebeu que estamos casados há exatamente mil e uma noites?” Um ruído lhe chamou a atenção e, após uma breve pausa, ela prosseguiu; “Estão batendo na porta! Deve ser o carrasco. Finalmente você pode me mandar para a morte!”.

Quem entrou nos aposentos reais foi, porém, Duniazade, que ao longo daqueles anos se transformara numa linda jovem. Trazia dois gêmeos nos braços, e um bebê a acompanhava, engatinhando. “Meu amado esposo, antes de ordenar minha execução, você precisa conhecer meus filhos”, disse Sherazade. “Aliás, nossos filhos. Pois desde que nos casamos eu lhe dei três varões, mas você estava tão encantado com as minhas histórias que nem percebeu nada...” Só então Shariar constatou que sua amargura desaparecera. Olhando para as crianças, sentiu o amor lhe inundar o coração como um raio de luz. Contemplando a esposa, descobriu que jamais poderia matá-la, pois não conseguiria viver sem ela.

Assim, escreveu a seu irmão e lhe propondo que se casasse com Duniazade. O casamento se realizou numa dupla cerimônia, pois Shariar esposou Sherazade pela segunda vez, e os dois reis reinaram felizes até o fim de seus dias.

Podemos concluir por essa história contada por Sherazade que, "A liberdade se conquista com o exercício da criatividade."

Observação: Entre as histórias contadas por Sherazade ao Rei estavam "Aladim e a Lâmpada Maravilhosa", "Simbad, o Marujo" ,"Ali Babá e os Quarenta Ladrões" e muitas outras.
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2